Ubatuba em foco

Nada de novo no front ocidental

Sidney Borges
Alguns acontecimentos recentes me dão a impressão de que a eleição de outubro será um festival de baixarias. Apesar da Justiça Eleitoral estar atenta e atuante, o processo político local funciona na base de favores e denúncias. O povo perdido no festival de iniqüidades das metralhadoras giratórias dos candidatos não percebe o engodo, fica feliz com pouco, troca o voto por uma camiseta e trinta reais. E não consegue ver que a vida não vai melhorar, não há propostas. E principalmente, não há planejamento. Ôps, peço desculpas, falei um palavrão. Planejamento em Ubatuba é palavra de baixo calão e não deve ser proferida na frente de senhoras e crianças. Os candidatos não mostram disposição para o trabalho racional, planejado, o que seria desejável por contrariar o padrão ubatubense de ações isoladas, próprias de amadores. Sem o que dizer, candidatos e acólitos lançam pedras ao ar. A maioria vai precisar de curativos na cabeça, os mais providos buscarão auxílio em Caraguatatuba onde a Santa Casa está em situação melhor. Eu sempre pergunto aos postulantes ao trono como fazer diferente. Jamais me senti convencido pelas respostas. O panorama não é alentador, o que veremos daqui em diante serão dossiês em cima de dossiês. Um mais cabeludo do que o outro. Para resultar em nada, pois ganhe quem ganhar tudo vai continuar tristemente igual. Falta imaginação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião