Postagens

Mostrando postagens de Março 20, 2016

Dominique

Imagem

Opinião

De que lado você está?

Contardo Calligaris
1) Conversar se tornou difícil. Não porque podemos ter visões e convicções diferentes –ao contrário, as diferenças tornariam as discussões mais proveitosas.

O que faz com que conversar tenha se tornado difícil é que, em geral, nosso interlocutor só quer saber de que lado nós estamos?

As pessoas divergem, poderiam aproveitar sua discordância; mas a maioria só quer "descobrir", entender, inventar ou decidir (apressadamente) de que lado está o outro.

Em outras palavras, o intento do debate não é articular a complexidade dos fatos e das escolhas possíveis. Trata-se apenas de saber se você é "um dos nossos" ou não. Obviamente, quem não for "um dos nossos" é contra a gente.

Não tente dizer que você não está de lado algum. Ou melhor, tente, e isso será a prova esperada de que você é "contra a gente".

2) Nos primeiros anos do ginásio (começo dos anos 1960), a questão era: você é Sartre ou é Camus?

Os que eram Camus gos…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 26 / 03 / 2016

O Globo
"Governo já não vê como evitar debandada do PMDB"

Planalto teme que rompimento do maior aliado estimule saída de outros partidos

Após diretório fluminense anunciar que apoiará o fim da aliança na próxima terça-feira, ministros e assessores de Dilma já apelam para a negociação de cargos numa tentativa de conter rebelião

O iminente desembarque do PMDB do Rio deixou apreensivo o Planalto, que teme não conseguir conter a debandada de todo o partido. Um integrante do governo resumiu o rompimento como “gravíssimo, um sinal muito ruim”. A presidente Dilma e o ex-presidente Lula tentaram, sem sucesso, reverter a decisão do diretório fluminense. Em meio ao processo do impeachment, o Planalto apela até para negociar cargos diretamente com deputados.

Folha de S.Paulo
"Sabesp quer o fim dos descontos e da punição nas contas"

Bônus para quem economiza água e sobretaxa para quem consome demais podem acabar a partir de maio
A Sabesp pretende extinguir o bônus…

Avro PP-VDR - 1975

Imagem

Coluna do Celsinho

Sexta, Sábado e Domingo

Celso de Almeida Jr.

Os primeiros anos, foram em escola católica.

Lá no Jabaquara.

Grande IDP!!

Instituto Divina Pastora.

Deve ser por isso...

Ou, talvez, pelas ações da Madre Glória, saudosa, querida.

Quem mora em Ubatuba há muitas décadas sabe de quem estou falando.

Mulher doce, sensível, sempre inventando atividades culturais e recreativas para a garotada.

Pode ser, também, a lua cheia. 

O fato é que da Sexta-Feira da Paixão até o Domingo de Páscoa, normalmente, aumenta a minha introspecção.

Fico remoendo os meus conceitos de vida, os meus sentimentos.

Posso compreender...

Em nossa cultura, ter o Cristo como referência exige reflexão permanente.

Ainda mais nestes dias, quando lembramos mais intensamente do calvário, da morte e da ressurreição.

Curioso...

Desde moço, deixei de ser católico praticante.

Preferi o contato direto, apesar de compreender a importância que diferentes religiões têm para tantos amigos queridos.

O fato é que a mensagem do Cristo mexe comigo.

Assusto-me, c…

Dominique

Imagem

Opinião

De Nixon@pol para Dilma@gov

Elio Gaspari
Senhora,

Eu perdi a Presidência dos Estados Unidos em 1974 por causa da minha paranoia, de meia dúzia de áulicos que se julgavam deuses e da raça desprezível dos repórteres, mas quero lhe dizer que quem me fritou foi a Polícia Federal. É por isso que lhe escrevo: não se meta com ela.

Sei que naquele tempo a senhora estava no esplendor da juventude. Saída da cadeia, retomava sua vida torcendo pela minha desgraça. Vi quando a senhora, já sexagenária, tietou o marechal Giap durante sua visita ao Vietnã, em 2008. Aquele anãozinho era festejado como o gênio da guerra contra os Estados Unidos. Hoje nossos investimentos no Vietnã já ultrapassaram os US$ 11 bilhões e eles querem mais.

Eu me danei no escândalo conhecido como Watergate. Uns bestalhões ligados à Casa Branca quiseram grampear o escritório do Partido Democrata em Washington. Estavam atrás do caixa dois dos meus adversários e foram apanhados.

Criou-se a lenda de que foi a imprensa que me fritou. I…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 25 / 03 / 2016

O Globo
"PMDB do Rio decide romper com governo Dilma"

À mídia estrangeira, presidente diz que impeachment é ruptura democrática

O mais influente e símbolo da fidelidade à presidente Dilma, o PMDB do Rio decidiu romper com o governo. A decisão, comunicada ao vice Michel Temer, sinaliza a tendência da maior parte da legenda. Ontem, um dia após ministros do STF afirmarem que impeachment não é golpe e está previsto na Constituição, Dilma disse a jornais estrangeiros que seu impedimento seria a “ruptura da ordem democrática”. Dilma alegou que tirá-la do cargo deixaria cicatrizes duradouras para a democracia e que apelará, “com todos os modos legais disponíveis”, para não sair da Presidência.

Folha de S.Paulo
"Dilma retalia Temer e ala do PMDB dá sinal de debandada"

Presidente exonera aliado de vice; peemedebistas do Rio indicam saída

A presidente Dilma Rousseff decidiu demitir todos os assessores nomeados por peemedebistas que optarem por romper com o…

Dominique

Imagem

Opinião

Era o que faltava: Lula agora atribui o desemprego a Moro, juiz do petrolão

Josias de Souza
Preso há nove meses em Curitiba, condenado a 19 anos de cadeia e prestes a amargar novas sentenças, Marcelo Odebrecht revelou o desejo de alistar-se na infantaria dos delatores da Lava Jato. A força-tarefa do petrolão trata a novidade como rendição, não delação. Para obter benefícios judiciais, o príncipe regente da Odebrecht terá de dedurar até a sombra. A exposição das relações promíscuas da maior empreiteira do país com Lula é ponto de honra para os procuradores. Querem detalhes sobre as palestras, o tráfico de influência internacional, os repasse$ ao Instituto Lula, a reforma do sítio de Atibaia, tudo e mais um pouco.

O hálito quente dos executivos da Odebrecht na nuca de Lula aqueceu-lhe a placa do processador. Durante discurso para uma plateia de sindicalistas na noite desta quarta-feira, em São Paulo, o sábio da tribo do PT ofendeu o bom-senso. Responsabilizou o doutor Sérgio Moro pelo dese…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 24 / 03 / 2016

O Globo
"Moro deve enviar ao STF lista de doações a 200 políticos"

Planilha apreendida com executivo da Odebrecht envolve 24 partidos

Logo após divulgação do documento, juiz determinou sigilo sobre as informações e pediu parecer ao MP para enviá-lo ao Supremo. Procuradores negam haver acordo para delação premiada da empreiteira
Uma planilha com nomes de 200 políticos de 24 partidos, apreendida com executivo da Odebrecht, foi divulgada ontem nos autos do processo contra a empreiteira na Justiça Federal de Curitiba. Pouco depois, o juiz Sérgio Moro decretou o sigilo do documento. Os nomes, associados a apelidos e valores, indicam possíveis doações eleitorais entre 2012 e 2014, de R$ 55,1 milhões. A planilha não especifica se houve caixa 2 ou doação legal. Moro pediu parecer do MPF para enviar os dados ao STF, porque a maioria dos citados tem foro privilegiado. Procuradores da Lava-Jato negaram haver acordo para delação premiada da empreiteira.

Folha de S.…

Dominique

Imagem

Opinião

Bem-vindos a Israel

João Pereira Coutinho
Mais um dia na Europa, mais um atentado terrorista. Começa a ser rotina. Como se a Europa fosse agora um grande Israel.

Aliás, por falar em Israel, lembro uma conversa antiga com um jornalista inglês, que me dizia, com gélido cinismo: "Nunca entendi por que motivo as pessoas defendem Israel. O país é nossa salvação: enquanto as bombas forem para eles, nós estaremos seguros."

Difícil discordar —e os números não mentem. Quando Israel era o alvo preferencial do jihadismo suicida, a Europa vivia a sua ilusão de segurança.

Mas depois da "segunda intifada" (2000 - 2005), quando Israel tomou medidas drásticas (construção de barreiras, destruição de abrigos terroristas, assassinatos seletivos etc.), parece que o pessoal fanático começou a viajar para outras pastagens.

Turquia. França. Espanha. Escócia. Inglaterra. Suécia. Agora a Bélgica, com 31 mortos e 187 feridos (números provisórios). Eis as cidades que passaram a ocupar as primeiras…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 23 / 03 / 2016

O Globo
"Marcelo Odebrecht decide fazer delação"

Teori manda Moro enviar investigação sobre Lula para o STF

Anúncio de ‘colaboração definitiva’ da empreiteira ocorre horas depois de a 26ª fase da Lava-Jato revelar a existência de uma ‘diretoria de propina’ na empresa

Pressionados pela 26ª fase da Lava- Jato, que revelou a existência de uma “diretoria de propina” na Odebrecht, o ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht e todos os executivos presos decidiram fazer delação premiada. O acordo, porém, ainda depende das informações que eles prestarem. Em nota, a empresa disse ter optado por uma “colaboração definitiva”. O ministro Teori Zavascki determinou que o juiz Sérgio Moro, de Curitiba, envie ao STF as investigações sobre o ex-presidente Lula e decretou sigilo dos grampos que atingiram a presidente Dilma. Para Teori, é descabido o argumento de Moro de que havia interesse público na divulgação das conversas.

Folha de S.Paulo
"Odebrecht sofre de…

Dominique

Imagem

Opinião

O professor contra o juiz

Mario Sergio Conti
A sede histórica da Universidade Federal do Paraná fica num prédio neoclássico, no centro de Curitiba. Faltava pouco para as 21h de terça-feira passada, dia 15, quando o professor Sergio Moro cruzou as pesadas colunas do pórtico e subiu ao primeiro andar.

Deu ali uma aula luminar sobre a presunção de inocência. Falou por uma hora e meia a 65 estudantes do quarto ano da Faculdade de Direito, onde dá aulas duas vezes por semana. Denso e direto, foi interrompido apenas um par de vezes, por alunos com dúvidas técnicas.

Moro recenseou a presunção de inocência do século 13 até hoje. Na Idade Média, disse, os julgamentos eram informados tão-somente por duas categorias de provas, as "de deus" e as "carnais".

Na prova teológica, o acusado era obrigado a segurar uma barra de ferro incandescente por longos minutos. Sua mão era, em seguida, enfaixada. Depois de dias, retiravam-lhe o curativo. Caso a ferida tivesse cicatrizado, o acusado …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 22 / 03 / 2016

O Globo
"Governo já vê risco de derrota no impeachment"

Planalto teme estar no limite dos 172 votos para tentar barrar processo

Dilma e aliados contabilizam perda de apoio enquanto situação se agrava e ação contra a presidente avança na Câmara, que ontem realizou sessão usada para contar prazo para a defesa
Com a deterioração de sua base política, o governo refez as contas e estima que está hoje no limite dos 172 votos necessários para barrar o impeachment da presidente Dilma no plenário da Câmara. Há 15 dias, antes da divulgação da delação premiada do senador Delcídio Amaral, o Planalto contava ter de 240 a 250 votos. Para tentar reverter o quadro, Dilma pretende montar força-tarefa coordenada pelo ex-presidente Lula, liberado ou não para tomar posse como ministro.

Folha de S.Paulo
"Dilma já prepara ação no STF contra impeachment"

Para governo,o processo que tramita na Câmara não possui ‘base legal’

Com aumento do risco de derrota na Câmara, a pr…

Dominique

Imagem