Postagens

Mostrando postagens de Novembro 30, 2008
Imagem

Brasil

Sobre a crise

Sidney Borges
A crise de 29 marcou a vida brasileira. Minha avó me contou que os fazendeiros de café andavam feito loucos nas imediações da avenida Paulista. Espetáculo estranho. Homens de fraque e longas barbas exibindo cabeleiras desgrenhadas, olhos esgazeados e baba escorrendo dos cantos das bocas. No chão cartolas amassadas. Como contraponto o vendedor da "Fanfulla" apregoando o semanário em italiano. A crise de 29 deixou marcas comportamentais na massa urbana, na época massinha pois a maioria dos brasileiros estava no campo. Diferentemente dos americanos, que vivem endividados e aplicam na bolsa, o brasileiro tem por hábito a temperança. Quando sobra algum dinheirinho vai pra caderneta de poupança, garantida pelo Lula. Se alguém vai ter problemas com a crise certamente serão os grandes empresários. Apostaram na corrente da felicidade e não têm como pagar a conta. Para que não sofram existe o governo. Compromissos assumidos nas campanhas serão honrados. Quem …
Imagem

Fórmula 1

Mosley teme que Honda cause "efeito dominó" na F1

Por Alan Baldwin
LONDRES (Reuters) - A Honda pode gerar um efeito dominó, no qual várias outras montadoras deixariam a Fórmula 1, a não ser que os custos da categoria sejam reduzidos drasticamente, disse o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Max Mosley, nesta sexta-feira.

"Devo dizer que isso não era totalmente inesperado", disse o britânico a repórteres, depois que a Honda anunciou que está deixando a competição em meio à crise na economia global que causou uma queda nas vendas de carros e o fechamento de fábricas.

"Eu esperava que uma das grandes equipes saísse em algum momento porque, mesmo antes da situação atual, os custos estavam completamente fora de controle".

"E agora eu acho difícil imaginar como qualquer montadora pode ficar, a não ser que façamos reduções substanciais nos custos", acrescentou Mosley, em teleconferência.

As grandes montadoras de carro são donas, em parte …
Imagem

Verão

Agora sim Ubatuba

Leo Rocha
Há pouco mais de um ano, dia 22 de novembro do ano passado para ser mais preciso, escrevi um artigo o qual nomeei “E Ubatuba nada?”. Qual não foi minha surpresa nesta manhã, enquanto checava meus e-mails, em descobrir na minha caixa de entrada que Ubatuba terá uma ótima programação voltada para a juventude.

Serão mais de dez shows com grandes nomes da música brasileira como: NX Zero, Inimigos da HP, Jeito Moleque, Cesar Menotti & Fabiano, Exaltasamba, Fresno, Ana Carolina, entre outros.

Essa foi uma ótima iniciativa dos empresários do grupo 180 e do meu amigo Justo em parceria com a Prefeitura Municipal de Ubatuba, pois parte das bandas se apresentarão em Caraguatatuba e no dia seguinte virão para nossa amada cidade, assim baixando os custos e gerando um bom atrativo turístico para Ubatuba, além de uma boa opção de entretenimento para a juventude local.

Além do entretenimento e do turismo, os organizadores ainda se preocuparam com o social, prova disto é que…
Imagem

Crise

Cof, cof, cof.

Diogo Mainardi
Benjamin Steinbruch, dono da CSN, publicou na Folha de S.Paulo um artigo intitulado "Expectadores da recessão". Assim mesmo: "expectadores" com "xis". Tenho expectorado continuamente desde setembro, quando meu menorzinho me passou uma tosse. Posso não entender nada de recessão, mas me considero um especialista em matéria de expectoração. Por isso, o artigo de Benjamin Steinbruch me fez refletir profundamente. Dá para expectorar uma recessão? Interpretei da seguinte maneira: cada pneumococo é um keynesiano em potencial, com seus estratagemas para contaminar os organismos do estado e sufocar as vias respiratórias da economia. É isso?

Se entendi direito, Benjamin Steinbruch pertence ao partido dos pneumococos keynesianos. Cito um trecho de seu artigo: "Até a semana passada, pacotes para estimular investimentos e consumo num total de 3 trilhões de dólares já haviam sido anunciados por diferentes governos. No Brasil, o caminho é…
Imagem

Opinião

Por um País da mala branca

Mauro Chaves
Já que os valores morais da sociedade brasileira se encontram tão destroçados (pelo menos no momento), é preciso buscar novas formas de conter os distúrbios de nosso convívio humano e as ameaças à nossa já precária coesão social. E já que nossa sociedade se mostra tão avessa à punição pelo desrespeito à lei (pois a cada eleição perdoa tantos nas urnas), façamo-la, de vez, cumprir a lei apenas mediante incentivos.

Recente moda futebolística pode-nos apontar o caminho dessa transformação, que troca a sanção pelo estímulo e a punição pela perda de vantagem. É a chamada prática da "mala branca", pela qual um clube paga a outro para que este ganhe. É claro que isso nada tem que ver com o suborno da "mala preta" - a execrável compra de goleiros, zagueiros e outros de um time para que deixem a bola passar e percam o jogo.

A "mala branca", ao contrário, é um saudável incentivo para que os profissionais do esporte ajam corretam…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 06 / 12 / 2008

Folha de São Paulo
"EUA fecham 533 mil vagas em 1 mês"
A crise econômica eliminou 533 mil postos de trabalho nos Estados Unidos em novembro, elevando a taxa de desemprego de 6,5% para 6,7%, segundo informou o Departamento do Trabalho. É o maior corte de vagas em um mês no país desde 1974. Há hoje 10,3 milhões de desempregados nos EUA. Os dados de novembro, que registrou a 11º queda mensal consecutiva, ficaram muito acima da previsão de economistas, que estimam em 350 mil postos cortados.No mês, o setor de serviços respondeu por 70% dos empregos eliminados. Desde janeiro, mais de 1,9 milhão de vagas foram suprimidas, com maior aceleração nos últimos três meses. No início da semana, o Departamento Nacional de Pesquisa Econômica já anunciara que os EUA estão em recessão há um ano. O presidente George W. Bush defendeu cortes nos juros e afirmou que vai estender os prazos de pagamento do seguro-desemprego.

O Globo
"Congresso e governo criam gastos extras e…
Imagem

Coluna da Sexta-feira

Caminho inverso

Celso de Almeida Jr.
Gosto do Alexandre Nunes.
Eu o conheço muito antes de tornar-se Apóstolo.
Com seu irmão, Virgílio, vivi uma adolescência que deixou as melhores recordações.
O veterinário Alexandre, ao iniciar-se na evangelização, revelou uma extraordinária capacidade de agregar pessoas, despertando os mais puros sentimentos de generosidade em seus corações.
Soube agora que ele comandará uma escola, iniciando as atividades pela educação infantil. Estará caminhando por seara nova e, por isso, tenho a obrigação de alertá-lo.
Assisto, há trinta anos, a extraordinária luta de uma educadora que dedica a vida para uma empreitada dessa natureza. Prô Aninha, mãe querida, faz da educação um sacerdócio e não foram poucos os sacrifícios que a nossa família fez para manter o seu colégio funcionando.
Altíssimo é o custo operacional de uma escola, exigindo dedicação exclusiva daqueles que se comprometem a gerenciá-la.
Alexand…
Imagem

Opinião

O clima ainda em compasso de espera

Washington Novaes
Estas linhas são escritas ainda sob o impacto das notícias sobre o mais grave desastre climático em Santa Catarina, problemas da mesma ordem nos Estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro e com centenas de municípios do Nordeste em estado de emergência por causa da seca - no mesmo momento em que pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais, da Embrapa e da Fiocruz prevêem (Estado, 26/11) que as mudanças no clima nas próximas décadas podem agravar a situação no Semi-Árido, com perdas superiores a 60% nas áreas aptas para a agricultura em vários Estados. E tudo isso acontece no mesmo momento em que 192 países discutem em Poznan, na Polônia, caminhos para novo acordo que permita reduzir no mundo as emissões de gases que intensificam o efeito estufa.

Continua muito difícil. Mesmo dentro do bloco europeu, o mais favorável a compromissos obrigatórios de redução (pelo menos 20% até 2020), a própria Polônia, a Itália e alguns outr…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 05 / 12 / 2008

Folha de São Paulo
"Aprovação de Lula bate novo recorde"
Pesquisa DataFolha mostra que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva é considerado ótimo ou bom por 70% dos brasileiros, maior aprovação de um presidente desde 1990, no período da redemocratização. O recorde anterior era do próprio Lula, avaliado positivamente por 64% em setembro. A margem de erro do levantamento, feito entre os dias 25 e 28 de novembro, é de dois pontos percentuais A pesquisa revela que o presidente é aprovado pela maioria da população em todos os segmento socioeconômicos e regiões . Lula obtém avaliação positiva mais alta nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que reúnem alguns dos estados mais pobres do país: 81% dos nordestinos vêem sua gestão como ótima ou boa. De 0 a 10, a nota média atribuída ao governo também foi recorde : 7,6.

O Globo
"Dólar sobe 42% na crise e já ultrapassa R$ 2,50"
O dólar subiu ontem pelo sexto dia seguido em relação ao real e atingiu R…
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Parece ficção

O neandertal entre nós

Pedro Doria
O Parque dos Dinossauros é possível? De alguma forma, parece que sim. E o primeiro mamute vivo após 60.000 anos custaria algo como 10 milhões de dólares. O DNA do animal já foi seqüenciado. Seria teoricamente possível pegar o DNA de um elefante e modificá-lo artificialmente até que fique igual ao do animal extinto. Adaptar o ovo de um elefante para carregar e desenvolver tal código genético, embora difícil, não é impossível. (Ovo, não custa lembrar, não é aquilo que aves e répteis produzem; ovo é o nome da célula produzida pelo encontro de óvulo e espermatozóide.) Uma elefante africana poderia ceder seu útero à cria.
O mesmo processo é possível para o Homo neanderthalensis. Nosso primo mais próximo ainda não teve seu DNA seqüenciado, mas o trabalho está encaminhado. DNA neandertal poderia ser criado a partir do DNA humano, adaptado a um ovo humano e uma mulher cederia seu útero à cria. Uma alternativa seria fazer adaptação a partir do DNA de um chimpanz…

Pizzonia pizzou na bola

Crise

Dólar tem mais um dia de disparada e vai a R$ 2,53

Do Globo Online:
O dólar fecha na maior cotação do ano, a R$ 2,536, em alta de 2,46%.O dólar passou a operar volátil, mas a cotação voltou a bater R$ 2,51 a 15 minutos antes do fechamento dos negócios no mercado de câmbio depois de abrir em forte alta, chegando a ser cotado a R$ 2,50. No dia anterior, a cotação do dólar fechou com avanço de 3,46% a R$ 2,475, o maior patamar desde a maxidesvalorização do real em 1999. Segundo os analistas, a alta no preço da divisa reflete tanto a saída de recursos quanto especulação contra o real.
O mercado financeiro doméstico passou a operar sem tendência definida. Cautela e volatilidade voltam a dar o tom no dia. Às 15h38m (horário de Brasília), a Bolsa de Nova York ainda operava em queda, mas o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), subia 0,08, dando sinais de redução de ganhos. As principais bolsas européias fecharam em queda. O índice FTSE, da Bolsa de Londres, caiu …

Histórias brasileiras

Imagem
A chegada festiva do Graf Zeppelin no Brasil

Do site Pernambuco de A a Z:
O dirigível alemão, que media 235 metros de comprimento, chegou a uma velocidade espantosa para uma aeronave do seu porte: 110 quilômetros por hora. Sua missão era estabelecer o tempo que os dirigíveis levariam para se deslocar da Europa Central até o Brasil, a fim de determinar sua viabilidade econômica como transporte de cargas.
E, quando o "Graf Zeppelin" atracou no Recife, o sucesso foi comemorado: a travessia do Atlântico foi feita em tempo recorde (três dias) e a cidade, local do primeiro pouso, parou diante do espetáculo.
Tudo aconteceu numa quinta-feira, 22 de maio de 1930, ao mesmo tempo em que no Rio de Janeiro o Congresso Nacional proclamava eleito o presidente da República, Júlio Prestes. Mas os jornais de Pernambuco só estamparam em suas primeiras páginas um único assunto: a chegada do dirigível, ocorrida exatamente às 18h35m.
A recepção ao Zeppelin, que havia deixado a base de Friedrichshaven,…
Imagem
Os Zeppelins eram aeróstatas dirigíveis, de tipo rígido, e, entre 1904 e 1914, foram construídos na Alemanha 25 aparelhos de grande porte, o que deu àquele país a liderança mundial na tecnologia de aeronaves mais leves do que o ar.
O exército e a marinha alemães compraram alguns desses dirigíveis e os outros foram usados por empresas aéreas para transporte a longas distâncias. Dois ficaram mundialmente famosos: o "Hindenburg", concluído em 1936, e o "Graf Zeppelin", que fez a primeira viagem ao Brasil.
Os dirigíveis alemães eram considerados tão confortáveis quanto um transatlântico. Sua carcaça era de alumínio, em forma de cilindro, revestida interiormente de um tecido de seda envernizada, onde ficavam os camarotes da tripulação e as instalações para passageiros e cargas.
Suas dimensões variavam de acordo com a capacidade de transporte do aparelho que era cheio de bolsões de hidrogênio, altamente inflamável. O gás, menos denso que a atmosfera, permitia ao dirigível s…
Imagem

Natal chegando

Imagem
O cagão, uma bela tradição natalina Marcos Guterman A Catalunha, na Espanha, tem uma tradição curiosa para os tempos de Natal: a figura de “El Caganer”, ou “o cagão”. Como o nome nada sutil indica, é um bonequinho que defeca, relata a Der Spiegel. O enfeite, que remonta ao século 17, é colocado no presépio, próximo à cena do nascimento de Jesus – mas não tão perto que possa ofender sensibilidades cristãs. Para a “Associação dos Amigos do Cagão”, trata-se de uma maneira de adicionar o “elemento humano” à santidade do Natal.
O boneco original retrata um camponês com barrete vermelho. Com o tempo, celebridades de diversas épocas se tornaram “Cagões”. Acima, alguns exemplos divertidos.
Imagem

Ubatuba

Cuidar o presente

Corsino Aliste Mezquita
Sofremos ao tomar conhecimento de desastres naturais previsíveis e imprevisíveis. No Brasil já acostumamos a conviver com os previsíveis e a nada fazer para que se tornem imprevisíveis. É o que, técnicos climáticos, geólogos e especialistas em relevo, estão a criticar e, TODOS, lamentamos na catástrofe catarinense, em outras que ocorrem por todo o Brasil, se repetem ano a ano e poderiam ser totalmente evitadas ou minoradas. Para isso não faltam conhecimentos técnicos, avisos de geólogos, geógrafos, especialistas em clima e cientistas sociais. Faltam, sim, ouvidos aos administradores dos três níveis de governo, para ouvi-los, seguir suas orientações e tomar medidas preventivas, não permitindo a ocupação das áreas de risco, desmatamento e ocupação de encostas, margens de rios, várzeas de águas espraiadas e mantendo limpos leitos de rios, córregos e canais de águas pluviais. No outro extremo: removendo aqueles que já ocuparam essas áreas. Medidas s…
Imagem

Opinião

Como diria Creonte

Eugênio Bucci
Ontem, em audiência pública na Câmara dos Deputados, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, admoestou os que criticaram o empréstimo de R$ 2 bilhões que a Caixa Econômica Federal concedeu à Petrobrás. O dinheiro, conforme disse a ministra, serviu para o pagamento de Imposto de Renda, numa operação "normal". Quanto a isso, ela até pode ter razão. Embora não seja corriqueiro, o expediente não constitui propriamente um escândalo. Ao menos à primeira vista. Como demonstrou o jornalista Elio Gaspari, em sua coluna dominical, publicada no Globo e na Folha de S.Paulo, o montante não é nenhuma fortuna diante do porte da Petrobrás: "Se uma empresa que tem R$ 11 bilhões em caixa e gira em torno de R$ 4 bilhões por mês decide fazer um papagaio de R$ 2 bilhões, nada há de estranho nisso. Grosseiramente, é como se um cidadão que tem R$ 5.000 aplicados e ganha R$ 2.000 mensais resolve pedir ao banco um empréstimo de R$ 1.000." Diante de um…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 04 / 12 / 2008

Folha de São Paulo
"Para governo e indústria, desemprego vai crescer"
No mesmo dia em que a Vale anunciou a demissão de 1.300 funcionário em todo o mundo, o governo federal e a indústria fizeram previsões pessimistas para a economia no inicio de 2009. Conhecido pelo discurso otimista, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) prevê alta do desemprego no primeiro trimestre do ano que vem. Em entrevista a Julianna Sofia, ele disse que só a queda no juro atenuaria a crise. “O primeiro trimestre será brabo. Já estamos fazendo o que pode ser feito. Mas só a redução dos juros pode mudar o quadro, mais por efeito psicológico”, afirmou Lupi, para quem a criação recorde de vagas deste ano não se repetirá em 2009. A Abimaq, que reúne os fabricantes de máquinas e equipamentos, prevê uma "carnificina" no empregos depois das festas de fim de ano, segundo seu vice-presidente, Carlos Pastoriza. Em outubro, o nível de atividade do setor caiu 10,3%. As associação …
Imagem

Pensata vespertina

Vida longa e Nostradamus

Sidney Borges
No ano santo de 1940 a expectativa de vida do brasileiro era de 43 anos. Waal! É pouco. Nos dias atuais aumentou para 72 anos. Continuo achando pouco, mas percebo que com a longevidade houve um deslocamento do eixo da meia idade. As pessoas de 40 anos hoje são jovens, até as de 50 o são. A meia idade começa por volta dos 55 e a velhice nas imediações dos 70. Dentro de vinte anos os que hoje tem 40 serão adolescentes e a velhice vai começar apenas aos 85. A vida média aumentará para 95. Há quem diga que envelhecer é ruim, que perdemos a beleza física, a disposição e padecemos de inúmeros males decorrentes da passagem do tempo. Pode ser verdade, mas não me importo, quero envelhecer para experimentar. A Petrobras pediu um dinheirinho emprestado para pagar contas de curto prazo. Eu entendo o que houve. Deixar dinheiro parado é perder dinheiro, portanto os poucos reais que sobram devem ser aplicados. No caso da petroleira são muitos os reais que sobram,…

Acontece em São Paulo

Imagem

Brasil

A urna eletrônica e a fraude

Lucia Hippolito
A Subcomissão de Segurança do Voto Eletrônico promoveu ontem na Câmara dos Deputados, uma audiência pública. Mais uma vez, cientistas e professores, especialistas em informática mostraram que as urnas eletrônicas brasileiras são, sim, vulneráveis.
Mas o TSE resiste a qualquer auditoria ou teste.
(Anteontem, assistimos na TV a uma matéria mostrando a altíssima possibilidade de fraude nas eleições no município de Caxias, no Maranhão.)
Desde 2003 venho falando e escrevendo sobre o assunto.
A adoção das urnas eletrônicas no Brasil reduziu drasticamente as fraudes. Fraude eleitoral deixou de ser tema prioritário.
Mas ficamos sem um comprovante impresso, que pudesse ser utilizado em caso de necessidade de recontagem.
O vexame das eleições presidenciais americanas de 2000, quando não foi possível recontar muitas urnas na Flórida, só fez confirmar a necessidade de se ter um comprovante da eleição.
Uma lei foi aprovada às pressas, mandando que a Justiça Elei…
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Vida inteligente? Onde?

E eu com isso?

Por Carlos Brickmann em 2/12/2008
A Microsoft já está preparando o substituto do Windows Vista, que se chamará Windows 7. São algumas centenas de milhões de dólares – mais outras centenas de milhões na adaptação dos programas hoje existentes, nas novas licenças, nos novos processadores especialmente preparados para a nova tecnologia. E, ao que tudo indica, o novo Windows já sairá pronto para as telas sensíveis ao toque, iguais àquelas da Globo.
Então, gastos alguns bilhões de dólares, poderemos receber com muito mais estabilidade os sinais da Internet. Nada nos roubará notícias como estas:

1. Cindy Crawford caminha para manter a forma
2. Carolina Dieckmann exibe biquíni de oncinha durante gravação
3. Atriz vira pin-up nua em ensaio fotográfico
4. Camila Rodrigues faz as unhas em shopping do Rio
5. Com cinco metros, caveira gigante tem funções de sauna
6. Filha de Zezé Di Camargo diz que nunca beijou na frente do pai
7. Naomi Campbell toma sol de calcinha em Miami

Não, caro colega:…

Contemplando Biguás (Sem som)

Imagem

Ubatuba

Coincidências

Corsino Aliste Mezquita
Sem citar nomes ou detalhes registramos dúvidas sobre as urnas eletrônicas e a sintomatologia ocorrida em Ubatuba nas últimas eleições municipais. O fizemos em três pequenos artigos:
SEM NOMES E SEM DETALHES, (11-10-08);
URNAS INSEGURAS, (20-10-08);
SEGUNDO TURNO, (11-11-08).
Idênticas dúvidas, sintomas, estranhas coincidências e já com provas de fraudes, foram apresentadas, em três reportagens, os dias 24, 25, e 26 - 11 – 08, pela Rede Bandeirantes de TV. Impressionante o paralelismo entre o denunciado em Caxias (Maranhão) e as constatações e reclamos de eleitores de Ubatuba. Deve ter sido mera coincidência. Coincidência que, felizmente, pessoas supostamente ligadas à situação ubatubense, gostariam ver apuradas e esclarecidas. Não sabemos se esse desejo parte de pensar Ubatuba ao longo prazo ou de possuírem informações complementares pesando sobre sua consciência cidadã. Quaisquer seja a causa, é um bom desejo.
Em Caxias (MA) a Polícia Federal investigo…
Imagem

Coluna da Quarta-feira

Orçamento Participativo

Cinthia Sampaio Cristo
Na coluna da semana passada escrevi sobre a importância do Orçamento Municipal e o significado do mesmo para os cidadãos. Procurei reforçar a importância do acompanhamento do processo de elaboração e execução do mesmo, já que nele estão refletidas as prioridades da gestão. Como já disse outras vezes, vivo e trabalho em Diadema, município que procura conduzir suas gestões de maneira democrática e transparente. Tenho participado nestes últimos dois anos das plenárias do orçamento participativo e aproveito o momento para contar um pouco da história do Orçamento Participativo ou Orçamento Democrático. Trata-se de um instrumento de gestão com grande potencial democratizador e de fácil implantação. Fica a sugestão e um breve histórico.

Desde a vinda da família real ao Brasil, em 1808, se teve início o processo de organização das finanças públicas, ou seja, se começou a falar em orçamento. As experiências de gestão pública em que a participação po…
Imagem

Opinião

Para que serve essa TV?

Editorial do Estadão
Depois de um ano de funcionamento e ao volumoso custo inicial de R$ 350 milhões - arcado inteiramente com dinheiro do contribuinte -, a TV Brasil atinge menos de 1% da audiência do País e apenas 52 dos 5.564 municípios brasileiros. A esse valor inicial deve somar-se outro igual em 2009, acrescido de cerca de R$ 20 milhões de patrocínios e prováveis R$ 80 milhões da Contribuição para a Comunicação Social, deduzida do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel), a ser regulamentado. Na TV Brasil trabalham 250 dos 1.440 funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). E, apesar do investimento de R$ 100 milhões só em equipamentos e de a presidente da EBC, jornalista Tereza Cruvinel, ter dito que "não gosta da palavra traço", é com audiência traço - isto é, que não atinge nem 1 ponto de audiência - que sua TV já se acostumou a operar, tais como as muitas TVs comunitárias espalhadas pelo País (que têm a vantagem, em relação à…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 03 / 12 / 2008

Folha de São Paulo
"Juiz condena Dantas por corrupção"
O juiz Fausto De Sanctis, da 6º Vara Criminal Federal de São Paulo, condenou o banqueiro Daniel Dantas, dono do Oppotunitty, a dez anos de prisão em regime fechado e ao pagamento de R$ 13,42 milhões a título de “multa e reparação” por corrupção ativa. O banqueiro pode recorrer em liberdade. A prisão e a perda definitiva do valor só ocorrerão depois de as cortes superiores (Tribunal Regional Federal, Supremo Tribunal Federal) confirmaram a sentença. Não existe prazo para essa conclusão.
Dantas é acusado de tentar subornar um policial para que excluísse seu nome de uma investigação. O juiz condenou também o ex-presidente da Brasil Telecom Humberto Braz e o professor Hugo Chicaroni, interlocutores do banqueiro, a sete anos de prisão cada um. Em carta, o advogado de Dantas, Nélio Machado disse que a sentença é “absolutamente nula”: Não houve o crime, a defesa foi cerceada,as provas são fraudadas e o …

How to start a DC-3

Coluna da Terça-feira

Mais discussão, mais ação e abaixo à omissão

Mauricio Moromizato
Sei que esta coluna está atrasada no horário, mas é que intencionalmente deixei para escrevê-la em viagem. Estou a escrever direto de Santarém, no Pará, nesse meu retorno a minhas atividades profissionais. Trabalho aqui desde 1997, como profissional liberal que sou, por conta e risco. Aqui cheguei numa proposta para exercer minha atividade – a ortodontia- numa época de escassez de profissionais e por isso aqui ganhei um dinheiro bem ganho;muito trabalhado, mas em quantidade que nunca havia ganhado aí no Sul. Após a campanha eleitoral, retorno para iniciar minha despedida dessa empreitada. Está se fechando um ciclo na minha vida.
Quando comecei, só havia a Varig voando para cá, junto com a Nordeste aviação, sua subsidiária regional. A TAM engatinhava e a Gol nem existia. Faltava muita coisa numa região muito rica, que saía do ciclo do garimpo para entrar no ciclo da madeira e da agricultura, junto com um início de desenvol…
Imagem

Vidas

Reencadernação

Atribuído a Woody Allen
Na minha próxima vida quero vivê-la de trás pra frente. Começar morto para despachar logo esse assunto. Depois acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a aposentadoria e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar por 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo, e depois estar pronto para o secundário e para o primário, antes de virar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí viro um bebê inocente até nascer. Por fim, passo 9 meses flutuando num spa de luxo com aquecimento central, serviço de quarto a disposição e espaço maior dia a dia, e depois - Voilà! - desapareço num orgasmo. (Enviado por Ronaldo Dias)

Merenda

Imagem
Prefeito afastado de Sapucaia recorre de decisão da Justiça

Marcelo Machado (foto) é investigado no caso da merenda - Sapucaia do Sul

O prefeito afastado de Sapucaia do Sul, Marcelo Machado (PMDB), recorreu nesta segunda-feira (1º) da decisão da Justiça Federal. O vice-prefeito, Gilberto Alves, e o secretário da educação do município, Flávio Vargas Fialho, também recorreram da decisão que determinou o afastamento deles dos cargos.
O Ministério Público Federal (MPF) havia ajuizado ação civil pública por improbidade administrativa contra 22 pessoas e empresas suspeitas de fraude na compra de merenda escolar pela prefeitura de Sapucaia do Sul.
Além dos três, também são alvo da ação a primeira-dama Ivete Beatriz Martins Braz da Rocha e sócios das empresas paulistas SP Alimentação e Verdurama, que venceram contratos para o fornecimento da merenda, e da Gourmaitre, que teria dado cobertura ao esquema. (Correio de Notícias Online)
Imagem

Opinião

Empreguismo estatal

Editorial do Estadão
Contratar pessoal foi uma das atividades principais das empresas controladas pelo governo federal entre 2003, primeiro ano do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e 2007. Nesse período, o número de funcionários das companhias federais aumentou 15,2%, de 381.911 para 439.802. No setor financeiro, o aumento ficou um pouco abaixo da média, com expansão de 14,6%. No setor produtivo, o quadro aumentou 15,5% e o número de empregados chegou a 267.464 no ano passado, segundo publicação do Ministério do Planejamento.

A expansão do emprego no setor estatal tem sido justificada, em parte, como conseqüência da substituição de pessoal terceirizado e como reflexo do crescimento econômico. Essa explicação, oferecida por funcionários do governo, está longe de ser convincente, até porque o quadro de funcionários cresceu de forma generalizada, mesmo em empresas com prejuízo, como a Manaus Energia, a Eletronorte e as Centrais Elétricas da Amazônia. O cas…