Postagens

Mostrando postagens de 2010

31 / 12 / 2010

Imagem
Último dia!
Sidney Borges O ano acabou. O governo Lula acabou. Brindo a isso! Que venha o novo, alegria do povo!
Twitter

Acredite se quiser

Mutações

Sidney Borges
Leio na internet que um ladrão procurado pela polícia disfarçou-se de mulher e acabou preso. Aconteceu em Minas Gerais. Ao tomar conhecimento do fato a reportagem do Ubatuba Víbora (blog investigativo, insinuante) apurou, de fontes fidedignas, que ele tentou repetir o feito da mãe, que antes de ser mulher também era ladrão. Depois de um assalto travestido, Zelão gostou da aparência, continuou mulher, casou-se, teve três filhos e, hoje, viúva, mantém um abrigo para gatos abandonados. Ninguém imagina que a simpática Dona Zélia é, na verdade, o temido Zelão, ladrão, arrombador e vigarista.

Twitter

Em que anos estamos mesmo?

Imagem

Ramalhete de "causos"

O buraco do negro

José Ronaldo dos Santos
A cada passagem de ano me recordo do que eu contarei a seguir. É triste, mas creio que deve ser rememorado, pois pode servir como oportunidade de revisão de vida, sobretudo quando estamos aguardando outro ano com muitas chances para importantes acertos em busca da felicidade.

“Eu conheci muita gente que era escrava”. Com essa frase, a minha avó Martinha, a minha contadora de causos favorita, da praia do Pulso, me contou da escravidão na região sul do município. Quando eu perguntei ironicamente se eles –os escravos - sofriam muito, a vovó ergueu a voz:

“É claro que eles sofriam! Tinham que trabalhar em qualquer condição: quer o céu virasse água, quer o sol esturricasse. De vez em quando apanhavam por nada ou pouca coisa. Dormiam bem dizer no chão, em esteiras puídas, cheia de pulgas, carrapatos e outros bichos. Sofriam demais! Os mais velhos contavam de situações de partos das negras em aceiros de roçados, na Caçandoca, onde as crianças já viam a c…

Oi

Imagem

Coluna do Celsinho

Em frente...

Celso de Almeida Jr.
Não se trata de rejeitar as iniciativas de nosso prefeito e sua equipe.
Desejo sucesso em seus projetos.
Não há porque torcer para dar errado.
Aliás - tenho certeza - não é este o desejo de todas as vozes críticas da cidade.
O problema central é que nenhum de nós, incluindo as autoridades, detém a verdade absoluta.
A questão é que aqueles que exercem o poder precisam aprender a admitir quando as coisas não vão bem.
Essa franqueza permitiria que novas vozes contribuíssem com suas ideias, sugestões, contatos e outras propostas.
Assim, continuo com minhas observações na esperança de que o grupo que cerca o prefeito consiga sensibilizá-lo para as causas maiores; evitando desgastes e confrontos improdutivos.
Esta é, também, uma tarefa importante para nossos vereadores.
Eles são as mais legítimas vozes da sociedade organizada.
Também têm a força do voto e a autoridade necessária para a correção de rumo.
Vamos lá...
Não tenho absolutamente nada contra projetos como o Supe…
Imagem
Clique aqui e saiba mais Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Manchetes do dia

Balanço final

O Estado de S.Paulo - Editorial
A era Lula - que pode, ou não, ter chegado ao fim neste 31 de dezembro - foi um período único na história da República. À parte as razões mais óbvias disso, a começar da singular trajetória do presidente e de sua excepcional aptidão para se fazer idolatrado pela maioria dos brasileiros, o ciclo de oito anos que se encerra formalmente hoje se distingue por entrelaçar o melhor e o pior que um governante eleito pelo voto popular já proporcionou ao País.

Esse entrelaçamento é o que desaconselha julgar a presidência Lula de um modo esquemático. Dela já se disse, por exemplo, que o seu lado bom não é novo e o seu lado novo não é bom. O jogo de palavras antepõe duas coisas sabidas. De um lado, o que sem dúvida foi a decisão crucial do presidente de preservar, quando não aprofundar, as linhas mestras da política macroeconômica implantada pelo seu antecessor Fernando Henrique Cardoso. De outro, a política nefasta, em escala sem precedentes, de subordi…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 31 / 12 / 2010

Folha de São Paulo
"Sob Lula, Bolsa tem ganho real de quase 300%"

Com exceção do dólar caderneta de poupança foi a pior aplicação, com rendimento de 21,6% em oito anos

Nos últimos oito anos, a Bolsa teve ganho real de 295% no Ibovespa, permitindo a 210 empresas captarem R$ 352,6 bilhões com venda de ações. A Bolsa superou até a renda fixa, que acompanha nos juros da dívida pública brasileira, os mais altos do mundo. A valorização da Bolsa, porém, se deve mais ao resultado de uma conjuntura global com excesso de capital e valorização de commodities – várias exportadas pelo Brasil – do que a um esforço do governo Lula para fomentar os negócios no mercado de capitais.

O Estado de São Paulo
"Lula contraria centrais e fixa novo mínimo em R$ 540"

Líderes sindicais com presença no Congresso prometem pressionar Dilma por salário de R$ 580

O salário mínimo de 2010 será de R$ 540, apesar da pressão das centrais sindicais por R$ 580. O presidente Lula já a…

Em 2011, que venha...

Imagem

Se a moda pega...

Inspetor de corrupção na China é executado por receber R$ 8 milhões em propina

DA ASSOCIATED PRESS, EM PEQUIM
Uma ex-autoridade chinesa cuja função era investigar corrupção foi executada por aceitar quase R$ 8 milhões em propina.

A agência de notícias estatal Xinhua informa que Zeng Jinchun foi morto com um tiro nesta quinta-feira.

Ele era o mais alto inspetor do governista Partido Comunista na cidade de Chenzhou, na província central de Hunan.

A notícia afirma que Zenga foi considerado culpado de aceitar 31 milhões de yuans (cerca de R$ 7,8 milhões) em propinas em troca da distribuição de contratos de mineração e de promoções de cargo por mais de uma década, até 2006.

A corrupção é condenada até com pena de morte na China.

A execução desta quinta-feira vem um dia após representantes do Partido Comunista em Pequim terem novamente prometido ações enérgicas contra o suborno, um dos principais problemas em todo o país.

Nota do Editor - No Brasil medidas drásticas como essa não colariam. Nem pode…

Astros e Estrelas

Imagem
R. Corradi (Isaac Newton Group), D. R. Gonçalves (Instituto de Astrofísica das Canárias)
Nebulosa Planetária
Sidney Borges
Por incrível que possa parecer aos olhos de quem observa o firmamento e contempla estrelas que guiaram navegadores vikings, fenícios e, mais recentemente, genoveses e portugueses, essas cintilantes luzes noturnas que parecem infinitas têm um ciclo de existência parecido com o dos humanos. Nascem, passam pela infância, atingem a maioridade, chegam à velhice e morrem.

O espetáculo que vemos na foto foi produzido na última etapa da vida de uma estrela semelhante ao Sol. Assim como acontece com os homens que no final da jornada já não têm energia para feitos atléticos, as estrelas anciãs vergam-se ao próprio peso. As reações nucleares de fusão que por milhares de anos equilibraram a gravidade, diminuem, já quase não há combustível para queimar.

A temperatura sobe, o Hélio que um dia foi Hidrogênio vira Carbono. A estrela sem estabilidade cresce, transformando-se em Gigante…

Ano revolucionário...

Imagem

Mundo

Hungria

Anne Applebaum-New York Times – UOL, 29
Nos últimos meses, a Hungria deu à Europa outro exemplo de quão frágil pode ser a democracia. Nesta semana, estou escrevendo sobre o resultado das eleições na Hungria. A Hungria é membro da Otan e da União Europeia, um país com partidos políticos ativos e um histórico de 20 anos de eleições livres. Em todos os sentidos que de fato importam, a transição da Hungria do comunismo para a democracia tem sido um sucesso absoluto.

Contudo, nos últimos meses, a Hungria deu à Europa outro exemplo de quão frágil pode ser a democracia– mesmo em um lugar onde ela funciona. A Hungria agora está amaldiçoada com um líder que é popular demais e que tem uma maioria ampla demais – e pode mudar as leis para se manter no poder sem nenhuma violência. De fato, quando os autores da Constituição dos Estados Unidos se preocuparam com a “tirania da maioria”, eles poderiam ter em mente Viktor Orbán, o primeiro-ministro húngaro.

Seu partido o Fidesz, controla dois terço…

Tudo bem?

Imagem

Reminiscências

Lula sem censura

Retrospectiva 2010 - No tempo do 3º mandato - 25/8/2010

Do Blog do Noblat
Do alto de sua gigantesca aprovação e a essa altura convencido de que fez seu sucessor, Lula permite-se o luxo de dizer qualquer coisa que lhe venha a cabeça. Nada tem a perder. E nada perde com o que diz.

Esta tarde, por exemplo, ao sancionar a lei que amplia os poderes do Ministério da Defesa, ele disse em tom de brincadeira que poderia ter sido enviada ao Congresso "uma emendinha" à Constituição garantindo-lhe mais alguns anos no cargo.

A brincadeira traiu um sonho que ele de fato alimentou.

Antes de se decidir por Dilma, Lula sondou vários amigos sobre a hipótese do terceiro mandato consecutivo - entre eles os governadores Jaques Wagner, da Bahia, Eduardo Campos, de Pernambuco, e Paulo Hartung, do Espírito Santo. E se aborreceu com alguns deles que se opuseram à idéia.

Entre correr o risco de jogar fora parte de sua popularidade travando a batalha do terceiro mandato ou de conservá-la par…
Imagem
Clique aqui e saiba mais Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Ganhos e perdas da era Lula

O Estado de S.Paulo - Editorial
O Brasil viveu uma longa fase de prosperidade nos dois mandatos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A economia cresceu e 30 milhões de pessoas entraram no mercado de consumo, graças à elevação dos salários e aos programas de transferência de renda. Mas esse governo foi também um tempo de oportunidades perdidas. A pauta de reformas ficou paralisada. Isso explica em boa parte a permanência do País no grupo dos menos competitivos e a preocupante erosão de suas contas externas. É necessário, num balanço econômico dos dois mandatos, levar em conta esses dois lados da história.

A produção brasileira cresceu 36,8% durante o governo Lula, admitindo-se uma expansão de 7,5% em 2010. O ritmo anual médio de crescimento foi 4%, o dobro do registrado nas duas décadas anteriores.

Entre 2003 e 2010 a economia brasileira passou da 12.ª para a 8.ª posição entre as maiores do mundo, com um Produto Interno Bruto (PIB) estimado para este ano em …
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 30 / 12 / 2010

Folha de São Paulo
"Petrobras anuncia reserva recorde e a batiza de Lula"

Com 8,3 bilhões de barris, campo agrega o equivalente a mais da metade do petróleo que o país tinha

A Petrobrás anunciou que a área de Tupi, descoberta do pré-sal que mudou os rumos da exploração de petróleo no país, tem 6,5 bilhões de barris de óleo e gás para exploração comercial. Somando a área anexa de Iracema, as reservas chegam a 8,3 bilhões de barris, mais da metade do que o Brasil possuía (14 bilhões). A Petrobras rebatizou Tupi como Lula e passará a chamar a área de campo. Segundo a estatal, após a declaração de comercialidade, campos no mar ganham nome de espécie marinha. O presidente Lula agradeceu pela homenagem, mas disse: “Não é meu nome, é o nome de um crustáceo” (na verdade, a lula é molusco). Lula se antecipou a Dilma Rousseff e anunciou que José Sérgio Gabrielli ficará na chefia da Petrobrás.

O Estado de São Paulo
"BNDES libera R$ 6,1 bi para Angra 3"

F…

Mundo

Imagem
Clique para ampliar
Vida dura
Sidney Borges O que fazer? E mais, como fazer? Deve estar passando pelas cabeças dos policiais que contemplam a estátua viva. Enquanto elaboram um plano, falam no radio: - O elemento, digo a elemento, está desnuda apresentando risco à integridade moral da sociedade. Posso usar o plano 21? - Não, choque de jeito nenhum, nem gás. Aguarde reforços, a SWAT está a caminho, câmbio. - Câmbio. Positivo. Mensagem copiada. - Aqui do lado tem um hidrante, posso jogar água? - Espere a SWAT, estão levando um padre, um pai de santo, uma astróloga e um psiquiatra. Se não funcionar use o hidrante. - Positivo...
Twitter
Imagem
Clique aqui e saiba mais Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O ajuste chinês e o Brasil

O Estado de S.Paulo - Editorial
O governo da China, principal destino das exportações brasileiras, decidiu frear o crescimento econômico para conter a alta do custo de vida. Se o plano der certo, a inflação dos alimentos e de outros produtos básicos poderá arrefecer em 2011 no mercado internacional. Isso contribuirá para a contenção dos preços também no Brasil, facilitando o trabalho do novo governo. Mas em contrapartida prejudicará a receita comercial brasileira e tornará mais complicado o ajuste das contas externas. Economistas do setor financeiro e de consultorias independentes projetam para o próximo ano um déficit em conta corrente de US$ 69 bilhões, segundo a pesquisa Focus do Banco Central (BC). A deterioração do balanço de pagamentos só não tem sido maior graças às boas cotações das commodities.

As autoridades chinesas vêm apertando a política monetária há vários meses para frear a inflação. Não tiveram sucesso até a semana passada. Em novembro os preço…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 29 / 12 / 2010

Folha de São Paulo
"Governo quer atrair teles a parceria na banda larga"

Para que Telebrás divida comando, novo ministro quer preço ‘razoável’ para serviço de ‘boa qualidade’

O futuro ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que o governo proporá às operadoras de telecomunicações que dividam com a Telebrás o comando do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga), relatam Valdo Cruz e Julio Wiziack. Para isso, as operadoras terão de apresentar proposta com preço “razoável” e serviço de “boa qualidade”. Bernardo se reuniu com executivos das teles, que se comprometeram a retirar ações questionando a forma de atuação da Telebrás. Ontem, Bernardo tratou do assunto com a presidente eleita, Dilma Rousseff. Segundo ele, caso as teles apresentem ao governo uma proposta convincente, a ideia é manter a Telebrás operando em parceria com o setor, sem exclusividade. O PNBL prevê a cobertura de 68% dos domicílios com internet até 2014. O governo havia anunciado R$…

Inseto

Imagem

Política

Coisas públicas

Do blog de Daniel Piza
Uma das coisas curiosas nesses oito anos de governo Lula foi a ginástica verbal que aqueles que se dizem "de esquerda", que durante duas décadas sonharam com a chegada da classe operária ao Planalto, fazem para justificar os elogios a um tipo de gestão que tanto condenavam.

Lula manteve o modelo econômico do antecessor, que antes classificava erroneamente de "neoliberal", em todos os aspectos: meta de inflação, câmbio livre, reservas financeiras, estímulos ao consumo, juros relativos entre os maiores do mundo, busca de graus melhores nas agências de risco; nenhuma privatização cancelada ou sequer investigada, e até alguns bancos estatais vendidos.

Estatizações? Poucas. Reforma agrária? Longe disso. Protecionismo maior? Não, mesmo com aumento do déficit externo. Transferência de renda? Os ricos nunca estiveram tão ricos.

Leia mais em Coisas públicas

Twitter
Imagem
Clique aqui e saiba mais Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Quanto custa o BNDES

O Estado de S.Paulo - Editorial
Embora poucos deles saibam, os contribuintes sustentam um programa de crédito subsidiado cujos critérios de concessão são misteriosos, e que lhes custa até R$ 21 bilhões por ano, 38% mais do que o governo gasta com o Bolsa-Família, que vem ajudando a mitigar a pobreza no País. Trata-se dos financiamentos do BNDES com juros subsidiados pelo Tesouro Nacional, cujo total pode chegar a R$ 296 bilhões em 2011.

É a diretoria do BNDES que, sem consultar outras instâncias do governo, decide para quem, quanto, em que condições e com que garantias emprestará o dinheiro. Suas escolhas podem não corresponder ao interesse do País - mas, quaisquer que elas sejam, o contribuinte é chamado a pagar sua parte.

O cálculo do valor pago pelos contribuintes foi feito pelo pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Mansueto Almeida. De 2008 a 2010, o BNDES recebeu R$ 236 bilhões em repasses do Tesouro para financiar investimentos de empres…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 28 / 12 / 2010

Folha de São Paulo
"Planalto pulveriza sua propaganda em 8.094 veículos"

Nos oito anos da gestão petista, o número de contemplados com verbas subiu 1.522%; gasto foi de R$ 2,3 bilhões por ano

Em oito anos de mandato, o presidente Lula elevou de 499 para 8.094 o número de órgãos de comunicação que recebem verbas publicitárias do governo federal. A alta, de 1.522%, beneficiou veículos espalhados por 2.733 municípios; em 2003, eram 182 cidades. Os dados incluem jornais, revistas, rádios, TVs e “outros”, categoria que inclui sites e blogs e saltou de 11 para 2.512 veículos no mesmo período. Por ano, o petista gastou R$ 2,310 bilhões com propaganda, média semelhante à do tucano Fernando Henrique Cardoso. Lula, que pulverizou sua verba publicitária por mais veículos, avançou na transparência em relação à gestão FHC – a estatística não existia até 2003. Ainda assim, não se sabe quais veículos recebem verbas de publicidade estatal nem quanto cada um ganha.

O E…

China

Imagem
Beijing, 1981

Ramalhete de "causos"

“Foi quando sobrou até para as bananeiras”

José Ronaldo dos Santos
Depois do texto anterior, que tratou de um exemplo de vegetarianismo primitivo entre os caiçaras, recebi um telefonema da colega Fátima me recomendando a aproveitar, já que estava na região (Esporão do Tapiá), para contar aos leitores o causo da Praia do Amor. Agradeço pela sugestão. Ei-lo:

Logo após a praia da Maria Godói fica a praia da Xandra, também conhecida como praia do Amor, que é uma denominação antiga, perdida no tempo. Vários caiçaras do entorno me contaram o causo, mas a versão que prefiro multiplicar é a que escutei do velho Sabá, da praia da Enseada.

Sabá adorava uma prosa; sabia contar e adorava escutar. Deste modo ele abordou a história da Xandra:

“Pois bem, Zezinho: a praia da Xandra você conhece; nós conhecemos. Mas a Xandra nem eu conheci. Nem mesmo o meu pai a conheceu porque ela se perde no tempo da meninice do meu avô, irmão mais velho da tia Dorcelina; gente das Toninhas, de quando ainda se vivia em e…
Imagem

Coluna do Rui Grilo

Pelo 2º ano, Brasil lidera ranking de combate à fome

Rui Grilo
Apenas essa manchete seria motivo suficiente para considerar que este foi um ano muito bom. E a felicidade seria plena se não víssemos mais nenhum ser humano puxando carroça de sucata ou pedindo esmola para matar a fome.

Também seríamos mais motivos para comemorar se o nosso lixo não fosse mais levado para Tremembé, a um custo tão alto que o preço que todos nós pagamos é ver a cidade completamente abandonada. Se os nossos atletas tivessem incentivo e apoio para disputar provas em outros municípios e não precisassem se mudar daqui para continuar sua carreira.

Também nos sentimos impotentes perante um Estado que ainda não é capaz de fazer uma contagem de tempo de serviço e garantir a aposentadoria para quem merece, mas que é rápido para cobrar impostos e multas. Fica a sensação de que quando esse direito for publicado no Diário Oficial já não haverá mais tempo para desfrutá-lo.

Mas para quem viveu a tragédia de ver o governo de J…
Imagem
Clique aqui e saiba mais Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Mordaça na internet

O Estado de S.Paulo - Editorial
A Venezuela acaba de ingressar no que se poderia chamar G-X, o grupo de regimes autoritários ou ditaduras escancaradas que tentam censurar aquele que, por sua própria estrutura, é o mais arisco dos meios de comunicação - a internet. Nas pegadas da China, Irã e Cuba, a Assembleia Nacional venezuelana aprovou a extensão à mídia eletrônica da restritiva Lei de Responsabilidade Social em Rádio e Televisão, implantada por Hugo Chávez em 2004.

No ano seguinte, a oposição boicotou as eleições legislativas em protesto contra o rolo compressor do governo. Foi um grave equívoco. O Parlamento que se formou em seguida - e cujo mandato se encerra em 4 de janeiro próximo - é um apêndice do chavismo, com um ou outro dissidente. Essa Assembleia de cartolina foi há pouco acionada pelo caudilho para desidratar a que a sucederá. Na nova legislatura, o bloco oposicionista ocupará 65 das 165 cadeiras, o suficiente para privar o autocrata da maioria qualific…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 27 / 12 / 2010

Folha de São Paulo
"Nova ministra diz que mulher não é obrigada a ter filho"

Futura secretária da Mulher do governo Dilma afirma que essa é sua visão e que cabe ao Congresso definir políticas públicas

A futura ministra da Secretaria de Políticas para as mulheres, Iriny Lopes, 54, defendeu em entrevista a Johanna Nublat o respeito à decisão das mulheres sobre aborto. “Não vejo como obrigar alguém a ter um filho que ela não se sente em condições de ter.” Ela frisa que é posição pessoal e diz que cabe ao Congresso decidir sobre políticas públicas. O aborto foi um dos temas centrais da campanha presidencial. A então candidata Dilma Rousseff, que defendera o direito de escolha pela mulher, adotou posição mais cautelosa para agradar a católicos e evangélicos. A nova ministra é militante dos direitos da mulher e defendeu a descriminalização do aborto no 3º Congresso do PT, três anos atrás. Para Lopes, o governo precisa cumprir a legislação, que prevê o abo…

China

Imagem
Guangxi, 1988

Coluna do Mirisola

A parada gay e a marcha evangélica

“Sempre estive do lado das minorias, até que elas viravam maioria, e me acusavam de estar do outro lado. Sempre assim. Logo eu, o defensor das empregadinhas e das mulatas, fui acusado de racista”

Marcelo Mirisola*
Algumas crônicas publicadas aqui no Congresso em Foco me deram subsídios para escrever Charque, meu novo romance que será publicado pela editora Barcarolla em 2011.

Os mais ardorosos castos e os depravados mais ululantes decerto devem ter na lembrança a aproximação que fiz entre a parada gay e a marcha evangélica. Nem precisaria dizer, mas o que segue é o que eu penso, só que agora em forma de ficção. Virou ficção, virou Charque:

****

Um trecho, capítulo 18:

(...) porque perdi a aventura e aquilo que Ednardo, Amelinha & Belchior chamariam de sal da vida. Fui me esvaziando, e isso aos poucos se refletiu na frequência da minha quitinete de marfim, na vida das pessoas que trocaram os paralelepípedos pela purpurina e o sangue derramado por k-suco …

Vida

Imagem
Idade da razão
Sidney Borges
Maurice Chevalier respondeu assim quando lhe pediram para fazer considerações sobre sua idade avançada. "A velhice não é tão ruim quando você considera as alternativas: "Enrijecimento das articulações, enfraquecimento dos músculos, visão fraca, turvação da memória e o desprezo do mundo moderno para o velho".
De fato, não é agradável perceber que a vida caminha para o desfecho que todos temem, embora alguns finjam que não. O momento não é para discutir a escuridão, vamos falar do crepúsculo cuja beleza é insofismável.
No futuro a humanidade vai ter a vida prolongada, quem sabe nossos descendentes fiquem na Terra e nas colônias interplanetárias por duzentos ou trezentos anos antes de esticar as canelas. Ou talvez nunca estiquem, a vida será eterna, sempre com a aparência dos 27.
Vai ser uma época boa para viver. Pena que tenhamos chegado antes, ainda que no tempo dos antibióticos que nos pouparam das infecções primárias que matavam gente do povo e…