Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 31, 2010

Dinheiro

Oscilações

Sidney Borges
A bolsa tá caindo e o dólar subindo. Culpa da quebra de quatro países, Grécia, Portugal, Irlanda e Espanha, onde tudo parecia ir bem. Parecia, mas não ia. Dizem que Grécia e Irlanda não têm mais salvação, estão literalmente na banca rota. Não aposte, dizem tantas coisas por aí. É notável o peso dos humores estrangeiros no desempenho do mercado financeiro. Demasiado. Um dia a casa pode cair. Tomara que não aconteça...

Twitter

Calor

Imagem
Está quente, mesmo assim vamos em frente

Sidney Borges
A temperatura digna do deserto de Atacama não consegue esmorecer a vontade de informar dos colaboradores do Ubatuba Víbora. Na foto um instante da redação nesta manhã ensolarada de sábado. Eu disse às meninas para irem à praia pegar um bronze. Qual o quê. Não arredaram pé da redação.

Twitter

Do filme: Depois eu conto

Imagem
Ivon Curi, 1956 - "Delicadeza" Veja aqui Twitter

Vida Bandida

Preso na Islândia, Hosmany Ramos diz que foi transferido para "melhor prisão do planeta"

ANDRÉ MONTEIRO da Folha Online
O ex-cirurgião plástico Hosmany Ramos, preso na Islândia desde agosto do ano passado, afirma que o governo brasileiro terá que apresentar "argumentos robustos" caso queira concretizar a extradição que o traria de volta ao país. Nesta sexta-feira (5), a editora que publica seus livros informou que a Suprema Corte islandesa suspendeu a decisão de extraditá-lo ao Brasil.

A Suprema Corte anulou a decisão da ministra da Justiça e da primeira instância, tendo em vista que não levaram em consideração meus argumentos e há uma falha quanto a pena cumprida. Isso significa que não serei extraditado, pelo menos agora. Se o Tarso [Genro, ministro da Justiça] quiser insistir nesse caso, terá que vir com argumentos robustos", disse Hosmany, em entrevista à Folha Online nesta sexta pelo programa Skype.
Leia mais

Nota do Editor - Diz o ditado que de médico e de …
Imagem

Mídia

Vamos resgatar a história do jornal Movimento?

Do Webmanario (original aqui)
Um grupo de jornalistas e historiadores está empenhado em resgatar a trajetória do jornal Movimento, que entre 1975 e 1981 desafiou a ditadura militar investindo em reportagens investigativas principalmente no campo dos direitos humanos e da consciência política. Foi, é claro, censurado (e muito), mas acabou eterno enquanto durou.

Outro aspecto valioso da experiência foi o sistema de autogestão. O Movimento, que acabaria conhecido como o “jornal dos jornalistas”, foi iniciativa de profissionais da área, sem patrão, sem capital pesado por trás de seu funcionamento _cerca de 300 colaboradores (ou “acionistas”) ajudavam a mantê-lo vivo.

A história do jornal, via Editora Manifesto, vai virar livro, mas para isso os autores estão procurando gente que colaborou com a publicação (dos repórteres aos acionistas, passando por vendedores de rua ou pessoas que tenham tido qualquer tipo de ligação com o veículo).

Gente capaz d…
Imagem

Números

Chapéu de Napoleão

Engº Guaracy Fontes Monteiro Filho
Fiquei quase espantado ao saber, que foi publicado na imprensa sem expressão de Ubatuba, matéria afirmando que teríamos batido recorde de emendas e recursos na região . Como tenho afirmado em diversos textos, que por falta de articulação política, Ubatuba tem ficado esquecida e longe dos mecanismos que geram e estabelecem os parâmetros das decisões do nosso estado, resolvi me beliscar para acreditar na loucura e apresentar alguns números, que poderão ser conferidos nas páginas do Siga Brasil , www.senado.gov.br , www.fazenda.sp.gov.br.
Comparando as cidades de Ubatuba e Caraguatatuba, a surra é vergonhosa, Ubatuba firmou convênios com o Estado , cujo valores são da ordem de R$ 10.764.328,00 e teve a liberação nos últimos 12 meses no valor de R$ 6.671.405,00 , enquanto Caraguatatuba soma R$ 17.461.735,00, tendo liberação nos últimos 12 meses de R$ 10.943.354,00 ou seja, uma diferença de mais de 60%. Se analisarmos os recursos do Gover…
Imagem

Sétima Arte

Prefiro as legendas

Miriam Tabarro
Segundo alguns conceitos de marketing, é fundamental para qualquer projeto ou campanha publicitária, qualquer atividade no lançamento e comercialização de um produto, a definição muito clara de qual público alvo se quer atingir. Definir para quem ele é destinado é meio caminho andado em seu sucesso comercial . Para tanto, para uma aproximada definição do perfil do público, várias técnicas podem ser empregadas, entre elas duas pesquisas importantes; uma quantitativa e outra qualitativa.Não, não sou nenhuma especialista nessa área, só quero deixar aqui uma reclamação.

Sugiro que o Cine Porto, por ser o único cinema da cidade, cuide um pouco mais de sua marca, para poder obter um retorno comercial mais consistente. Essa empresa , que em minha modesta opinião, não costuma investir nem em marketing e, muito menos, em comunicação de uma forma minimamente regular, precisa determinar qual o público que quer alcançar. E está fácil porque, por não ter c…
Imagem
Clique e saiba mais

Opinião

O que o PT quer de Dilma

Editorial do Estadão
A versão preliminar do projeto do PT para um eventual governo Dilma Rousseff, a ser aprovado no 4º Congresso Nacional do partido, logo depois do carnaval, quando a ministra será sagrada herdeira do presidente Lula, é uma espécie de PAC político. Junta alguns dos objetivos clássicos do petismo - a começar da expansão da presença do Estado na economia - com a preocupação de privilegiar a ideologia como força motriz da "grande transformação" que dá título ao documento. Dilma, encarnando o pós-Lula, seria uma presidente mais ortodoxa do que o seu patrono - uma posição que não lhe seria difícil assumir, a julgar por sua formação, trajetória e personalidade.

"O programa é mais à esquerda do presidente Lula, mas não é mais esquerdista", diz o deputado Ricardo Berzoini, presidente do PT. "Isso significa que poderemos cumprir agora os objetivos sociais mais ambiciosos, porque as grandes questões macroeconômicas, como a dívida …
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 06 / 02 / 2010

Folha de São Paulo
"BC não vê ameaça na alta do dólar"

Governo alegra que cenário é diferente e decide não intervir na valorização da moeda; mercado critica

O Banco Central decidiu não intervir contra a alta do dólar, mesmo com a moeda americana subindo pela quarta semana seguida. Ontem, ela fechou a R$ 1,891, com alta de 0,37% no dia. Mesmo com a tensão nos mercados, o BC não apareceu vendendo dólares, como no final de 2008; ao contrário, durante a semana, comprou dólares nas faixas de R$ 1,84 e R$ 1,88, o que ratificou o novo valor da moeda. O argumento do governo é que, hoje, não há os mesmos problemas da época da crise global. Para o BC, as empresas brasileiras têm dólares de sobra e não há casos de aposta errada no câmbio, como ocorreu com Sadia e Aracruz. O mercado critica a atitude. Segundo operadores, o volume de negócios é reduzido porque importadores e exportadores esperam o câmbio se estabilizar. Neste ano, a Bovespa já perdeu 15% em dólar. Onte…
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Caças

Lula diz que governo ainda não decidiu sobre compra de caças

da Folha Online
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira que o governo ainda não tomou uma decisão sobre da compra de caças para modernização da frota da FAB (Força Aérea Brasileira). Segundo o presidente, as propostas continuam sob análise do Ministério da Defesa.

"Quero reafirmar que, até o momento, não há qualquer decisão tomada em relação à compra dos caças. Trata-se de uma escolha muito importante para o governo e para o Brasil, considerando a nossa determinação de fazer da política nacional de defesa um eixo de desenvolvimento econômico e de autonomia tecnológica", afirmou o presidente ao Jornal do Comércio, de Porto Alegre.
Leia mais

Nota do Editor - Tenho comigo que Lula já decidiu, mas só vai anunciar mais tarde. Alguns setores da sociedade argumentam que adquirir aviões americanos e fabricá-los aqui depois pode ser a criação de uma nova dependência. Concordo, quando a Venezuela quis com…
Imagem

Ubatuba em foco

O Sonho não terminou...

Sofia Szenczi
Aproximadamente a uns 2 anos atrás, meu primeiro Ano como aluna do curso de Pedagogia pela Universidade de Taubaté, estive presente na plenária da Câmara Municipal de Ubatuba, na época localizada na Avenida Iperoig, tornando pública minha tristeza e indignação pelos rumores do fechamento do Campus em nosso município.

Eu mesma durante a adolescência, presenciei amigos indo embora para cursar uma Universidade fora do município, afastando-se da família e dos amigos, deixando talvez de contribuir para o crescimento de Ubatuba e muitas vezes presenciei pessoas que não tinham as mesmas condições e ficavam por aqui, sem perspectivas profissionais.

Na época, lembro-me ter feito um apelo às autoridades da cidade, para que convênios fossem fechados e o Campus mantido.

Encerrei meu curso em Dezembro de 2009, ano passado de fato, com a tristeza do destino incerto da Universidade de Taubaté em Ubatuba...

Porém, é com imensa felicidade e grat…
Imagem

Palavrão não!

Ainda a violência

Sidney Borges
Quando o presidente Lula recebeu a faixa das mãos de Fernando Henrique Cardoso, ouviu um alerta. A crescente violência é um problema de difícil solução. Cuide disso. Dentre as fontes de inquietação que afligem o cidadão brasileiro a (in)segurança é, segundo estatísticas, o maior, o que mais preocupa. Eu seria leviano se imputasse a situação ao presidente Lula. O problema era grave anteriormente, continua grave e certamente vai tirar horas de sono do futuro presidente. No comentário que fiz sobre estarmos ricos, finos e chiques, apenas manifestei meu desapreço ao bombardeio ufanístico que vejo na mídia. Infinitamente maior e mais contundente do que o dos tempos da ditadura. Nem mesmo na época do "milagre", com o Brasil tri-campeão, pleno emprego e o povo sorrindo com o bolso cheio, vi tamanha lavagem cerebral. Aos comentaristas uma solicitação. Não se empolguem, palavrões não podem ser publicados. O Ubatuba Víbora é um blog de salão. E como tal, …
Imagem

Violência

Litoral e Vale do Paraíba

Diário de Taubaté Online (original aqui)
De acordo com a reportagem do jornal Folha de S. Paulo, na edição da última quinta-feira, 4, no Caderno Cotidiano, página C1, o Litoral e Vale do Paraíba têm as cidades mais violentas do estado de São Paulo. A reportagem de Evandro Spinelli e Fábio Amato, indica que seis dos dez municípios com maiores índices de homicídios em 2009 estão nessas áreas.

Segundo dados da SSP (Secretaria de Segurança Pública), a cidade mais violenta do Estado é Mairiporã. No litoral, a cidade de Ubatuba é que ostenta o maior crescimento de homicídios.

Os dados da pesquisa foram tabulados pela Folha, a partir das informações divulgadas pela SSP. A pesquisa revela que após dez anos, o número de homicídios voltou a subir no Estado. A capital e a Grande SP seguiram a tendência de queda, que vinha desde 2000.

Segundo a Folha de S. Paulo, a cidade que teve a maior explosão da violência foi Ubatuba, no litoral norte. Foram 20 homicídios no ano passado,…
Imagem

Brasil visto de fora

Serra precisa começar já sua campanha, diz 'Economist'

Para revista, se não agir, governador corre risco de ser 'o melhor presidente que o Brasil nunca teve'.

Do Estadão
A revista britânica The Economist traz na sua última edição, publicada nesta quinta-feira, um artigo em que diz que o governador de São Paulo, José Serra, precisa iniciar já a sua campanha à Presidência da República para ter chances de vencer.

No texto, intitulado Serra espera, um pouco pacientemente demais, pela Presidência, a revista traça um perfil do governador, destacando que ele "é certamente um forte candidato a ocupar a vaga" de Luiz Inácio Lula da Silva.

"O líder na futura disputa presidencial no Brasil tem feito um bom trabalho governando o maior Estado do país. Mas para manter sua liderança, ele precisa começar a fazer campanha", diz o artigo.

"Apesar de todas as boas histórias que tem para contar sobre seu período como governador, a forte liderança que ele manteve nas pe…

Eleições 2010

Imagem
Plano de governo do PT para Dilma reforça papel do Estado na economia

Documento, que vai a debate, prega fortalecimento de estatais e de políticas de crédito oficiais para setor produtivo

Vera Rosa, BRASÍLIA
Ancorado pelo mote de um novo "projeto nacional de desenvolvimento", o programa de governo do PT vai situar a candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à esquerda da gestão Lula. Documento com as diretrizes que nortearão a plataforma política de Dilma, intitulado A grande transformação, prega maior presença do Estado na economia, com fortalecimento das empresas estatais e das políticas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para o setor produtivo. O texto a ser apresentado no 4º Congresso Nacional do PT, de 18 a 20 de fevereiro - quando Dilma será aclamada candidata ao Palácio do Planalto num megaencontro em Brasília - diz que a herança transmitida à "próxima …
Imagem

Coluna do Celsinho

No ponto

Celso de Almeida Jr.
Atendendo ao convite do Cássio Petreca participei do Programa Ponto de Encontro, comandado pelo Ednelson Prado.

Fiquei bem impressionado com a estrutura da TV Litoral Net, canal 18.

Dirigida por jovens muito dinâmicos, a emissora tem tudo para continuar crescendo, conquistando cada vez mais telespectadores.

Talentoso como sempre, Ednelson conduziu a conversa com aquela bossa que só quem é do ramo da comunicação tem.

É o tipo de entrevistador que nos deixa a vontade, provocando temas interessantes, convidando à reflexão.

Falamos do Ninja – Núcleo Infantojuvenil de Aviação; das ações do Instituto Salerno-Chieus e, não deu para escapar, entramos na política...

Comentei sobre as oportunidades que perdemos, dando como exemplo as atividades do consórcio responsável pelos trabalhos de engenharia, suprimento, construção e montagem da Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba.

Há alguns anos já sabíamos da instalação da UTGCA e não agimos rapidamente para capacitar os …
Imagem
Clique e saiba mais

Opinião

Belo Monte: ora, as leis

Washington Novaes
Há muito se sabe e se diz que no Brasil há "leis que pegam" e "leis que não pegam" ou "ficam só no papel". É verdade. Os exemplos poderiam ser dezenas, centenas, mas não é preciso enumerá-los, cada pessoa tem em sua memória muitos exemplos. Mas talvez o exemplo mais aberrante seja o da Resolução nº 1, de 23 de janeiro de 1987, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que tem força de lei. Diz ela, no inciso I do artigo 5º, que projetos que precisem de licenciamento ambiental deverão "contemplar todas as alternativas tecnológicas e de localização do projeto, confrontando-as com a hipótese de não execução do projeto". E entre as iniciativas que a essa exigência devem submeter-se estão as "barragens para quaisquer fins", assim como "abertura de canais" e implantação de "hidrelétricas acima de 10 MW".

A Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, que acaba de receber do Ibama…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 05 / 02 / 2010

Folha de São Paulo
"Crise na Europa e incerteza nos EUA derrubam Bolsas"

Bovespa tem forte queda; dólar fecha em R$ 1,884, alta de 8,09% neste ano, depois de chegar a R$ 1,90

Os mercados enfrentaram turbulência ontem, causada pelo receio de calote de países da zona do euro - Grécia, Portugal e Espanha - e por dados ruins referentes ao emprego nos EUA. Também pesou a possibilidade de que os EUA e o Reino Unido tenham avaliações rebaixadas pelas agências de classificação de risco pelo endividamento maior em decorrência dos planos para estimular a economia.

O Estado de São Paulo
"Plataforma do PT para Dilma amplia papel do Estado"

Documento coloca a candidata à esquerda de Lula

Com o mote de um novo "projeto nacional de desenvolvimento", as diretrizes de programa de governo do PT, reunidas em texto ao qual o Estado teve acesso, pretendem situar a candidatura presidencial de Dilma Rousseff à esquerda da gestão Lula. O documento, intitulad…

Convertendo energia

Imagem
Bob Hoover Aerial Suite
Assista o vídeo aqui

Sidney Borges
Bob Hoover esteve em São Paulo em 1968 e fez um vôo inesquecível com um Aero Commander igual ao do vídeo, talvez o mesmo. Ele viajava pelo mundo mostrando a versatilidade do avião. Deu certo no Brasil, uma empresa que estava sendo formada para transportar malotes escolheu o Aero Commander. Alguém se lembra da Servencin?

Estive presente naquele ensolarado sábado. Assisti às manobras e depois vi o filme na sede do Aeroclube. E passei por mentiroso em muitas oportunidades. Ninguém acreditava que um avião com os motores desligados pudesse fazer manobras acrobáticas e após o pouso rolar mansamente até o hangar. Hoover apenas convertia energia de altura em velocidade, com a raríssima habilidade que os eleitos dos deuses têm. Com vocês, Bob Hoover.

Twitter
Imagem

Brasil potência

Compramos aviões. Compramos?

Sidney Borges
Hoje a Folha Online publicou o que seria um furo: Caças Rafale foram comprados pelo Brasil depois de redução de preço. A notícia foi postada às 07h00.

Dassault diminui preço, e Lula escolhe caça francês
da Folha Online
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Nelson Jobim (Defesa) bateram o martelo a favor do caça Rafale após a francesa Dassault reduzir de US$ 8,2 bilhões (R$ 15,1 bilhões) para US$ 6,2 bilhões (R$ 11,4 bilhões) o preço do pacote de 36 aviões para a Força Aérea Brasileira, informa reportagem da colunista Eliane Cantanhêde, publicada nesta quinta-feira pela Folha (íntegra disponível somente para assinantes do jornal ou do UOL).

Pouco depois começaram os desmentidos, conforme os links abaixo.

Jobim nega acordo para compra de caças franceses Rafale
Empresa dos caças Rafale não confirma escolha brasileira
FAB e ministros confirmam que o Brasil ainda não definiu compra...

A compra dos aviões franceses parece lógica, o Brasil tem…
Imagem

Política

Uma bela sociedade

O PT protestava nos anos 90 contra a interdição do debate econômico. Hoje quem interdita o debate é o PT, em aliança com os mesmos vendedores de ilusões do primeiro mandato de FHC. Uns lutam para manter as posições de poder. Outros, os lucros

Do Blog do Alon (original aqui)
Ciro Gomes e o PSB experimentam as vicissitudes de um projeto político que não se encaixa no do presidente da República. O script é velho e repetido.

Vazam do palácio as manifestações de “carinho”, "apreço” e "consideração” de Luiz Inácio Lula da Silva pelo sonhador da vez. Pode haver até "gratidão” e, no limite, um “apoio”, que nunca se materializa. Enquanto isso, é colocada para rodar a máquina de moer outros sonhos que não os de sua excelência.

Resistirão Ciro e o PSB à blitzkrieg do Planalto? Um vetor da operação política palaciana nos últimos meses tem trabalhado para desidratar quaisquer possíveis alianças do eventual candidato socialista.

A razão é sabida. O PT temia que Ciro, pod…
Imagem

Brasil

Esse tal de progresso

Sidney Borges
"Construção de hidrelétrica no rio Xingu fará região sofrer com aumento populacional, critica Marina Silva". (aqui). A candidata parece não ter notado que o aumento populacional é um fato irreversível, com fatores colaborando para que a curva de incremento se acentue.

No tempo de Cesar (imperador romano) a vida média era de 30 anos. Depois de 2000 anos houve aumento significativo (50%). Em 1940 a expectativa girava em torno de 45 anos. Hoje esse número está ao redor de 80 anos, com variações óbvias, vive-se mais na Escandinávia do que na África.

Nos últimos 70 anos a expectativa de vida aumentou mais do que nos 2000 anos anteriores. De vez em quando ouço saudosistas dizendo que antes a vida era melhor. Ilusão. Com todos os problemas que o progresso científico e tecnológico acarretam, nunca a humanidade viveu tão bem, com tanto conforto e fartura.

Claro que isso tem preço. As florestas desaparecem com o avanço da fronteira agrícola, a diversi…
Imagem
Clique para ampliar

Opinião

O terceiro Chávez

Demétrio Magnoli
Karl Marx criou a 1ª Internacional, Friedrich Engels participou da fundação da 2ª, Lenin estabeleceu a 3ª, Leon Trotski fundou a 4ª e Hugo Chávez acaba de erguer o estandarte da 5ª. "Eu assumo a responsabilidade perante o mundo; penso que é tempo de reunir a 5ª Internacional e ouso fazer o chamado", declarou num discurso de cinco horas, na sessão inaugural do congresso extraordinário do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), sob aplausos de 772 delegados em camisetas vermelhas.

O congresso ocorreu em novembro. Depois, Chávez impôs o racionamento energético no país, desvalorizou a moeda e implantou um câmbio duplo, estatizou uma rede de supermercados, suspendeu emissoras de TV a cabo e desencadeou sangrenta repressão contra os protestos estudantis. A Internacional chavista nascerá numa conferência mundial em Caracas, em abril, e as eleições parlamentares venezuelanas estão marcadas para setembro. Mas o futuro do homem que pretende sucede…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 04 / 02 / 2010

Folha de São Paulo
"França baixa preço e Brasil compra caça"

Mesmo com corte de US$ 2 bilhões, Rafale é mais caro que rivais; Planalto não leva em conta relatório da FAB

O presidente Lula e o ministro Nelson Jobim (Defesa) bateram o martelo a favor do caça Rafale após a francesa Dassault reduzir de US$ 8,2 bilhões (R$ 15,1 bilhões) para US$ 6,2 bilhões (R$ 11,4 bilhões) o preço do pacote de 36 aviões para a Força Aérea Brasileira. O Rafale ficou em último no relatório técnico da FAB, que trouxe em primeiro o caça sueco Gripen e em segundo o americano F-18.

O Estado de São Paulo
"AGU ameaça procurador que contestar hidrelétrica"

Procurador-geral reage a advertência sobre processos contra obra de Belo Monte

Com o aval do presidente Lula, a Advocacia-Geral da União ameaçou ontem processar membros do Ministério Público que tentarem impedir a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Depois que a licença ambiental foi concedida pelo Ibama, procurado…
Imagem

Circo da Notícia

Os cinco minutos

Carlos Brickmann no Observatório da Imprensa (original aqui)
Há muitos e muitos anos, um cavalheiro se apresentou ao chefe de reportagem de um grande jornal paulista e propôs uma pauta: mostrar como era frágil a segurança dos bancos. O jornalista se entusiasmou, designou repórter e fotógrafo, colocou um carro do jornal à disposição do grupo. O cavalheiro que liderava a comitiva provou tudo o que queria: enganou a segurança, assaltou o banco e sumiu com o dinheiro, deixando repórteres e motorista para explicar-se à polícia. E para explicar ao dono do jornal que tinham participado de um assalto a banco.

Não, não são coisas passadas. Há pouco, uma rede de TV, sabe-se lá por que motivo, alugou um táxi clandestino para gravar um programa no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Deu azar: a polícia interceptou o táxi. Deu mais azar ainda: para fugir da polícia, o motorista do táxi acabou ferindo um fiscal do aeroporto.

O grande escritor italiano Dino Segre, codinome Pitigrili, …
Imagem

Entrevista

Ciro Gomes: "Dirceu é golpista"

Do Estadão
"O presidente Lula já pediu diretamente para o senhor ser candidato ao governo de São Paulo?

Não trato o Lula como um mito. Trato como líder político. O Lula me fez um apelo para transferir o título para São Paulo. Alegou que isso ajudaria a arrumar o quadro lá. Não sou candidato ao governo de São Paulo e falei isso para o Lula. Mantenho a minha candidatura à Presidência da República.

A sua candidatura não tem o apoio de nenhum partido, enquanto o PT e o PMDB têm praticamente fechada uma aliança em torno do nome de Dilma Rousseff.

Não estou de acordo com o resultado da coalisão PT-PMDB. A moral dessa aliança é frouxa, é um roçado de escândalos já semeados. Amanhã, pode nos deixar com a brocha na mão.

Há um consenso de que sua desistência em disputar a Presidência beneficiaria a candidatura de Dilma Rousseff.

O PSDB e o PT querem que eu retire a minha candidatura. Algum dos dois está errado. A única pessoa que está certa de querer tira…
Imagem

Eleições 2010

Serra e Dilma: diferenças entre primeiro e segundo turnos!

Do Ex-Blog do Cesar Maia
1. As eleições pelo mundo afora, nestes últimos anos, têm mostrado que se não ocorrer uma conjuntura de máxima ou de mínima (economia crescendo 8% a 10%, ou em recessão afirmada), o fator decisivo é a performance dos candidatos em campanha. No Brasil, com eleições coincidentes para governadores e acesso proporcional à TV, a performance dos candidatos se somam à capilaridade (candidatos a governador) e o tempo de TV. No caso específico de 2010, Serra e Dilma se equilibram nestes dois quesitos. Portanto, a performance em campanha tende a ser decisiva.

2. Os programas de governo e promessas eleitorais são cada vez mais (vide nota deste Ex-Blog sobre eleições de setembro na Alemanha) argumentos após se ter transposto a barreira da confiança. E esse é função da performance dos candidatos em campanha.

3. Importante lembrar para 2010 que se a cobertura na pré-campanha pela mídia coloca Lula como comissão de fren…
Imagem

Comunicação

‘O negócio de mídia é um negócio de identidade. Você tem que ter algo a dizer, e com estilo único’

Do Webmanario (original aqui)
Paco Sánchez é um das poucas pessoas que realmente dá para chamar de mestre. E não apenas porque ele é professor de jornalismo (tive o prazer de ser seu aluno no Master em Jornalismo Digital Multimídia, no ano passado _sua disciplina, Planejamento de Conteúdos, valeria um semestre inteiro).

Paco também é diretor editorial do jornal espanhol La Voz de Galicia e tem bastante a dizer sobre a espécie de “crise de conteúdos” que estamos assistindo no jornalismo, em geral, e no on-line, especificamente, num momento em que todos os sites se parecem bastante entre si.

O diagnóstico de Paco é preciso. “O negócio de mídia é um negócio de identidade. Você tem que ser alguém com algo a dizer, e dizê-lo com um estilo único”. E como encontrar esse estilo? Leia a conversa que tivemos recentemente.

Paco, você defende que os portais de internet tiveram uma má influência sobre o m…
Imagem

Coluna do Mirisola

Oração a Santa Rita de Cássia

"Era a Senhora no alto do seu altarzinho nazista, lá no céu dos comerciantes estabelecidos, e o Pascoalão, o desossador, aqui na terra. O velho Pascoalão, meu avô. Que saudades"

Marcelo Mirisola*
Ah, Santa Rita de Cássia,

Tenha piedade de mim. Faz muito tempo que vivemos a mesma história, desde criança que a Senhora me acompanha. Nas minhas primeiras lembranças, lá na chácara de Osasco, a senhora bordejava num alo de luz que eu achava (até hoje...) vermelho. Essa visão sempre me hipnotizou. Até hoje é assim, lembro quando escrevi a palavra “suspensão” pela primeira vez, foi a Senhora quem veio me iluminar. Depois, foi parar no hall do apartamentão da rua Batataes, como se tivesse enriquecido e prosperado conosco. Eram quatro dormitórios, três vagas na garagem.

Um dia o velho Pascoal teve um infarto e o exportaram para Santos. A Senhora desceu a serra junto, lembra?

Era um apartamento grande também, na quadra da praia. Mas o rei do charque não suporta…