Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 11, 2009

Mulheres no poder

Imagem
Acima a poderosa da Argentina, Cristina Kirchner e, ao seu lado, a poderosa da Ucrânia, Yulia Timosshenko. Se fosse futebol, seis a zero para a Ucrânia. Abaixo a ministra Dilma antes e depois da reforma. Querem a minha opinião? Gostei. A "Nova Dilma" me parece mais feminina. Perdeu o ar de guerrilheira. Nos tempos de movimento estudantil diziamos que da burguesia queríamos o poder e as mulheres. Vinícius de Moraes ia além: "as muito sem meias que me perdoem, mas elegância é fundamental". Bingo!(Sidney Borges)

Coluna do Sábado

Democracia em concordata

Sidney Borges
Dois assuntos tomaram conta da imprensa nos dias desta semana. O avião que pousou na água e o refúgio concedido ao italiano Cesare Battisti. Do primeiro fica a pergunta no ar: o que fez com que os motores parassem? A resposta não deve demorar, o acidente deixou testemunhas. Por incrível que possa parecer não há uma única vítima a lamentar. Quando acontece um fato tão incomum a televisão fica repercutindo e muito do que é apresentado não faz sentido. Por exemplo, à guisa de comparação mostraram o pouso desastrado de um avião no oceano Índico. O piloto não conseguiu nivelar as asas e tocou a água com a ponta da asa esquerda. A desaceleração produziu forças que partiram o avião ao meio. Entre os mais de 100 mortos mortos estava o seqüestrador. O que ele queria? Não importa, terroristas querem atenção, são eternas crianças carentes. O piloto pouco pode fazer, tinha os olhos turvados pelo sangue que vertia da cabeça aberta por um golpe de machado. Sobre…
Imagem

Opinião

O que Chávez quer, Lula deseja

Editorial do Estadão
Em dezembro de 2007, a maioria dos eleitores venezuelanos infligiu ao coronel Hugo Chávez sua maior derrota política, rejeitando em referendo o projeto de uma constituição que, além de institucionalizar o "socialismo do século 21", permitia ao caudilho transformar-se em ditador vitalício. Chávez nunca se conformou com a derrota. No dia 30 de novembro do ano passado, determinou aos deputados do Partido Socialista Unido da Venezuela que iniciassem a tramitação, na Assembleia Nacional, de uma emenda constitucional que permitisse a reeleição indefinida do presidente da República.

Hugo Chávez tinha pressa. Determinou que o projeto devia estar pronto em dezembro, aprovado pela Assembleia em janeiro e referendado em fevereiro. As duas primeiras etapas do plano continuísta foram cumpridas a tempo e a hora. Nessa quarta-feira, a Assembleia concluiu a votação em segundo turno, promulgou a emenda e remeteu-a ao Conselho Nacional Eleitora…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 17 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Maior banco dos EUA recebe ajuda de US$ 117 bilhões"
O governo dos EUA ofereceu ao maior banco do país, o Bank of América, ajuda de US$ 117,2 bilhões, somando injeção de capital e garantia de perdas – quase 9% dos bens e das riquezas produzidos pelo Brasil em 2007. Em outro sinal da grave crise no setor, o Citigroup confirmou que será dividido em dois: uma “parte boa”, com operações como as de banco comercial, e outra de “ativos arriscados”, como corretoras e financeiras. O socorro é visto como compensação pelo fato de o Bank of América não ter desistido da compra do Merrill Lynch, adquirido em setembro por US$ 40 bilhões. Naquele mês, a concordata do Lehman Brothers e o empréstimo bilionário do governo à AIG fizeram a crise global se agravar. Hoje, o Bank of América alega que a deterioração dos ativos do Merrill Lynch era “muito maior” do que se imaginava. As autoridades americanas discutem a criação de um banco governamental que comp…
Imagem

Tiro no pé é pouco...

Mais do caso Battisti

CartaCapital, que está nas bancas paulistanas desde a manhã de hoje, refere-se ao caso Batistti. A idéia central é a de que Tarso Genro cometeu um desatino colossal, e não se sabe bem porque. O desatino se articula a partir de uma premissa claríssima: Cesare Battisti, ex-terrorista, não foi condenado na Itália por causa das idéias políticas que professava nos anos 70, e sim porque matou pessoalmente três pessoas e mandou matar outra, entre elas um joalheiro submetido a uma “expropriação proletária”. O nosso ministro da Justiça desafia o Estado e o povo italiano ao contestar uma decisão passada em julgado, tomada por um tribunal estrangeiro. E também ao afirmar que, devolvido à Itália, o criminoso corre até risco de vida, como o próprio disse em entrevista à revista Época organizada pelo advogado Greenhalgh. Equivale a dizer que o Estado italiano não tem condições de proteger os seus encarcerados. A posição tomada por Tarso Genro é erro gravíssimo, ofende as leis i…
Imagem

Battisti

Qual será o intuito?

Maria Helena Rubinato
Ouvi ontem o Chanceler brasileiro dizer que o Brasil é um país que não tem arestas com ninguém, por isso é bem recebido e ouvido por todos. É verdade (ou era), nunca fomos alvo de preconceito, mesmo porque não tínhamos pendengas com nenhum país. Não tínhamos...

A outra parte da afirmação, “ouvidos por todos”, além de meio exagerada, veio perdendo o impulso que alguma vez teve. E não creio que os últimos acontecimentos venham melhorar nossa situação.

Se houvesse ao menos uma explicação lógica para o asilo a um cidadão italiano, julgado e condenado pela Justiça italiana, uma só, quem sabe nosso país continuaria benquisto? Porque com a Itália, acabamos de criar arestas e farpas bem agudas. Justo com um país que nunca fez mal ao Brasil, muito pelo contrário. E que deu cidadania à senhora do Presidente LILdaSilva, em tempo recorde! E deu também cidadania italiana à senhora do último Ministro da Cultura, senhora Flora Gil. Foi retribuição a essas genti…
Imagem

Colunas do Ubatuba Víbora

A partir da próxima quinta-feira o Ubatuba Víbora terá um novo colunista, o jornalista e publicitário Marcelo Pimentel. Com vocês uma amostra, ou seja, a primeira coluna de quinta-feira que é publicada na sexta-feira. Isso vai acontecer com certa freqüência, dizem por aí que um novo calendário será implantado na cidade. Em Ubatuba tudo é possível, com uma única ressalva, tudo menos oposição. Dá urticária. He, he, he... (Sidney Borges)


Trânsito caótico

Marcelo Pimentel
O crescimento vertiginoso de automóveis nas vias públicas tem provocado constantes aborrecimentos aos motoristas. Por onde se anda encontra-se congestionamentos. Seja nas capitais, como em São Paulo – uma tradição do paulistano – às cidades médias, como Taubaté e São José dos Campos, o número de veículos é infinitamente superior à capacidade de absorção da malha viária.
Como não poderia deixar de ser, Ubatuba não fica ao largo dessa questão. Ao contrário, dia após dia, a cidade enfrenta um novo inimigo a ser combatido, entre…
Imagem

Coluna da Sexta-feira

Saudosa virgindade

Celso de Almeida Jr.
As “Virgens da esquina do pecado” reuniam-se geralmente as sextas e sábados, na avenida Iperoig, em frente ao antigo escritório do Paulo Romero, cruzamento com a Dom João III.

Usávamos repique, repinique, treme-terra, chocalho, reco-reco, surdo e tamborim.

Inspirávamos na turma do Ney, Niltinho, Toninho e outras feras da batucada.

Éramos garotos.

Lembro numa noite em que um grupo de moças animadas, atraídas pela boa cadência, fez cara de decepção. Uma delas comentou que esperava encontrar batuqueiros, digamos, mais nutridos.

Virgens, é claro, éramos nós. Eu, pelo menos, era. Sinceramente, me concentrava no ritmo. Ficava até altas horas curtindo um repertório que cantávamos com alegria contagiante.

Jair Rodrigues, Martinho da Vila, Agepê, Luis Ayrão, Alcione, Beth Carvalho, Noite Ilustrada, Cartola, Paulinho da Viola, Originais do Samba, e tantos outros mereceram a nossa rouca interpretação, pouco afinada,…
Imagem

Opinião

Decisão desastrada

Editorial do Estadão
Não se pode exigir de um ministro de Estado uma qualidade de atuação que esteja acima de suas próprias limitações. Mas é de se exigir, seguramente, que não atrapalhe - sem razão alguma para fazê-lo, fora o velho ranço ideológico - o governo a que serve e o Estado no qual comanda importante Pasta. Ao dar refúgio a um cidadão italiano, condenado à prisão perpétua por ter assassinado quatro pessoas em sua atividade terrorista, o ministro da Justiça, Tarso Genro, tomou uma decisão desastrada sob vários aspectos e provocou, desnecessariamente, uma crise diplomática entre o Brasil e a Itália.

Tarso Genro contrariou recomendação expressa do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que defendera a extradição do criminoso condenado Cesare Battisti. Desprezou o parecer do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) - órgão consultivo do Ministério da Justiça - que negara o pedido de refúgio de Battisti. Opôs-se ao Itamaraty, que tivera a ac…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 16 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Israel ataca prédio da ONU e hospital"
No dia mais intenso em três semanas de ofensiva contra o Hamas, o Exército de Israel voltou a ser criticado ao atingir a sede da agência de ajuda humanitária das Nações Unidas na faixa de Gaza. Também foram alvos de ataques israelenses um prédio que abriga escritórios de jornalistas e um hospital. Nos três casos, houve apenas registro de feridos sem gravidade.

O Globo
"Israel faz 110 ataques e atinge ONU, jornalistas e um hospital"
Em seu maior ataque à Faixa de Gaza, com 110 bombardeios, forças israelenses atingiram ontem a sede das Nações Unidas, um hospital e dois prédios usados pela imprensa. Toneladas de ajuda humanitária foram destruídas pelo fogo no complexo da ONU, deixando revoltado o secretário-geral Ban Ki-moon, que estava em Israel. O porta-voz da agência da ONU em Gaza, Chris Gunness, afirmou à repórter Renata Malkes que todos os sinais indicam que o complexo foi atingido …
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Terrorista ou idealista?

Duas visões da esquerda sobre um fato:

O caso Battisti

Mino Carta em 13 / 01
Ótima fonte diz que o ministro da Justiça, Tarso Genro, está para manifestar-se a favor do asilo a Cesare Battisti. A fonte, como disse, é ótima, mas espero que esteja errada. Battisti, como já foi fartamente divulgado por CartaCapital, inclusive por um texto de Wálter Fanganiello Maierovitch, o melhor conhecedor entre nós do funcionamento da Justiça italiana, matou pessoalmente três pessoas e foi mandante de um quarto assassínio. Em nome de razões políticas inconsistentes. Foi condenado à prisão perpétua por um tribunal idôneo há muito tempo. Fugiu, e depois de uma passagem pela França, acabou no Brasil, onde está preso, à espera das decisões da Justiça brasileira. Passo por cima das quizílias jurídicas e vou ao ponto. Existe uma campanha a favor de Battisti engendrada nos meios mais ou menos intelectuais de uma esquerda festiva e corporativista. Militam na operação, determinada e capilar, também cidadãos em bo…

Cyd Charisse e Ricardo Montalban

Ricardo Montalban deixa a Ilha da Fantasia

Sidney Borges
Tottoo, o anão, seria o sucessor, mas não vai assumir por ter se suicidado. Mortos não administram Ilhas. O fato é que os jornais de hoje abriram assim: Los Angeles (EUA). O ator mexicano Ricardo Montalbán, o Senhor Roarke da série de televisão "Ilha da Fantasia", morreu hoje aos 88 anos em sua residência em Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos, informaram as autoridades locais. Fico triste, o mundo está se tornando chato, nunca imaginei que astros de Hollywood envelhecessem, muito menos que morressem. No vídeo acima Ricardo Montalban exibe seu talento de bailarino ao lado de Cyd Charisse. Quando Deus fez a mulher pensou: um dia vou fazer uma bonita. Planejado e realizado. Com vocês: Cyd Charisse.
Imagem

Opinião

O ecossistema da propaganda oficial

Eugênio Bucci
Na segunda-feira, dia 12, o jornal O Globo trouxe uma extensa reportagem, assinada por Regina Alvarez, sobre o crescimento da verba do governo federal destinada à publicidade. Em 2009, o Orçamento prevê um total de R$ 547,4 milhões para a Presidência da República e os Ministérios divulgarem o que julgam positivo. O aumento em relação a 2008 é de 35%. São números preocupantes. O dinheiro público, em volumes cada vez maiores, escoa para campanhas cuja finalidade primordial é deixar as autoridades bem na foto. Tanto na administração federal como nos Estados e municípios. O furor da publicidade oficial, que desconhece crises econômicas em sua escalada, constitui um denominador comum entre as principais correntes políticas em atividade no Brasil, à direita e à esquerda.

Basta ver o noticiário. Na mesma segunda-feira, a coluna de Fernando Rodrigues na Folha de S.Paulo informou que o Poder Executivo de São Paulo, entre janeiro e novembro de 2008…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 15 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Fiesp quer cortar jornada e salário sem garantir vagas"
O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, afirmou que as companhias terão que demitir se os sindicatos de trabalhadores não fecharem acordos de flexibilização do emprego. Mesmo havendo um entendimento, porém, as empresas não se comprometem a manter as vagas. Segundo Skaf, os setores mais afetados pela crise apontaram a redução de jornada proporcional de salário como a principal alternativa ao corte de postos de trabalho. Força Sindical e Fiesp têm se reunido para criar modelos de acordos.
A conclusão das discussões será divulgada na semana que vem. A central sindical diz que aceita soluções permitidas pela legislação desde que as vagas sejam mantidas. Skaf rebateu críticas feitas pelo ministro do Trabalho Carlos Lupi, às empresas que demitiram após receber incentivos do governo. O IPI é pago pelo consumidor”, disse, em referência à r…

Ilhabela

Imagem
Clique para ampliar

Equívoco

Processo contra bispo Edir Macedo foi arquivado

Blog do Noblat
Recebi há pouco da assessoria de imprensa da Rede Record de Televisão a nota que segue abaixo:
"A área jurídica da RECORD tem acompanhado o andamento processual da ação judiciária da 4a. Vara Criminal de São Paulo. A direção da RECORD tomou conhecimento da notícia publicada hoje pelo seu Blog "Prisão do bispo Edir Macedo foi expedida", fato que não confere com a realidade. É importante esclarecer que os autos processuais foram arquivados e tanto o acionista Edir Macedo como os demais diretores foram absolvidos da acusação.
Portanto, peço a sua atenção imediata no sentido de corrigir a informação divulgada evitando repercussões equivocadas por parte da Imprensa."

Nota do Editor - Noblat disse, Noblat desdisse. O Ubatuba Víbora divulgou dando o devido crédito ao autor, mas notou que o "furo" não foi noticiado por ninguém mais. Barriga? (Sidney Borges)
Imagem

Faz sentido

Da realidade

Sartre diz: “o homem é aquilo que decidiu que devia ser”. Aos 20 anos, o famoso compositor mexicano Augustin Lara viu naufragar o navio onde viajava. Durante horas, lutou contra as ondas - jurando a Deus que, se chegasse à praia, esqueceria o passado e começaria nova vida.
Lara chegou numa praia de Tacotlapan, Veracruz. Embora nascido e criado na cidade do México, cumpriu seu juramento - e passou a dizer a todos que Tacotaplan era sua terra natal.
Em 1968, Lara comemorou 70 anos de vida. Vários jornalistas foram à festa em Tacotaplan - e ali, escutaram histórias de velhos que haviam brincado com Lara em sua infância, as ruas onde fez suas primeiras canções. No momento mais importante da festa, o prefeito de Tacotaplan lhe deu as chaves da casa onde nasceu! (Paulo Coelho)
Imagem

Esperteza

Polícia dos EUA prende empresário que forjou morte em queda de avião

Endividado, Marcus Schrenker teria abandonado o avião que pilotava no domingo.

Da BBC
A polícia do Estado americano da Flórida encontrou o empresário suspeito de tentar forjar a própria morte ao deixar cair o avião que pilotava.
No domingo, Marcus Schrenker, de 38 anos, decolou sozinho a bordo de seu monomotor de Anderson, no Estado de Indiana, em direção à Flórida. Quando sobrevoava o Estado do Alabama, ele fez uma chamada de socorro, dando início a uma grande operação de resgate.
Schrenker foi preso na noite de terça-feira em um acampamento na cidade de Quincy, ao norte da Flórida, depois de ser tratado em um hospital.
As autoridades locais acreditam que ele teria saltado de pára-quedas antes de deixar o avião cair e depois teria escapado de motocicleta.
Ele é acusado de roubar milhões de dólares de investidores e vinha enfrentando problemas financeiros com suas empresas de consultoria, inclusive contraindo uma dívida de …
Imagem
Imagem

Opinião

Mesuras com chapéu alheio

Editorial do Estadão
Já não bastasse a quebra de arrecadação prevista para este ano, como consequência da desaceleração da atividade econômica, as prefeituras terão de fazer mágicas orçamentárias se quiserem cumprir a intempestiva lei federal que estabeleceu o piso salarial de R$ 950 para o professorado brasileiro. O novo mínimo será implantado em duas etapas, com o pagamento de 2/3 do valor fixado a partir de 1º de janeiro e o acréscimo do terço restante em 2010. Projeções elaboradas pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com base em um levantamento da média salarial do magistério em 398 cidades onde o piso é inferior ao montante determinado pela Lei 11.738, aprovada no ano passado, estimam em R$ 2,4 bilhões o desembolso adicional das prefeituras no presente exercício.

O gasto poderá ser ainda maior se o Supremo Tribunal Federal (STF), no julgamento de mérito da ação impetrada por governadores de cinco Estados contra a regra imposta ex-abrupto pela U…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 14 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Emprego industrial tem maior queda em 5 anos"
O nível de emprego na indústria brasileira caiu 0,6% entre outubro e novembro passados, segundo o IBGE, na série livre de influências sazonais. Foi o pior desempenho do indicador deste outubro de 2003, quando o país estava em recessão. De acordo com o IBGE, caiu também o número de horas pagas, reflexo de férias coletivas não-programadas. Diante dos indicadores negativos, o Planalto ordenou estudos para que sejam reduzidos ou eliminados impostos para setores com grande emprego de mão-de-obra, um dia depois de a General Motors anunciar a demissão de 744 funcionários. Ainda não há definição sobre quais setores ou impostos seriam atingidos pela nova medida de estímulo. O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, chegou a sugerir que empresas beneficiadas pelo governo fossem pressionadas a não demitir. As montadoras, que já pegaram recursos de BNDES e foram beneficiadas pela redução de impostos, …
Imagem

Coluna da Terça-feira

Saúde Ubatuba. Por um plano municipal de saúde

Maurício Moromizato
Na coluna da semana passada escrevi sobre o planejamento da cidade e sobre a importância da participação popular nos destinos do município desde a fase do planejamento, para que haja um apoderamento dos destinos de Ubatuba por parte de todos os seus cidadãos.
Hoje ofereço aos leitores e cidadãos uma provocação para o debate a respeito da Saúde em Ubatuba.
Inicio com algumas perguntas, a saber: Como estão funcionando os postos de saúde em seu bairro? Existe equipe de Programa de Saúde da Família, com médico, enfermeira, auxiliar de enfermagem e agente comunitário de Saúde atuante? Como está a distribuição de medicamentos no seu posto de saúde? Se você está precisando de exames, há quanto tempo tem aguardado para fazê-lo? Existe tratamento odontológico no Posto de saúde do seu bairro? Como está o atendimento na Santa Casa? E a oferta de transporte para os pacientes que necessitam se deslocar para outros municípios?
Desde a cr…
Imagem

Opinião

A ameaça das demissões

Editorial do Estadão
Se discurso oficial criar emprego, o Brasil passará pela crise global com pouquíssimas demissões. Segundo o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a economia brasileira vai abrir 1,5 milhão de postos de trabalho com carteira assinada em 2009. Essa estimativa, apresentada há uma semana, foi acompanhada de uma profecia audaciosa: "Em janeiro a situação se estabiliza e em março volta o crescimento forte na área da empregabilidade, que mede o bom resultado de uma economia." Toda pessoa responsável torcerá pelo acerto dessa previsão, mas os dados, neste momento, não justificam muito entusiasmo. Um terço das indústrias pesquisadas no mês passado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) planeja demitir pessoal até fevereiro. Essa parcela, 32,5%, é praticamente igual à de janeiro de 1999, quando ocorreu uma das piores crises cambiais das últimas duas décadas.

No Brasil, os efeitos da crise internacional têm sido menos severos, até agora, do que noutra…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 13 /01 / 2009

Folha de São Paulo
"GM começa demissões nas grandes montadoras"
A General Motors demitiu 744 funcionários temporários de sua fábrica de São José dos Campos (SP), que tinha 9.300 empregados. É a primeira demissão em massa entre as montadoras de carros instaladas no Brasil depois do agravamento da crise financeira internacional, em setembro de 2008. Segundo a GM, o corte deve-se à redução da atividade industrial em geral e no setor, reflexo da crise. A empresa diz que dará prioridade à recontratação dos demitidos “caso haja retomada dos volumes de vendas”. A decisão acontece após seguidos anúncios de férias coletivas nas montadoras. O vice-presidente da GM, José Carlos Pinheiro Neto não descarta novas dispensas: “Não dá para garantir [empregos]. Quem define é o mercado”. Para sindicalistas, o setor, cuja produção foi recorde em 2008, não tem razões para demitir. Sem dar detalhes, o presidente Lula disse que fará “tudo o que for possível” para gerar empr…

Arte

Imagem
Bernini Gian Lorenzo Bernini, reconhecido como o maior escultor do barroco italiano, nasceu em Nápoles, no dia 7 de dezembro de 1598 e faleceu em Roma, em 28 de novembro de 1680. Foi arquiteto, escultor, pintor, e é o maior nome da arte italiana do século XVII, o que, como sabemos, não é pouca coisa...
Como arquiteto, basta lembrar que são dele a Colunata de São Pedro, no Vaticano, e as fontes da Praça Navona, em Roma. Como pintor e desenhista, fez excelentes retratos de papas e santos e projetou suas inacreditáveis obras, algumas das quais veremos durante esta semana. Mas é como escultor, sobretudo, que ele é reverenciado.
Muito religioso, trabalhou de acordo com as conclusões do Concílio de Trento, realizado entre 1545 e 1563, que afirmavam ser função da arte religiosa ensinar e inspirar os fiéis, bem como servir de propaganda da doutrina da Igreja Católica Romana, defendendo que a arte religiosa devia ser inteligível e realista, e acima de tudo, servir como estimulo emocional à religi…
Imagem

Opinião

O silogismo da impunidade

Carlos Alberto Di Franco
O roubo de donativos destinados às vítimas das enchentes em Santa Catarina provocou indignação e também uma discussão sobre os reflexos da impunidade no País. O professor de Ética e Filosofia da Unicamp Roberto Romano disse, em comentário publicado no jornal O Globo, que o comportamento de juízes, políticos e empresários que advogam em causa própria incentiva ações como as dos soldados e voluntários que roubaram alimentos e roupas doados àqueles que perderam tudo o que tinham nas enchentes.

"A gente fica horrorizado. Quando se vê um político dividindo sacos de dinheiro, de forma tranquila, começa-se a achar natural um voluntário separar daquele conjunto o que é melhor para ele. É necessário dar um basta a isso. Quando vamos romper esse ciclo? Quando se banaliza a corrupção se banaliza a culpa. O risco é de que se torne um comportamento epidêmico. Para onde vamos?", pergunta o historiador Marco Antônio Villa. A presidente da Pas…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 12 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Israel intensifica cerco e se diz perto do objetivo"
O premiê israelense, Ehud Olmert, disse ontem que a ofensiva contra o Hamas está perto de alcançar seus objetivos. Ao mesmo tempo, porém, Israel enviou os primeiros reservistas a Gaza desde o início da operação.

O Globo
"Prefeito baixa decretos para conter expansão das favelas"
O prefeito Eduardo Paes publica hoje no Diário Oficial decretos com o objetivo de conter a expansão das favelas. Um deles visa a firmar convênio com instituições para elaborar regras urbanísticas para que todas as 968 comunidades, até o fim de 2012, tenham por exemplo gabarito máximo.

O Estado de São Paulo
"Fundos privados de pensão perdem R$ 20 bi com a crise"
O patrimônio dos fundos de pensão do Brasil, avaliado hoje em R$ 415 bilhões, encolheu cerca de R$ 20 bilhões em 2008, principalmente por causa da forte queda das bolsas de valores. A avaliação é da Associação Brasileira das Entida…
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Sonhos

Domingo ensolarado e modorrento

Sidney Borges
Sonhei que tinha morrido. Não me recordo do quê. Enfarte, acidente, susto, bala ou vício. Fui direto para o céu. A coisa é bem menos burocratizada do que eu imaginava. Um senhor elegante me recebeu, serviu água, cafézinho e me enviou ao portal dos ateus. Lá me deram uma identidade cósmica e um passe para o navio celeste que me levou à definitiva morada. Gostei da casa, estilo despojado, clean, me senti confortável. Bom lugar para passar o resto da eternidade ao som de harpas e trombetas. E cacarejos, será que eu tinha escutado direito? Muitos cacarejos. No quintal dos fundos, encontrei as galinhas. Milhares delas. Sentei-me num banco de madeira e me pus a meditar sobre a vida e a morte enquanto as aves passavam por mim, por cima, por baixo, pelos lados, todas à minha volta. Pareciam me reconhecer. Notei a presença de um pato no meio das penosas. Tive um pressentimento de que as galinhas me eram familiares, como eu era a elas. Em certo moment…
Imagem

Opinião

Quando dois querem, dois brigam

Editorial do Estadão
Como em toda guerra, no conflito entre Israel e o Hamas não é apenas o embate das forças militares que conta. Guerras são, antes de mais nada, um fenômeno político, e nelas é da maior importância o fator psicológico. Nesse confronto de vontades, vence quem, aconteça o que acontecer, sai com as suas motivações intactas. Israel deveria ter aprendido em 2006 essa lição, ensinada pelo mestre da estratégia Carl von Clausewitz, quando destruiu a máquina militar do Hezbollah, mas se retirou do Líbano como um exército derrotado e desmoralizado. Afinal, o custo de uma vitória militar, principalmente em conflitos assimétricos, como esse entre um Estado e uma organização terrorista - nos quais não é possível atrair o inimigo para a batalha decisiva -, pode ser a perda de apoios externos e a desunião interna do país que obteve sucesso pelas armas - em resumo, a derrota política.

Isso pode se repetir na Faixa de Gaza. O objetivo declarado de Israel…
Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 11 / 01 / 2009

Folha de São Paulo
"Valor de imóvel financiado pode subir"
O pacote habitacional em gestação no governo para tentar evitar uma queda brusca no crescimento econômico poderá elevar dos atuais R$ 350 mil para cerca de R$ 500 mil o teto do valor dos imóveis com financiamento pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.
O novo Plano Nacional de Habitação, base do pacote, prevê a concentração de recursos orçamentários e, principalmente, do FGTS para famílias com renda mensal até R$ 2.000. (...)


O Globo
"Favelas crescem 3 milhões de metros quadrados no Rio"
As favelas do Rio tiveram um crescimento de três milhões de metros quadrados entre 1999 e 2008, revela estudo do Instituto Pereira Passos (IPP), um órgão da prefeitura. O levantamento – concluído no fim do ano passado – desmente a tese defendida pelo ex-prefeito Cesar Maia de que ocorrera apenas crescimento vertical das favelas durante a sua gestão. (...)

O Estado de São Paulo
"Total de indústrias d…