Postagens

Mostrando postagens de Abril 29, 2012

Que c'est triste Venise

Imagem

Colunistas

Occupy 2: quebrando tudo sem chiclete

“Os banqueiros ainda parecem considerar os protestos do Occupy pouco mais do que um incômodo baseado na ‘ignorância das massas’. Podiam ser mais humildes”

Márcia Denser
O movimento Occupy retornou à mídia no 1º de Maio, convocando os norte-americanos a promoverem um apagão de consumo em homenagem à data (ano passado, 6 milhões pararam, de trabalhadores a estudantes). E, conforme o prometido, volto a comentar o ensaio recém-lançado pela Boitempo, Occupy – movimentos de protesto que tomaram as ruas do planeta, desta vez focalizando o artigo “Chega de Chiclete”, assinado por um dos meus autores favoritos:o pesquisador, historiador e ativista Mike Davis.

Autor do famoso Planeta Favela (2006), onde, a propósito, no último capítulo, chamado sugestivamente “Descendo a rua Vietnã”, este comenta (parafraseando Jan Breman): “Chega-se a um ponto sem volta quando o exército de reserva à espera de ser incorporado ao processo de trabalho torna-se estigmatizado como…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Salários atrasados

O Estado de S.Paulo
As aulas do ensino fundamental em São Paulo começaram na primeira semana de fevereiro, mas uma parcela expressiva dos 217 mil professores da rede pública estadual ainda não recebeu os salários a que tem direito pelos três meses já trabalhados. Os mais atingidos pelo atraso do pagamento são os 29,4 mil docentes temporários, que representam 13,4% do total de integrantes do magistério público paulista.

Eles não são concursados e foram contratados pelo governo estadual em caráter emergencial, no início do ano, para evitar que muitas escolas - especialmente as da periferia da capital, as da região metropolitana e as das zonas rurais de pequenas cidades do interior - deixassem de funcionar. Mas os professores temporários estão trabalhando de graça, pois nem o salário de fevereiro - que deveria ter sido pago na primeira quinzena de março - foi depositado até o momento. Vários docentes concursados também reclamam que estão sem receber.

As autoridades educaci…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 05 / 05 / 2012

Folha de São Paulo
"Governo já prevê juros abaixo de 8% neste ano"

Com a economia lenta e mudança na poupança, BC teria espaço para mais cortes

Com o cenário econômico atual e após as mudanças na remuneração da caderneta de poupança, o governo de Dilma Rousseff acredita que haja espaço para que a taxa básica de juros da economia, a Selic, fique abaixo de 8% já no final deste ano. Isso porque o ritmo da economia brasileira ainda é lento e só deve se acelerar no segundo semestre, o que abre espaço para o Banco Central dar sequência às reduções dos juros sem ter de se preocupar com o risco de inflação mais elevada. O Planalto dá como certo que o BC reduzirá a Selic dos atuais 9% para 8,5% ao ano na reunião deste mês. Nas seguintes, a previsão é que os cortes continuem, fechando 2012 com uma taxa entre 7,5% e 7,75%, no segundo ano de Dilma. Para a equipe econômica, é impossível o PIB ter crescimento de 4% neste ano, como deseja Dilma, principalmente com a indú…

Rocinha

Imagem

Coluna do Celsinho

Sem novidades

Celso de Almeida Jr.
Discretamente, ou não, a pré-campanha eleitoral revela os métodos dos concorrentes.

Com qualquer resultado, já é possível prever a postura padrão do futuro comando ubatubense.

Pelas ações até aqui, creio que não teremos uma campanha envolvente.

Graças, principalmente, às redes sociais, os temas já foram antecipados, gerando muita discussão prévia.

Em junho teremos as convenções partidárias, confirmando quem disputará, quem será o vice, quem entregará os pontos.

Maio, portanto, será o mês dos recuos e avanços, delineando as estratégias para as alianças definitivas.

Época bastante interessante para quem observa a política local.

Provavelmente, reforçará a máxima tão rotineira neste meio:

“É dando que se recebe...”

Visite: www.letrasdocelso.blogspot.com

Twitter
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A crise desembarcou

O Estado de S.Paulo
A crise internacional chegou aos portos brasileiros, derrubando os preços dos principais produtos exportados pelo Brasil - commodities agrícolas, minérios e semimanufaturados. A indústria, muito menos competitiva do que há alguns anos, ainda aumenta as vendas para alguns países, mas seu desempenho, de modo geral, continua ruim até no mercado interno, invadido por mercadorias fabricadas no exterior. Em abril, as exportações totais, no valor de US$ 19,6 bilhões, foram 7,9% menores que as de um ano antes. As importações, no valor de US$ 18,7 bilhões, também foram inferiores às de abril de 2011, mas a queda foi de apenas 3,1%. A demanda de produtos estrangeiros pode ter sido afetada pela perda de ritmo da economia nacional, mas continua bem mais vigorosa que a procura de bens oferecidos pela indústria brasileira.

Os resultados do comércio exterior mais numa vez confirmam o principal defeito da estratégia anticrise adotada pelo governo brasileiro. O Bra…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 04 / 05 / 2012

Folha de São Paulo
"Dilma corta ganho da poupança"

Rendimento da aplicação mais popular do país será reduzido se os juros caírem a 8,5% ao ano, como é esperado

A presidente Dilma Rousseff mexeu nas regras da poupança, a mais tradicional e popular aplicação financeira do país, e reduziu o seu rendimento, conforme havia antecipado a Folha. O objetivo é reduzir os juros sem que haja fuga de outros investimentos para a caderneta. A medida vale a partir de hoje para novas aplicações e novos depósitos em contas já existentes.

O Estado de São Paulo "Governo cria gatilho para poupança"

Se o BC cortar a Selic para 8,5% ou menos, o ganho da caderneta passará a ser 70% dessa taxa mais TR; intenção é facilitar redução dos juros
Para permitir a queda dos juros, o governo criou um gatilho que vai reduzir o ganho da poupança. Nada muda de imediato, mas, se o Banco Central decidir cortar a Selic (taxa de juros básica) para 8,5% ou menos - o que pode acontecer …
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

País rico é país com saneamento adequado

Roberto Macedo - O Estado de S.Paulo
País rico é país sem pobreza, diz o lema do governo Dilma Rousseff. Mas cabe perguntar: que pobreza o governo tem em mente e quer eliminar? Se for medida pelo critério de renda, mesmo com o avanço da chamada classe C - a tal "nova classe média" -, boa parte desta é ainda pobre tanto no valor absoluto de sua renda como em termos de comparações internacionais. E há ainda as classes D e E.

Pode ser que o governo defina um nível conveniente de renda mínima ao medir o seu esforço de eliminar a pobreza. Mas nem assim esconderia o fato de que o País não seria rico se somente isso ocorresse. Esse nível de renda seria baixo e a pobreza não se limita aos rendimentos. Há outros aspectos fundamentais, como o nível e a qualidade do ensino e do atendimento à saúde recebidos em termos médios pela população, sabidamente muito baixos no Brasil. São carências seculares que não serão resolvidas em um ou dois mandatos pr…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 03 / 05 / 2012

Folha de São Paulo
"Só as futuras poupanças devem ter regra alterada"

Dilma pode anunciar hoje mudança na remuneração para facilitar a queda dos juros

O governo deve anunciar hoje mudanças nas regras da poupança. O novo modelo foi discutido ontem pela presidente Dilma com o ministro Guido Mantega (Fazenda) e com o presidente do BC, Alexandre Tombini. As mudanças devem atingir só as novas aplicações. Entre as propostas em debate, estão a que prevê associar a remuneração a um percentual da Selic, a cobrança de IR e a correção com base em um índice de preços.

O Estado de São Paulo "Blindagem do PT cai e Delta terá investigação ampliada"

CPI quer apurar ligações da empreiteira com Cachoeira, mas, por ora, não convoca governadores suspeitos
A CPI do Cachoeira tirou a blindagem montada pelo PT para proteger o governo federal e decidiu investigar em todo o Brasil, e não só no Centro-Oeste, as ligações da empreiteira Delta, que executa obras do PAC, c…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

As Malvinas de Dilma

O Estado de S.Paulo
Discurso contra banqueiro é sempre um sucesso de público - e muitas vezes de crítica - e a presidente Dilma Rousseff tem-se dedicado com notável empenho a essa tarefa. O que não deve surpreender ninguém: os juros cobrados no Brasil, entre os mais altos do mundo, estão muito além de qualquer padrão aceitável, exceto em momentos excepcionais, nos países civilizados. Mas foi um tanto surpreendente a escolha dos juros como tema central de seu pronunciamento de segunda-feira, para comemorar o Dia do Trabalho. Ela aproveitou a celebração para cobrar mais uma vez a redução do custo dos financiamentos, como se fosse essa, neste momento, a ação mais importante para a criação de empregos e para o aumento do bem-estar dos trabalhadores. Os bancos brasileiros, disse a presidente, são muito sólidos e isso é bom para o País, mas nada justifica a manutenção de juros tão altos. Ela exortou o setor bancário, mais uma vez, a seguir o exemplo da Caixa Econômica Fed…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 02 / 05 / 2012

Folha de São Paulo
"Para baixar juros, governo estuda mudar poupança"

Rendimento da caderneta funciona como piso para a taxa real; presidente pode apresentar proposta hoje

A presidente Dilma Rousseff estuda mudanças na caderneta de poupança como parte de sua estratégia para baixar as taxas de juros. A proposta, que pode ser apresentada a líderes governistas em reunião hoje, objetiva reduzir os juros reais da economia para 2% ao ano ainda neste mandato.

O Estado de São Paulo "CPI abre hoje batalha política e envolve mais um governador"

Retomada do caso Cachoeira tem Sérgio Cabral (PMDB) como novo personagem
Governistas e oposição vão travar hoje sua primeira batalha na CPI do Cachoeira com um novo personagem na luta política, até a semana passada restrita a petistas e tucanos. O peemedebista Sérgio Cabral (RJ) é mais um governador a ter o nome citado como suspeito de ligação com o esquema de contravenção de Carlinhos Cachoeira. Partidos de oposi…

David Hockney

Imagem
Piscina com duas figuras

Tiro o chapéu!

Parabéns presidente
Nunca antes neste país um presidente teve a coragem de colocar de forma tão clara o absurdo kafkiano da terra brasiliense ou, como diria Nelson Rodrigues, a trágica obviedade ululante. Dilma Roussef mostrou ao que veio e foi ao fulcro da questão:
"É inadmissível que o Brasil, que tem um dos sistemas financeiros mais sólidos e lucrativos, continue com os juros mais altos do mundo".
Dilma Rousseff
Twitter


Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O preço da longevidade

O Estado de S.Paulo
Na maior parte do mundo, as pessoas vivem em condições cada vez melhores e estão vivendo mais. A crescente longevidade da população tem sido apontada como uma das consequências mais expressivas da melhora da qualidade de vida no planeta, e esse aspecto altamente positivo foi enfatizado pela equipe do FMI que estudou o impacto do aumento da expectativa de vida sobre a economia nos próximos anos. Mas as conclusões a que ela chegou são preocupantes e as recomendações que faz para evitar crises futuras precisam ser consideradas desde já.

A questão interessa a todos. As advertências do FMI valem para os governos, que mantêm sistemas públicos de aposentadoria e outros programas de seguridade social; para os empregadores que mantêm, em parceria com os empregados, planos de complementação de aposentadoria; para as empresas que administram fundos de pensão; e para as pessoas, que no período produtivo precisam formar o pecúlio que lhes garanta aposentador…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 01 / 05 / 2012

Folha de São Paulo
"No Dia do Trabalho, Dilma ataca os bancos"

Presidente cobra redução de juros e vê ‘lógica perversa’ no setor financeiro

A presidente Dilma Rousseff aproveitou a comemoração do Dia do Trabalho para cobrar dos bancos privados, em cadeia nacional de rádio e TV, uma redução maior dos juros. Segundo ela, não há como explicar os patamares praticados. Dilma disse que o Banco Central tem reduzido a taxa básica de juros (Selic) nos últimos meses e que a queda tem que chegar ao consumidor, com a redução de taxas para empréstimos, cartões de crédito, cheque especial e crédito consignado.

O Estado de São Paulo "Dilma ataca bancos em rede nacional"

Em discurso pelo Dia do Trabalho, presidente diz que é ‘inadmissível’ que as instituições privadas cobrem ‘os juros mais altos do mundo’
O governo elevou o tom na briga contra os juros altos cobrados pelos bancos. A presidente Dilma Rousseff aproveitou um pronunciamento ontem à noite, em cadeia…

Ubatuba em foco

Imagem
Pier na costeira da Bela Vista, na Ponta da Santa Rita
Muro no canto esquerdo do Perequê-mirim
E por falar em civilidade... (XI)
José Ronaldo dos Santos
Se os latifundiários, na nova lei aprovada, não precisam respeitar as beiras dos rios, nem pagar os crimes cometidos, os “tubarões” precisam respeitar as costeiras?

Twitter
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Desafio da mobilidade urbana

O Estado de S.Paulo
A presidente Dilma Rousseff anunciou a lista de propostas selecionadas para a construção de novas linhas de metrô, de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e de corredores urbanos, financiados pelo PAC 2 Mobilidade Grandes Cidades em 51 municípios de 18 Estados. O governo federal investirá R$ 22 bilhões nos projetos e outros R$ 10 bilhões virão dos governos estaduais e municipais. Esses recursos financiarão mais de 600 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus, 380 estações e terminais e 200 quilômetros de linhas de metrô, além da aquisição de mais de mil veículos sobre trilhos.

Conforme estimativas do governo federal, o plano de melhoria da mobilidade urbana de cidades com mais de 700 mil habitantes beneficiará pelo menos 53 milhões de pessoas. Estados e municípios terão prazo de 18 meses para a conclusão dos projetos, a partir da publicação da seleção de propostas no Diário Oficial da União.

Como sempre acontece quando anuncia obras do Progra…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 30 / 04 / 2012

Folha de São Paulo
"Vídeo revela atuação de policiais para Cachoeira"

Delegado acusado de ser informante foi filmado ao entrar no carro do contraventor

Vídeos inéditos feitos pela PF e revelados ontem pelo “TV Folha” mostram a ligação de Carlinhos Cachoeira com policiais federais acusados de atuar para sua organização criminosa. Acusado de ser informante de Cachoeira na PF, o delegado federal Fernando Byron foi filmado por colegas em maio de 2011 entrando no carro do empresário.

O Estado de São Paulo "Governo opera para controlar foco da CPI"

Base aliada quer restringir investigações a Marconi Perillo e desviar as atenções da empreiteira Delta
Partidos aliados do governo, em especial o PT, já definiram a estratégia para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Cachoeira. Os principais pontos são concentrar as investigações no governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), evitar eventuais vazamentos de documentos sigilosos e poupar a Delta C…

Voar é preciso...

Imagem
Ninja em Taubate

A comemoração dos 74 anos dos Escoteiros do Ar e o lançamento do Núcleo Infantojuvenil de Aviação - NINJA - na cidade de Taubaté-SP, foi uma festa que ficará em nossos pensamentos e em nossos corações
Do Blog do Ninja
No Aeroclube Regional de Taubaté, um EncontrAr - Encontro de Escoteiros da Modalidade do Ar, mostrou, ontem, 28 de abril de 2012, a união de esforços de várias entidades para levar a cultura aeronáutica para crianças e jovens da região.

Destaque especial merece o incansável Luiz Carlos dos Santos, o Chefe "Fumaça", do 259/SP - Grupo Escoteiro do Ar "Aviação do Exército", que comandou o evento com brilho e maestria.

Estiveram unidos neste projeto: a Escola Municipal de Ciências Aeronáuticas-EMCA, a Aviação do Exército, A Universidade de Taubaté-UNITAU, o Aeroclube Regional de Taubaté-ART, o Colégio Dominique (sede do NINJA em Ubatuba-SP), o Aeroclube de Ubatuba, a Polícia Ambiental-SP, diversos Grupos Escoteiros e Aeromodelistas da região.

Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Respeito a contratos

O Estado de S.Paulo
Felizmente para seus acionistas e para o País, a presidente da Petrobrás, Graça Foster, garante ao mercado que os recursos da empresa não serão usados em novas ações internacionais de interesse do governo e decididas em nome de uma diplomacia terceiro-mundista e antiamericanista tão ao gosto do PT. Poucos dias depois da vinda ao Brasil do ministro do Planejamento da Argentina, Julio De Vido, com o qual se reuniu e de quem ouviu pedidos de novos investimentos em seu país - e cujo atendimento foi admitido pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão -, Graça Foster deixou claro que a Petrobrás investirá o que já foi anunciado e que "não há indícios de aumento".

São várias as razões, todas com sólida fundamentação técnica e financeira, para a firme decisão da presidente da Petrobrás a respeito de novos investimentos na Argentina. Ao participar de audiência pública na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, no dia 25, Graça Fo…
Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 29 / 04 / 2012

Folha de São Paulo
"Máquina de lavar chega ao sertão do NE antes da água"

Renda de quem vive na região subiu 42% em uma década, enquanto água encanada teve crescimento de apenas 7%

O descompasso entre a implantação de infraestrutura hídrica no semiárido nordestino e o crescimento da renda fez surgir moradores que não têm água encanada, mas possuem máquinas de lavar roupa e TVs de LCD, informam Fábio Guibu e Daniel Carvalho. A renda no Nordeste subiu 42% de 2001 a 2009, segundo a FGV. Já os domicílios com água encanada na zona rural cresceram 7% entre 2000 e 2010, de acordo com o IBGE. “Não tenho água de cano, mas, se quiser beber água gelada, é só tirar da cisterna e por na geladeira”, diz o agricultor Serafim Raimundo da Silva, 76, morador de Paranatama (PE). Segundo o Ministério da Integração, foram investidos R$ 3,5 bilhões em recursos hídricos no Nordeste entre 2007 e 2010.

O Estado de São Paulo "Patrimônio de Demóstenes quadruplicou após eleição&q…