Postagens

Mostrando postagens de Junho 14, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Transparência, abra as asas sobre nós

Gabeira
Num dos fronts mais intensos no Brasil de hoje se trava uma luta entre a transparência e o segredo. No petrolão, na CBF e, sobretudo, no BNDES e algumas outras escaramuças.

Lula é um general do segredo e o PT, seu exército fiel. Só assim se pode interpretar a alegria coletiva que ele e o partido demonstraram, em Salvador, com a demissão de 400 jornalistas.

Na história da esquerda no Brasil, mesmo antes do PT, os jornalistas sempre foram considerados trabalhadores intelectuais. Não estavam no mesmo patamar mítico do trabalhador de macacão, e eram respeitados. Um Partido dos Trabalhadores celebrando a demissão de trabalhadores é algo que jamais imaginei na trajetória da esquerda.

Lula afirma que os jornais mentem, e parecia feliz com o impacto da crise, criada pelo governo petista, num momento da história da imprensa em que a revolução digital leva à necessidade de múltiplas plataformas. O argumento de que os jornais mentem não justifica, num uni…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 20 / 06 / 2015

O Globo
"Lava-Jato chega no topo das empreiteiras"

Presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez são presos pela PF

Procuradores dizem ter provas de que executivos das duas maiores construtoras do país sabiam do esquema de propina em troca de contratos. Pagamentos, em contas secretas no exterior, são estimados em R$ 720 milhões

A Lava-Jato prendeu ontem os presidentes da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, as duas maiores construtoras do país. Outros dez executivos também foram presos e levados para Curitiba, na 14a fase da operação, batizada de Erga Omnes, termo em latim usado para dizer que a lei vale para todos. Eles são suspeitos de envolvimento no pagamento de R$ 720 milhões em propina em troca de contratos, não só com a Petrobras. Para os procuradores, que grampearam e-mails e dizem ter provas de pagamentos em contas secretas na Suíça, os acusados sabiam do esquema de corrupção. Informações de delatores, entre eles o…

Dart Herald

Imagem

Coluna do Celsinho

Economia Solidária

Celso de Almeida Jr

Convidado pelos amigos Marcelo Pimentel e Jorge de Sá, estive no I Congresso de Pesquisadores de Economia Solidária, realizado no teatro universitário Florestan Fernandes do Campus da Universidade Federal de São Carlos, agradável cidade do interior paulista.

Considerada uma alternativa de geração de trabalho e renda e uma resposta a favor da inclusão social, a economia solidária geralmente é organizada sob a forma de associações, cooperativas, clubes de troca, redes de cooperação, entre outras.

Neste encontro, soube da estimativa de que 1 bilhão de pessoas estão, de alguma forma, envolvidas em entidades desta natureza, revelando-se um movimento significativo, sinalizando um caminho complementar a estrutura econômica vigente.

Paul Singer, Secretário Nacional de Economia Solidária, muito respeitado no Brasil e no exterior, participou dos debates, sendo uma referência para os diversos pesquisadores que abrilhantaram o congresso.

Gostei de participar, afin…

Dominique

Imagem

Opinião

Como perder tempo e dinheiro

Não seria mais razoável o reprovado ser obrigado a fazer durante o ano aulas suplementares somente da matéria em que não conseguiu passar?

Nelson Motta, O Globo

Qual o sentido de um aluno reprovado em Matemática, ou em Português, ser obrigado a repetir a série, inclusive todas as outras matérias em que foi aprovado? Imenso prejuízo para o Estado, que paga de novo pelo mesmo aluno, ou dos pobres pais pagando escolas particulares.

Uma irreparável perda de tempo e dinheiro. Não seria mais razoável o reprovado ser obrigado a fazer durante o ano aulas suplementares somente da matéria em que não conseguiu passar? Não no Brasil.

Aqui a opção é uma populista “aprovação automática” em que o aluno não repete a série de jeito nenhum, sabendo ou não, supondo que não consiga acompanhar a turma por problemas socioeconômicos e levando o aprendizado para o campo da “justiça social”, sem resolver o problema educacional e nem o social.

O resultado é que milhões de crianças conclu…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 19 / 06 / 2015

O Globo
"Brasil cobra da Venezuela explicação sobre incidente"

Ônibus com parlamentares foi atacado em Caracas, e comitiva teve de voltar.

Manifestantes jogaram pedras e esmurraram veículo com parlamentares, que ficaram presos na área do aeroporto; Câmara e Senado aprovaram moção de repúdio; Itamaraty lamentou.

Após quase seis horas sem conseguir sair das imediações do aeroporto de Caracas, a comitiva de oito senadores brasileiros liderados por Aécio Neves (PSDB-MG) teve de retomar ao Brasil, ontem, sem conseguir visitar os presos políticos venezuelanos que fazem oposição ao governo Maduro. O grupo teve o caminho bloqueado pela polícia, que alegou estar transportando um preso transferido da Colômbia. Em seguida, o micro-ônibus com os senadores foi atacado por cerca de 50 manifestantes chavistas, sem intervenção da polícia local. A Câmara dos Deputados e o Senado aprovaram moções de repúdio, e o senador Renan Calheiros telefonou à presidente Dilma cobran…

Dominique

Imagem

Crônica

Joanão e outras minifábulas

Antonio Prata
Um dia a joaninha tomou coragem, cobriu as costas com fita isolante, fez uma cara de túmulo e se juntou aos seus ídolos: a turma de besouros góticos que se reunia, toda noite, ao pé do cupinzeiro abandonado. "E aí, pessoal?", ela murmurou, na voz mais deprimente que conseguiu. "Sai fora, joaninha!", rosnou o líder dos besouros. "Que joaninha?! Eu sou um besouro pequeno, de outro tipo!". "Ah, é? Então que que é isso?!", perguntou o líder, arrancando a fita isolante. "Saco... Beleza, mas ninguém me chama de joaninha, ok? Todo mundo me conhece como Joana". "Nem vem, joaninha! Tem lugar p'cê aqui não, fofa!". "Eu não sou fofa!". "Ah, não? Vermelhinha com pintinhas pretas?! Parece um moranguinho alado!" –e todos os besouros góticos riram. "Moranguinho, o escambau! Isso aqui é tipo, tipo um, um mar de sangue fresco, cheio de besouro morto afogado depois que uma va…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 18 / 06 / 2015

O Globo
"Mudanças na previdência: Governo apresenta nova fórmula para aposentadoria"

Regra aprovada pelo Congresso é vetada por Dilma, que edita MP.

Proposta alternativa ao fator previdenciário institui cálculo progressivo, que muda à medida que população envelhece. 

A presidente Dilma vetou projeto aprovado pelo Congresso que na prática acabava com o fator previdenciário e, ao mesmo tempo, anunciou medida provisória que institui nova fórmula para calcular aposentadorias. Os detalhes serão divulgados hoje, mas o governo adotará fórmula progressiva, que muda conforme o envelhecimento da população. O projeto vetado previa aposentadoria integral até o teto do INSS quando a soma de idade e tempo de contribuição atingisse 85 anos (mulheres) e 95 (homens). O anúncio foi bem recebido no Congresso e criticado por centrais sindicais.

Folha de S.Paulo
"TCU dá 1 mês para Dilma explicar contas de 2014"

Presidente se defenderá de irregularidades identificada…

Dominique

Imagem

Opinião

Explosões sexistas

João Pereira Coutinho
Será legítimo ordenar mulheres para o sacerdócio? Um amigo meu, católico praticante, é contra. Diz ele que, na missa, gosta de estar concentrado na liturgia. Uma mulher no púlpito pode abalar a fé de qualquer crente com pensamentos impuros.

Entendo o problema. Rio com ele. "Mea culpa". Daqui para a frente, prometo controlar-me. E deixar um conselho a esse amigo: cala a boca, rapaz. O comentário é "sexista" e pode até custar um emprego.

Se ele relinchar com minhas chicotadas, contarei a história de Tim Hunt, cientista britânico e vencedor de uma coisa chamada Prêmio Nobel de Medicina, em 2001.

Os fatos circularam pela mídia – e, naturalmente, pelas catacumbas das redes sociais. Em conferência na Coreia do Sul, Tim Hunt partilhou uma piada com a audiência. Disse ele que as mulheres nos laboratórios podem perturbar o trabalho científico. "Você se apaixona por elas; elas se apaixonam por você, ou então choram quando as criticamo…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 17 / 06 / 2015

O Globo
"TCU deve pedir mais explicações a Dilma"

Ministério Público vê ‘fraudes’ e recomenda a rejeição das contas da União

Tribunal pode adiar julgamento, marcado para hoje, para que a administração pública forneça mais informações. Planalto e oposição pressionam ministros, que analisarão se manobras fiscais foram ilegais 

Sob forte pressão do governo e da oposição, os ministros do Tribunal de Contas da União se reúnem hoje para julgar as contas de 2014 da presidente Dilma. Na véspera da sessão, num encontro a portas fechadas, eles concluíram que é preciso pedir mais explicações ao governo, o que deve ser ratificado hoje. Com isso, o julgamento pode ser adiado. Citando as “pedaladas fiscais’,’ manobras para tentar equilibrar artificialmente as finanças, o Ministério Público identificou “fraudes’ e pediu a rejeição das contas. O relator, Augusto Nardes, deve seguir o mesmo caminho. O ministro recebeu a visita de parlamentares da oposição.

Folha de S.Pa…

Dominique

Imagem

Opinião

A crítica de arte hoje

Ferreira Gullar
Como fica a atividade do crítico de arte, hoje, quando a expressão predominante no terreno das artes plásticas, intitulada arte contemporânea, não mais se vale da linguagem artística (pictórica, escultórica, gráfica) e, muitas vezes, nem do ato de fazer a obra?

Pertenço a uma geração de críticos herdeira de personalidades notáveis da moderna crítica de arte, como Lionello Venturi, Giulio Carlo Argan, Herbert Read e o brasileiro Mário Pedrosa, entre muitos outros, que contribuíram para a compreensão da criação artística, tanto da atualidade quanto do passado.

A nossa geração enfrentaria, em função das mudanças ocorridas no terreno das artes, a crise que inevitavelmente se estendeu ao plano da reflexão estética.

Quem teve, como eu, a sorte de viver e atuar nos anos de 1950 a 1960, lembra da importância que tinha, naquela época, a discussão dos problemas estéticos, das novas ideias e das propostas que eram formuladas então.

A consequência dessa efervescên…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 16 / 06 / 2015

O Globo
"BNDES causa perdas de R$ 1,1 bi por ano ao FAT"

Empréstimo para empreiteiras usa recursos do fundo do trabalhador

Operações pagam juros baixos. Banco de fomento afirma que projetos criam emprego e renda no Brasil

O BNDES emprestou, desde 2007, US$ 11,9 bilhões para obras de empreiteiras brasileiras no exterior. Mas estudo do instituto de pesquisas Insper mostra que, como essas operações são financiadas pelo FAT e cobram juros baixos, causaram perdas anuais de US$ 351,7 milhões, ou R$ 1,1 bilhão, em custos financeiros ao fundo do trabalhador, informa Henrique Gomes Batista. Além de apoiar o BNDES, o FAT é o fundo que paga o abono salarial e o seguro desemprego. Suas perdas são cobertas pelo Tesouro. O BNDES alega que o FAT tem função social e que os empréstimos geram emprego no Brasil.

Folha de S.Paulo
"Para TCU, erro em projeções da União levou a 'pedaladas'"

Seguidos erros de projeções econômicas elevaram artificialmente previsõ…

Dominique

Imagem

Opinião

Maioridade e tudo o mais

Gabeira
A redução da maioridade penal entrou na agenda política. Já era discutida nas ruas e insistentemente martelada nos programas populares de TV e rádio. É um fato de nossa experiência cotidiana: os meninos de hoje amadurecem mais cedo, sobretudo os que enfrentam as asperezas da rua. Ao ver uma sucessão de crimes cometidos por adolescentes que voltam às ruas, um grande número de pessoas se inclina claramente pela redução da maioridade penal.

Projetado numa decisão do Congresso, este desejo majoritário, certamente, vai se desdobrar numa vitória da tese. Mas os problemas não acabam aí. Abre-se todo um caminho espinhoso para colocar em prática a decisão majoritária, um deles é o evidente gargalo do sistema penitenciário brasileiro. Ao ler sobre a experiência americana, percebi que o Brasil não deveria se limitar ao tema da maioridade penal. Lá, com mais tempo de experiência em prender adolescentes, eles não recuaram na idade penal. No entanto, estão descobrindo,…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira 15 / 06 / 2015

O Globo
"Burocracia atrasa obras de saneamento"

Só processo no serviço público leva quase dois anos

Desde 2007, quando o PAC foi lançado, governo já gastou R$ 34 bi mas concluiu apenas um terço das obras de água e esgoto

Um dos principais motivos d muitas famílias brasileiras vi verem com esgoto a céu aberto e sem água é a burocracia. Estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que um projeto que poderia ser concluído em 13 meses leva até 22 meses para ser aprovado, passando pelo Ministério das Cidades, pelo Comitê Gestor do PAC e pela Caixa Econômica Federal. O governo investiu R$ 34 bilhões desde a criação do PAC, em 2007, até 2013, porém somente um terço das obras de saneamento foi entregue.

Folha de S.Paulo
"Investimento dos Estados cai 46% de janeiro a abril"

Entre as 10 unidades mais ricas da Federação, apenas Bahia eleva gastos em relação a igual período de 2014

A crise econômica e a queda na receita forçaram os Estados a co…

Dominique

Imagem

Opinião

O fundo de desenvolvimento de Eremildo

Elio Gaspari
Eremildo é um idiota e encantou-se pelo plano de investimentos da doutora Dilma. São R$ 198,4 bilhões, dinheiro suficiente para tirar qualquer economia do buraco. O idiota não entendeu as críticas e chocou-se com a reclamação de alguns pessimistas mostrando que 65% dos investimentos serão feitos pelo próximo governo.

Por idiota, Eremildo acha que passado e futuro são coisas intercambiáveis e assim ocorreu-lhe a ideia que pretende levar amanhã ao ministro Joaquim Levy. Seria o FEP, Fundo Eremildo do Passado.

Em vez de anunciar planos pendurados no futuro o idiota acha que Levy e a doutora poderiam fazer a manobra inversa: lançar planos com recursos do passado. Em 2012, no Plano de Investimentos em Logística, o PIL 1, a doutora anunciou investimentos de R$ 241,5 bilhões.

Realizou R$ 55,4 bilhões. Donde, sobraram R$ 186,1 bilhões. O idiota não acreditava que o PIL 1 fosse um pacote de expectativas, muito menos empulhação marqueteira.

O FEP e …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo 14 / 06 / 2015

O Globo
"Fila de navios dá prejuízo bilionário à Petrobras"

Embarcações chegam a esperar um dia para atracar no Porto de Macaé, que opera no limite.

Uma fila de 12 embarcações, em média, que esperam um dia para atracar no Porto de Macaé, no Rio, provoca prejuízos à Petrobras. Segundo fontes próximas à estatal, com um aluguel diário dos navios em torno de U$ 100 mil, a perda para a companhia, ao fim de 12 meses, fica entre US$ 400 milhões e US$ milhões, ou R$ 1,5 bilhão, relatam Ramona Ordonez e Bruna Rosa. A Petrobras nega que haja uma fila de espera, afirmando que a maior parte das embarcações paradas passa por vistoria ou manutenção. Mas admite o esgotamento do Porto de Macaé e investe na sua ampliação e em novas instalações no Porto de Açu.

Folha de S.Paulo
"Governo Dilma quer idade mínima para aposentadoria"

A presidente Dilma Rousseff (PT) discute hoje com a sua equipe a elaboração de uma emenda constitucional que fixe uma idade mínima para a a…