Postagens

Mostrando postagens de Agosto 7, 2011

Concretistas

Imagem
Geraldo de Barros

Colunistas

Livros, filmes e uma neo-humanidade

Nesses tempos desumanos, ler (ou reler) Malcolm Lowry ou assistir a filmes como Enterrado Vivo implica, não só em atos de coragem, mas em algo como uma espécie de renovação de fé na humanidade

Márcia Denser
O romance À sombra do vulcão (Under the Volcano), do inglês Malcolm Lowry (que virou filme do mesmo nome, dirigido por John Houston, produção de 1984, com Albert Finney, Jacqueline Bisset e Anthony Andrews) é desses livros canônicos, torturantes, definitivos. Algo que nasceu absolutamente perfeito. Como uma rosa ou uma laranja podem ser perfeitas.

Não o comprei, ganhei – aliás, herdei da viúva do escritor Osman Lins, Julieta Godoy Ladeira, morta em 1994. Deu-me precisamente este livro por razões não isentas de malícia – razões, que a ironia e o mau-humor, poderiam considerar moralistas – até porque, na época, eu absolutamente não seria um modelo de sobriedade. E bons modos. Muito ao contrário. Tava mais para “la belle dame sans merci”, a bela criatur…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Educação acadêmica ou profissional?

Claudio de Moura Castro - O Estado de S.Paulo
Os pais reclamam um ensino técnico para os seus filhos. Para muitos, aí está a solução para os problemas do ensino. Mas será mesmo a única?

Há muitas maneiras de adquirir uma profissão. As ocupações manuais qualificadas são atendidas no estilo Senai - que não examinaremos aqui. Outra possibilidade é o ensino técnico, voltado para ocupações com maior densidade de conhecimentos técnicos. Por exemplo, eletrotécnica e robótica. Essa solução é repetida no mundo inteiro, com amplo sucesso.

Mas tudo pode dar errado. O Banco Mundial pregava a inclusão de disciplinas profissionalizantes no ensino médio. Contudo uma pesquisa ampla, encomendada pelo próprio banco, mostrou o equívoco: de tudo o que se fazia em formação profissional, essa solução mista fracassava mais que todas as outras. E parece ser a que está sendo proposta no País.

Em escolas acadêmicas que preparam para o ensino superior, se oferecem também um progra…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 13 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"'É pro governo, joga o valor vezes três', diz foragido"
Escuta da PF mostra empresário ligado ao Turismo orientando seu interlocutor a superfaturar contratos x Conversas telefônicas interceptadas pela PF mostram suspeitos de desviar recursos do Ministério do Turismo discutindo como superfaturar e até falsificar documentos em licitações. “Superfaturamento sempre existiu”, conta o empresário Humberto Silva Gomes. Agora foragido, ele relata ao interlocutor que em Brasília corre a máxima: “Ah, é pro governo, joga o valor pra três, tudo vezes três”. Em outro diálogo, Sandro Saad, diretor do Ibrasi, pergunta se irão “falsificar os outros [concorrentes] ou tentar compor o jogo?”.

O Estado de São Paulo "Juíza é assassinada no Rio; outros 69 estão ameaçados"
Linha dura contra milícias, Patrícia Acioli levou 21 tiros; magistrados reclamam de insegurança em todo o País

Uma juíza foi assassinada ontem com 21 tiros ao ser cercada em seu…

Arte

Imagem
McSorley’s Bar por John Sloan (1912)

Coluna do Celsinho

Dando gás

Celso de Almeida Jr.
Na semana passada, uma audiência pública em Ilhabela acompanhou a apresentação do estudo e do relatório de impacto ambiental dos projetos de produção e escoamento de petróleo e gás natural no pólo pré-sal da bacia de Santos, encaminhados para licenciamento junto ao Ibama.

Dentre as piadas, Ubatuba, Caraguatatuba e São Sebastião não foram citadas no estudo e no relatório, o que motivou a comitiva de Caraguatatuba a levar “três fantasmas”, com lençóis apresentando os nomes dos municípios “excluídos”.

Outra pérola foi a justificativa da Petrobrás para o uso do aeroporto de Itanhaém como base para a saída e chegada de helicópteros das plataformas.

De acordo com o gerente setorial de meio ambiente da unidade operacional da bacia de Santos, foi feito um estudo no município de Ubatuba, mas as condições meteorológicas não foram consideradas adequadas. “As aeronaves precisam pousar ou decolar e não podem ficar reféns do mau tempo”, destacou.
Só por curiosidade, eu gos…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Na mesa do Planalto, questões inquietantes

Washington Novaes - O Estado de S.Paulo
Começa a aglomerar-se sobre a mesa da Presidência da República um complexo de problemas e equações econômicas, políticas e estratégicas - em muitos casos, contraditórias entre elas - de dificílima solução. E que lançam muitas perguntas sobre o futuro próximo e até de prazo maior.

O primeiro ponto parece estar na dificuldade de manter a aliança político-partidária que tem assegurado a permanência do esquema de poder do partido majoritário e o "aparelhamento" que o acompanha. Desde a campanha presidencial de 2002 - quando entendeu a ameaça que representava para sua candidatura a insatisfação dos setores e instituições internos e externos descontentes com as propostas de política econômica - a coalizão partidária liderada pelo PT definiu uma estratégia de política econômica da qual viria a ser o garantidor o ex-ministro Antônio Palocci. No quadro institucional interno, consolidou-se uma aliança mult…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 12 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"Dilma congelará em 2012 os gastos não obrigatórios"
De novo, a crise - Governo pretende deixar cerca de 25% do Orçamento do ano que vem sem correção pela inflação x O governo Dilma Rousseff decidiu congelar a maior parte dos gastos obrigatórios no projeto de Orçamento para 2012. A determinação, reforçada pelo temor de efeitos da crise internacional, se refere à parcela de despesas em que o governo pode mexer livremente. Ações não obrigatórias mas consideradas prioritárias, como a plano de combate à pobreza extrema, o PAC e iniciativas como bolsas de estudo para jovens no exterior, serão poupadas.

O Estado de São Paulo "Deputada do PMDB recebeu dinheiro desviado do Turismo"
Em depoimento à Polícia Federal e reiterado à reportagem do 'Estado', integrante do esquema aponta Fátima Pelaes (PMDB-AP) como beneficiária da fraude

Depoimentos de integrantes do esquema de desvio de dinheiro público do Ministério do Turismo por me…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O Brasil e a crise: estresse, não catástrofe

José Serra - O Estado de S.Paulo
Não é possível prever a extensão e a profundidade do mergulho das economias da Europa e dos EUA, mas se pode esperar, no mínimo, uma estressante instabilidade financeira, ao lado da inflexão para baixo no crescimento da economia mundial.

No caso dos EUA, o impasse político sobre os limites do endividamento público ocorreu quando a economia apresentava sinais de fraqueza. A política monetária frouxa e a desvalorização do dólar nos últimos anos mostraram-se incapazes de reativar a demanda e o crescimento de maneira sustentada.

Paralelamente, o governo Obama não conseguiu promover uma expansão do gasto público que tivesse efeitos multiplicadores poderosos sobre os investimentos e o emprego, como num modelo keynesiano básico. O aumento do déficit e da dívida desde 2008 resultou em grande medida da absorção da dívida do setor privado. Agora, a simples perspectiva de cortes (suaves) naquele gasto piorou as expectativa…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 11 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"Bancos da França e dos EUA levam Bolsas para baixo"
De novo, a crise: Rumores de rebaixamento da nota de crédito de títulos franceses contaminam os mercados x Um dia depois de apresentar recuperação, as Bolsas voltaram a cair fortemente ontem. Desta vez, a preocupação dos investidores era com a França. O Société Générale, muito exposto aos títulos da Grécia e da Itália, fez a Bolsa de Paris despencar 5,45%.

O Estado de São Paulo "Cúpula do Turismo deu aval a fraude em convênios"
Gravação mostra também que secretário executivo orientou empresário a montar instituto de fachada

Uma gravação telefônica da operação da Polícia Federal no Turismo mostra o secretário executivo do ministério, Frederico Silva Costa, orientando um empresário a montar entidade de fachada para assinar convênio com o governo federal e liberar dinheiro, informa o repórter Leandro Colon. Frederico foi um dos presos na terça-feira sob a acusação de envolvimen…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O novo PT de sempre

O Estado de S.Paulo - Editorial
"O PT sempre foi muito cioso na defesa da aplicação correta dos recursos públicos e do combate à corrupção." Essa afirmação do presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, deputado Ruy Falcão, em declarações à TV Estadão, é um espanto. Na entrevista concedida para dar conta das decisões da reunião do diretório nacional do partido realizada no último dia 5 no Rio de Janeiro, a frase de efeito de Falcão é coerente com o discurso que vem sendo feito pelos petistas desde a fundação do partido, há mais de 30 anos. E foi com esse discurso que o lulopetismo chegou ao poder em 2002. Mas a realidade que transparece depois de dois mandatos presidenciais consecutivos, e se apresenta hoje como uma verdadeira herança maldita para a presidente Dilma Rousseff, é que o PT no poder, em nome de uma capciosa governabilidade, rebaixou ao nível do mais baixo fisiologismo o jogo político e a arquitetura do arco de alianças que desde a ascensã…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 10 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"Devassa no Turismo leva PF a prender 35 pessoas"
Desvio teria sido de R$ 3 mi; não há prova contra ex-secretário-executivo, diz defesa x A Policia Federal prendeu o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva da Costa, e mais 34 suspeitos de envolvimento em um esquema que teria resultado no desvio de quase R$ 3 milhões destinados a capacitar pessoal. Entre os detidos, esta Mário Moyses, secretário-executivo na gestão anterior e ex-presidente da Embratur. Ele chegou a pasta em 2007, na gestão da hoje senadora Marta Suplicy (PT-SP), de quem foi assessor na Prefeitura de São Paulo.

O Estado de São Paulo "PF prende 35 em escândalo no Ministério do Turismo"
Presos incluem o atual secretário executivo, ligado ao PMDB, e um ex-ocupante do cargo, vinculado ao PT

A Operação Voucher da Polícia Federal prendeu até a noite de ontem 35 pessoas vinculadas a um suposto esquema de corrupção no Ministério do Turismo. Entre …
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Um velho estilo em ação

O Estado de S.Paulo - Editorial
Quando foram iniciadas, em 2007, as obras de transposição das águas do Rio São Francisco para o semiárido nordestino, Lula previa inaugurar, ainda no seu mandato, o Eixo Leste de um dos dois canais de escoamento, numa extensão de 400 km. Não só o ex-presidente não pôde incluir essa façanha nas suas grandes obras, mas há risco de que nem mesmo a presidente Dilma Rousseff possa dar por concluída essa parte do projeto, o mais caro do PAC. Balanço recente do Ministério da Integração Nacional indica que os primeiros testes do trecho inicial do Eixo Leste só poderão ser realizados nos últimos meses de 2014. Isso se tudo correr de acordo com o cronograma, se as licitações forem realizadas nos prazos previstos, se a licença ambiental for renovada e se não faltarem verbas. Tudo isso faz do projeto de transposição do São Francisco um dos melhores exemplos de falta de planejamento e má gestão de recursos públicos na história recente do País.

A…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 09 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"Investidor foge para papéis dos EUA e derruba Bolsas"
De novo, a crise: Sempre fomos e seremos nação AAA, diz Obama; Bovespa despenca x Apesar do rebaixamento da nota de risco dos EUA pela agência de risco Standard & Poor's, investidores buscaram refúgio nos títulos do Tesouro americano. A fuga de capital das Bolsas derrubou índices pelo mundo. A Bovespa caiu 8,08%, e o dólar subiu para R$ l,61. O Dow Jones teve queda de 5,6%, a mais expressiva desde 2008. Em reação ao rebaixamento da nota dos EUA, Barack Obama disse que o país ainda é um investimento seguro. "Sempre fomos e seremos nação AAA".

O Estado de São Paulo "Bolsas repetem queda de 2008 e Brasil promete aperto fiscal"
Mercado global desaba após rebaixamento da nota dos EUA - Crescem dúvidas de investidores sobre capacidade das nações ricas de pagar suas dívidas - Mantega diz que País não está imune à crise e fala em 'uma surpresa fiscal a cada m…

Renoir

Imagem

Para ler e refletir...

"Sexo e poder: A face erótica da dominação"!

Guido Mantega, Cadernos do Presente 3, editora brasiliense. "Para W. Reich, a repressão da sexualidade está a serviço das sociedades autoritárias. Foucault sustenta que o capitalismo avançado espalha o sexo e aumenta seu poder através dele. Enfim, alude-se a uma faceta do poder que não costuma ser abordada nos manuais de ciência política. Trata-se de um poder invisível, subterrâneo, que age na penumbra, e pode ser tão eficiente quanto a polícia ou as instituições judiciárias."

"Um orgasmograma (inventado para medir a intensidade do prazer), nem se moveria diante da árdua labuta do camponês, enquanto chegaria rapidamente ao ápice no caso de uma relação sexual. Porém o orgasmo sexual tem vida efêmera, se bem que possa ser prolongado por uma atmosfera que estique as sensações agradáveis. Imagine-se agora uma nova forma de trabalho (diferente do trabalho alienado), escolhida e exercida com gosto. Aí, o orgasmograma poderia…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Davi e Golias

Fernando Henrique Cardoso - O Estado de S.Paulo
A propósito do atual dilema americano, a secretária de Estado, Hillary Clinton, disse que pela primeira vez em muito tempo não havia um abismo tão grande entre poder, economia e sociedade. Pode parecer banal, mas não é: nos Estados Unidos, o "ideal americano" dava solidez a um caminho em comum para o país. Havia tensões, tendências mais progressistas chocavam-se com outras mais conservadoras, o grande business sempre quis controlar mais de perto o governo, os governos ora se inclinavam para atender aos reclamos das maiorias, ora assumiam a cara mais circunspecta de quem ouve as ponderações da ordem, da econômica em primeiro lugar. Mas, bem ou mal, liberdade, democracia, prosperidade e ação pública caminhavam mais ou menos em conjunto.

E agora?, poderia perguntar, perplexa, a secretária de Estado. Agora, digo eu, parece que as classes médias e os mais pobres querem gasto público maior e emprego mais abundante, os cons…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 08 / 08 / 2011

Folha de São Paulo
"Países do G20 decidem manter títulos dos EUA"
Banco Central Europeu indica que intervirá no mercado para conter crise x Os países do G20, grupo das 20 maiores economias do planeta, não pretendem desfazer-se de títulos do Tesouro norte-americano, apesar da decisão da agência de classificação de risco Standard & Poor's de rebaixar a nota desses papéis. Ao menos dois terços da dívida dos EUA com países estrangeiros estão nas mãos do G20, que realizou uma teleconferência de seus ministros da Economia e presidentes de bancos centrais.

O Estado de São Paulo "BC europeu decide comprar títulos para evitar contágio"
Após reunião de emergência, Banco Central anuncia 'intervenção decisiva' para proteger Itália e Espanha

Em uma manobra de emergência, os Bancos Centrais europeu e de 17 países prometem fazer hoje uma "intervenção decisiva" para proteger Itália e Espanha da turbulência financeira global, informam …

UFO (cautela!)

Imagem

Coluna do Mirisola

Dia feio, seco e gelado de céu azul

"Logo na primeira semana da volta a São Paulo, tentaram levar meu celular, e eu bestamente reagi. A parte boa é que botei dois vagabundos para correr, a ruim é que eu acabava de receber boas-vindas"

Marcelo Mirisola
Perdi a conta das vezes que fui embora de São Paulo. Eu sou o cachorro que morde o rabo da cidade, e vice-versa. Quando volto, quero ir embora outra vez para ter a oportunidade de retornar e me queixar das mesmas coisas. O problema é que, dessa vez, “as mesmas coisas” não estavam exatamente nos mesmos lugares.

Aos poucos vou me acostumando a driblar os cadáveres caídos no meio do caminho, como se tivesse apenas lembranças de um tempo paulistano – muito recente – que, além de não existir mais, me subtraiu a empatia. Daí que não sei dizer se essas lembranças são boas ou ruins. A diferença brutal de três anos passados no Rio para o aqui e agora de São Paulo me impede até de ser nostálgico. O que resta é ser objetivo, atravessar ruas e…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O Brasil e a turbulência global

O Estado de S.Paulo - Editorial
O Brasil está pronto para enfrentar turbulências mais fortes no mercado internacional, garantem o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini. Se isso dependesse apenas do otimismo oficial, os brasileiros poderiam ficar tranquilos. Não é hora, no entanto, para relaxar. Se Estados Unidos e Europa afundarem numa segunda recessão, todo o resto do mundo pagará um preço muito alto. O comércio internacional será afetado, a concorrência nos mercados será muito mais dura e, se a economia chinesa perder impulso, os exportadores de produtos básicos, como o Brasil, terão muita dificuldade para faturar com as vendas externas. As empresas terão menos acesso ao financiamento internacional e a disputa pelo crédito interno será mais dura e as pequenas e médias companhias serão prejudicadas, como já foram na crise financeira de 2008-2009.

Mas é justo ressaltar pelo menos um detalhe positivo. De…