Postagens

Mostrando postagens de Novembro 4, 2012

Higgs

Imagem

Na Mata Atlântica

Vivendo e sonhando

Sidney Borges
Romeu Féres, o sabiá, chegou cedo. Pousou ao lado da janela do quarto e soltou o dó de peito. Acordei. Cinco e quarenta e oito, olhei de novo, cinco e cinquenta e quatro. Devo ter cochilado. Lá fora o bardo continuava a produzir ondas sonoras de grande intensidade. Sem conseguir conciliar o sono resolvi pensar. 

Comecei imaginando o Universo sem o bóson de Higgs. Para quem não se lembra, ou não está familiarizado, bóson de Higgs é a partícula subatômica que dá massa a outras partículas. Massa é a propriedade que faz com que um objeto atraia outro objeto que também tenha massa. Sem massa, sem atração gravitacional, ou seja, sem o bóson de Higgs seríamos leves, ou melhor levíssimos, pois a Terra não nos atrairia.

Mas também não atrairia a Lua e esta iria embora. O Sol também não atrairia a Terra, na verdade sem massa o Sol nem sequer existiria. Não existindo gravidade não haveria luz solar. Sem o bóson de Higgs o Universo seria constituído de partículas isol…

Charles Demuth (1883-1935):

Imagem
Negócio, 1921 - óleo sobre tela (Instituto de Arte de Chicago)

Colunistas

Reflexos da ficção

O conto adiante, Reflexos, tem como fenômeno estético central a “construção em abismo”. Em suma, o conto dentro do conto dentro do conto, ad infinitum

Márcia Denser
Dando uma pausa na política – que nenhum escritor é de ferro – e atendendo ao pedido de alguns leitores, retorno à ficção, aproveitando pra fazer uma outra coisa que têm me dado um grande prazer ultimamente: descobrir o processo criativo. O conto adiante, Reflexos, tem como fenômeno estético central a “construção em abismo” ou mise-em-abîme, pra usar o termo técnico e, se eu quiser ser besta, ou servindo-me duma analogia tridimensional, a babushka ou boneca russa. Em suma, o conto dentro do conto dentro do conto, ad infinitum.

Como usei o estilo epistolar, é a carta dentro da carta dentro da carta, etc. E como vocês irão observar, são quatro cartas (completas ou fragmentárias) em três níveis narrativos e uma quarta que, inesperadamente, ao recapitular o efeito acumulado dos anteriores, realiza a síntese do c…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A deturpação do royalty

O Estado de S.Paulo
Envolvidos na feroz disputa por algo que ainda não existe, nem se sabe se vai existir - o petróleo do pré-sal -, e movidos apenas por seus próprios interesses político-eleitorais, que os tornaram incapazes de avaliar o interesse nacional, 286 deputados impuseram uma derrota política ao governo ao aprovar um projeto sobre a distribuição dos royalties do petróleo que, na essência, acaba com o conceito de royalty, rompe contratos em plena vigência e pune as cidades que têm despesas adicionais por causa da exploração do óleo em seu território ou vizinhança.

"Foi uma demonstração de vitalidade do Parlamento brasileiro", exultou o presidente da Câmara, deputado Marco Maia, após a derrota do governo - que, a propósito, é chefiado pelo partido a que ele pertence. Diante dos desastrosos efeitos que o projeto - que já havia sido aprovado pelo Senado - poderá ter para os municípios e Estados produtores de petróleo, caso a presidente Dilma Rousse…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 10 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"Violência aumenta e dez são mortos por dia em SP"

15 são assassinados após Alckmin dizer que homicídios estavam caindo

Menos de 24 horas depois de o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmar que a série de crimes na Grande São Paulo estava diminuindo, 15 pessoas foram mortas entre a noite de quinta-feira e a manhã de ontem. Nos últimos 15 dias, quando teve início uma nova escalada da violência, 142 pessoas foram assassinadas na região metropolitana. A média diária de homicídios neste período se aproxima de dez. No ano passado, era de seis. A aliados Alckmin diz estar insatisfeito com o secretário da Segurança, Antônio Ferreira Pinto. Segundo interlocutores, ele procura um substituto há três meses, mas tem dificuldade de encontrar um novo nome. Em junho, a PF informou o governo do Estado de que a facção PCC aumentaria os ataques contra policiais. Apesar do recrudescimento das mortes, São Paulo não figura entre os Estados mais violentos. 

Arte das ruas

Imagem

Coluna do Celsinho

Diaféria

Celso de Almeida Jr.

Não sei o motivo.

Veio à cabeça o nome do Lourenço Carlos Diaféria, falecido lá em 2008.

Talvez, tenha sido o fim do Jornal da Tarde, decretado neste 31 de outubro passado.

Décadas atrás eu procurava os textos dele no JT.

Contista, cronista; seu estilo sempre me agradou.

Sobre crônicas, pincei algumas frases suas:

"O cronista precisa fingir que faz crônicas por divertimento e que trabalha por não ter o que fazer."

"No jornal, a crônica é o intervalo do grande espetáculo. Não resolve nada."

"Crônica só serve para dar um tempo de o sujeito ir lá fora, comprar amendoim, tomar café, espreguiçar-se. Talvez até seja uma inutilidade."

Diaféria foi preso no final dos anos 70, época do regime militar.

Foi enquadrado na lei de segurança nacional pelo seguinte trecho de "Herói. Morto. Nós", publicado na Folha de São Paulo:

"O Duque de Caxias é um homem a cavalo reduzido a uma estátua...O povo urina nos heróis de pedestal."

Lourenç…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Os 'barracos' no STF

O Estado de S.Paulo
Na véspera da retomada do julgamento do mensalão, na quarta-feira, o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, participava de um congresso de juristas, em Aracaju, quando foi perguntado sobre a sua popularidade, traduzida em cumprimentos, fotos e pedidos de autógrafos, por onde quer que passe. "Há uma identificação cada vez maior da população com as questões jurídico-institucionais tratadas pelo Supremo", comentou. "Esse julgamento trouxe o tribunal para dentro das famílias, e o que vem acontecendo no plano pessoal é consequência disso." A elegância e a modéstia destas suas palavras, no entanto, são tudo que lhe tem faltado no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), que completou ontem 44 sessões, enredado na questão dos critérios para a fixação das penas dos réus condenados por uma variedade de delitos.

As divergências a respeito estimularam Barbosa a reincidir no comportamento que vem caracterizando a sua par…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 09 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"Transição chinesa - Líder chinês afirma que corrupção ameaça país"

Prestes a deixar o poder, Hu Jintao diz que desvios podem levar China a colapso

Na abertura do congresso do Partido Comunista, que mudará a estrutura de comando da segunda maior potência mundial, o líder Hu Jintao, à frente do partido há dez anos, surpreendeu com um discurso duro de combate à corrupção. A 2.300 delegados Hu disse que a corrupção pode levar o país ao colapso e exortou os membros do governo a educar e controlar as atividades de suas famílias. “Se falharmos em lidar bem com a corrupção, ela poderá se tornar fatal para o partido e até mesmo provocar o seu colapso e a queda do Estado”, afirmou. Em crise, o PC expulsou o dirigente Bo Xilai. Além disso, reportagens mostraram que a família do futuro líder, Xi Jinping, acumulou milhões de dólares. 

O Estado de São Paulo "Republicanos admitem ceder por pacto fiscal nos EUA"

Após aceno de Obama, preside…

Ubatuba em Foco

Imagem
Mauricio (dir), Luiz Claudio (DNIT) e os vereadores eleitos Xibiu e Bibi analisam a planta do projeto de duplicação do trecho urbano da BR 101 em Ubatuba
Em visita ao DNIT, Maurício pede que duplicação da BR comece melhorando acesso à Estufa

Saulo Gil Carvalho
O prefeito eleito de Ubatuba, Maurício Moromizato (PT), visitou nesta terça-feira a sede do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (DNIT) no município. O assunto principal do encontro com o Coordenador local, Luiz Claudio dos Santos, foi referente à obra de duplicação da BR 101 e as construções de acessos aos bairros que margeiam a rodovia. Para Maurício, é desejo da próxima administração que os trabalhos comecem facilitando a travessia de pedestres, ciclistas e veículos entre a Estufa e a grande região Central da cidade.

“Os acidentes e os relatos que temos de moradores revelam que o cruzamento da rodovia no trecho urbano apresenta muitos problemas. Um dos locais que mais recebemos reclamações na campanha foi na Est…

Pitacos do Zé

Imagem
Uma escola bem nossa
José Ronaldo dos Santos Há bastante tempo eu não via, por dois anos seguidos, uma escola pública estadual com tantos eventos envolvendo os alunos e professores! Estou me referindo à E.E. Semíramis Prado de Oliveira, no Saco da Ribeira. Começamos o semestre com uma Festa do Folclore bem participada. Em seguida, dando prosseguimento à seleção feita nas classes no primeiro semestre, sob a batuta das professoras Luísa e Karina, a Tabuada Semíramis foi um show em todos os aspectos, sobretudo das torcidas.Parabéns ao João Pedro por mais uma vitória!
Em meados de setembro, por dois dias consecutivos, estivemos numa atividade preparada pelo pessoal do Parque Estadual da Serra do Mar (Caraguatatuba). Na semana passada os alunos, espontaneamente, comemoraram o Halloween. A equipe do Grêmio Estudantil, juntamente com o professor Benedito, fez palestra na Escola Idalina (Ipiranguinha). No dia 6/11, completando a programação do início do ano letivo, nos dois períodos aconteceu a…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Vitória apertada

O Estado de S.Paulo
Uma nação bem mais dividida do que aquela que o consagrou há quatro anos manteve na Casa Branca o presidente Barack Obama, rejeitando a plataforma do candidato republicano Mitt Romney de cortes de impostos e dos gastos sociais - menos Estado, em suma -, para reanimar a economia e conter o déficit público. Mesmo a maioria dos insatisfeitos com os modestos progressos obtidos por Obama no combate à mais severa recessão desde a Grande Depressão dos anos 1930, que surgiu pouco antes de sua primeira vitória, parece ter preferido o certo ao perigoso. Grosso modo, a densidade dessa maioria variou conforme a posição dos seus membros na escala social. Quanto mais pobre, vulnerável e inseguro o eleitor que enfrentou horas de fila nos postos de votação, maior foi a sua propensão para barrar o acesso ao governo de um representante acabado do "poder do dinheiro". Não hão de ter sido poucos, a propósito, os que se sentiram pessoalmente ofendidos ao saber …
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 08 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"Após vitória apertada, Obama adota discurso de conciliação"

Cai de 53% para 50% o voto popular no democrata; Mulheres e hispânicos ajudam a derrotar republicano Mitt Romney; Coalizão menor dificultará aprovação de projetos

Barack Hussein Obama, 51, reeleito presidente dos EUA, terá um segundo mandato com mais problemas pela frente, informa Raul Juste Lores, enviado a Boston. Um deles será o chamado abismo fiscal, o corte de US$ 600 bilhões nos gastos públicos, que deve abalar a recuperação da economia. Obama quer elevar os impostos dos mais ricos, mas enfrentará oposição do Partido Republicano do candidato derrotado Mitt Romney. O democrata apelou para a conciliação no discurso da vitória, relata Luciana Coelho, de Chicago. Ele foi reeleito por uma coalizão mais magra do que em 2008. Os 365 delegados conquistados na eleição passada passaram para 332 — se incluídos os 29 da Flórida, com apuração em andamento. Mulheres, latinos e ne…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Não há recursos para as cotas

O Estado de S.Paulo
Quando o governo divulgou o decreto e a portaria que regulamentam a Lei de Cotas, que reserva 50% das vagas em universidades federais a estudantes oriundos da rede pública de ensino médio e a estudantes pobres, pretos, pardos e indígenas, alguns reitores reclamaram que não dispunham de recursos suficientes para custear as aulas de reforço, oferecer cursos de nivelamento e oferecer moradia e alimentação para os cotistas.

O mais veemente foi o reitor Roberto Salles, da Universidade Federal Fluminense. Ele reclamou da insuficiência de verbas do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) e afirmou que, se o governo não garantir auxílio financeiro, muitos cotistas não conseguirão concluir os cursos. Só o aumento das verbas evitará evasões, afirmou. "O problema é dramático. Precisamos fazer com que o estudante continue na universidade e se forme", diz a pró-reitora de graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Angel…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 07 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"Eleição americana - Obama é reeleito"

Apesar de crise econômica, presidente vence disputa com Romney voto a voto * Democrata sai com menos poder que em 2008 * Republicanos obtém maioria na Câmara, mas perdem no Senado

Luciana Coelho - Enviada especial a Chicago
O democrata Barack Obama, 51, foi reeleito presidente dos Estados Unidos, segundo projeções de redes de TVs. Às 2h30, ele havia conquistado 274 votos no colégio eleitoral que escol hei á o presidente contra 201 do republicano Mitt Romney, 65. A eleição é indireta. Para vencei são necessários 270 votos dos delegados. Obama foi reeleito apesar da crise econômica que eclodiu em 2008, uma das mais graves da história americana. A recessão elevou o desemprego a taxas acima de 10%, e muitos americanos perderam suas casas. Foi uma vitória mais modesta do que a de 2008, quando Obama foi eleito o primeiro presidente negro dos EUA. Naquela disputa, seu adversário, John McCain, obteve 1…

Pitacos do Zé

Imagem
E por falar em civilidade... (XXVI)

José Ronaldo dos Santos
A fotografia mostra o trabalho realizado há pouco tempo no Rio Tavares, na ponte que da rodovia (BR 101). Trata-se da limpeza dos aguapés, do lixo que foi se encostando por ali, e, do desassoreamento (retirada da areia acumulada).

O assoreamento é, em parte, natural porque a erosão acontece desde o ponto mais elevado da Serra do Mar. Aos poucos tudo vai descendo. Deste jeito se formaram pelos milênios as nossas planícies.

Hoje, quem reparar no mesmo ponto onde registrei a imagem, notará que a areia já ocupou novamente a calha do rio. Uma ação lógica seria alguma secretária municipal, em conjunto com o órgão federal que cuida dos recursos minerais, agilizar um processo que resolva, no mínimo, dois problemas: liberar o rio para melhor escoamento das águas e empregar os pequenos areeiros. Note bem: os pequenos! (Friso isto porque não duvido que “o mundo está cheio de sem noção” com máquinas, caminhões e influências corruptíveis na …
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Por que torcer por Obama

O Estado de S.Paulo
É claro que nem tudo que é bom para os Estados Unidos é bom para o Brasil, ao contrário do que pensava o primeiro embaixador do País em Washington, sob o regime militar, Juracy Magalhães. Mas será bom para o Brasil - e para o mundo - se os americanos reelegerem hoje o presidente democrata Barack Obama. Quanto mais não seja porque a alternativa - a ida à Casa Branca do candidato republicano Mitt Romney - dificilmente deixará de empurrar os EUA a um retrocesso econômico que será sentido nos quatro cantos do globo. Sem falar no ressurgimento do militarismo na política externa, o que se pode antecipar dado o primarismo das posições do desafiante em relações internacionais e a sua dependência dos mesmos gurus neoconservadores que atiçaram George W. Bush para a aventura da guerra no Iraque. Uma vitória de Romney de certo será saudada por Israel como o sinal verde de Washington para deter, à bomba, o programa nuclear iraniano.

O ex-governador de Mass…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 06 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"Futuro dos EUA está nas mãos de 8 Estados indecisos"

Pesquisas de opinião mostram democrata Barack Obama e republicano Mitt Romney empatados no dia da eleição

O democrata Barack Hussein Obama II, 51, e o republicano Willard Mitt Romney, 65, chegam ao dia da eleição presidencial dos EUA tecnicamente empatados, segundo as pesquisas. No sistema americano, porém, são delegados nomeados pelos Estados que decidem quem chega à Casa Branca — o vencedor não é necessariamente quem tem mais votos da população. Por isso, os candidatos se concentraram em oito Estados ainda indecisos. Os outros 42 Estados tendem para um lado ou para o outro, como Nova York (tradicionalmente democrata) e Texas (republicano). O medo de uma apuração confusa, comoocorreu em 2000, é grande nesses locais em que a votação promete ser apertada.

O Estado de São Paulo "Pesquisa dá ligeira vantagem a Obama"

Em busca do segundo mandato, democrata é favorito para venc…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O custo da infraestrutura ruim

O Estado de S.Paulo
O Brasil paga muito caro pelas deficiências da infraestrutura de transportes. A mais recente pesquisa da Fundação Dom Cabral sobre o tema mostra que, se o sistema brasileiro de transportes e logística tivesse a eficiência do sistema dos Estados Unidos - país tomado como comparação por causa de suas dimensões, comparáveis às do Brasil -, as empresas economizariam R$ 83,2 bilhões por ano. O valor corresponde, por exemplo, ao orçamento anual do Ministério da Saúde.

A instituição responsável pela pesquisa ouviu 126 grandes empresas, responsáveis por cerca de 20% do PIB brasileiro, e constatou que, enquanto o custo logístico nos EUA se limita a 8% do PIB, no Brasil chega a 12% de tudo o que se produz. Obviamente, esse gasto adicional retira competitividade da economia brasileira, além de retardar o crescimento, pois reduz a capacidade de investimento das empresas.

As perdas impostas às empresas brasileiras pela ineficiência do sistema de trans…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 05 / 11 / 2012

Folha de São Paulo
"STF ordena que ação de Valério no BC seja apurada"

Operador do mensalão é suspeito de tráfico de influência em favor de bancos

O ministro do STF Joaquim Barbosa ordenou a abertura de inquérito para apurar se Marcos Valério fez tráfico de influência no Banco Central em favor dos bancos Rural e Econômico. Segundo a PF, o operador do mensalão tentou influir no processo de socorro financeiro do Econômico e do Mercantil, que pertence ao Rural. Valério e os bancos negam irregularidades. O empresário tem ameaçado fazer novas revelações sobre o escândalo e outros casos. Para ministros, ele tenta reduzir suas penas. As punições podem se agravar com investigações desmembradas que venham a resultar em novas ações como no caso do suposto tráfico de influência.

O Estado de São Paulo "STF avalia dar penas mais leves para Valério"

Depoimentos do mineiro e de Jefferson ajudaram condenações no mensalão; julgamento volta na 4ª

Os ministros d…