Energia

Dirigentes sindicais lançam campanha em defesa da energia nuclear

Gloria Alvarez
Cerca de 70 sindicalistas lançaram uma campanha nacional em defesa do programa nuclear brasileiro, durante a abertura da reunião da direção nacional da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), realizada nos dias 14 e 15 de abril, em Angra dos Reis (RJ). Como parte das atividades, membros da executiva nacional e representantes das CGTBs estaduais também tiveram a oportunidade de conhecer as instalações da Eletronuclear.
A CGTB já vem há algum tempo realizando um trabalho de conscientização dos trabalhadores sobre a importância da energia nuclear, seus benefícios econômicos e seu caráter estratégico para o país. Agora, com o lançamento dessa campanha, a CGTB deu um passo importante nesse sentido, de acordo com José Avelino Pereira, segundo vice-presidente da CGTB Nacional. “Estamos vivendo um grande momento da economia brasileira. Com a velocidade que o país tem crescido, a disponibilidade de energia será fundamental para garantir o desenvolvimento do Brasil. Sem energia, uma nação não cresce. Por isso, é um momento importante para chamar a atenção da sociedade para essa discussão”, afirmou o sindicalista em seu discurso na reunião.
A mesa foi composta também por: Lindolfo Luiz dos Santos Neto, secretário nacional de Finanças; Marcos Vinícius Gomes, presidente da CGTB Rio; e Paulo Gonçalves, assessor de Responsabilidade Sócio-Ambiental da Eletronuclear.
Após a abertura, Roberto Travassos, gerente de Planejamento e Orçamento da Eletronuclear, fez uma palestra sobre a situação atual e perspectivas futuras da energia nuclear. Ele conseguiu elucidar como a energia nuclear pode contribuir para o desenvolvimento sustentável. Também esclareceu aos sindicalistas sobre os seguintes temas: Angra 3 e seus custos; controle de rejeitos; segurança; plano de emergência; vida útil das usinas nucleares; programas de monitoração ambiental, etc.
Caó Pereira, assessor da Secretaria-Geral da CGTB expôs as propostas iniciais da campanha em defesa da energia nuclear, cujo slogan proposto é “Energia nuclear: a energia do futuro do Brasil. Soberania, segurança e desenvolvimento com respeito ao meio ambiente”. Pereira disse que a CGTB pretende fazer uma parceria com a Eletronuclear, no sentido de trabalhar nas seguintes frentes: associar a energia nuclear ao desenvolvimento do Brasil; entender a energia nuclear como uma conquista dos trabalhadores; enfrentar os preconceitos; e popularizar a marca da Eletronuclear, fazendo a sua associação à identidade brasileira.
Para isso, serão feitas reuniões nas cinco regiões do país com dirigentes sindicais e a sociedade civil. Além disso, a CGTB pretende promover seminários sobre o tema e distribuir três milhões de livretos sobre a energia nuclear. A idéia é produzir amplo material de divulgação e publicidade de forma a estimular e unificar os mais diversos setores da sociedade na defesa da ampliação do parque de energia nuclear do país e da utilização plena de nossas reservas de urânio.
Gloria Alvarez
Assessora Técnica do Diretor-Presidente da Eletronuclear
Coordenadora da Assessoria de Imprensa


Nota do Editor - Premissa maior: O presidente Lula quer expandir o uso da energia nuclear. Premissa menor: Os sindicalistas apoiam o presidente Lula. Conclusão: Os sindicalistas apoiam a energia nuclear. Lógica matemática elementar. Moral da história: A escola organiza o pensamento. (Sidney Borges)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião