Postagens

Mostrando postagens de Abril 10, 2011

Brasil

A grande confusão

Miriam Leitão, O Globo
A infraestrutura brasileira está perto do colapso. Falta tudo, inclusive o básico, o simples.

As operadoras de celular prestam serviço cada vez pior. Os aeroportos entupidos e o descaso das companhias irritam brasileiros e desorientam os estrangeiros. O trânsito nas cidades é indescritível. Portos não funcionam. O governo investe errado. Basta sair de casa para ver.

Não é necessário mais um estudo do Ipea para saber que os aeroportos não ficarão prontos a tempo, basta circular. Eles permanecem congelados no tempo e nos problemas. Nem é pela Copa. É por nós e agora que eles precisam avançar.

Joseph Blatter irritou as autoridades mas estava certo, e o governo agora usará o atraso como álibi para não cumprir os procedimentos em obras públicas.

O PAC não era um supersistema gerencial que permitia ter o controle do andamento dos projetos?

Num país onde falta tudo, a maior obra de infraestrutura, que vai consumir mais da metade do orçamento para ferrovias d…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A China conduz o quinteto

O Estado de S.Paulo - Editorial
Brasil, Rússia, Índia, China e, a partir de agora, África do Sul formam talvez o mais peculiar dos blocos no cenário mundial. Para começar, não nasceu da iniciativa de nenhum dos seus membros, mas de um artifício de redação de um analista econômico da megafinanceira Goldman Sachs, em 2001. Ordenando a seu gosto as iniciais dos quatro países, o autor cunhou a sigla Bric, que soa em inglês como brick, tijolo, para designar as forças emergentes fadadas a influir cada vez mais na construção do novo sistema multipolar nas relações internacionais. O analista não tinha a intenção de sugerir que essas potências em ascensão estariam igualmente fadadas a agir como um bloco, falando com uma só voz, ou a criar mais uma instância multilateral no espaço global já saturado de organismos do gênero.

Mas, mesmo não compartilhando interesses estratégicos, econômicos ou mesmo comerciais - na verdade, há mais pontos de divergência do que de convergênc…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 16 / 04 / 2011

Folha de São Paulo
"Homicídios caem 41%, e SP deixa de ser zona epidêmica"

Boa notícia. Com 9,9 mortes por 100 mil habitantes, Estado atinge meta da OMS; outros crimes cresceram

O Estado de São Paulo deixou de ser classificado como zona epidêmica de homicídios dolosos pela primeira vez desde 1996, ano de inicio da série histórica. A taxa nos últimos 12 meses recuou a 9,9 por 100 mil habitantes – em 1999, chegou a 35,3. A Organização Mundial da Saúde considera tolerável um índice anual de 10 mortes por 100 mil. No Brasil, é de cerca de 25. O fator preponderante foi a queda de 41% nos homicídios da capital neste primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado. Nas demais cidades do Estado, o recuo foi de 8,96%. Assassinatos são considerados o principal indicador de violência, mas não é o único. Outros índices cresceram em todo o Estado, como roubo de veículos (8,5%), furto de veículos (7,7%) e roubo seguido de morte (2,7%).

O Estado de São Paulo
"
Imagem
Gare du Nord - Paris

Sétima economia do mundo!

Nove aeroportos não ficarão prontos para Copa 2014, diz Ipea

Sidney Borges
No país do "nuncantesnestepaiz" nada é novo, tudo se repete, mas de vez em quando a coisa enguiça. O governo (Ipea) disse que vai faltar aeroporto na Copa. Precisamos avisar os gringos que poderão saltar de paraquedas e ver o melhor futebol do Dunga em ação, ou embarcar em algum vapor. Quem sabe do Lóide. Sempre tem um em trânsito. Como tudo se repete, na Copa centenas de gringos - perigosos, boa parte deles têm olhos azuis - dormirão nos aeroportos. Vai parecer que é Natal. Na televisão as autoridades dirão exultantes que "nuncantesnouniverso" um evento atraiu tanta gente. E darão um jeito de se desculpar: a Copa brasileira é tão empolgante que não tem aeroporto que chegue. Na Olimpíada tem mais, fique conosco, plim, plim...

Twitter

Rolleiflex

Imagem
Eu, em 2025, fotografando o que sobrou...

Coluna do Celsinho

Subindo

Celso de Almeida Jr.
A escola é um espaço fascinante.

Entusiasma pensar que as mentes ali reunidas podem gerar tantas novidades; promover mudanças.

Esta é a leitura que faço não apenas da escola que participo.

Acredito em todas.

Travasse meu pensamento nos dissabores cotidianos, o encanto cessaria.

A certeza do melhor resultado está condicionada a união de forças e a confiança na causa.

Quem educa sabe do que eu falo e certamente saboreia suas árduas vitórias diárias.

No meu caso, hoje, comemoro com o leitor mais um avanço.

O Núcleo Infantojuvenil de Aviação – NINJA, projeto nascido em Ubatuba, subiu um pouco mais em seu voo perseverante.

O esforço de diversos amantes da aviação garantiu que o conteúdo do blog do NINJA (www.ninja-brasil.blogspot.com)  atingisse mais de 50 mil visualizações em seu primeiro ano de existência.

Além deste fato gratificante, será inaugurado no Colégio Dominique um espaço exclusivo para o projeto, batizado de Sala Gastão Madeira.

A homenagem ao ilustre ubatubens…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Plebiscito oportunista

O Estado de S.Paulo - Editorial
Numa explícita demonstração de oportunismo político, com o qual tenta reconstituir alguns traços de sua desgastada imagem popular, o presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), apresentou - com o generoso e igualmente oportunístico apoio de 26 de seus pares, incluindo os líderes dos partidos governistas - projeto de decreto legislativo que convoca novo plebiscito nacional no qual a população dirá se concorda ou não com a proibição da venda de armas de fogo e munição no País.

Trata-se de matéria vencida, sobre a qual a população já deu sua opinião muito clara. Em outubro de 2005, convocados para manifestar-se sobre a proibição do comércio de armas de fogo, os eleitores deram esmagadora vitória ao "não", que obteve 64% dos votos, contra 36% favoráveis à proibição. Portanto, se o projeto for aprovado pelas duas Casas do Congresso, os brasileiros terão de se manifestar novamente, no dia 2 de outubro, sobre questão que …
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 15 / 04 / 2011

Folha de São Paulo
"Triplica o número de policiais civis expulsos em SP"

Em 2010, foram 219 demissões, contra 64 em 2009; na PM, com duas vezes mais homens, expulsões caíram de 259 para 229

O total de policiais civis expulsos no Estado de São Paulo no ano passado mais do que triplicou em relação a 2009, informam Rogério Pagnan e Manso Benites. Números da Secretaria da Segurança mostram ter havido 219 demissões, em 2010, e 64, no ano anterior.

O Estado de São Paulo
"Em 100 dias, governo Dilma usa só 0,25% da verba do PAC"

Gastos realizados foram contratados ainda na gestão Lula; governo diz que não haverá corte de verbas

Levantamento da ONG Contas Abertas mostra que, dos R$ 40,1 bilhões de gastos autorizados para as versões 1 e 2 do Programa de Aceleração do Crescimento para 2011, apenas R$ 102 milhões (0,25%) foram pagos até terça-feira, informa a repórter Marta Salomon. Os números mostram que as duas versões do PAC avançam graças a contratos do…

Imagine...

Imagem
Esse é John Lennon, "bronzeado" em Havana, Cuba

Ubatuba em foco

MP obtém liminar e garante acesso de agentes de combate à dengue a imóveis fechados de Ubatuba

MPSP
O Ministério Público obteve liminar da Justiça que autoriza a entrada dos agentes de combate e prevenção à dengue em todos os imóveis e embarcações de Ubatuba que estejam fechados, desocupados, ou que os ocupantes proíbam o acesso, a fim de realizar as diligências necessárias para erradicação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. O acesso aos imóveis e barcos deverá ser feito com o acompanhamento da Guarda Municipal. A liminar foi concedida nesta quarta-feira (13).

A ação foi movida contra todos os proprietários, possuidores e detentores de bens imóveis e embarcações existentes na Comarca de Ubatuba e contra o Município de Ubatuba, a fim de que a Prefeitura seja compelida a manter atualizado em seu sítio eletrônico, inclusive com fotos, a relação dos fiscais autorizados a realizar o controle da dengue, de forma a facilitar a identificação dos agentes pela população e evitar a a…

Sono...

Imagem

Política

Herança maldita

Merval Pereira, O Globo
Os indicadores econômicos não são bons para o governo, mostrando inflação em alta e crescimento em desaceleração. O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) de fevereiro indica que houve uma queda pela metade em relação a janeiro. De acordo com o Banco Central, a atividade econômica cresceu 4,17% no primeiro bimestre em relação ao mesmo período de 2010, o que coloca o crescimento anual do PIB mais próximo de 4% do que dos 5,5% da previsão oficial.

Enquanto isso, a inflação se aproxima do teto da meta (6,5%), com tendência a ultrapassá-lo nos próximos meses.

Há claras semelhanças entre a situação atual e a que o presidente Lula encontrou nos primeiros meses de governo em 2003, mesmo que por motivos diferentes.

O mais grave é que, nas duas ocasiões, o descontrole da economia tem origem na própria ação política e econômica petista.

Lula e Dilma receberam a seu tempo "heranças malditas", fruto de seus próprios atos irresponsáveis.

Em 2002, a inflaç…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Negócio da China

José Serra - O Estado de S.Paulo
Ao analisar a economia mundial no imediato pós-guerra, o grande economista Raúl Prebisch cunhou a expressão centro-periferia. Apontava para uma divisão internacional do trabalho entre países produtores de matérias-primas e alimentos - a periferia - e países produtores e exportadores de manufaturas - o centro.

Tal divisão desfavorecia os países da periferia, pois a concorrência entre as exportações de produtos primários era maior, refletindo-se em preços mais desfavoráveis. Previa-se, também, que sua demanda cresceria abaixo da renda mundial. Por último, carentes de indústrias, esses países permaneceriam também carentes de bons empregos e dos frutos do progresso técnico.

Essa teoria simplificava muito a realidade, mas valeu como reparo ao teorema de que os ganhos do livre-comércio internacional seriam repartidos de forma equânime entre todas as nações. E deu certo substrato ideológico às políticas de desenvolvimento industrial.

Na "peri…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 14 / 04 / 2011

Folha de São Paulo
"Dilma quer fim do sigilo eterno de documentos"

Presidente orienta base no Senado a aprovar lei de acesso a papéis ultrassecretos

A presidente Dilma Rousseff deu sinal verde para acabar com o sigilo eterno de documentos públicos classificados como ultrassecretos. Hoje, o acesso é proibido por 30 anos, mas o prazo pode ser renovado indefinidamente, como ocorreu nos governos FHC e Lula. A presidente ordenou que a base do governo acelere no Senado a votação do projeto de lei de direito de acesso a informações públicas, já aprovado na Câmara.

O Estado de São Paulo
"Baixo clero já articula para salvar mandato de Jaqueline Roriz"

Deputados do baixo clero e integrantes da bancada feminina desencadearam operação para salvar o mandato de Jaqueline Roriz (PMN-DF)

Flagrada num vídeo, revelado pelo Estado, recebendo dinheiro de esquema de corrupção no Distrito Federal. Um dos argumentos é o de que ela não era deputada na ocasião – o víde…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O FMI e o déficit brasileiro

O Estado de S.Paulo - Editorial
A crise ficou para trás e a economia mundial deve crescer 4,4% neste ano e 4,5% no próximo, apesar da alta de preços do petróleo e dos alimentos, segundo projeção do FMI. Os emergentes, com expansão de 6,5% em cada um dos dois anos, continuarão puxando o crescimento global. No mundo rico, o desemprego ainda será elevado por vários anos, mas também há notícias positivas. O setor privado volta a ser o principal motor da atividade nos países desenvolvidos e já se pode começar a reduzir os estímulos fiscais. É hora de fazer a faxina e de cuidar dos estragos deixados pela recessão e pelo desastre financeiro. Mas isso não é tudo. A recuperação traz novos desafios tanto para as economias avançadas como para as emergentes. O Brasil tem crescimento previsto de 4,5% em 2011 e 4,1% em 2012 e aparece com imagem bastante razoável nesse quadro, apesar da inflação ainda alta e da tendência de piora nas contas externas.

Os preços das commoditi…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 13 / 04 / 2011

Folha de São Paulo
" Chineses anunciam US$ 12 bilhões para fazer iPad no Brasil"

Recursos virão ao longo de 5 anos; associação questiona dimensão do projeto, que prevê 100 mil funcionários

A taiwanesa Foxconn anunciou em reunião com a presidente Dilma Rousseff que investirá US$ 12 bilhões no Brasil nos próximos cinco anos. A intenção é produzir displays (telas de computador e de tablets), hoje exclusividade da China, do Japão e da Coreia do Sul. Terry Gou, fundador da empresa controladora de Foxconn, disse ainda ter acertado com a Apple a montagem de iPads no Brasil a partir de novembro.

O Estado de São Paulo
"China apoia aspiração do Brasil a mais poder na ONU"

Pequim deu um passo adiante ao tratar da defesa do Brasil como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

No comunicado conjunto, os chineses assinalaram que a representação das nações em desenvolvimento no conselho é “prioridade”. “A China atribui alta importância à influência …

50 anos

Imagem
Yuri AlekseievitchGagarin, o primeiro homem a viajar pelo espaço, em 12 de abril de 1961, a bordo da nave Vostok-1.

Política

O Papel da Oposição

Fernando Henrique Cardoso no Blog do Noblat
Há muitos anos, na década de 1970, escrevi um artigo com o título acima no jornal Opinião, que pertencia à chamada imprensa “nanica”, mas era influente. Referia-me ao papel do MDB e das oposições não institucionais. Na época, me parecia ser necessário reforçar a frente única antiautoritária e eu conclamava as esquerdas não armadas, sobretudo as universitárias, a se unirem com um objetivo claro: apoiar a luta do MDB no Congresso e mobilizar a sociedade pela democracia.

Só dez anos depois a sociedade passou a atuar mais diretamente em favor dos objetivos pregados pela oposição, aos quais se somaram também palavras de ordem econômicas, como o fim do “arrocho” salarial.

No entretempo, vivia-se no embalo do crescimento econômico e da aceitação popular dos generais presidentes, sendo que o mais criticado pelas oposições, em função do aumento de práticas repressivas, o general Médici, foi o mais popular: 75% de aprovação.

Não obstant…

Brasil

Imagem
José Sarney e Luiza Eluf - Foto:Bruna Almeida
Representantes femininas discutem reforma política
Renata Vieira Marta Suplicy levou um grupo de mulheres para conversar com o Presidente do Senado José Sarney sobre reforma política. Dentre as reivindicações, a igualdade de posição nas eventuais listas partidárias. Luiza Eluf, Procuradora de Justiça, representou o Ministério Público de SP e Fabíola Marques representou a OAB/SP, dentre outras vinte mulheres de setores importantes como FIESP, Magistratura Federal e Justiça do trabalho.
Twitter
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O ovo da serpente

O Estado de S.Paulo - Editorial
Um Estado democrático de direito é aquele em que, sob o império da lei, as liberdades fundamentais são respeitadas por todos, inclusive e principalmente pelos governantes, que são as pessoas a quem a sociedade delega os poderes necessários para o cumprimento de sua missão. Uma dessas liberdades fundamentais que sustentam o regime democrático é a liberdade de imprensa, decorrência natural do direito à informação, um dos direitos humanos. Assim, uma democracia que não respeite plenamente a liberdade de imprensa corre o risco de estar gestando em seu próprio seio a serpente que um dia poderá envenená-la irremediavelmente. É o que está acontecendo no Brasil. Comprova-o, entre outras evidências, a censura a que este jornal está submetido há quase 20 meses, impedido de divulgar informações sobre a Operação Boi Barrica, pela qual a Polícia Federal investiga a atuação do empresário Fernando Sarney, filho do senador José Sarney, presidente do Sen…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 12 / 04 / 2011

Folha de São Paulo
"Oposição deve desistir de buscar o 'povão', diz FHC"

Para ex-presidente, é preciso conquistar as novas classes médias antes que elas sejam atraídas por Dilma Rousseff

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defende mudança de estratégia para rearticular as forças de oposição. Segundo o tucano, em vez de buscar o “povão”, envolvido pelo PT, é hora de dirigir as ações para as “novas classes médias”. “Enquanto o PSDB e seus aliados persistirem em disputar com o PT influência sobre os ‘movimentos sociais’ ou o ‘povão’, isto é, as massas carentes ou pouco informadas, falarão sozinhos”, apontou FHC em texto que sairá nesta semana.

O Estado de São Paulo
"Congresso vai discutir novo referendo sobre armas"

Após o massacre de Realengo, senadores querem repetir consulta de 2005, que derrubou veto à venda

Como reação ao massacre de crianças numa escola em Realengo (Rio), o Senado vai discutir agora a possibilidade de se fazer u…

Biblioteca

Imagem

Educação

Recuperação neles

Edgar Flexa Ribeiro no Blog do Noblat
O Ministério da Educação meteu-se em nova encrenca. Como nas anteriores, tudo parece ter origem na convicção de que eles lá, geniais, sabem melhor que ninguém o que é bom para nós, os outros.

Eles acham que sabem o que se tem que aprender, o que se deve ensinar, e quem vai fazer uma coisa e a outra.

Mais ou menos como me disse uma vez um pai de aluno acerca do ENEM: “Já entendi: para meu filho ser considerado um jovem brasileiro bem formado, tem que responder à pergunta que o MEC faz, do jeito que o MEC quer.”

Essa convicção é tão arraigada que eles não se dão conta de que, se eles fossem mesmo isso tudo, a educação nacional não estaria ruim como eles mesmos dizem que está. Não caiu a ficha da contradição.

Agora foi a hora de eles confundirem frequência escolar com inclusão social, no caso de crianças e jovens que precisam dominar técnicas próprias para se relacionar com o mundo exterior às suas percepções: deficientes visuais e auditi…

Amigos

Imagem
Um cara determinado
Sidney Borges Durante três anos Marcão frequentou a minha casa nas tardes dos sábados. Pontual, rigorosamente pontual. Determinado a aprender Inglês, esforçou-se até chegar à fluência no idioma estrangeiro, dando grande satisfação à professora Susan, minha mulher. 
Nós professores estabelecemos com os alunos uma relação difícil de expressar em palavras, é coisa do plano emocional, o progresso deles é o maior pagamento que podemos receber.
Com o tempo a relação cresceu e Marcão tornou-se um amigo, sempre questionando, sempre curioso, sempre querendo saber mais. 
Marco Aurélio Érnica, (Batata) faleceu sábado, 09/04. Ele completaria 34 anos no dia 11 de julho.
O enterro aconteceu hoje, 11 de abril, no cemitério central de Ubatuba.
Nossa solidariedade aos parentes e amigos. Dia triste.
Twitter

Economia

Imagem
Relações assimétricas
Sidney Borges A casa acima está à venda em Miami. Preço: 150 mil dólares. Em Ubatuba, no Itaguá, há terrenos pela módica quantia de 150 mil reais. Com o dólar rolando a escada abaixo como estamos vendo, em breve uma casa em Miami com 5 dormitórios e 4 banheiros, como a do anúncio, valerá tanto quanto um terreno ubatubense. Terreno urbano, 15 por 50. Brasil, sétima economia do mundo, sem que nada de errado haja nela, como diz o ministro Mantega. Eu acredito, o governo nunca erra, mas que essas relações de preços são esquisitas é fato incontestável.
Twitter
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Manchetes do dia

Desafios do envelhecimento

O Estado de S.Paulo - Editorial
Surpreendentemente rápida, a mudança do padrão de crescimento da população está gerando uma grande oportunidade de expansão da economia e de melhoria das condições de vida dos brasileiros, mas também aponta para a emergência de novas e onerosas demandas econômicas e sociais nas décadas seguintes e para as quais o País precisa preparar-se adequadamente desde já para não transferir todo o custo às gerações futuras. A população brasileira está envelhecendo muito mais depressa do que envelheceram as populações dos países desenvolvidos. Nestes, a faixa da população com mais de 65 anos só começou a crescer mais depressa do que as demais faixas etárias depois que eles se tornaram ricos. O Brasil está envelhecendo antes de ficar rico. Isso tem um custo.

É o que mostra um pormenorizado estudo do Banco Mundial (Bird) sobre o envelhecimento da população brasileira, os ganhos e os ônus desse processo e os desafios que ele apresenta para a so…