Postagens

Mostrando postagens de Outubro 20, 2013

Dominique

Imagem

Opinião

Uma LDO da gastança

O Estado de S.Paulo
Já em mau estado pelo excesso de gastos, as contas da União poderão ser mais prejudicadas com a adoção de novos dispositivos incluídos no relatório final do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovado na quinta-feira pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso. Um dos itens acrescentados torna obrigatória, a partir do próximo ano, a liberação de recursos para certas despesas determinadas por emendas parlamentares individuais. É uma antecipação do orçamento impositivo, previsto em proposta de emenda constitucional (PEC) ainda na fila de votação do Senado. Depois de aprovada pelos senadores, essa proposta ainda passará por uma segunda votação na Câmara dos Deputados.

Segundo o relator do projeto da LDO, deputado Danilo Forte (PMDB-CE), dificilmente a presidente Dilma Rousseff vetará aquele dispositivo. Não pode interessar ao Executivo, em sua opinião, abrir uma disputa com o Congresso em ano de eleiçã…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 26 / 10 / 2013

O Globo
"Porta aberta para o capital: Governo eleva fatia de estrangeiros no BB a 30%"

Em 2006, participação de investidores do exterior no banco era limitada a 5,6%.

Mercado reage bem e ações sobem 1,16%. Medida pode facilitar captação de recursos. O governo Dilma elevou de 20% para 30% o limite da participação estrangeira no Banco do Brasil. Esta é a terceira elevação da fatia de investidores do exterior no capital do banco nos últimos anos. Em 2006, o percentual saiu de 5,6% para 12,5% e, em 2009, passou a 20%. O mercado reagiu bem: as ações do BB subiram 1,16%. O vice-presidente do banco Ivan Monteiro disse que o investidor estrangeiro é "muito bem-vindo" ao país.


O Estado de S. Paulo
"Alemanha e Brasil unem forças contra espionagem"

Itamaraty obtém apoio do governo de Angela Merkel e países apresentarão na ONU proposta para internet

O Brasil obteve apoio da Alemanha para tentar aprovar na ONU resolução a favor da privacidade na interne…

Eu amo trens

Imagem
Viaduto espiral Brusio - Suíça

Coluna do Celsinho

Cria ou copia

Celso de Almeida Jr

Euclides da Cunha, autor de Os Sertões, grande clássico da literatura brasileira, também foi engenheiro, concluindo o curso na Escola Superior de Guerra, no início da República.

Nesta profissão, foi o responsável por muitas pontes, escolas, estradas e cadeias construídas no Vale do Paraíba e região.

É sua, por exemplo, a elaboração da planta e a inspeção da construção da Cadeia Velha, localizada na Praça Nóbrega, no centro de Ubatuba.

Atuou, também, como jornalista em O Estado de São Paulo.

Ao escrever Os Sertões, que retratou a campanha federal de 1897 em Canudos, no sertão da Bahia, Euclides da Cunha revelou competência como repórter e talento literário.

Detalhou primeiro a terra e o homem, criando o clima necessário para finalmente narrar a luta.

Descreve a Guerra de Canudos, o perfil de Antônio Conselheiro, despertando para as enormes diferenças culturais entre o sertão e o litoral sofisticado.

Aquele cenário desolador amargurou Euclides.

Os Sertões, que pe…

Dominique

Imagem

Opinião

Biografias inacabadas

Fernando Gabeira - O Estado de S.Paulo
Na cadeia se diz: aqui o filho chora e a mãe não ouve. Na política a expressão é outra: a situação está de vaca não reconhecer o bezerro. Ambas denotam uma crise, pela suspensão do amor materno, e revelam um certo desamparo, um mundo de ponta-cabeça.

Às vezes a atmosfera político-cultural do Brasil, neste longo período de dominação do PT, transmite essa sensação, mais evidente nas ruas, onde quase toda manifestação termina em violência, mesmo quando sua bandeira é a defesa dos animais.

Marina Silva lançou a ideia de salvar Dilma Rousseff dos políticos fisiológicos, evitando que deles se torne refém. Não ficou muito claro para mim. Passa a ideia de uma donzela imaculada assediada por experientes chantagistas, como se o governo não fosse também um fator decisivo nesse processo. Onde a proposta de Marina sugere dependência, vejo uma interdependência. Se consideramos o governo refém da fisiologia, é preciso reescrever a história do …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 25 / 10 / 2013

O Globo
"Contas públicas: TCU alertou para risco de dívida; governo reage ao FMI"

Para tribunal, renegociação com estados e municípios é precedente perigoso

Após críticas do Fundo, presidente diz que Brasil está comprometido com o pacto fiscal. A mudança na correção das dividas de estados e municípios com a União, aprovada anteontem pela Câmara, é um risco às contas públicas e cria precedente perigoso. O alerta foi feito, em agosto, pelo TCU. Para o Tribunal o alívio nas dividas de K$ 462 bilhões vai pesar nos cofres da União e incentivar "endividamento excessivo com base na crença de socorro financeiro" Apesar do relatório, Câmara e governo apoiam a proposta. Após crítica do FMI à política de gastos públicos no Brasil, a presidente Dilma e o ministro Mantega disseram que o país está comprometido com o pacto fiscal.


O Estado de S. Paulo
"Dilma venceria Campos e Aécio no 1º turno, diz Ibope"

Com Marina no lugar do governador de Pernamb…

Dominique

Imagem

Opinião

Exploração eleitoral de Libra

O Estado de S.Paulo
Deslumbrada com o resultado do leilão-de-um-lance-só do Campo de Libra, mas sobretudo interessada em aproveitar eleitoralmente os possíveis efeitos econômicos da exploração desse campo - que, nas suas contas, renderá ao Estado "um fabuloso montante de mais de R$ 1 trilhão; repito: mais de R$ 1 trilhão" em 35 anos -, a presidente Dilma Rousseff não quer ouvir falar em correções do modelo que adotou para o aproveitamento do petróleo do pré-sal.

Em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão sobre o leilão de Libra, Dilma afirmou, na segunda-feira, que "seu sucesso vai se repetir, com certeza, nas futuras licitações do pré-sal". No dia seguinte, disse a jornalistas não ver "onde esse modelo precisa de ajustes" e defendeu seus pontos mais criticados.

Um deles é o papel atribuído à Petrobrás, como sócia obrigatória de qualquer consórcio, com participação mínima de 30% e detendo a condição de operadora únic…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 24 / 10 / 2013

O Globo
"Perdão de dívidas: Renegociação de municípios e estados ameaça Lei Fiscal"

Prefeitura de SP, comandada por Haddad, será a maior beneficiada com redução de débitos

FMI critica política de gastos públicos no Brasil e prevê potencial menor de crescimento. Por ampla maioria, a Câmara dos Deputados aprovou projeto que altera o índice de correção das dívidas de estados e municípios com a União e ainda retroage até 1997, o que, para especialistas, fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). No total, as dívidas de estados e municípios chegam hoje a R$ 468 bilhões. Só a prefeitura de São Paulo, comandada pelo petista Fernando Haddad, abateria R$ 24 bilhões de R$ 54 bilhões. A renegociação, que precisa passar pelo Senado, pode levar à revisão da nota de risco do Brasil. Mais cedo, o FMI divulgou relatório em que critica a política fiscal brasileira e prevê potencial menor de crescimento para o país.


O Estado de S. Paulo
"Alstom orientou diretores…

Pitacos do Zé

Imagem
E por falar em civilidade... (XLI)

José Ronaldo dos Santos
Ontem, 22/10/2013, na Escola “Deolindo”, no centro da cidade de Ubatuba, cujo terreno faz divisa com a prefeitura, uma árvore amanheceu tombada pelo vento da madrugada. Até aí tudo bem! O que fez o funcionário, logo cedo? Ligou para a Defesa Civil. É ali pertinho!

Parece coisa boba, mas... até hoje, ou seja mais de 24 horas depois do telefonema, a árvore continua do mesmo jeito, atrapalhando um dos acessos dos alunos.

“É brincadeira!?!”

Será que tem alguém ou alguma coisa irregular nesse órgão tão útil à nossa civilidade?

Twitter

Ninja

Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Os ex-censurados que agora querem censurar

José Nêumanne* - O Estado de S.Paulo
"As aparências enganam aos que odeiam e aos que amam." O verso de Sérgio Natureza, musicado por Tunai, fez sucesso na voz de Elis Regina, reconhecida como a maior cantora brasileira de todos os tempos, mas, ainda assim, controvertida. Agora a frase virou uma profecia confirmada. A personalidade da estrela era tão forte e polêmica que quando se casou com Ronaldo Bôscoli o irreverente Carlos Imperial ironizou: "Bem feito pros dois". Desse casamento nasceu João Marcello, que adotou uma posição definida e lúcida contra a censura prévia que ídolos da Música Popular Brasileira (MPB) querem impor ao submeterem as próprias biografias ao crivo deles. Como os irmãos Maria Rita e Pedro, João Marcello jamais criou obstáculos à publicação de biografias da mãe por saber que fazê-lo seria trair sua melhor herança: o amor à liberdade.

Já Chico Buarque de Holanda é uma unanimidade nacional, como definiu Mi…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 23 / 10 / 2013

O Globo
"Conciliação sobre greve no Rio: Estado e prefeitura fazem acordo com professores"

Após reuniões no STF, categoria fará assembleias para decidir volta às aulas

Em troca do retorno ao trabalho e reposição das aulas, magistério não terá dias de paralisação descontados. Processos administrativos que poderiam resultar em demissão de grevistas serão arquivados. Em duas reuniões no Supremo Tribunal Federal (STF), representantes dos professores e dos governos municipal e estadual fecharam ontem acordo para o fim da greve do magistério, que começou em agosto. Convocada pelo ministro Luiz Fux, a audiência de conciliação decidiu que, com a retomada das aulas e a reposição do período perdido com a greve, não haverá desconto dos dias parados. Diretora do Sindicado dos Professores (Sepe) que participou da reunião, Ivanete Conceição da Silva disse que a proposta das secretarias de Educação pela anistia do desconto dos dias sem aula “acena com a boa vontade…

Pitacos do Zé

Imagem
Na roça do Caetano

José Ronaldo dos Santos
Já vem de muitos anos a minha amizade pelo Caetano e seu filho (Zé Carlos). Desde aquele tempo (1982) sei que trabalham na terra, produzem um monte de coisas para o nosso consumo. Porém, foi a partir de um curso de apicultura que estreitamos mais os nossos laços. Por isso sinto a necessidade de, regularmente, me encontrar com esse pessoal para um bom papo, onde aprendo sempre alguma coisa da lida na roça e dou boas risadas com seus causos. Ah! Também vou sabendo da nossa história! Afinal, o Caetano é de Natividade da Serra, mas veio morar nesta cidade (Ubatuba) no início da década de 1950.

O pai do Caetano, assim com muita gente das “terras de Serra Acima” daquele tempo, enxergou na cidade praiana, onde nascia a atividade turística, uma chance de recomeçar a vida, mas continuando com aquilo que fazia muito bem: cuidar de animais, plantar e negociar seus produtos. Assim foi criando os filhos. Um deles, graças à educação escolar e a disposição par…

Ninja

Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Óleo do pré-sal, dinheiro de onde?

O Estado de S.Paulo
O novo desafio da Petrobrás, depois do leilão do Campo de Libra, é conseguir o dinheiro necessário para o desenvolvimento e a exploração da maior reserva de petróleo já entregue à atividade empresarial no Brasil. Com uma dívida de US$ 112,7 bilhões no fim do segundo trimestre, a maior estatal brasileira é também a maior devedora do mundo entre as companhias abertas não financeiras, de acordo com o Bank of America. A segunda na classificação do banco, a China State Grid, devia US$ 104 bilhões na mesma data. A terceira, a americana Verizon, US$ 98 bilhões. Com participação de 40% na área leiloada ontem, a Petrobrás ainda terá de ficar com pelo menos 30% nas próximas licitações, se forem mantidos os critérios adotados até agora para o modelo de partilha. A empresa terá caixa suficiente para seus compromissos, disse no fim de semana o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o Tesouro, portanto, ficará dispensado de qualquer socorro. Isso …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 22 / 10 / 2013

O Globo
"Primeiro leilão do pré-sal: Sem disputa, Petrobras, Shell, Total e duas chinesas vencem"

Libra sai pela oferta mínima e setor cobra novas regras para futuras licitações

Dilma comemora resultado. Em pronunciamento, presidente diz que 85% da renda produzida em Libra ficarão no Brasil. “Não é privatização" rebateu. Batalha campal na orla da Barra. Após manifestação pacífica, infiltrados viraram carro e puseram fogo em banheiro químico. Confrontos deixaram 4 feridos. Dinheiro para fechar as contas. Os R$ 15 bilhões que serão recolhidos pelas empresas aos cofres públicos vão engordar o caixa do governo para pagar juros. Seis anos após o anúncio da descoberta do pré-sal no Brasil, o Campo de Libra foi leiloado ontem, o primeiro pelo regime de partilha. Apenas um grupo fez oferta e arrematou o megacampo, na Bacia de Santos, pela oferta mínima, pagando ainda R$ 15 bilhões de bônus ao governo. Mesmo sem concorrência, o resultado do leilão surpree…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O marinês

Denis Lerrer Rosenfield* - O Estado de S.Paulo
O marinês é uma nova língua política que se caracteriza por abstrações e fórmulas vagas com o intuito de capturar o apoio dos incautos. Suas expressões aparentemente nada significam, porém procuram suscitar a simpatia de pessoas que aderem ao politicamente correto. Mas só aparentemente nada significam, pois carregam toda uma bagagem teórica que, se aplicada, faria do Brasil um país não de sonháticos, mas de pesadeláticos.

Marina Silva ganhou imenso protagonismo nas últimas semanas ao ingressar no PSB do governador Eduardo Campos, fazendo um movimento político inusitado. Ao, aparentemente, aderir ao candidato socialista acabou roubando para ela a cena política, como se fosse, de fato, a protagonista. De segunda posição, a de vice, age como se encarnasse a primeira, de candidata a presidente.

No afã de ganhar espaço midiático, não cessa de dar entrevistas e declarações: num único dia conseguiu o prodígio de ser entrevistada pelos maio…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 21 / 10 / 2013

O Globo
"A partilha do petróleo - Libra vai a leilão sem plano contra vazamento"

Governo licita área do pré-sal, mas ação de contingência espera aval do Executivo

Há mais de um ano está engavetado relatório com princípios básicos a serem adotados em acidentes. O leilão do pré-sal da área de Libra será realizado hoje sem que o governo tenha um plano de contingência para minimizar o impacto de um possível desastre ecológico em caso de vazamento de petróleo no mar. Há mais de um ano permanece no Planalto um relatório elaborado por 16 ministérios com os princípios básicos a serem adotados nesse caso. Mas a análise não foi concluída, nem o plano, aprovado. O Ministério de Minas e Energia diz que os estudos técnicos já foram concluídos e aguardam avaliação da Presidência da República. Para o professor da Coppe/UFRJ Segen Estefen, o tempo de perfuração dos poços de Libra, que vai durar até cinco anos, é estratégico para desenvolver sistemas de proteção dos…

Ninja

Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Os olimpianos e as curvas da estrada

Gaudêncio Torquato
Um oceano de distância separa os territórios de artistas como Roberto Carlos (que saudades das curvas da estrada de Santos...), Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros de áreas frequentadas por figuras exponenciais da política e do governo. Mas uma condição os torna habitantes da mesma constelação: a visibilidade de seus perfis, que lhes confere fama e poder. O mesmo ocorre com jogadores de futebol, atores e atrizes de novelas, príncipes e princesas de monarquias que ainda povoam o mapa das nações. Ao lado de um político comum, Pelé, Neymar ou Messi, a atriz Deborah Secco, o ator Antônio Fagundes ou William e Kate, duque e duquesa de Cambridge, certamente ganhariam mais palmas, não se descartando a hipótese de apupos dirigidos ao detentor de mandato popular. Se o político, porém, dispuser de extraordinário poder, como Barack Obama, que preside a maior potência do planeta, seria razoável pensar em efusivos aplausos para…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 20 / 10 / 2013

O Globo
"Na boca da urna: Campanhas eleitorais concentram corrupção"

Diretor de Combate ao Crime Organizado da PF diz que todos os partidos estão envolvidos

'O sistema atual não está funcionando. Vamos continuar enxugando gelo,' diz delegado. Diretor de Combate ao Crime Organizado da PF, o delegado Oslain Santana diz que pelo menos 50% dos casos de corrupção investigados pela corporação têm origem em financiamento de campanhas eleitorais. "E são todos os partidos. Não é privilégio desse ou daquele”, frisa Oslain, em entrevista a Jailton de Carvalho. O delegado defende alterações profundas na forma como recursos são captados para bancar as eleições: "Se não houver mudanças, continuará havendo desvio, vai continuar tendo caixa dois.” PF, Ministério Público e TSE estudam adotar normas mais severas, mas para Oslain a solução passa por uma reforma política.


O Estado de S. Paulo
"Chineses podem entrar no pré-sal e em refinarias"

Manteg…