Postagens

Mostrando postagens de Maio 3, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Sábado na Boca Maldita

Gabeira
Alguns dias em Curitiba, onde visitei a Boca Maldita. É um lugar tradicional, um café com grupos de aposentados, de modo geral, discutindo política. Um ônibus de turistas passa diante da calçada, sinal de que a Boca é conhecida além-fronteiras.

Eles falam sem censura e ouvi muitas críticas ao Supremo Tribunal por ter libertado os empreiteiros, impondo uma derrota à Operação Lava Jato, que também ocorre em Curitiba.

Um dias depois de falar com eles, leio que a Polícia Federal (PF) revelou gravações que indicam um grau de amizade entre o ministro Dias Toffoli e empresário da OAS chamado Leo Pinheiro. O resultado do julgamento foi 3 a 2 e o voto de Toffoli, portanto, decisivo.

É bom que a PF divulgue o que sabe. Mas essas coisas são um pouco como casamento, é preciso anunciar antes que o padre declare os noivos marido e mulher. Se os vínculos afetivos de Toffoli com o diretor da OAS tivessem sido revelados antes do julgamento, ele sofreria pressão para se declar…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 9 / 05 / 2015

O Globo
"SUS cobrará devolução maior de planos de saúde"

Operadoras terão que ressarcir governo por exames em seus clientes

Valor arrecadado pela ANS deve dobrar . Antes, apenas internação na rede pública era reembolsada pelas empresas, que agora terão que pagar por tratamentos complexos como quimioterapia e hemodiálise

O Ministério da Saúde ampliou a exigência de ressarcimento, à rede pública, pelo atendimento de clientes de planos. Antes, as operadora s só precisavam pagar pela internação em hospitais públicos. Agora, também terão que reembolsar gastos com exames e terapias de média complexidade. Com a medida, o valor que o SUS cobrou no 1º trimestre de 2014, que foi de R$ 173 milhões, seria de R$ 354 milhões. E o governo ser á mais rigoroso com as dívidas atrasadas, cobrando juros a partir da notificação sobre o ressarcimento. Hoje há R$ 553 milhões em pagamentos atrasados. Especialistas em saúde aprovaram a decisão, mas temem que o custo maior para os pla…

Solar Impulse - Bélgica

Imagem

Coluna do Celsinho

Eco uruguaio

Celso de Almeida Jr.

Leio na imprensa que José Mujica, ex-presidente do Uruguai, registra em livro a seguinte afirmação de Lula sobre o episódio do mensalão:

"Essa era a única forma de governar o Brasil".

Declaração testemunhada não só por Mujica, quando no exercício da presidência, mas por Danilo Astori, então vice-presidente uruguaio.

Confirmada vexatória manifestação, temos aí a prova de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabia e concordava com a prática do mensalão.

A franqueza do líder uruguaio, ao que parece, aumenta a temperatura do inferno astral vivido atualmente por Lula.

Mais uma triste página da história política brasileira.

Delações, confissões, desabafos e arroubos de sinceridade parecem dominar 2015.

Venham de onde vier, que assim seja, para o bem do Brasil.

Visite: www.letrasdocelso.blogspot.com

Twitter

Dominique

Imagem

Opinião

No reino da incoerência

O Estado de S. Paulo
É nos momentos de crise política mais aguda, como a atual, que se exige, mais do que nunca, coerência por parte das forças políticas que se digladiam na disputa pelo poder. Este não pode ser um fim em si mesmo, pois é apenas o instrumento para a promoção do bem comum. E é em função desse objetivo maior que as forças políticas, organizadas em partidos, atuam no Poder Legislativo tentando aprovar propostas que reflitam sua visão de mundo. E nesse embate os partidos se dividem, para efeitos práticos e tendo por referência o governo, em situação e oposição. Essa é a teoria, que na prática nem sempre funciona, especialmente em sistemas democráticos que ainda carecem de amadurecimento.

De fato, só mesmo a falta de amadurecimento político consegue explicar a incoerência de haver hoje no Brasil um partido que foi eleito para ser governo – o PT –, mas prefere, por conveniências eleitorais colocadas acima do interesse público, agir como oposição; e uma …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 8 / 05 / 2015

O Globo
"Governistas cobram 70 cargos por apoio ao ajuste"

PMDB exige que Planalto confirme nomeações até segunda-feira

Vice Michel Temer diz que Dilma vai avaliar o comportamento de partidos aliados que registraram votos contra as medidas de economia aprovadas na Câmara. Dissidências na oposição também provocaram crise

Em meio ao escândalo de corrupção com ocupação de cargos públicos investigado na Lava-Jato, governo e aliados apelaram a velhas práticas políticas na negociação que resultou na aprovação das primeiras medidas do ajuste fiscal do governo Dilma. Um grupo de parlamentares do PMDB exigiu que a Casa Civil publique até segunda-feira a nomeação de indicados para 70 cargos de segundo e terceiro escalões . Caso contrário, não garantem apoio nas próximas etapas do ajuste, informam JÚNIA GAMA e ISABEL BRAGA. O Planalto, por sua vez, ameaça retaliar partido s que votaram contra, como o PDT. Segundo o vice Michel Temer, Dilma avaliar á o comportamento…

Pitacos do Zé

Imagem
Enxergar e ver
José Ronaldo Santos
O grande escritor português José Saramago tem uma frase que estimo muito:
"Se podes olhar, vê; se podes ver, repara".
Na história, vários grupos, no desenvolvimento da filosofia que sustém a mentalidade ocidental, deixaram para nós as reflexões estéticas porque acreditaram ser um aspecto fundamental na harmonia da vida. Afinal, a filosofia é algo dos seres humanos quando se preocupam com a vida.
Questionar as poluições sonoras e visuais também é se preocupar com o meio ambiente, com o bem comum. É buscar uma vida boa, plena. Pensar no outro é componente da nossa identidade caiçara.
Quando os caiçaras mais velhos recomendavam atenção, "bote reparo", era para entender que algo precisava se corrigido, revisto em referência ao viver coletivo. Assim, as observações e denúncias que algumas pessoas fazem demonstram amor por Ubatuba, pois demonstram a quebra de um equilíbrio e a possibilidade de exercícios de direitos.
Agora, com tamanha diversi…

Dominique

Imagem

Opinião

A fraqueza da indústria

O Estado de S. Paulo
A crise brasileira só estará vencida quando a atividade industrial estiver de novo em firme crescimento e as exportações de manufaturados voltarem a aumentar - um quadro muito distante daquele formado pelos números conhecidos até agora. A produção industrial caiu 0,8% de fevereiro para março, ficou 3,5% abaixo da de um ano antes e diminuiu 4,7% em 12 meses, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A reação dependerá de uma ampla mudança na política econômica e o primeiro passo será consertar as finanças públicas. Mas esse passo, embora indispensável, será insuficiente para abrir uma nova etapa de expansão segura e duradoura. A economia voltará à prosperidade quando a indústria for de novo um foco de dinamismo e isso ocorrerá somente com muito investimento.

Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) completam o cenário negativo. De janeiro a março, o faturamento real do setor de transformação foi 6% menor que no …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 7 / 05 / 2015

O Globo
"Acuado por PMDB e Planalto, PT ajuda a aprovar ajuste"

Para garantir vitória, governo prometeu cargos
Votação teve ‘chuva de dólares’ e panelaço
Principal medida do pacote agora vai para o Senado

Numa sessão tensa, com quase sete horas de discussões, o governo Dilma conseguiu aprovar ontem à noite, na Câmara, o texto-base da principal medida do ajuste fiscal, que muda regras para concessão de seguro-desemprego e abono salarial. Para garantir a vitória, o Planalto e o PMDB pressionaram e enquadraram o PT, além de ter havido negociação de cargos para aliados. O placar (252 votos a 227) foi apertado. Dos 64 deputados petistas, 55 participaram da votação e apenas um votou contra. Centrais sindicais, das galerias, jogaram notas falsas de dólar com os rostos de Dilma, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro Vaccari, preso na Lava-Jato. A proposta será votada no Senado.

Folha de S.Paulo
"Uma em cada quatro cidades no Brasil tem epidemia de dengue&q…

Dominique

Imagem

Opinião

Só vale o que dá voto

O Estado de S. Paulo
A enorme dificuldade que o governo tem enfrentado para obter o apoio, inclusive de seu próprio partido, para a aprovação de medidas impopulares, mas necessárias ao indispensável ajuste fiscal, revela claramente a predominância do fisiologismo no comportamento da chamada classe política: o que interessa, acima de tudo, é o que garante voto. Diante disso, o governo decidiu pressionar sua base no Congresso com uma ameaça da qual foi porta-voz o vice-presidente Michel Temer, a quem Dilma Rousseff delegou a coordenação das articulações políticas: se o pacote de medidas provisórias que começa agora a ser debatido pelo plenário da Câmara for rejeitado ou modificado a ponto de ter sua eficácia comprometida, o governo se verá obrigado a fazer cortes substanciais que afetarão as áreas sob o comando dos partidos da base aliada.

As Medidas Provisórias 665 e 664 restringem o acesso a alguns benefícios sociais com o objetivo de, junto com outras providências,…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 6 / 05 / 2015

O Globo
"Governo enquadra PT, que decide apoiar ajuste"

Já em programa na TV, sem Dilma, partido critica terceirização e é alvo de panelaço

Após impasse, bancada petista na Câmara resolve votar mudanças no seguro-desemprego e no abono salarial, mas presidente da Casa manobra e adia votação

O PMDB e o Planalto apertaram o cerco ao PT para tentar garantir o apoio do partido da presidente Dilma à proposta de ajuste fiscal do governo que muda regras do seguro-desemprego e do abono salarial. Depois de rachar, o PT foi pressionado e decidiu apoiar as mudanças. Manobra do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), porém, surpreendeu: ele aproveitou a mobilização do governo e pôs em pauta outra proposta, que desagrada ao Planalto. Sem mostrar Dilma, o programa do PT na TV ontem à noite fez fortes ataques à regulamentação da terceirização, mas panelaços foram ouvidos na maioria das capitais de todas as regiões do país.

Folha de S.Paulo
"Alckmin poupa Cantare…

Dominique

Imagem

Opinião

Luiz Inácio e as elites

O ESTADO DE S.PAULO
Luiz Inácio Lula da Silva é hoje um homem rico, um destacado membro da elite brasileira - se se definir assim pessoas de posses que dedicam boa parte de seu tempo a voos de primeira classe ou jatinhos executivos, hospedagem em hotéis de luxo ou, para o lazer, em mansões de amigos -, fruidor, entre outras coisas, de apartamento tríplex no Guarujá e aprazível e bem equipado sitio em Atibaia. Mas os tempos andam difíceis para tudo o que Lula representa politicamente. Então é hora de exercitar o velho discurso de ataques às "elites", da qual fazem parte a imprensa livre e quem mais ouse mostrar que o rei está nu.

Lula exerceu dois mandatos presidenciais e é inegável que nos seus oito anos de governo o País obteve importantes conquistas sociais e econômicas. Um chefe de governo não faz nada sozinho, sem o apoio e a cooperação da sociedade. Lula teve o mérito de conduzir o processo.

Lula tem responsabilidade também sobre o que veio depois de…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 5 / 05 / 2015

O Globo
"Programa para conter favelas está abandonado"

Novas construções ameaçam projeto adotado em 50 comunidades do Rio

Áreas verdes estão sendo degradadas, e fiscalização não consegue conter avanço da favelização

O programa Ecolimites, lançado em 2001 pela prefeitura para conter o crescimento de 50 favelas no Rio, foi deixado de lado. Falhas na fiscalização têm permitido novas invasões e degradação de áreas verdes da cidade, revelam Selma Schmidt e Paulo Roberto Júnior. Um dos casos mais graves ocorre no Morro do Banco, no Itanhangá, que avança na mata e também sofre intenso crescimento vertical. O prefeito Eduardo Paes admite que a verticalização é um desafio, mas, para justificar falhas da fiscalização, diz que “está cheio de apartamento de rico com puxadinho”.

Folha de S.Paulo
"Em SP, 9 de 10 mortos por dengue são idosos"

Número de óbitos no Estado é recorde em 2015; ministro fala em “vergonha”

Levantamento da Folha sobre 130 das 169 pessoas …

Dominique

Imagem

Opinião

O desafio da inclusão digital

O ESTADO DE S.PAULO
Mais da metade dos brasileiros acima de 10 anos de idade ainda não tem acesso à internet. O crescimento da rede no País tem sido considerável nos últimos tempos, conforme mostra nova pesquisa do IBGE, mas os resultados indicam que ainda é muito longo o caminho a percorrer para que a maior parte do Brasil esteja conectada - especialmente porque o mesmo levantamento concluiu que o ritmo de expansão vem apresentando desaceleração.

O suplemento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013 sobre as Tecnologias de Informação e Comunicação mostra que 50,6% da população com mais de 10 anos não navegou na internet nenhuma vez nos 90 dias anteriores à entrevista.

Em 2005, apenas 20,9% dos brasileiros acima de 10 anos acessaram a internet por meio de um computador. Em 2008, já eram 34,8%. Em 2011, chegaram a 46,5%, mas dois anos depois o número caiu para 45,3%. Considerando-se os usuários de internet móvel, o porcentual sobe para 49,4%.…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira 4 / 05 / 2015

O Globo
"Levy quer sistema de avaliação do gasto"

Medida é considerada o próximo passo para aprimorar a gestão

Para ministro da Fazenda, Lei de Responsabilidade Fiscal ajudou o Brasil a chegar a grau de investimento

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, em entrevista ao GLOBO, considera que a Lei de Responsabilidade Fiscal, que hoje completa 15 anos, criou uma cultura que permitiu ao governo ser mais eficaz e ajudou o país a conquistar o grau de investimento. Levy defende que o passo seguinte para aprimorar a gestão pública é criar um sistema de avaliação da qualidade do gasto. Para o ministro, definir metas e acompanhar a evolução de indicadores de Educação e Saúde, por exemplo, também faz parte da responsabilidade fiscal.

Folha de S.Paulo
"País fica para trás em poder de compra no cenário global"

Nível de renda do brasileiro cai em 2014 e equivale a 29,5% do dos americanos

0 poder de compra do brasileiro recuou em 2014 e passou a ser equivalente…

Dominique

Imagem

Opinião

O triângulo e o círculo

Gabeira
É possível ver o poder no Brasil como um triângulo: Dilma, Renan e Cunha. Olhando melhor, acho que é um círculo. Dilma é a expressão momentânea de um projeto cuja ideia fundamental é a de que os fins justificam os meios. Renan e Cunha são os instrumentos usados para enfraquecer o projeto de Dilma. Combatemos o PT com seu próprio veneno: o círculo se fecha, o triângulo é apenas uma ilusão.

O que me ajudou a concluir isto foi um texto de Maurice Blanchot sobre Hermann Broch. O escritor austríaco, em “Huguenau ou o realismo”, descreve um sistema onde não são os homens que se digladiam nem acontecimentos que se chocam. O que está em jogo são os valores de que as pessoas são protagonistas. No interior desse mundo singular, que é o mundo do sucesso, o Huguenau de Hermann Broch só pode destruir aquilo que o estorva. Ele não terá remorso nem mesmo lembrança do seu ato. Não percebe, em momento algum, o caráter irregular de sua ação.

Blanchot acentua: não é um herói …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo 3 / 05 / 2015

O Globo
"Gestores públicos escapam de lei fiscal"

Especialistas alertam que punições individuais são escassas

Nos 15 anos da legislação, aumento das despesas do governo federal superou o crescimento da receita

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que completa 15 anos amanhã, ajudou a equilibrar as finanças públicas, mas tem poupado gestores que a violam, alertam especialistas e integrantes de Ministérios Públicos e Tribunais de Contas. As sanções costumam atingir estados e prefeituras, que têm repasses suspensos, contam Alessandra Duarte e Carolina Benevides, com base em levantamento em sete estados. Mesmo com a nova lei, o governo federal gastou mais do que arrecadou. Entre 2000 e 2014, relata Regina Alvarez, as despesas cresceram 4,2 pontos percentuais do PIB, enquanto as receitas aumentaram 2,2 pontos.

Folha de S.Paulo
"Marqueteiro do PT é investigado pela PF"

Há suspeita de crime em transação feita por João Santana em 2012, ele nega

Marqueteiro …