Postagens

Mostrando postagens de Março 18, 2012
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Encenação no Planalto

O Estado de S.Paulo
A presidente Dilma Rousseff chamou ao Palácio do Planalto 28 dos maiores empresários do País para pedir-lhes mais investimentos - como se algum deles precisasse de um apelo presidencial para investir na ampliação de seus negócios e para ganhar mais dinheiro e mais espaço em seus respectivos mercados. Quanto a esse ponto, pelo menos, dificilmente haverá diferença entre esses líderes da indústria, do comércio e do setor financeiro e a maioria dos dirigentes de empresas pequenas e médias. Os chamados espíritos animais estão bem vivos no empresariado brasileiro, apesar de todas as dificuldades para investir, produzir e vender, especialmente para o mercado externo. A presidente não deveria preocupar-se com isso. Mas os dirigentes de companhias de todos os tamanhos têm motivos para se preocupar com a pouca disposição do governo de adotar as políticas necessárias ao fortalecimento do setor produtivo e ao crescimento seguro da economia brasileira.

Como e…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 24 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Corte de recursos poupa PT e pesa mais sobre aliados"

Bloqueio maior no orçamento de ministérios controlados por partidos da base ajuda a explicar crise no Congresso

Os cortes no Orçamento deste ano pesaram mais sobre os ministérios comandados pelos partidos da base aliada do que sobre as pastas controladas pelo PT, informa Gustavo Patu. A disparidade ajuda a explicar a crise política que paralisa o Congresso Nacional. Para o presidente da Câmara, Marco Maia, a troca de líderes do governo agravou a situação.
O Estado de São Paulo "Dilma assume negociação para aprovar lei ambiental"

Crise na base faz presidente tentar pessoalmente obter maioria e evitar desgaste antes de cúpula da ONU
A presidente Dilma Rousseff assumiu o comando da negociação para aprovar o Código Florestal, diante da iminência de uma derrota às vésperas da Conferência da ONU para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho. Durante duas horas, ela discutiu…

Juntando letras formamos palavras. Genial!

Imagem

Coluna do Celsinho

Dois terços

Celso de Almeida Jr.
Ontem, entrei no primeiro dia do meu 47º ano.

Coincidência cósmica, Patrícia, esposa querida, avançou mais um, na mesma data.

No caso dela, não revelo o acumulado, afinal, é mulher, né...

No meu caso, avaliando o histórico familiar, acabo de entrar no último terço de minha vida.

Claro que espero por novidades na medicina e, também, por boa dose de sorte, afinal, há muitas cascas de bananas espalhadas por aí.

Assim, pode ser que a brincadeira se estenda um pouquinho; ótimo!

Entretanto, não tem jeito: numa hora acaba.

Então, não custa fazer um balanço.

Quanto consumi neste tempo todo?

Isso mesmo: alimento, água, gasolina, papel e lápis?

Lixo. Quanto produzi?

Prefiro não citar as sobras da digestão, assunto pouco nobre, mas que deveria contabilizar.

Lágrimas e risos, o que prevaleceu?

Amigos conquistados; relações perdidas.

Transtornos, prejuízos e dores de cabeças causadas.

Boas ações: muitas; poucas?

Estudo, ócio, trabalho: equilibrou?

Concluo que precis…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Jornada de vexames

O Estado de S.Paulo
Foi um caso exemplar de junção da fome com a vontade de comer. Interesses objetivos de parcelas ponderáveis do Congresso deram anteontem aos políticos que supostamente formam a base parlamentar do governo o clássico leque de oportunidades por que ansiavam para mostrar à presidente Dilma Rousseff, em português claro, quem é que manda no pedaço. Não sobrou nada para o Planalto se consolar - e, de passagem, resgatar do ridículo completo o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho. Ele entrou para o rodapé da história com a memorável declaração "Está tudo ótimo", enquanto do outro lado da Praça dos Três Poderes a autoridade política de sua chefe estava para ser dizimada.

Pode-se começar por onde se queira a crônica da jornada de vexames para a presidente que não apenas não consegue sair da crise com os seus volúveis aliados, como parece nela soçobrar cada vez mais, por não ter a menor ideia de como administrar a sua relação com esses …
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 23 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Alckmin põe fim às aulas de reforço nas escolas de SP"

Governo diz que atendimento será feito em classe por professor auxiliar

A rede estadual de ensino de São Paulo não terá mais atividades de reforço fora do período regular de aula para alunos com dificuldades de aprendizagem - o que acontecia desde 1997. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirma que o atendimento aos estudantes passará a ser feito, em maio, por um professor auxiliar durante a própria aula. Só as turmas maiores, porém, terão dois docentes.
O Estado de São Paulo "Dilma promete a empresários mais estímulo à indústria"

Posição da presidente é de 'clara defesa' da produção nacional, diz Gerdau
Diante de um grupo de grandes empresários do País, a presidente Dilma Rousseff prometeu ontem adotar novas medidas de estímulo para o setor produtivo. O governo fala em desonerar a falha de todos os setores da indústria, em simplificar o PIS-Cofins, considerado …

Cuca

Imagem

Política e conexos

Feijoada
Sidney Borges Não sou bom para recordar nomes de filmes, mas consigo rever com nitidez algumas cenas que de um jeito ou de outro me marcaram. Por exemplo: lembro-me do piloto de um pequeno avião sobrevoando a África. Depois de beber uma coca-cola, ele abriu uma janelinha e jogou a garrafa sobre a selva.
O filme é do tempo em que garrafas de coca-cola eram feitas de vidro espesso, transparente e esverdeado, pesadas, podiam bater pregos sem quebrar. Essa caiu na cabeça de um bosquímano, povo primitivo segundo a visão dos europeus que no século XIX invadiram a África para onde levaram a civilização, dizimando, matando, explorando e catequizando os nativos para a vida pós vida. Em nome de Deus!
Difícil situar os bosquímanos, povo em que crianças e mulheres merecem respeito, a violência é praticamente desconhecida e não existe propriedade particular. O pouco que há pertence a todos. Caçadores e coletores, comunicam-se por sons produzidos por estalos da língua no céu da boca, linguagem…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Os 'bandidos de toga'
O Estado de S.Paulo
As investigações realizadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal no Tribunal de Justiça (TJ) do Tocantins, a que a reportagem do Estado teve acesso, constituem uma radiografia de tudo o que a Corregedoria Nacional de Justiça vem combatendo no Poder Judiciário - a começar pela corrupção e passando pela ineficiência e o corporativismo das corregedorias dos tribunais na fiscalização das denúncias de desvio de conduta de juízes, desembargadores e ministros.

Elaborado com base em quatro anos de investigação, o diagnóstico das graves irregularidades do Tribunal de Justiça do Tocantins mostra como 4 dos 12 desembargadores da Corte - com a cumplicidade de 3 serventuários judiciais, 2 procuradores e 7 advogados - montaram um esquema de venda de sentenças.

Eles negociavam favores a políticos do Tocantins. Cobravam propinas para liberar pagamento de precatórios. Confiscavam parte dos salários de assessores por eles indicados para ca…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 22 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Base aliada retalia Dilma e impõe derrotas ao governo"

No pior dia da crise, Planalto tem de adiar votação de lei da Copa e ministros são chamados a depor

No pior dia da crise com sua base parlamentar, a presidente Dilma Rousseff sofreu ontem uma série de derrotas na Câmara. A maior delas foi o adiamento da votação da Lei Geral da Copa, ação que foi encabeçada pelo PMDB, seu maior aliado. A insatisfação dos aliados ganhou força desde que a presidente trocou os líderes do governo no Congresso. A resistência cresceu depois de declarações do novo líder no Senado, Eduardo Braga, de que Dilma rompera com velhas práticas políticas.
O Estado de São Paulo "Crise na base impõe série de derrotas a Dilma na Câmara"

Governo não consegue votar Lei da Copa e perde poder de demarcar terras indígenas, entre outros reveses
A presidente Dilma Rousseff foi desafiada ontem pela base aliada e sofreu uma série de derrotas na Câmara. Os deputados…

Ubatuba em foco

Imagem
Os riscos de uma irresponsabilidade
José Ronaldo dos Santos
Hoje, 21 de março, bem na curva da rodovia Osvaldo Cruz, perto da ponte do rio Ipiranguinha, onde alguns funcionários do D.E.R (Departamento de Estrada de Rodagem) fazem um trabalho necessário a fim de evitar uma piscina a cada chuva na pista, eu fui atropelado por um ciclista displicente que pedalava ao lado da esposa, sem olhar para a frente. Eu saí no prejuízo. Afinal, o pneu dianteiro da minha bicicleta teve que ser trocado. Pior: o “cidadão” queria dizer que quem estava errado era eu. Depois que argumentei e desmontei a sua estratégia, veio o cúmulo do tapado: “Eu não posso pagar; estou desempregado. Mas eu sou evangélico e ...”. E continuou se referindo a uma igreja dos quintos dos infernos, como se isso resolvesse a situação, diminuísse a sua culpa. Quem ensinou a esse civilizado que evangélico não faz m...? Atraso dos atrasos! Também, pudera; qual das denominações religiosas se preocupa ao menos em dar uns princípios ét…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O tempo escoa para Dilma

O Estado de S.Paulo
Uma base de apoio assim, melhor não ter. É o que talvez esteja imaginando a presidente Dilma Rousseff diante da enorme dificuldade que encontra a cada dia para manter sob controle e minimamente afinada com os propósitos de seu governo a enorme, heterogênea e, tem-se visto, pouco confiável aglomeração de partidos que compõem aquilo que se convencionou chamar de maioria governista no Parlamento. O episódio da troca dos líderes do governo no Senado e na Câmara foi bem emblemático do espetáculo quase surreal que tem sido oferecido ao distinto público toda vez que Executivo e Legislativo discutem a relação, muitas vezes com o Judiciário formando a terceira ponta do triângulo. Nas últimas semanas, todas as iniciativas do Palácio do Planalto nesse assunto só têm feito piorar o quadro.

Afinal, o que está acontecendo? O governo não tem, de fato, ampla maioria no Parlamento? Tem uma maioria mais ampla do que aquela com que qualquer outro governo jamais …
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 21 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Dilma chama empresários para cobrar investimentos"

Reunião com 27 executivos visa criar agenda positiva em meio à crise política

Em busca de uma agenda positiva, Dilma Rousseff fará amanhã reunião com 27 grandes empresários em que cobrará mais investimentos para acelerar o ritmo de crescimento do país. O encontro acontece num momento em que o Planalto enfrenta uma turbulência política, após trocar os líderes do governo na Câmara e no Senado, desagradando principalmente ao PMDB.
O Estado de São Paulo "Governo deixa para os Estados decisão sobre bebida na Copa"

Acordo para Lei Geral contraria Fifa e não libera expressamente a venda
O governo e a base aliada na Câmara selaram acordo para votar a Lei Geral da Copa sem liberar expressamente a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, como quer o PT. O texto apenas suspenderá o artigo do Estatuto do Torcedor que proíbe a venda, e a Fifa terá de negociar diretamente com Estados on…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Ainda é tempo de salvar a indústria brasileira

O Estado de S.Paulo
A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pondera que os países emergentes poderão entrar numa fase de desaceleração. O Brasil parece lhe dar razão, uma vez que começa a haver desemprego no ABC e, no Relatório de Mercado - Focus, a previsão do aumento da produção industrial em 2012 cai a cada semana. O último boletim apontou queda de 2,50%, um mês atrás, para 2,03%, nesta semana.

Diante de uma perspectiva altamente negativa, parece-nos que este é o momento oportuno para reverter uma situação que ainda não entrou num processo inexorável.

Nos últimos dias, houve alguns fatos novos que poderiam levar o governo, e também as empresas, a reagir ao fato de que o Brasil está ficando para trás na corrida com outros emergentes. Algumas semanas atrás dois obstáculos ganhavam vulto: a taxa cambial e os juros elevados. Mas estamos verificando que o governo se empenha em amenizar seus inconvenientes. …
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 20 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Corregedoria vai investigar todos os juízes do TJ-SP"

Novas suspeitas levam conselho de Justiça a estender apuração sobre rendimentos aos 354 desembargadores

A corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) investigará os rendimentos de todos os 354 desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo, informa Flávio Ferreira. O órgão tinha como alvo 70 magistrados, mas surgiram novos indícios de ilegalidade. A inspeção feita em dezembro focou juízes que receberam pagamentos adiantados, ligados a pendências trabalhistas. Agora, também entram na apuração casos de licença-prêmio, verbas corrigidas irregularmente e pagamentos feitos sem emissão de contra-cheque.
O Estado de São Paulo "MP diz que petroleira sabia do risco de vazamento"

Para procurador, Chevron usou deliberadamente uma pressão além da suportada em campo no Rio
O governo avalia a possibilidade de declarar moratória da exploração de petróleo no Campo de Frade, n…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O simplismo da presidente

O Estado de S.Paulo
A presidente Dilma Rousseff prometeu editar uma medida provisória por semana, se for preciso, para conter a depreciação do dólar, uma das dores de cabeça do empresariado brasileiro. Diante de um grupo de dirigentes sindicais em visita a seu gabinete, no Palácio do Planalto, ela voltou a esbravejar contra os bancos centrais do mundo rico. Ao emitir enorme volume de euros, dólares e libras, esses bancos centrais causam no mercado cambial o desastre por ela descrito como tsunami monetário, forçando a valorização do real e de outras moedas de países em desenvolvimento. A presidente e seu ministro da Fazenda, Guido Mantega, podem ter boas razões para se queixar dessa política. Mas ela simplifica perigosamente os fatos quando formula seu diagnóstico da situação brasileira: "Nosso problema é (sic) juros, câmbio e inflação".

Nem sequer no governo esse diagnóstico simplista é seguido de forma coerente. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, r…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 19 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Gasto com servidores põe Estados em alerta"

Despesa cresce mais que receita e força contenção de reajustes e corte de cargos

Em 16 Estados e no Distrito Federal, o gasto com funcionalismo cresceu em ritmo superior ao da arrecadação nos últimos cinco anos, sendo que 4 já ultrapassaram os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins gastaram com pessoal mais do que 46,55% da receita, o que os impede de criar cargos e elevar salários. Alagoas, Paraná e o DF estão perto de atingir essa barreira.
O Estado de São Paulo "Brasileiras são libertadas após sequestro no Egito"

Grupo de 42 turistas teve o ônibus metralhado por beduínos cujo líder exigia a soltura de um filho preso
Duas brasileiras sequestradas ontem por beduínos no Egito foram libertadas à noite. Durante a tarde, o Ministério do Interior do Egito negociou o resgate das turistas Sara Lima Silvério, de 18 anos, e de Zélia M…

MGA

Imagem

Colunistas

Fenômenos ocultos da criação literária

“Diferentemente dum texto ensaístico ou jornalístico, que envolve o leitor pela razão, o texto literário é arte porque atinge o leitor pela emoção”

Márcia Denser
Muitas vezes eles se ocultam até do próprio escritor, que os realiza intuitivamente, sem meditar a respeito, isto é, se perguntar por que certos recursos “funcionam” ainda que aparentemente devessem produzir o efeito inverso, ou seja, “não funcionar de forma alguma”.

Por exemplo, uma das coisas mais difíceis para qualquer escriba é iniciar um texto. No caso do escritor, que tem uma massa de informações a passar, o problema surge de cara: “Como começar a contar?” Se eu não sei exatamente ainda o quê, como e por que PRECISO contar isto? (porque o fato é que eu PRECISO contar isto, malgrado as razões me escapem, só vou entendê-las, escrevendo, não adianta PENSAR a respeito). Afinal, literatura é ação/realização.

Bom, conforme o exemplo abaixo, na novela “Sodoma de Mentiras” (in Toda Prosa II, Re…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Veto aos 'contas-sujas'

O Estado de S.Paulo
A inédita união de 18 partidos governistas e da oposição - que os coloca "todos num rumo só", como disse o presidente de uma das agremiações - contra uma resolução adotada no início do mês pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) destina-se a proteger milhares de políticos que pretendem disputar as eleições municipais de outubro, mas dificilmente poderá ser interpretada como um ato de defesa dos eleitores. Os partidos uniram-se no apoio à petição apresentada pelo PT ao TSE para a revisão da decisão da Corte eleitoral que veda a candidatura dos "contas-sujas", ao impor a exigência da aprovação da prestação das contas de campanha para a obtenção de novo registro da candidatura.

Os presidentes e dirigentes de partidos que participaram da reunião em que se decidiu a ação conjunta contra a resolução do TSE, e que foi realizada na quarta-feira (14/3) no gabinete da liderança do PMDB no Senado, procuraram de todas as formas m…
Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 18 / 03 / 2012

Folha de São Paulo
"Brasil cresce menos que todos os países vizinhos"

Para analistas, baixo investimento e ações de combate à inflação frearam economia

O Brasil foi o país que menos cresceu na América do Sul no ano passado. Isso não acontecia desde 2006. Com a alta do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro de 2,7%, o país ficou atrás do desempenho de, por exemplo, Argentina (8,8%), Chile (6,0%) e Venezuela (4,2%), segundo estimativas de governos e analistas.
O Estado de São Paulo "Custo de produção industrial é maior no Brasil que nos EUA"

Nos últimos 5 anos, trabalho em dólar no Brasil encareceu 46%, ante apenas 3,6% para os americanos
Os custo da produção de bens industriais já é mais alto no Brasil que nos EUA, informa Raquel Landim. Nos últimos cinco anos, o trabalho em dólar na indústria encareceu 46% no País e 3,6% para os americanos. Os preços pagos na indústria pela energia elétrica subiram 246% no Brasil entre 2003 e 2011, enquanto a alta …