Postagens

Mostrando postagens de Março 23, 2014

Dominique

Imagem

Opinião

A ameaça da escassez da água

O Estado de S.Paulo
A seca atual apenas deu cores ainda mais vivas e dramáticas ao problema do abastecimento de água das grandes cidades, cuja solução depende de obras que se arrastam e, se não forem aceleradas, podem levar à escassez crônica. Uma advertência nesse sentido, a respeito da situação das dez maiores regiões metropolitanas do País, foi feita já em 2011 pela Agência Nacional de Águas (ANA), que propôs aos governos federal e estaduais um esforço maior para evitar que prognósticos pessimistas se concretizassem.

Levantamento feito pelo jornal O Globo mostra que os conselhos da Agência não foram seguidos, pelo menos não na medida necessária, pois apenas 5 das 16 obras de maior importância a serem executadas naquelas regiões foram concluídas. Entre essas está o chamado Eixão das Águas, no Ceará - um canal de 255 quilômetros, ao custo de R$ 1,5 bilhão, para levar água do Açude Castanhão, no interior, até Fortaleza. Ele deve garantir o abastecimento da re…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 29 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Perícia de piloto evita tragédia em Brasília"

Fokker 100 da Avianca com 44 passageiros e cinco tripulantes vinha de Petrolina (PE) quando sofreu pane hidráulica. O comandante relatou o problema à torre de controle, pediu ajuda e fez pouso de emergência às 17h42 no Aeroporto JK. Ninguém ficou ferido.

O voo 6393 partiu da cidade pernambucana às 15h02. Às 17h07, o piloto informou sobre o problema. Disse que teria de sobrevoar a capital do país para gastar combustível — como forma de reduzir o risco de explosão no caso de forte impacto com o solo — e pediu que bombeiros e ambulâncias ficassem de prontidão no terminal. Em seguida, ele procurou tranquilizar as pessoas a bordo, avisando que teria de usar procedimento especial na descida. Trinta e cinco minutos depois, com o trem de pouso dianteiro sem funcionar, o Fokker 100 aterrissaria em Brasília. Primeiro, apoiado nas rodas traseiras e, em ato contínuo, deslizando o nariz sobre espumas co…

Pausa para reflexão

Imagem

Coluna do Celsinho

Antidrogas

Celso de Almeida Jr.

Queria escrever sobre o tema.

Mas, preferi encaminhar o leitor ao link abaixo:

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2014/03/27/site-americano-traz-imagens-do-antes-e-depois-de-usuarios-de-drogas-presos.htm#fotoNav=14

Lá, estão as imagens do antes e depois de usuários de drogas que foram presos.

Trata-se de uma impactante campanha da organização norte-americana Rehabs.com

As fotos sintetizam o drama.

Insisto.

Vá lá.

Veja todos os rostos.

Antes e depois.

Mostre aos seus filhos, sua família, seus amigos.

Essa luta é de todos.

Exige o esforço coletivo.

Permanente.

Intenso.

Corajoso.

Visite: www.letrasdocelso.blogspot.com

Twitter

Dominique

Imagem

Opinião

Passa, passa, Pasadena

Fernando Gabeira* - O Estado de S.Paulo
Água era o meu foco. Revisitava o Rio Piracicaba castigado pela seca. No passado fui a algumas reuniões do Comitê de Bacia. Já havia na época uma preocupação com o futuro do rio, tão solicitado: abastece uma região em crescimento e mais 8,8 milhões de pessoas em São Paulo.

Lembrei, à beira do Piracicaba, alguns autores no fim do século passado afirmando que a água seria o petróleo do século 21, com potencial de provocar conflitos e até guerras. Mas ao falar no petróleo como algo do passado constatei que está na ordem do dia. Enterraram uma fortuna em Pasadena, no Texas. Outra Pasadena, na Califórnia, é a cidade cenário da sitecom The Big Bang Theory.

Pois é, nossa Pasadena começou com um singular ponto que se expande de forma vertiginosa. Foi uma espécie de Big Bang na consciência dos que ainda duvidavam que a Petrobrás estivesse indo para o buraco nas mãos dos aliados PT e PMDB. Diante dos fatos, vão-se enrolar de novo na Ban…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 28 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Avança plano que ameaça o tombamento de Brasília"

PPCub, polêmico plano que, em vez de preservar, põe em risco áreas tombadas da cidade 

Uma pequena conquista, por exemplo, foi a aplicação do gabarito das 900 Norte para a 901. Agora, no lugar de construções de até 45 metros, os prédios da quadra poderão ter no máximo 12,5m. Mesmo assim, o perigo persiste. O projeto aprovado ontem pelo Conselho de Planejamento Urbano e Territorial (Conplan), após 10 horas de discussões, libera as garagens subterrâneas no canteiro central da Esplanada dos Ministérios e abre brechas para outras intervenções que podem afetar a preservação de Brasília. O texto segue agora para discussão na Câmara Legislativa.

Estado de Minas
"Emprego garantido, mas sem estabilidade"

Governo de MG contratará temporariamente como designados os servidores efetivados sem concurso por lei estadual em 2007, que o Supremo invalidou

Foi a solução encontrada para não demi…

Dominique

Imagem

Opinião

A caixa-preta da Petrobrás

O Estado de S.Paulo
A Petrobrás, outrora tida como um modelo de administração e eficiência, tornou-se a casa da mãe joana. O caso da Refinaria de Pasadena, no Texas, revela a cada dia que a direção da estatal não exerceu o devido comando sobre executivos que atuaram em um negócio tão temerário, de bilhões de dólares. Tal situação apenas reforça a certeza de que a administração da Petrobrás, sob o governo petista, é uma imensa caixa-preta, cujos segredos não só os acionistas são os últimos a saber.

Pois o último a indignar-se com esse estado de coisas não foi um daqueles a quem a companheirada governista costuma chamar de "neoliberais" que, ao criticarem a gestão desastrosa da Petrobrás, estariam interessados apenas em privatizá-la. Foi a própria presidente da Petrobrás, Graça Foster, que veio a público manifestar seu espanto diante da descoberta, na última segunda-feira, de que havia uma instância executiva dentro da empresa, cuja existência ela desco…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 27 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Mantega completa oito anos ininterruptos no Ministério da Fazenda"

Ele é o titular da pasta que ficou mais tempo na função

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, completa nesta quinta-feira (27/3) oito anos ininterruptos no cargo e se torna o titular da pasta que ficou mais tempo na função. Ele tomou posse no dia 27 de março de 2006, em substituição a Antonio Palocci que deixou o cargo após a denúncia de ser um dos interessados na quebra e divulgação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa. O processo foi arquivado pelo Supremo Tribunal Federal, que alegou não ter encontrado indícios suficientes de violação de dados do caseiro. A condição de titular da pasta que ficou mais tempo no cargo foi confirmada pelo Ministério da Fazenda. Mantega superou Pedro Malan em permanência no posto após a ditadura militar. Antes, na era Vargas, o gaúcho Arthur de Souza Costa é considerado o ministro que mais ficou no cargo, entre 24 …

Dominique

Imagem

Opinião

Pra que discutir com madames?

José Nêumanne* - O Estado de S.Paulo
Os prejuízos causados à Petrobrás pela desastradíssima compra da refinaria da Astra Oil belga na cidade texana de Pasadena vão muito além do US$ 1 bilhão sacado do patrimônio público brasileiro e jogado literalmente no lixo de contas bancárias sejam de quais corruptos forem. E dos ainda impossíveis de calcular danos causados à imagem de uma empresa até antes da gestão petista considerada séria e eficiente e ao mito da "gerentona" com que o ex-presidente Lula mimoseou sua sucessora no trono presidencial. Mais difícil ainda de prever será a fuga de votos prometidos à presidente, que tenta se reeleger, pois, ao se abrir uma caixa de Pandora como essa, nem um congresso de profetas bíblicos seria capaz de traçar um cenário com seus efeitos sobre a decisão final do cidadão diante da urna.

A estatal petroleira nacional é um campo fértil para a mistificação política e ideológica desde a campanha nacionalista que a inven…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 26 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Satélite revela presença de 122 objetos em área de busca do voo MH370"

No entanto, não se sabe ainda com certeza se objetos seriam realmente da aeronave

Novas imagens de satélite revelam a presença de 122 objetos em uma das áreas de busca do sul do Oceano Índico, onde caiu o voo MH370, anunciaram nesta quarta-feira as autoridades da Malásia. As imagens, feitas por um satélite da Airbus Defence and Space, mostram os objetos flutuando em uma zona de 400 quilômetros quadrados, disse o ministro dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein. O ministro afirmou que as imagens foram feitas no domingo, recebidas na terça-feira e imediatamente transmitidas à Austrália, que coordena a busca. No momento não é possível saber se os objetos procedem do Boeing 777 que caiu no dia 8 de março com 239 pessoas a bordo, afirmou Hishammuddin. "Mas as novas imagens ajudarão a orientar as operações de busca", disse o ministro.

Estado de Min…

Dominique

Imagem

Opinião

A crise do ensino médio

O Estado de S.Paulo
Ao avaliar a situação da rede pública de ensino médio, o Tribunal de Contas da União (TCU) constatou um déficit de 32,7 mil professores, especialmente nas áreas de física, química, biologia e sociologia. O levantamento também revelou que há 41 mil docentes sem formação específica em nenhuma das disciplinas desse ciclo educacional. E mostrou que 61 mil professores se encontram fora das salas de aula - 40 mil exercendo atividades administrativas, 5 mil cedidos a órgãos públicos sem qualquer relação com a área educacional e 16 mil em outros tipos de afastamento.

Iniciada em março do ano passado, a avaliação do TCU abrangeu a oferta de matrículas, taxas de evasão, fontes de financiamento, utilização dos recursos orçamentários, infraestrutura das escolas, gestão administrativa, atualidade dos currículos, nível de formação dos professores e qualidade dos projetos pedagógicos do ensino médio. Ao todo, foram visitadas 580 escolas municipais e estaduais…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 25 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Brasil responde de forma robusta queda de nota, aponta Banco Central"

Segundo o BC, "essa resposta combina austeridade na condução da política macroeconômica, flexibilidade cambial e utilização dos colchões de proteção acumulados ao longo do tempo"

O Brasil tem respondido de forma clássica e robusta aos desafios do cenário internacional, avaliou o Banco Central (BC), em reposta à redução da nota da economia brasileira pela agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P). “Independentemente da avaliação da agência de rating Standard & Poors, que reclassificou o risco do País, o Brasil tem respondido e continuará respondendo de forma clássica e robusta aos desafios que se colocam no novo quadro internacional”, diz o BC, em nota. O BC acrescenta que “essa resposta combina austeridade na condução da política macroeconômica, flexibilidade cambial e utilização dos colchões de proteção acumulados ao lo…

Dominique

Imagem

Opinião

A buzina do Fed

O Estado de S.Paulo
O aviso foi dado, há tempo para agir e quem tiver juízo tratará de se preparar, mas para isso o governo brasileiro precisará mudar seus hábitos e cuidar mais seriamente da política econômica. O banco central mais importante do mundo, o Federal Reserve (Fed), dos Estados Unidos, poderá elevar os juros antes do previsto, talvez já no primeiro semestre do próximo ano. O acesso ao financiamento internacional ficou mais difícil desde o ano passado e deve tornar-se ainda mais complicado com a mudança anunciada na política americana. A novidade foi apresentada pela nova chefe da instituição, a economista Janet Yellen, em entrevista depois da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), órgão formulador da política monetária. Antes dessa entrevista, a previsão mais comum era de uma elevação da taxa no segundo semestre de 2015, provavelmente perto do fim do ano.

Essa foi a única surpresa depois da reunião regular do comitê. Como se previa, foi dec…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 24 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Com inflação, sonhos das famílias da nova classe média viram dívidas"

Elas se veem obrigadas a reduzirem o consumo, fecharem empreendimentos e se sacrificarem para pagar compromissos assumidos nos anos de fartura

Da compra do carro em até 72 vezes sem entrada, sobraram apenas os carnês atrasados. Em muitos lares, os bancos já arrancaram os veículos da garagem. Investimentos de microempresários, animados com a onda de um Brasil que estava dando certo, viraram pó. Ou dívidas. Sonhos de reformar a casa ou viajar para o exterior pela primeira vez tiveram de ser adiados. Endividadas e desorientadas pela inflação, as famílias mais pobres e, sobretudo, as da nova classe média levaram um balde de água fria no último ano. É hora, dizem os especialistas, de colocar o pé no chão e ajustar de vez as finanças. O cenário de crédito farto, juros baixos e consumidores afoitos se desmanchou. Desde o fim de 2010, a expectativa de crescimento da e…

Dominique

Imagem

Opinião

O vestibular dos governantes

GAUDÊNCIO TORQUATO - O Estado de S.Paulo
Que tal um vestibular para candidatos à Presidência da República e aos governos dos 27 Estados da Federação? Combinemos, para começo de conversa, as três regrinhas principais do concurso.

Primeira: os eleitores darão as notas aos candidatos. Segunda: os aprovados serão os que obtiverem a melhor média nos quesitos conhecimento das realidades do território que terão de administrar; projetos de governo que contemplem as demandas de áreas, comunidades, classes sociais e categorias profissionais; comprovação de viabilidade das ações propostas e capacidade de realizar os programas nestes tempos de escassez de recursos econômicos. Terceira: os candidatos darão conhecimento público de seus planos em tempo adequado para que os julgadores (os eleitores) possam compreender propostas, assimilar ideias, estabelecer comparações, refletir sobre as diferenças e semelhanças e, a partir desse quadro, atribuir o veredicto, conferindo aos…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 23 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Aécio e Campos criticam o governo sobre a compra da Pasadena pela Petrobras"

Candidato tucano defende a investigação no Congresso e Eduardo Campos teme os efeitos de uma apuração sobre a Petrobras

Embora com posições distintas em relação à instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras, os pré-candidatos do PSDB e do PSB à presidência, Aécio Neves (MG) e Eduardo Campos (PE), criticaram ontem o governo por conta do episódio. Em Salvador, Campos lembrou que, em três anos, a estatal vale três vezes menos do que valia em 2010. “Às vezes, fico seriamente desconfiado se isso não faz parte de um plano para desvalorizar e vender a Petrobras.” Já Aécio criticou, em Campos do Jordão (SP), o aparelhamento do PT, que está, segundo ele, dilapidando patrimônios públicos, como a Petrobras e a Eletrobras. “Queremos reestatizar a Petrobras, tirá-las das mãos de um partido polí…