Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 2, 2014

Dominique

Imagem

Opinião

A oposição parece acordar

O Estado de S.Paulo
Antes tarde do que nunca, a oposição dá sinais de que começa a despertar da profunda letargia em que esteve mergulhada nos últimos anos, desde que o PT assumiu o poder. Exímio manipulador das massas com a sedução de seu populismo despudorado, durante os oito anos de mandato presidencial Lula conquistou índices estratosféricos de aprovação popular e, vendendo a falácia de uma "herança maldita", deu um nó na oposição. Esta não teve competência, nem disposição, para impedir a reeleição de 2006, apesar da eclosão, em 2005, do escândalo do mensalão. Daí para a frente o lulopetismo se firmou no poder. Deu-se ao requinte de impor um poste para sua sucessão. A patranha de que sua candidata era uma gerente competente, somada a seu prestígio, foi bastante para eleger Dilma, mas não para esconder, depois, o fracasso administrativo que é este governo.

O Brasil de hoje não é o mesmo de três anos atrás. Dilma Rousseff não tem nem de longe o caris…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 08 / 02 / 2014

Estado de Minas
"Inflação assombra o interior"

Cidades mineiras de vida mais tranquila e teoricamente mais barata sofrem com alta de preços maior do que a da capital.

Dos quatro municípios que têm índices próprios medidos por institutos de pesquisa das universidades locais, três tiveram em 2013 aumento do custo de vida bem maior do que o de BH (veja arte) e do que a inflação do país (5,91%). A exceção foi Uberlândia, no Triângulo. Em Lavras, no Sul de Minas, e Viçosa, na Zona da Mata, tipicamente universitárias, a alta dos aluguéis e serviços pessoais e a falta de concorrência no varejo foram alguns dos itens que mais pressionaram os indicadores. Outro vilão foi a deficiência de logística, que onera o transporte de alimentos e outras mercadorias. Isso afeta também Montes Claros, no Norte de Minas, distante 420 quilômetros da Ceasa Minas, em Contagem, para onde muitos produtos agrícolas da própria região viajam para ser vendidos e voltar ao comércio local.

E…

Olhos azuis...

Imagem

Coluna do Celsinho

Campo aberto

Celso de Almeida Jr.

Neste ano escolheremos Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual.

É, portanto, ocasião para aprovar ou reprovar, nos níveis em questão, a conduta de nossos governantes e legisladores.

Mantendo a tradição, a atenção nacional para o assunto só ganhará força após a Copa do Mundo.

Paciência...

Ainda somos um povo mais mobilizado por novelas e belos dribles do que por questões políticas e estratégicas.

É evidente que os movimentos de rua, a exemplo do que ocorreu em 2013, voltarão a ocorrer.

A diferença é que, possivelmente, veremos mais grupos instrumentalizados por interesses próprios do que uma movimentação espontânea, de caráter pacífico, como aparentou ser o desejo da maioria dos manifestantes do ano passado.

Os repetidos episódios de violência desarticularam a mobilização cívica e evidenciaram que "tem caroço nesse angu."

Num cenário destes, prever quais agremiações políticas sairão vitoriosas é difícil exercício de futuro…

Dominique

Imagem

Opinião

Modelo elétrico danoso

O Estado de S.Paulo
Relatórios do governo sobre o setor elétrico, assim como suas tentativas de justificar apagões como o de terça-feira passada, podem transmitir ao público a falsa sensação de que o sistema nacional de energia elétrica vai bem e continua a se expandir. No caso da rede de transmissão, por exemplo, a expansão tem sido contínua, com aumento de quase 28% entre 2007 e 2013, embora a maioria dos projetos esteja atrasada. O que os frequentes apagões demonstram, porém, é que a expansão da rede, embora necessária, não é suficiente para dar segurança ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

O programa de expansão da capacidade do setor elétrico adotado pelo governo do PT, baseado na construção de grandes unidades geradoras em locais cada vez mais distantes dos principais centros de consumo, tornou essencial o papel da rede de transmissão na preservação da capacidade operacional de todo o sistema. E a rede tem crescido. Apesar de levantamentos da Agência Nacio…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 07 / 02 / 2014

Estado de Minas
"Inflação assombra o interior"

Cidades mineiras de vida mais tranquila e teoricamente mais barata sofrem com alta de preços maior do que a da capital.

Dos quatro municípios que têm índices próprios medidos por institutos de pesquisa das universidades locais, três tiveram em 2013 aumento do custo de vida bem maior do que o de BH (veja arte) e do que a inflação do país (5,91%). A exceção foi Uberlândia, no Triângulo. Em Lavras, no Sul de Minas, e Viçosa, na Zona da Mata, tipicamente universitárias, a alta dos aluguéis e serviços pessoais e a falta de concorrência no varejo foram alguns dos itens que mais pressionaram os indicadores. Outro vilão foi a deficiência de logística, que onera o transporte de alimentos e outras mercadorias. Isso afeta também Montes Claros, no Norte de Minas, distante 420 quilômetros da Ceasa Minas, em Contagem, para onde muitos produtos agrícolas da própria região viajam para ser vendidos e voltar ao comércio lo…

Pitacos do Zé

Imagem
Clique para ampliar
E por falar em civilidade...(LI)

José Ronaldo dos Santos
De pouco vale publicar jornais para alardear eventos na linha de "pão e circo", mas deixar passar coisas tão urgentes. Um exemplo? A Santa Casa sem condições para um simples exame de Raio X. Foi afirmação do atendente há três dias: "Só estamos agendando para o final do mês de fevereiro. Mesmo assim eu não garanto para o senhor. A máquina quebrou". Outro exemplo? O tão falado espaço de esportes e lazer do bairro do Ipiranguinha está parado. Quer conferir? Está ali, ao lado da Escola Estadual Idalina A. Graça.

Twitter

Dominique

Imagem

Opinião

Apagão na manobra eleitoral

O Estado de S.Paulo
O apagão de terça-feira, que afetou a vida de mais de 10 milhões de pessoas em 13 Estados de quase todas as regiões (a exceção foi a Nordeste), surpreendeu o governo Dilma exatamente no momento em que iniciava a preparação de nova ofensiva publicitária para mostrar à opinião pública que não há nem haverá problemas de abastecimento de energia elétrica. Tendo alcançado grande êxito eleitoral em sua estratégia de politizar a questão energética, atribuindo as falhas do sistema à gestão tucana, o governo do PT pretendia agir preventivamente, para, apesar de todas as indicações em contrário, tentar mostrar que não há risco de racionamento ou corte de eletricidade nem haverá nos próximos meses, sobretudo durante a Copa do Mundo. Quaisquer que sejam suas causas técnicas - que ainda estão sendo investigadas -, porém, o mais recente apagão, o décimo de grande extensão no governo Dilma, ao mostrar mais uma vez a fragilidade do sistema, reduz a margem…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 06 / 02 / 2014

Estado de Minas
"Evaporou"

Baixo nível das represas de hidrelétricas agrava risco de apagão

O volume do lago de Três Marias é o menor já medido na primeira semana de fevereiro: apenas 26,6%, quando a média nesta época é de 96,2%. A água está 13,8 metros abaixo do que deveria. Com isso, a produção de energia ficou 37% abaixo da capacidade da usina. A situação é semelhante nas barragens de outras hidrelétricas de Minas e das regiões Sudeste e Centro-Oeste. E próxima à ocorrida em 2001, quando houve racionamento. Em contrapartida, devido ao forte calor, o consumo de eletricidade bate recordes no país. A sobrecarga no sistema aumenta a possibilidade de blecautes, como o que deixou 6 milhões de pessoas de 13 estados e Distrito Federal sem luz na quarta-feira, embora o governo minimize o problema, considerando-o pontual. Se não vier chuva em boa quantidade nos próximos dois meses, antes da estação seca, as termelétricas terão de funcionar a plena carga, en…

Dominique

Imagem

Opinião

Um soco na cara de cada um de nós

Aloísio de Toledo César* - O Estado de S.Paulo
A primeira página do Estado de ontem trouxe uma fotografia bastante significativa, na qual o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, e o petista André Vargas (PR), vice-presidente da Câmara dos Deputados, aparecem sentados lado a lado, na sessão de reabertura do Congresso Nacional.

Naquele momento, quem teve motivos para tapar o nariz foi o ministro Joaquim Barbosa, que engoliu em seco e manteve a postura ante o gesto grosseiro, ofensivo, do petista André Vargas, próprio de quem tem a alma pequena. Realmente, sem o menor respeito pela figura que neste momento talvez seja a mais respeitada do País, Vargas propositadamente levantou o punho para o alto, assim como José Dirceu e José Genoino fizeram no momento em que eram levados para detrás das grades.

Foi tudo o que a sua inteligência permitiu no propósito obsceno de agredir o julgador do mensalão, sem que o autor dessa grosseria…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 05 / 02 / 2014

Estado de Minas
"Verba indenizatória - Eles não querem parar de gastar, mas agora aceitam licitar"

A decisão do presidente da Câmara de BH, Léo Burguês (PTdoB), de anunciar projeto de extinção da verba indenizatória sem colocá-lo em discussão gerou revolta entre os vereadores e ontem alguns usaram a tribuna para criticá-lo 

Mesmo assim, a maioria concorda com o ponto central da proposta, que é licitar as despesas de R$ 15 mil mensais, para as quais hoje basta apresentar simples notas fiscais. O Estado de Minas ouviu 37 dos 41 parlamentares e 21 disseram ser a favor da licitação, número suficiente para a aprovação do texto. Oito defendem que apenas parte dos itens, que incluem aluguel de carro, gasolina, alimentação e outros gastos para manutenção do mandato, sejam licitados.E os oito restantes ainda não têm opinião, não quiseram responder ou são indiferentes à questão.

Correio Braziliense
"Fantasma do apagão assombra o governo"

A décima queda …

Dominique

Imagem

Opinião

MST, 30 anos

Xico Graziano* - O Estado de S.Paulo
Há três décadas era fundado o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Naquela época, com inflação galopante, pouco importava produzir. A terra configurava excepcional reserva de valor. Por outro lado, cresciam as cidades, inchadas pelo êxodo rural, provocando crise no abastecimento popular. Tempos difíceis.

Originado na luta dos colonos gaúchos que acamparam na Encruzilhada Natalino, entre os municípios de Ronda Alta e Sarandi, o MST surgiu nos braços católicos da Teologia da Libertação. Favorecia suas ações o clima político do País. Em 1982 haviam sido, afinal, realizadas as primeiras eleições livres após o golpe militar e a oposição elegera a maioria dos governadores. No Rio Grande do Sul, Leonel Brizola brilhava com sua retórica.

Com a redemocratização em marcha, grupos alinhados à esquerda botavam suas asas para fora. No Leste, capengava o comunismo soviético; aqui, ao contrário, se animavam as ideias socialistas. Chegara a…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 04 / 02 / 2014

Estado de Minas
"Vereadores adiam fim de verba indenizatória"

Falta de acordo na Câmara de BH atrasa projeto que acaba com a gastança extra

A proposta de extinção do subsídio – que dá a cada gabinete o direito de gastar R$ 15 mil por mês com aluguel de carro, gasolina, alimentação, telefone e outras despesas de manutenção do mandato mediante a simples apresentação de notas fiscais – seria apresentada pelo presidente da Casa, Léo Burguês (PTdoB). Ele chegou a convocar uma entrevista para anunciar a medida. Mas só informou aos colegas minutos antes. Houve bate-boca com vereadores que discordam do fim da regalia e outros que reclamaram de a questão não ter sido discutida. Burguês, então, recuou e disse que o projeto será protocolado ainda este mês, depois de debatido em comissão. A proposta que ele apresentaria previa a licitação de todas as despesas.Denúncias de uso irregular e enriquecimento ilícito com a verba já levaram à abertura de vários processos…

Dominique

Imagem

Opinião

Comunicação mais agressiva

O Estado de S.Paulo
A troca de Helena Chagas por Thomas Traumann na Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) foi uma importante vitória da caciquia do PT na luta para ampliar sua influência em uma área do governo considerada estratégica e que, até agora, estava mais ou menos blindada pela presidente Dilma Rousseff. Pode-se esperar que daqui em diante, neste ano eleitoral, a Secom deixe definitivamente de ser um órgão de Estado - cuja função, conforme seus estatutos, é a "disseminação de informações de interesse público, como direitos e serviços, e também projetos e políticas de governo" - e adote um perfil mais agressivo na defesa dos interesses específicos do lulopetismo.

A Secom foi um dos poucos órgãos do governo para os quais Dilma, ao assumir a Presidência, pôde nomear ela mesma o titular, contornando as vontades de Lula, seu criador. A escolha recaiu sobre a jornalista Helena Chagas, cujo perfil permitia supor que a Secom seria &q…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 03 / 02 / 2014

O Globo
"Economistas reduzem projeção para inflação, mas elevam a do câmbio"

Boletim Focus mostra perspectiva de IPCA a 6% e dólar a R$ 2,47 no ano

Economistas de instituições financeiras reduziram ligeiramente a expectativa para a inflação, mostrou a pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira. Os economistas reduziram a projeção para a inflação em 2014 a 6%, ante 6,02% na pesquisa anterior.
As expectativas em relação ao câmbio, porém, pioraram. Os especialistas consultados pelo Banco Central passaram a considerar que o dólar deve terminar o ano cotado a R$ 2,47, contra R$ 2,45 na semana passada.

O Estado de S. Paulo
"Só 4% passam por qualificação para ter seguro-desemprego"

Governo não consegue disponibilizar curso exigido para que benefício seja pago a trabalhador e 96% acabam dispensados

O governo tentou, mas na prática não conseguiu apertar as regras para pagamento do seguro-desemprego. A medida, que tem como objetivo red…

Dominique

Imagem

Opinião

Mudar, com pé no chão e visão de futuro

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO - O Estado de S.Paulo
As pesquisas eleitorais estão a indicar que os eleitores começam a mostrar cansaço. Fadiga de material. Há 12 anos o lulopetismo impõe um estilo de governar e de se comunicar que, se teve êxito como propaganda, demonstra agora fragilidade. Toda a comunicação política foi centralizada, criou-se uma rede eficaz de difusão de versões e difamações oficiais pelo País afora, os assessores de comunicação e blogueiros distribuem comunicados e conteúdos a granel (pagos pelos cofres públicos e empresas estatais) e se difundiu o "Brasil maravilha", que teria começado em 2002. Ocorre que a realidade existe e às vezes se produz o que os psicólogos chamam de "incongruências cognitivas". Enquanto os efeitos das políticas de distribuição de renda (criadas pelos tucanos) eram novidade e a situação fiscal permitia aumentos salariais sem acarretar consequências negativas na economia, tudo bem. O cân…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 02 / 02 / 2014

O Globo
"Número de ônibus queimados em São Paulo sobe para 35"

Coletivo foi incendiado na madrugada deste domingo na Zona Sul; ninguém ficou ferido

Mais um ônibus foi incendiado em São Paulo, fazendo o número de coletivos queimados na cidade em 2014 subir para 35. Segundo a Polícia Militar, um veículo da Viação Mobil Brasil estava estacionado no ponto final na Avenida Senador Vitorino Freire, nas proximidades do número 100, no bairro de Cidade Ademar, na Zona Sul de São Paulo. De acordo com a PM, por volta da meia-noite deste domingo, quatro homens armados em duas motos ordenaram que o motorista e o cobrador do ônibus descessem do coletivo e atearam fogo nele. O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou o fogo, mas o ônibus ficou completamente destruído. Segundo a Polícia Militar, ninguém ficou ferido. O caso será registrado no 98º Distrito Policial (Jardim Miriam).

O Estado de S. Paulo
"Brasil vai gastar quatro vezes mais com segurança na Copa do que a…