Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 18, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Amilcar de Castro e a magia

Ferreira Gullar
A exposição de Amilcar de Castro no MAM do Rio é um acontecimento cultural que merece destaque, pois se trata de um dos mais significativos nomes da arte brasileira construtiva. Amilcar, que estudou em Belo Horizonte com Franz Weissmann, no início da década de 1950, adotou, no começo, a opção concretista, cujo representante internacional era Max Bill. Esse escultor suíço foi de fato o inspirador da nova tendência adotada por Amilcar, uma vez que ele, a partir dela, inventou sua própria linguagem, reconhecida como uma contribuição original àquela tendência estética.

Isso se deve à interpretação que Amilcar de Castro imprimiu à nova linguagem escultórica, marcada pela eliminação da massa que caracterizava a escultura desde sua origem. Mesmo depois de abandonar a linguagem figurativa, a escultura manteve a massa como sua matéria essencial, conforme os exemplos de Constantin Brancusi e Hans Arp.

A exceção é Alexander Calder, com seus móbiles, que tê…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 24 / 01 / 2015

O Globo
"Crise hídrica- Governo pede a brasileiros economia de água e luz"

No Rio, que já usa volume morto, Pezão também apela contra desperdício

Secretário estadual do Ambiente diz que estiagem pode afetar funcionamento de indústrias, principalmente as que estão na ponta do sistema Guandu; Firjan afirma que 30% das fábricas já têm problemas no abastecimento. Em meio a uma seca histórica no sudeste, e a problemas de fornecimento de energia em todo o país, o governo federal fez ontem apelo para que os brasileiros economizem água e luz. Após reunião de seis ministros no Planalto, para discutir o problema, a ministra do Meio ambiente , Izabella Teixeira, admitiu que a situação é sensível e preocupante.

Folha de S.Paulo
"Geração de empregos em 2014 foi a pior dos anos PT"

Governo também registrou o maior déficit nas contas externas desde 2001

No ano passado, sob influência da desaceleração da economia, o saldo de
contratações com carteira assinada no Bras…

Coluna do Celsinho

Imagem
Manolo, Celso Teixeira, Celsinho, Ricardo Gonzales e Flavius Neves
Revoada

Celso de Almeida Jr.

Tachão, do Itaguá.

Pertinho do Aeroporto Estadual Gastão Madeira.

Local excelente para a nossa reunião.

Eu, representei o Núcleo Infantojuvenil de Aviação - NINJA.

O Celso Teixeira Leite, jornalista e ex-prefeito de Ubatuba, participou como Secretário Executivo do Instituto Salerno-Chieus.

O aviador Manuel Graña "Manolo", amigo querido, fez a apresentação de dois comandantes: Flavius Neves e Ricardo Gonzalez.

Flavius é o criador do belíssimo Condomínio Aeronáutico Costa Esmeralda, em Santa Catarina.

Ele e Ricardo foram os organizadores do 1º Raid Aéreo do Sul, em 2014, quando - em seis dias - dezenas de aviões pousaram em diversos aeródromos de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. 

Animados, explicaram que não se trata de uma competição aérea, mas uma bela confraternização entre pilotos e amantes da aviação.

A reunião, idealizada e articulada pelo Manolo, teve o seguinte objetivo:

Viabi…

Dominique

Imagem

Opinião

Enterrar os #malditosfios

Leão Serva
Chegaram as chuvas de verão que tão desesperadamente desejamos nos últimos meses. E vieram com força descomunal, como já se tornou normal com as mudanças climáticas. E o que aconteceu? Árvores caíram, derrubaram fios, bairros ficaram sem luz.

Foi exatamente em um verão desse tipo que passei a publicar nas redes sociais fotos apontando a excrecência da manutenção, em pleno século 21, numa metrópole rica como São Paulo, de #malditosfios que maltratam a vegetação.

Árvores são fundamentais para a qualidade de vida: elas melhoram a composição do ar e o aspecto visual da cidade e produzem sombra nos dias quentes. A diferença de temperatura entre bairros mais arborizados e áreas com pouco verde chega a ser de 7°C no verão.

Mas para a Eletropaulo, distribuidora de energia, para as empresas de telefonia, como a Vivo, e para as de TV a cabo, como a Net e a TVA, as árvores são um estorvo. Seus galhos atrapalham a fiação.

Por isso, são feitas regularmente podas que …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 23 / 01 / 2015

O Globo
"Rio já usa água de volume morto"

Apesar de estiagem, Cedae descarta adotar racionamento no estado

Reserva técnica de Paraibuna, maior reservatório do Paraíba, dá só até julho

Pela primeira vez na História, o Rio passou a usar o volume morto do reservatório de Paraibuna, o maior do Paraíba do Sul, que abastece quase 12 milhões de pessoas no estado, incluindo capital e Baixada. Segundo especialistas, a reserva técnica só garante o fornecimento até julho. A Cedae, porém, negou que vá adotar racionamento. Com o volume d’água abaixo da captação, as turbinas da hidrelétrica de Paraibuna pararam de funcionar. Para meteorologistas, as chuvas previstas para os próximos dias não devem normalizar a situação. Em SP, a falta de luz em duas elevatórias da Sabesp deixou cerca de 1,2 milhão de pessoas sem água.

Folha de S.Paulo
"País cogita racionar energia; SP estuda subir tarifa de água"

Ministro de Minas e Energia afirma que haverá rodízio se nível …

Dominique

Imagem

Opinião

Dilma sob fogo amigo

O ESTADO DE S.PAULO
Reportagem do Estado revela que, em defesa apresentada ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre sua participação no episódio da compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli procura se eximir, e à Diretoria Executiva que comandava, de qualquer responsabilidade pelos azares da transação e argumenta que o Conselho de Administração da estatal, então presidido pela ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, que autorizou a aquisição em 2006, deve ser responsabilizado pelos prejuízos decorrentes do contrato.

Gabrielli sugere ainda que todos os integrantes do Conselho em 2006 sejam ouvidos no processo e, a exemplo do que já ocorre com os membros da Diretoria Executiva, tenham seus patrimônios congelados. Trocando em miúdos, o ex-presidente da Petrobrás entende que Dilma Rousseff, na posição que então ocupava, foi a principal responsável pela compra sobrefaturada e pelo prejuízo de quase R$ 1 bilhão sof…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 22 / 01 / 2015

O Globo
"Ministro diz que não falta, mas Brasil importa energia"

Transferência ocorreu após apagão que afetou 11 estados e o DF

Governo também vai recorrer ao Paraguai para obter cota extra de eletricidade de Itaipu

No mesmo dia em que o ministro Eduardo Braga (Minas e Energia) afirmou que não há falta de energia no país, o Brasil importou 165 megawatts (MW) da Argentina, informam Ramona Ordoñez, Bruno Rosa e Danilo Fariello. A transferência ocorreu anteontem, no dia seguinte ao apagão que afetou 11 estados e o Distrito Federal. O governo também vai usar 300MW extras da cota do Paraguai na usina de Itaipu. Das 18 principais hidrelétricas do Brasil, 17 já estão com o nível de seus reservatórios abaixo do que estavam em 2001, quando o Brasil precisou fazer racionamento.

Folha de S.Paulo
"BC sobe juros para 12,25%, terceira alta desde a eleição"

Taxa Selic aumenta 0,5 ponto e atinge o maior patamar desde julho de 2011

Em sua primeira reunião deste …

Dominique

Imagem

Opinião

Um remédio perigoso

O ESTADO DE S.PAULO
Com o aumento de impostos começou a parte mais dolorosa do ajuste fiscal. O ideal seria cortar o gasto, mas essa hipótese está descartada. Seria muito difícil, ou mesmo impossível, segundo alguns analistas, arrumar as contas públicas, nesta altura, somente com a redução do dispêndio. O governo pode ter tido bons motivos e razões técnicas ponderáveis para sua decisão, mas uma ressalva é necessária. O aumento efetivo será maior do que pode parecer inicialmente. O assalariado, mais uma vez, terá de suportar uma elevação disfarçada do Imposto de Renda.

A mudança da tabela será insuficiente para compensar a inflação e os ajustes de salários. Muitos trabalhadores terão de pagar mais simplesmente porque conseguiram, em suas negociações, uma compensação para a alta de preços. A presidente Dilma Rousseff decidiu vetar a atualização de 6,5%. A correção defendida pelas autoridades, de 4,5%, será bem inferior à necessária - quase um confisco. Mas isso faz part…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 21 / 01 / 2015

O Globo
"Atraso em obras contra apagões chega a 4 anos"

Governo agora vai remanejar energia para regiões Sudeste e Centro-Oeste

Usinas termelétricas da Petrobras também serão acionadas para reforçar o sistema. Ministro admite que houve falhas, negadas pelo ONS, que provocaram suspensão do fornecimento para ao menos 11 estados

As obras para aumentar a oferta de energia no país e evitar apagões como o de anteontem, que atingiu pelo menos 11 estados e o Distrito Federal, têm atrasos de até quatro anos por causa de planejamento falho, entraves jurídicos, ambientais ou de engenharia. Em outubro, 35% das obras já autorizadas pela Aneel ainda não tinham começado ou estavam paralisadas. Com esse cenário , e apesar de dizer que o apagão não foi provocado por falta de oferta, o governo anunciou remanejamento da energia existente para tornar mais seguro o fornecimento ao Sudeste e ao Centro-Oeste. Outra medida será recorrer a termelétricas da Petrobras. O minist…

Dominique

Imagem

Opinião

Diplomacia por impulso

O ESTADO DE S.PAULO
A presidente Dilma Rousseff tem dificuldades em distinguir os planos em que se travam os relacionamentos entre os Estados e acaba com isso causando diversos problemas. Uma coisa é que, como presidente da República, solicite clemência para um brasileiro condenado à pena de morte noutro país. É um gesto humanitário, que - sem desrespeitar a soberania do outro país - manifesta solidariedade com um brasileiro, sem que isso signifique qualquer aprovação aos atos criminosos desse brasileiro. Outra coisa, bem diferente, é o que fez a presidente Dilma Rousseff no caso envolvendo a Indonésia, que no sábado passado executou Marco Archer Cardoso Moreira, brasileiro condenado à morte por tráfico internacional de drogas.

Diante da negação do seu pedido de clemência, a presidente Dilma Rousseff disse que a execução do brasileiro "afeta gravemente" as relações entre os países e chamou o embaixador brasileiro em Jacarta para consultas. Mais uma vez, é…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 20 / 01 / 2015

O Globo
"Falhas no sistema e consumo podem causar novos apagões"

Pelo menos 11 estados e o Distrito Federal ficam sem luz durante a tarde

Blecaute ocorreu após pico de gasto de energia por consumidores. Especialistas preveem que, com calor intenso e falta de chuvas, verão terá novos cortes no fornecimento . Atraso nas obras do governo afeta 59% dos projetos de transmissão

Um apagão afetou ontem pelo menos 11 estados e o Distrito Federal por cerca de duas horas. Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), o blecaute foi provocado por falhas no sistema de transmissão e por um recorde no consumo de energia, que foi superior à atual capacidade de geração do país. Onze usinas foram desligadas por causa da falha de transmissão, incluindo Angra 1. Especialistas alertam que a escassez de chuvas e os atrasos em projetos do governo devem levar os brasileiros a sofrerem com novos apagões neste verão. Mais de metade dos novos projetos de transmissão de energia e…

Dominique

Imagem

Opinião

Na marra, não funciona

O ESTADO DE S.PAULO
A capacidade de manobrar politicamente não é o único atributo que se espera de um governante, até porque se o fosse, Luiz Inácio Lula da Silva seria o maior estadista da história deste país. Mas a falta dessa habilidade e, pior ainda, o soberbo desprezo por ela geralmente colocam a perder as melhores intenções de um governante. Dilma Rousseff parece incapaz de entender que existe uma enorme diferença entre convicção e teimosia, entre perseverança e voluntarismo. De que, numa sociedade democrática, governar é a arte de aliar meios a fins. Na marra, não funciona.

O desafio que a presidente da República precisa enfrentar nos próximos quatro anos é, para resumir, gigantesco. Não logrará superá-lo sozinha, isolada pelo cinturão de segurança que criou para si ao escalar para postos estratégicos de coordenação política pessoas cuja única qualificação notável é ser de sua estrita confiança. Até porque delegar poderes não é seu forte, muito menos numa ár…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 19 / 01 / 2015

O Globo
"TCU impede Caixa de usar empresa paralela"

Tribunal suspende contrato sem licitação de R$ 1,2 bi negociado pelo banco

Instituição criou empresa com IBM, virou sócia do empreendimento e depois contratou companhia

A criação de empresas paralelas para driblar licitações e facilitar o fechamento de contratos bilionários não é exclusividade da Petrobras. A Caixa Econômica Federal estruturou um empreendimento privado que tem como sócia majoritária a IBM Brasil e depois contratou, por R$ 1,2 bilhão, a empresa criada, para a prestação de serviços de tecnologia da informação. O Tribunal de Contas da União constatou irregularidades no negócio, e o contrato está suspenso há dois anos. Ontem, a Petrobras reconheceu que um plano elaborado por seu ex-diretor Paulo Roberto Costa, investigado por corrupção, elevou os custos da refinaria Abreu e Lima.

Folha de S.Paulo
"Ajuste fiscal gera impasse com setor de ensino privado"

Escolas particulares pressi…

Dominique

Imagem

Opinião

Nascer para a liberdade

Gabeira
O atentado ao “Charlie Hebdo” me colheu num trabalho no Maranhão. Tive tempo ainda de escrever um artigo geral sobre o tema. Deixei para domingo, dia mais ameno, algumas reflexões pessoais. Bruscas mudanças no mundo, às vezes, nos levam a examinar nosso lugar nele. Minha família veio do Líbano, um país com histórico de conflitos religiosos. Eram cristãos, minha avó tinha cruzes tatuadas na testa e no braço. Isso sempre me impressionou e, ao longo dos anos, novos conflitos religiosos me parecem uma tristeza que não tem fim.

Por várias razões criei uma certa resistência em estudar o Islã. Cheguei a discursar sobre o perigo do Islã político, porque, mesmo sem estudá-lo a fundo, sinto que a fusão do estado com a religião sempre termina em prisão, tortura e morte. Ainda mais com visão tão estreita sobre mulher e sexualidade. Agora vejo, de todos os lados, uma advertência para dissociar o Islã da violência, sob o perigo de parecer racista e islamofóbico.

Essa adv…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 18 / 01 / 2015

O Globo
"Indonésia executa brasileiro, e governo estuda retaliação"

Governo recorreu até ao Papa; instrutor de voo será fuzilado hoje

Carioca Marco Archer, de 53 anos, foi condenado à morte por entrar no país com 13 quilos de cocaína escondidos numa asa-delta

O presidente da Indonésia negou à presidente Dilma Rousseff pedido de clemência para o instrutor de voo livre carioca Marco Archer, de 53 anos, que será fuzilado às 15h de hoje (horário de Brasília) por ter entrado no país com 13,4kg de cocaína, em 2003. Dilma fez um apelo como "chefe de Estado e mãe" e, após a negativa, recorreu ao Papa Francisco, por meio da Santa Sé. Uma tia de Marco viajou para a Indonésia, levando cartas de amigos e bacalhau.

Folha de S.Paulo
"Petrobras terá perda de US$ 3,2 bi com refinaria"

Prejuízo resulta de aumento dos investimentos nas obras de Abreu e Lima

Alvo das investigações sobre o esquema de desvio de recursos na Petrobras, a refinaria de Abreu e Lima…