Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 11, 2016

Física

Imagem

Opinião

Para chegar a 2018

Gabeira
Começou o fim do mundo com a delação da Odebrecht. Temer, creio, deu uma resposta adequada, pedindo celeridade nas investigações para poder tocar o barco da reconstrução econômica.

Ele pode não ter sido sincero, porque, segundo a imprensa, no Planalto se falou na anulação do depoimento do diretor da empresa. Mas a celeridade, respeitando simultaneamente direito de defesa e ritmo de uma investigação séria, é a melhor saída para libertar o processo econômico dos sobressaltos políticos. Para almejar essa celeridade, porém, é preciso primeiro responder a uma pergunta: se não existiu até agora, por que passaria a existir de uma hora para outra?

Ela é necessária também para o processo político em 2018. Muitos investigados vão querer se reeleger. Mas nem todos têm êxito em situação pós-escândalo. Lembro-me da CPI dos sanguessugas, deputados que ganhavam propina para emendas de compras de ambulâncias superfaturadas. A maioria foi derrotada nas urnas, em 2006.

Sem julgame…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 17 / 12 / 2016

O Globo
"Jornada de trabalho flexível será permitida"
Governo pretende editar MP para legalizar contratação por hora

Ação faz parte do pacote para estimular a economia. Também será ampliado prazo de contrato temporário de 90 para 180 dias. Objetivo é a abertura de vagas pelas novas regras já este mês
O governo deve anunciar na semana que vem mais ações de estímulo à economia. Por medida provisória, será criada a modalidade de contratação por hora trabalhada, com jornada flexível, informa GERALDA DOCA. Na prática, a empresa vai acionar o funcionário a qualquer momento e dia da semana, sem precisar cumprir o horário comercial. O trabalhador poderá ter mais de um patrão, e os direitos trabalhistas serão pagos proporcionalmente. Além disso, o prazo para contratos temporários, que hoje é de 90 dias, será ampliado para 180, prorrogáveis por mais 45 dias. As mudanças visam a permitir a abertura de vagas já neste dezembro. 

O Estado de S.Paulo
"Cervejaria foi usa…

Cessna 337 Skymaster "Push Pull"

Imagem

Coluna do Celsinho

Boa Esperança

Celso de Almeida Jr.

Escrevo de Boa Esperança.

Uma bela cidade no sul de Minas Gerais.

Nela, encontra-se a Serra da Boa Esperança, que virou música pelo talento de Lamartine Babo.

Há também o lago...lindo!

Soube que Rubem Alves é filho desta terra.

Pra  matar a saudade do grande escritor e pedagogo, revisitei alguns de seus pensamentos.
Lá vai...

“Somos donos dos nossos atos
mas não donos dos nossos sentimentos.
Somos culpados pelo que fazemos
mas não pelo que sentimos.
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos.
Atos são pássaros engaiolados.
Sentimentos são pássaros em voo.”
“A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.”
“Amar é ter um pássaro pousado no dedo.
Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que,
a qualquer momento, ele pode voar.”
“O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começa com um ato de amor.
Uma semente há de ser depositada no ventre vazio.
E a semente do pensamento é o sonho.
Por isso os educadores…

Física

Imagem

Opinião

Ambrose Bierce mostra os limites do cinismo como forma de pensamento

João Pereira Coutinho
Existem livros que li na adolescência e que nunca mais voltei a provar. Falta de tempo, com certeza. Excesso de medo, definitivamente. Haverá coisa mais triste do que reler um livro relevante que se revela, afinal, absolutamente irrelevante? É como descobrir, muitos anos depois, que uma namorada de boa memória foi infiel o tempo todo. Não mata. Mói.

Exatamente como Ambrose Bierce (1842-1913), velha paixão: reler o seu "Dicionário do Diabo" ainda provoca um sorriso aqui e ali. Mas como foi possível ter elevado este livro a bíblia cínica dos verdes anos? Falo em cinismo e falo bem.

Hoje, farejando o bicho, vejo que o melhor de Bierce está na elegância irônica, não no cinismo mecânico. Exemplo: como resistir à definição de "Macaco" ("Um animal arbóreo que se sente em casa em árvores genealógicas")?

Pena que o resto seja um deserto árido e, como todos os desertos, repetitivo…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 16 / 12 / 2016

O Globo
"Pacote incentiva redução de dívida e eleva ganho do FGTS"
Refis beneficiará pessoas físicas

Multa por demissão será reduzida
Plano prevê desburocratização
Em meio à recessão e ao agravamento da crise política, o presidente Temer lançou um pacote para estimular a economia que prevê amplo programa de regularização de dívidas tributárias para empresas e pessoas físicas. Até débitos recentes, vencidos em novembro, terão condições facilitadas. O governo também vai elevar o ganho dos trabalhadores com conta no FGTS, distribuindo parte do lucro do Fundo aos cotistas. O adicional de 10% sobre o FGTS que empresas pagam em caso de demissão sem justa causa será aos poucos extinto. Para analistas, a renegociação com o Fisco ajudará empresas e consumidores de imediato, mas o conjunto de medidas não terá impacto a curto prazo.

O Estado de S.Paulo
"Temer lança pacote; mercado vê efeito só no longo prazo"

Medidas mudam FGTS e facilitam o pagamento de dív…

Física

Imagem

Opinião

Como baratas em explosões nucleares, boçais resistem a mudanças políticas

Contardo Calligaris
Bob Dylan se sentiu honrado pelo prêmio Nobel de Literatura, mas deixou a Patti Smith a tarefa de representá-lo na cerimônia, cantando "A Hard Rain's a-Gonna Fall" (livremente: vão chover pedras).

A balada é um dos hinos da contracultura. A gravação que prefiro é de 1963, quando a voz de Dylan era um pouco menos nasal do que agora.

Em outubro de 1962, com a crise dos mísseis soviéticos em Cuba, o mundo passou perto de uma guerra nuclear entre as duas superpotências. Nasceu assim o mito de que a letra fizesse referência à chuva de resíduos radioativos, que se seguiria à explosão das bombas.

Essa interpretação mítica não condena a música a viver no antiquariato da Guerra Fria. Primeiro, Dylan desmentiu: a música tinha sido escrita antes da crise cubana. Segundo, o risco nuclear não terminou. Só precisa de um roteiro que combine, por exemplo, o terrorismo com os vários governos reféns d…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 15 / 12 / 2016

O Globo
"Supremo anula votação que desfigurou pacote"
Liminar do ministro Fux considerou irregular tramitação na Câmara

As dez propostas do projeto anticorrupção terão de ser novamente apreciadas pelos deputados e, desta vez, serem analisadas como o texto original de iniciativa popular
Liminar do ministro Luiz Fux, do STF, anulou a votação da Câmara que desfigurou o pacote anticorrupção. Respaldado por dois milhões de assinaturas de cidadãos brasileiros, o texto inicial com dez medidas anticorrupção terá agora de tramitar como proposta de iniciativa popular. Fux afirma que houve “evidente sobreposição do anseio popular pelos interesses parlamentares ordinários”. No mesmo dia, o presidente do Senado, Renan Calheiros, tentou votar a proposta que define crimes de abuso de autoridade de juízes e procuradores, mas não conseguiu.

O Estado de S.Paulo
"STF manda Câmara votar de novo pacote anticorrupção"

Liminar de Luiz Fux manda deputados reavaliarem p…