Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 25, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

E o lulopetismo desestabilizou a Petrobras

A maior crise na história da empresa é causada por um partido de esquerda e não pelos “neoliberais” tucanos, nem os ‘entreguistas’ de todos os matizes

Editorial O Globo

Num enredo de realismo fantástico aplicado à política, o lulopetismo, corrente hegemônica do PT, partido de esquerda, é que se tornou o maior algoz da Petrobras, nas seis décadas de história da estatal, ícone da própria esquerda.

Não foram o “neoliberalismo” da social-democracia tucana nem os “entreguistas” de todos os matizes o carrasco da companhia, como petistas sempre denunciaram.

Bastaram 12 anos de administração comandada pelo PT para a maior empresa brasileira, situada também com destaque em rankings internacionais, chegar ao ponto de não ter acesso ao mercado global de crédito, devido ao alto risco que representa.

A maior crise da história da Petrobras tem começo, meio e ainda não se sabe o fim. É certo que ela será uma empresa menor, depois da baixa patrimonial que terá de …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 31/ 01 / 2015

O Globo
"Contas do país tem rombo de R$ 32 bi"

É a primeira vez que Brasil tem déficit fiscal desde 2002

Com crescimento fraco e incentivos fiscais, governo federal, estados, municípios e estatais gastam mais do que arrecadam

Pela primeira vez desde que o BC iniciou as estatísticas das contas públicas, em 2002, o Brasil registrou um déficit fiscal de R$ 32,5 bilhões em 2014, ou 0,63% do PIB. Governo federal, estados, municípios e estatais gastaram mais do que arrecadaram e, com isso, o país não conseguiu reduzir sua dívida pública, que subiu de 33,8% para 36,7% do PIB, resultado pior do que o previsto pelo mercado. Analistas alertam que será mais difícil cumprir a meta fiscal deste ano, de obter superávit de 1,2% do PIB. 

Folha de S.Paulo
"Licitação de ônibus em SP inclui estatizar garagens"

Prefeitura quer atrair mais empresas para a concorrência e reduzir custos

A Prefeitura de São Paulo desapropriará as garagens de ônibus das empresas que exploram o …

São Paulo

Imagem

Coluna do Celsinho

Ciência

Celso de Almeida Jr.

Uma conversa simples.

Um café para cada um.

No pensamento, a lembrança de José Reis.

Cientista, jornalista especializado em divulgação da ciência, editor e escritor, foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Ele é o patrono do Clube de Ciências de nossa escola.

Uma singela homenagem do Colégio Dominique a este saudoso brasileiro, que tanto contribuiu para despertar o interesse científico na juventude do país.

Neste ano, o Clube de Ciências José Reis será coordenado pelo Sidney Borges.

Foi com ele que saboreei o café, no encontro que confirmou esta missão.

Quem conhece o Borges sabe de seu especial talento para tornar acessível a compreensão de assuntos complexos, como, por exemplo, Física e Matemática.

Em encontros semanais, desenvolverá com os alunos do 6º ano do fundamental ao 3º ano do ensino médio as mais diversas experiências científicas.

Daquelas que ficam para sempre na memória dos estudantes.

Dedicará, também, um tempo es…

Dominique

Imagem

Opinião

Morte em Nusakambangan

Gabeira
Uma querida amiga conta que postou um pedido de clemência para Marco Archer e foi soterrada com um avalanche de comentários negativos. Respondi que isto, de certa forma, é pedagógico. Remar contra a maré, com as próprias convicções.

Mas não fiquei surpreendido. De Vargas para cá muita coisa mudou a sociedade brasileira, sobretudo nos últimos anos: aumento da violência, multiplicação de crimes bárbaros e dramáticos programas policiais nas rádios e tevê.

O New York Times registrou uma das consequências: a eleição de uma forte bancada, composta de policiais e militares com a perspectiva de tornar a repressão mais severa. É a chamada Bancada da Bala. Conheço alguns deles. Mesmo respeitando seus argumentos, jamais deixei de condenar a pena de morte, sobretudo esta morte singular de Marco Archer.

Foi através de Carolina Archer que o caso me chegou às mãos. Ela sempre foi a mãe corajosa que se dedicava a salvar o filho, viajando com recursos modestos, lutando contra…

U.V

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 30/ 01 / 2015

O Globo
"Petrobras para obras e ameaça reter dividendos"

Corte nos ativos pode passar de R$ 88 bi
94% dos desvios são na área de Abastecimento
Em 2 dias, perda na Bolsa chega a R$ 16 bi

A presidente da Petrobras, Graça Foster, informou ontem, em entrevista coletiva, que vai suspender as obras da segunda etapa da Refinaria Abreu e Lima, um dos principais alvos das denúncias da Operação Lava-Jato, até a revisão de todos os contratos do projeto. Investimentos no Comperj também serão reduzidos. E a Petrobras poderá fazer um ajuste maior no valor de seus ativos, superior às perdas, estimadas em R$ 88 bilhões com corrupção, ineficiência, câmbio e petróleo. A maior parte do ajuste, disse Graça, será na área de Abastecimento, que foi comandada por Paulo Roberto Costa, delator na Lava-Jato. A estatal avisou que, este ano, poderá deixar os acionistas sem sua parcela do lucro. Em 2014, a companhia distribuiu R$ 9,3 bilhões em dividendos, dos quais R$ 2 bilhões fora…

Dominique

Imagem

Opinião

O sonho e a realidade

Ferreira Gullar
Não faz muito tempo, assisti na televisão a um debate de que participavam alguns analistas políticos e cujo tema era o rumo ideológico que o Brasil seguirá neste ano de 2015, que mal começa.

Como sempre, aprendi muito com suas considerações analíticas, que não deixaram dúvida quanto às dificuldades que o país enfrentará daqui em diante, tanto no plano político como no econômico.

A verdade é que, conforme observaram, a própria constituição dos ministérios no novo governo da presidente Dilma deixa evidente a encrenca em que se encontra, ora nomeando ministro que representa o contrário de sua visão de economia, ora escolhendo outro, para o Esporte, que nada entende do assunto e o confessa.

Há quem tema que este segundo mandato de Dilma Rousseff seja um desastre. Espero que não chegue a tanto, pois quem paga o pato somos todos nós.

A outra parte daquele debate envolveu a questão ideológica, implicando a revelação do que ocorre nas escolas de ensino médio e …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 29 / 01 / 2015

O Globo
"Petrobras põe R$ 88 bi sob suspeita, e ações caem 11%"

Roubo, ineficiência dos projetos, câmbio e petróleo reduzem ativos

Estimativas, porém, não são incluídas no resultado financeiro, divulgado com dois meses de atraso e sem parecer de auditor . Analistas criticam dados e dizem que falta vontade política da estatal em calcular valor dos desfalques. Com atraso de dois meses, a Petrobras divulgou às 3h21m de ontem seu balanço financeiro do 3º trimestre de 2014, mas sem inclui r o valor desviado em corrupção. A empresa só informou uma estimativa de R$ 88 bilhões de redução nos ativos, não apenas com os desfalques, mas também com fatores como ineficiência dos projetos e mudanças no dólar e no petróleo. Para analistas, o balanço é uma “peça de ficção” e os números não têm qualquer credibilidade. As ações da estatal caíram 11,21% na Bolsa. No mercado, há temor que a Petrobras não consiga divulgar até maio seu balanço anual de 2014 com o aval de u…

Dominique

Imagem

Opinião

Conversas de cama

João Pereira Coutinho
1. O REINO UNIDO tremeu com a notícia do fim. No caso, o fim da página 3 do jornal "The Sun", por onde passaram milhares de moças de topless desde a década de 1970.

Uma delas, se o leitor me permite o apontamento autobiográfico, foi a cantora Samantha Fox, talvez a minha primeira paixão adolescente. Anos mais tarde, já na idade adulta, li algures que Samantha, a heroína dos meus sonhos, afinal era lésbica. É nesses momentos que uma pessoa pondera um qualquer processo judicial por danos psicológicos irreversíveis. Mas divago.

Certo, certo, é que o "Sun" voltou atrás com a censura e convidou Nicole, 22, para continuar a tradição da página 3.

As feministas estão compreensivelmente indignadas porque a indignação é o estado natural de uma feminista: a página 3 "degrada" as mulheres e pertence a uma cultura misógina que não tem mais lugar no século 21.

Não pretendo entrar em polêmica com as brigadas, embora não resista a uma pe…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 28 / 01 / 2015

O Globo
"Dilma quer blindar empresas privadas"

PF abre inquérito contra mais dez empreiteiras no escândalo da Petrobras

Em seu primeiro discurso, depois de 26 dias sem dar entrevistas, a presidente Dilma defende o ajuste fiscal para manter conquistas sociais, mas afirma que fará adequações nos benefícios trabalhistas

Ao quebrar o silêncio para defender o ajuste fiscal, na primeira reunião ministerial do segundo mandato, a presidente Dilma mostrou preocupação com a situação das grandes empreiteiras brasileiras, parte delas envolvida no escândalo da Petrobras. Em um discurso de 35 minutos, transmitido pela TV oficial, a presidente afirmou que “punir e ser capaz de combater a corrupção não pode significar a destruição de empresas privadas”. Ontem, a PF passou a investigar mais dez empreiteiras, entre elas a Andrade Gutierrez. A presidente pediu empenho dos ministros para que “travem a batalha de comunicação” em defesa do governo. Ela disse que fará corre…

Pitacos do Zé

Imagem
Aos que chegam

José Ronaldo Santos
Nesses dias passados tenho encontrado gente nova na cidade que vem me perguntar a respeito de fatos da nossa história. Querem se inteirar e interagir com o nosso lugar.  Acho muito bom! É conhecendo essa terra e a essa cultura local que a gente passa a gostar mais e a defender esse pedaço de chão tão especial por natureza.

Eu até sempre tenho um roteiro a apresentar, mas o ponto de partida, na minha preferência, é a vida dos  habitantes que aqui estavam no século XVI (por ocasião da chegada dos portugueses), ou seja, os indígenas da etnia Tupinambá.

Entre os diversos autores que teceram suas considerações a respeito desse importante grupo indígena, eu gosto do Benedito Prezia, cuja obra mais didática, em parceria com Eduardo Hoornaert,  tem o título de Esta terra tinha dono. 

Foi para lutar contra a escravização, no plantio de cana-de-açúcar, que os habitantes desse território se uniram na Confederação dos Tamoios, na primeira resistência organizada dos í…

Dominique

Imagem

Opinião

Brasil de Saudade

Leão Serva
"Nas últimas cinco décadas, o Brasil mudou-se para as grandes cidades, tornou-se um dos países mais urbanizados do planeta. Mas seu coração sofre uma nostalgia do campo infinito que ficou para trás: 'Eu quero mais espaço!' Não é por outra razão que os paulistanos elegeram a onça suçuarana como animal símbolo da cidade. As canções populares no país choram a saudade de um amor distante, da casinha branca lá no pé da serra, onde a lua faz clarão..."

A saudade, esse sentimento tão comum quanto misterioso, é o tema de uma interessantíssima exposição de fotos, aberta no último sábado no Itaú Cultural (na Av. Paulista, 149): "A Arte da Lembrança". O conjunto das obras selecionadas pelo curador Diógenes Moura destaca a presença da nostalgia na fotografia brasileira. E prova que o entendimento de uma imagem independe das palavras: as imagens exalam nostalgia desde a primeira fotografia da sala de exposição, de Benício Dias (1942), em que um…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 27 / 01 / 2015

O Globo
"Governo do Rio corta mais no orçamento da segurança"

Balas perdidas já fizeram 16 vítimas na Região Metropolitana este ano

Secretário José Mariano Beltrame anuncia UPPs nos morros do Chapadão e do Juramento e diz que Forças Armadas deveriam assumir controle das fronteiras para impedir entrada de armas e drogas que chegam ao Rio

As polícias Militar e Civil terão juntas um corte de R$ 1,37 bilhão no orçamento, o maior dentro do aperto fiscal anunciado pelo governo de Luiz Fernando Pezão. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, disse que tem feito esforço para economizar, mas que certas ações não poderão ir adiante se houver contingenciamento. Mais três pessoas foram vítimas de balas perdidas nos dois últimos dias, elevando para 16 o número de casos este ano. Beltrame anunciou que os morros do Chapadão e do Juramento, que sofrem com a guerra do tráfico, ganharão UPPs e defendeu que as Forças Armadas assumam o controle das fronteiras. O …

Dominique

Imagem

Opinião

Morte em Nusakambangan

Gabeira
Uma querida amiga conta que postou um pedido de clemência para Marco Archer e foi soterrada com um avalanche de comentários negativos. Respondi que isto, de certa forma, é pedagógico. Remar contra a maré, com as próprias convicções.

Mas não fiquei surpreendido. De Vargas para cá muita coisa mudou a sociedade brasileira, sobretudo nos últimos anos: aumento da violência, multiplicação de crimes bárbaros e dramáticos programas policiais nas rádios e tevê.

O New York Times registrou uma das consequências: a eleição de uma forte bancada, composta de policiais e militares com a perspectiva de tornar a repressão mais severa. É a chamada Bancada da Bala. Conheço alguns deles. Mesmo respeitando seus argumentos, jamais deixei de condenar a pena de morte, sobretudo esta morte singular de Marco Archer.

Foi através de Carolina Archer que o caso me chegou às mãos. Ela sempre foi a mãe corajosa que se dedicava a salvar o filho, viajando com recursos modestos, lutando contra…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 26 / 01 / 2015

O Globo
"Estado vai cortar mais R$ 2,7 bi do Orçamento"

Redução em custeio atingirá até pastas de Educação, Saúde e Segurança

Governo já havia anunciado no início do ano contenção de R$ 1,5 bi em todas as secretarias, motivada pela queda de arrecadação e repasses dos royalties de petróleo. Transferências para municípios também encolherão R$ 1,1 bi

O governo do estado cortará mais R$ 2,7 bilhões do Orçamento, além da redução de R$ 1,5 bilhão que já havia sido anunciada no início do ano, após a posse do governador Luiz Fernando Pezão, informa Clarice Spitz. O contingenciamento, motivado pela queda da arrecadação e dos repasses dos royalties do petróleo, atingirá todas as secretarias, mesmo as de setores considerados prioritários, como Educação, Saúde e Segurança. As transferências para os municípios também encolherão R$ 1,1 bilhão. O secretário estadual de Fazenda, Sérgio Ruy Barbosa, disse que a arrecadação com ICMS ano passado ficou em R$ 31,4 bilhõe…

Dominique

Imagem

Opinião

A privataria petista na Petrobras

Elio Gaspari
Imagine-se a doutora Dilma Rousseff dizendo o seguinte durante a campanha eleitoral:

"Nossos adversários quebraram o país três vezes e venderam para um banco metade da participação da Petrobras em ricos campos de petróleo da África."

Em julho de 2013 a Petrobras vendeu ao banco BTG Pactual metade de suas operações em campos de petróleo de sete países africanos. O coração do negócio estava em dois campos da Nigéria (Akpo e Agbami), dos quais a empresa tira uma produção de 55 mil barris/dia, 60% de todo o petróleo que o Brasil importa, ou 25% do que refina.

Para se ter uma ideia do que isso significa, é uma produção equivalente a 10% do que sairia do pré-sal brasileiro um ano depois, ou quatro vezes o que Eike Batista conseguiu extrair.

No século passado a Petrobras decidiu internacionalizar-se para controlar reservas fora do país. Nada mais certo. A empresa trabalhou em sigilo e em outubro de 2012 contratou o Standard Chartered Bank pa…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 25 / 01 / 2015

O Globo
"Crise hídrica: Falta de água já afeta 46 milhões de brasileiros"

As três maiores regiões metropolitanas estão sob risco de racionamento.

Produção industrial e geração de energia também podem ser prejudicadas.

A seca que castiga o Sudeste e o Nordeste já prejudica a vida de 45,5 milhões de pessoas e leva as três maiores regiões metropolitanas do país a conviver com o risco iminente de racionamento,relata Tiago Dantas. Há 936 municípios em estado de emergência devido à estiagem que também pode afetar a produção industrial e a geração de energia.

Folha de S.Paulo
"Seca atinge metade das maiores regiões metropolitanas"

SP, Rio, BH, Recife, Campinas e entornos, que abrigam quase 1/4 da população do país, sofrem com a estiagem.

Cinco das dez maiores regiões metropolitanas do país já convivem com racionamento de água, problemas de abastecimento ou represas em níveis de alerta. Juntas elas abrigam 48 milhões de pessoas, quase um quarto da população …