Postagens

Mostrando postagens de Junho 21, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Falso herói por conveniência

Estadão
José Rainha Júnior, tido como dissidente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), mas que ainda lidera invasões de fazendas no interior paulista em nome deste, foi condenado a 31 anos de prisão pela 5.ª Vara da Justiça Federal de Presidente Prudente. Ele e Claudemir Silva Novaes, condenado a 5 anos e 6 meses, são investigados na Operação Desfalque, da Polícia Federal (PF), acusados dos crimes de extorsão, formação de quadrilha e estelionato.

Em 2011, os dois foram acusados de liderar um esquema de extorsão de empresas e desvios de verbas para assentamentos rurais. E respondem em liberdade mercê de habeas corpus obtido por advogados da Rede Social de Justiça e Direitos Humanos. Rainha foi expulso do MST em 2007 por divergir do dirigente nacional João Pedro Stédile. Em 2014, ajudou a fundar a Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL), mas usa bandeiras e símbolos do MST, como se fizesse parte de seus quadros.

Desde 2011, o Ministério Púb…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 27 / 06 / 2015

O Globo
"Dia de terror"

Turistas europeus são alvo em praia tunisiana

Homem-bomba em mesquita no Kuwait

Decapitação leva França a reviver trauma

Três atentados terroristas com poucas horas de diferença na Tunísia, na França e no Kuwait deixaram peio menos 67 mortos e centenas de feridos ontem de manhã e fizeram vários países elevarem seus níveis de alerta. O Departamento de Estado dos EUA indicou não existirem, ainda, evidências de algum tipo de coordenação. Entretanto, o grupo extremista Estado Islâmico reivindicou o ataque a turistas europeus no balneário tunisiano de Sousse e a explosão de um homem-bomba numa mesquita xiita no Kuwait, os dois atentados mais sangrentos. Na França, um homem foi decapitado e uma usina, atacada. Ao lado da cabeça foi encontrada uma bandeira com uma inscrição da shahada — a profissão de fé islâmica — em árabe. O presidente François Hollande, que estava numa reunião de cúpula da União Europeia em Bruxelas, retornou às pressas a …

Embraer EMB-121A Xingu

Imagem

Coluna do Celsinho

Hábitos

Celso de Almeida Jr.

Mais de uma vez, flagro passageiros e motoristas jogando lixo nas ruas.

Latas, papeis, cigarros, voando por janelas de automóveis.

Confiro as placas.

Cidades diversas, Ubatuba incluída.

No balcão, saboreando um café, ouço a atendendente comentar o mesmo assunto.

Disse que, certo dia, viu um carro parar no acostamento da rodovia.

Desceu uma senhora com um saco de lixo lotado nas mãos.

Jogou tudo no gramado, rente a pista.

Ficou com o saco vazio, voltou para o veículo e partiu, tranquila.

Incrível, né?

Quanta falta de educação!

Quantos maus hábitos!

Combatendo isso, as escolas sempre trabalham o tema.

Mesmo assim, pergunte aos funcionários da limpeza e descobrirá que nem todos os alunos colaboram.

Nacionalmente, via televisão e outras mídias, campanhas institucionais deveriam ocorrer ininterruptamente.

É claro que o poder público deve fazer a sua parte, coletando e tratando os resíduos de forma correta.

Mas a responsabilidade por manter a cidade limpa é de todo o povo.

Infeliz…

Dominique

Imagem

Opinião

Aperta-se o cerco a Dilma

Estadão
A clara disposição de Luiz Inácio Lula da Silva de se descolar de sua própria criatura aparentemente está sendo interpretada como um sinal de liberação geral da campanha de isolamento político de Dilma Rousseff e do consequente confinamento do governo aos estreitos limites de sua incompetência para lidar com a crise em que ele próprio mergulhou o País. A se confirmar essa tendência bem expressa no clima de salve-se quem puder em que a chamada classe política se debate, os desdobramentos da crise no plano político – no econômico é outra história – são imprevisíveis, uma vez que Dilma tem ainda três anos e meio de mandato pela frente, o que torna praticamente impossível empurrar a crise com a barriga até que nova eleição presidencial acomode a situação.

A conjugação de duas iniciativas cujos primeiros movimentos já se tornaram visíveis anuncia o quadro sombrio que se desenha para o Planalto. De um lado, forças de esquerda reunidas numa aliança de pequenos …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 26 / 06 / 2015

O Globo
"Governo reduz teto da inflação para 6% em 2017"

É a primeira vez, em dez anos, que meta para alta dos preços é alterada

Contas públicas têm o pior resultado em 17 anos, e União obtém superávit fiscal de apenas R$ 6,62 bilhões de janeiro a maio. Crise também afeta mercado de trabalho, e desemprego vai a 6,7%, com queda de 5% na renda

Depois de dez anos sem mudar o teto da meta para a inflação, o governo reduziu de 6,5% para 6% o limite para 2017, numa sinalização de que atuará mais fortemente para segurar a alta dos preços. Para este ano, a previsão do Banco Central já é que a inflação ficará em 9%, acima do teto atual. A meta central continuará 4,5%. Em maio, o governo não conseguiu economizar para pagar juros da dívida pública. Tesouro, Previdência e BC tiveram déficit de R$ 8,05 bilhões no mês passado. De janeiro a maio, a União economizou R$ 6,62 bilhões, o equivalente a só 12% de sua meta fiscal para o ano, que é de R$ 55,3 bilhões. A crise…

Dominique

Imagem

Opinião

A desconfiança impera

Estadão
É risível a repercussão, no centro do poder e nos quadros do partido, dos recentes pronunciamentos de Luiz Inácio Lula da Silva com críticas devastadoras ao governo Dilma e ao PT. Enquanto a presidente da República mal disfarçava seu constrangimento com a declaração de que “todo mundo tem direito de fazer críticas, principalmente o presidente Lula”, a bancada petista no Senado divulgava uma nota de “desagravo” ao ex-presidente, que estaria sendo vítima de uma “sórdida campanha” por parte dos adversários políticos, que usam a luta contra a corrupção como pretexto para “tentar destruir um projeto nacional e popular”.

Por parte de Dilma não se poderia esperar mais do que uma encabulada contemporização, pois cabe à comandante da nau que soçobra fazer o possível para manter a água abaixo do queixo. E, oficialmente, a postura de toda a equipe de governo é a mesma. Por exemplo, para o palavroso ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, um quadro petista à esquerda…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 25 / 06 / 2015

O Globo
"Câmara estende reajuste do mínimo a aposentados"

Medida que tem impacto anual de R$ 9,2 bi ainda será votada no Senado

Pela proposta aprovada, benefícios também passarão a ser corrigidos de acordo com o crescimento do PIB

Em mais uma ação contra o ajuste fiscal, a Câmara aprovou por 206 votos a 179 proposta que estende a todos os aposentados e pensionistas do INSS as regras de reajuste do salário mínimo, prorrogadas até 2019. Hoje, o aposentado que ganha acima do mínimo tem o benefício corrigido apenas pela inflação. Se o Senado também aprovar a medida, ele passará a ter aumento real de acordo com o crescimento da economia. O governo estima impacto anual de R$ 9,2 bilhões. Governistas ajudaram na aprovação, apesar dos apelos do Planalto. 

Folha de S.Paulo
"Deputados estendem reajuste do mínimo a todos os aposentados"

Texto ainda passará pelo Senado; se aplicada em 201 5, medida elevaria em R$ 9 bilhões gastos da Previdência

Em um momento…

Dominique

Imagem

Opinião

Lula e o partido da boquinha

Estadão
Lula cruzou o Rubicão. Depois de ter, na semana passada, criticado pesadamente Dilma Rousseff e seu governo, na segunda-feira ele dirigiu sua devastadora artilharia contra o PT, que “precisa, neste momento, construir uma nova utopia”. Ao incorporar a seu discurso os argumentos básicos dos opositores do lulopetismo – inclusive a mídia independente –, o ex-presidente da República lançou a sorte para si mesmo: não poderá, senão a um custo político altíssimo, voltar atrás na condenação de seu próprio legado e terá de sobreviver politicamente, de agora em diante, por conta exclusiva de sua condição de “metamorfose ambulante”. Mas, o que quer que pense fazer doravante, continuará sendo exatamente o mesmo. Só mudará o figurino talhado no desespero da sobrevivência.

Em seu pronunciamento improvisado – assistia, em seu instituto, a uma palestra do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González que, ao final, o convidou para a mesa e ele resolveu então falar –, …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 24 / 06 / 2015

O Globo
"Exclusivo/devagar quase parando: Investimentos do PAC já caíram 33% no ano"

Governo deixa de divulgar balanço; estatais também reduzem desembolso.

Ministério das Comunicações não fez qualquer gasto com o programa de janeiro a abril

O balanço quadrimestral do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que era feito desde 2011, ainda não foi divulgado este ano. Mas, mesmo sem um balanço oficial, as despesas do Orçamento com o PAC mostram corte significativo: de janeiro a abril, os gastos do governo com o programa tiveram queda de 33%, para R$ 13,3 bilhões, informa Danilo Fariello. O Ministério das Comunicações, que toca o Programa Nacional de Banda Larga, não desembolsou um centavo sequer até abril. Petrobras e Eletrobras, estatais responsáveis por muitas obras do PAC, reduziram seus investimentos totais em 15%. 

Folha de S.Paulo
"USP adotará Enem para 13% das vagas, com sistema de cota"

Reserva para alunos da rede pública será de 10,5%…

Dominique

Imagem

Opinião

De volta

Janio de Freitas
A instabilidade que atinge o governo mudou de lugar. Mudou também de motivação, de forma e de intensidade.

O impeachment calou, por pressão dos mais lúcidos do PSDB contra o rock pauleira de Aécio e sua banda. Enquanto soou, Dilma Rousseff pôde ter noção do volume e da natureza do adversário. Joaquim Levy não tem como fazê-lo: a seu respeito, tudo se passa em sussurros.

Em áreas que esperavam regozijar-se com a nova política econômica do governo, aumentam muito os sinais confiáveis de uma inquietação já vista em ocasiões um tanto distantes, quase esquecidas, mas de fins conhecidos. Foram as fases em que movimentações sub-reptícias corroíam o chão de Delfim Netto, Dilson Funaro, Bresser-Pereira, e tantos outros a quem estiveram atribuídos apoios amplos e a imagem de representatividade de fortes setores empresariais. O capítulo final dessas movimentações foi sempre o mesmo.

Distante de percepções públicas, dissemina-se entre empresários importantes a desconfiança –s…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 23 / 06 / 2015

O Globo
"Luiz Inácio falou de novo: Lula diz que PT só pensa em cargos; petistas não reagem"

‘A gente acreditava em sonhos, hoje a gente só pensa em emprego’

Integrantes do partido, que evitaram rebater publicamente as declarações, apostam que o ex-presidente tenta se descolar da presidente Dilma, que ficou irritada com as críticas, segundo relato de um ministro.

Após disparar contra a presidente Dilma e o PT num encontro fechado com religiosos, o ex-presidente Lula atacou publicamente o partido em seminário organizado por seu instituto, em São Paulo, com a presença do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González. “A gente acreditava em sonhos. Hoje a gente só pensa em cargo, em emprego”, disse. Lula afirmou que o partido “perdeu a utopia”: "O PT está velho. Já estou com 69. lá estou cansado, já estou falando as mesmas coisas que falava em 1980."

Segundo um ministro, a declaração de que ele e Dilma já estão “no volume morto” e que o PT está ab…

Dominique

Imagem

Opinião

Alô Terra, vocês me escutam?

Gabeira
Leio nos jornais que os marqueteiros decidiram humanizar Dilma. Se somos todos humanos, o que significa humanizar Dilma? A chamada humanização foi uma trajetória ascendente, na qual vencemos intempéries naturais, construímos ferramentas, resolvemos complexos problemas da vida social.

Como Dilma é considerada uma das mulheres mais poderosas do mundo, a humanização pretendida pelos marqueteiros é uma espécie de saída do Olimpo. Ela vai parecer agora uma pessoa comum, uma filha de Deus na nossa imensa canoa furada que é o Brasil de hoje. Ao vê-la no seu passeio de bicicleta, convenci-me de que era humana. Deuses não usam capacete. Não se importam em se esborrachar no asfalto com seus etéreos cérebros. Dilma, como todos nós, sabe que um choque pode embaralhar os já congestionados circuitos mentais.

O processo de humanização se desdobrou numa entrevista a Jô Soares, na qual, no Dia dos Namorados, Dilma discorreu sobre o ajuste fiscal e suas preferências de …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira 22 / 06 / 2015

O Globo
"PF indiciará presidentes de empreiteiras presos"

Delegado diz que provas incriminam executivos de Odebrecht e Andrade Gutierrez

Preocupados, governo e PT discutirão em reuniões esta semana os impactos das investigações

O delegado Igor Romário de Paula, da Operação Lava-Lato, disse que os presidentes da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, além de outros dez executivos presos, serão indiciados pela PF esta semana, após serem interrogados. Segundo ele, as provas colhidas já os incriminam. As prisões preocupam o governo e o PT, que discutirão os efeitos da Lava-Jato em reuniões. A Odebrecht pediu habeas corpus para seus funcionários. 

Folha de S.Paulo
"Dilma faz 'pedalada' fiscal mesmo sob a contestação do TCU"

Tesouro mantém neste ano manobra questionada nas contas de 2014 e amplia em R$ 2 bi dívida com bancos

Contestada pelo Tribunal de Contas da União, a "pedalada" fiscal continua em us…

Dominique

Imagem

Opinião

A Lava-Jato no topo do andar de cima

A Odebrecht e a Andrade Gutierrez não são acusadas só pelo "amigo Paulinho" mas também por três dirigentes de empreiteiras

Elio Gaspari
Em outubro passado, quando o “amigo Paulinho” (expressão carinhosa atribuída a Lula) jogou a Odebrecht na frigideira da Lava-Jato, o presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, soltou uma nota oficial dizendo o seguinte:

“Neste cenário nada democrático, fala-se o que se quer, sem as devidas comprovações, e alguns veículos da mídia acabam por apoiar o vazamento de informação protegida por lei, tratando como verdadeira a eventual denuncia vazia de um criminoso confesso que é ‘premiado’ por denunciar a maior quantidade possível de empresas e pessoas”.

Passados oito meses, o doutor, bem como Otávio Azevedo, presidente da empreiteira Andrade Gutierrez, estão na carceragem de Curitiba. Ao expedir a ordem de prisão contra eles, o juiz Sérgio Moro deu uma demonstração parcial da quantidade de provas acumuladas pela Polí…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo 21 / 06 / 2015

O Globo
"Cardozo rebate Moro e diz que é ‘descabido’ punir empresas"

Um dia após as prisões dos presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, afirmou que seria “descabido" impedir a participação das empresas em licitações antes do fim das investigações. 

Foi uma resposta ao juiz Sérgio Moro, para quem a inclusão das construtoras no programa de concessões lançado pela presidente Dilma representa risco de continuidade do esquema de corrupção. Cardozo disse que as prisões não preocupam o ex-presidente Lula e Dilma, que, segundo ele, “é reconhecidamente honesta”. O presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, pediu habeas corpus à Justiça. 

Folha de S.Paulo
"Rejeição a Dilma atinge nível de Collor pré-impeachment"

Índice da petista sobe para 65%; reprovação de ex-presidente era 68% em 1992

Perto de completar seis meses, o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff é considerado ruim ou péssimo por…