Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 6, 2013

Stonehenge

Imagem
Foto: Francesco Alamia

Colunistas

Em 2013, crescimento global será dos BRICs

“Juntos, os quatro países BRIC, countries Brasil, Rússia, Índia e China, acrescentaram à economia do planeta cerca de US$2,2 trilhões em 2012. Equivale a criar uma Itália por ano”

Márcia Denser
Um artigo do coletivo Vila Vudu vale à pena ser repassado, no mínimo, por sua hilaridade. Pra começar, dando um alô à dona Miriam Leitão: Será que a senhora só sabe entrevistar economistas tucanos reacionários golpistas de “consultorias merrecas quebráveis”? Será o benedito? Será que a senhora não sabe entrevistar economistas golpistas grandes demais pra quebrar?

Não que os inquebráveis sejam mais lúcidos ou progressistas que os quebráveis – mas, ao menos, os inquebráveis não são udenistas golpistas obcecados, ou seja, os inquebráveis têm uma visão mais objetiva dos mercados, precisamente por serem inquebráveis. A exemplo da sóbria e hiper-realista entrevista de Jim O’Neill, diretor de investimentos do Goldman Sachs , nada menos, imaginem só!

Pergunta: Como…

Ubatuba em foco

Imagem
Maurício na região Sul de Ubatuba

Assessoria M.M.
O prefeito de Ubatuba, Mauricio (PT), esteve nesta terça-feira na região Sul da cidade, com o objetivo verificar pessoalmente os problemas existentes. Acompanhado pelo secretário de Arquitetura e Urbanismo, Rinaldo Santos, e pelo administrador Regional Sul, Damião José da Silva, o prefeito analisou de perto os estragos causados pela chuva do último dia 3, que atingiram a Rua Antonio Cruz de Amorim, que dá acesso ao bairro do Araribá, onde parte do asfalto cedeu.

Outro local vistoriado foi o posto de saúde da Maranduba, onde o Prefeito determinou ações necessárias para retomada das obras de reforma da Unidade Básica de Saúde, paralisadas pela gestão anterior desde setembro do ano passado.

Mauricio participou ainda de uma reunião com o presidente da Associação dos Pescadores da Barra da Maranduba, Maurício Romão, para discutir um projeto de desassoreamento da barra do rio Maranduba, uma antiga reivindicação dos pescadores locais.
E aproveita…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Regulamentação da mídia

O Estado de S.Paulo
Agarrando uma oportunidade, a condenação de alguns políticos que o lideram, o Partido dos Trabalhadores postula novamente o controle da imprensa. Existem graves distorções no jornalismo atual, devendo ele ser tratado com rigor pelos interessados - leitores, ouvintes, telespectadores - na forma e no conteúdo das notícias. Muitas críticas, no entanto, têm origem em personalidades e grupos que desejam impor programas para perpetuar seu poder.

De onde vem a tese de que é preciso regular a imprensa? Lembremos o jurista Carl Schmitt, lido por Francisco Campos, ministro de Vargas que no Estado Novo normatizou os jornais. O alemão afirma que, na busca de formar a mente pública, o audiovisual ameaça o Estado. O poder político deve ter o monopólio dessa técnica. "Nenhum Estado liberal deixa de reivindicar em seu proveito a censura intensiva e o controle sobre filmes e imagens, e sobre o rádio. Nenhum Estado deixa a um adversário os novos meios de do…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 12 / 01 / 2013

O Globo
"Túnel de meio bilhão já terá reforço estrutural"

Fissura na rocha mantém Grota Funda, inaugurado há 7 meses, interditado

Após 35 horas alegando problemas elétricos, prefeitura admite que obra do corredor Transoeste precisará de intervenção com malha de aço e concreto. É o segundo problema estrutural na obra, concluída em 2012. Inaugurado há 7 meses, ao custo de R$ 500 milhões (quase a metade de todo o BRT Transoeste), o Túnel da Grota Funda continuará interditado no sentido Recreio-Guaratiba no fim de semana, para obras de reforço estrutural. Após 35 horas alegando problemas elétricos para justificar a interdição, iniciada às 7h de quinta-feira, a prefeitura admitiu que foi encontrada uma fissura na rocha, que precisa ser contida com malha aço e concreto. A prefeitura atribuiu a fissura a problemas geológicos, e não a erro de execução da Odebrecht. O prefeito Eduardo Paes garantiu que “não há preocupação quanto à estabilidade geral do túnel" …

Coluna do Celsinho

Imagem
Fernanda Liberal

Celso de Almeida Jr.

Ontem, em seu velório, reencontrei muita gente.
Intensos momentos comoventes.
Teve graça, também.
Ela, certamente, perdoou uma irresistível piadinha de sogra selecionada para descontrair.
Quantas pessoas especiais...
A Lourdes e a Cristina tiveram uma singela ideia.
Emolduraram uma foto sua, sorridente, radiante, que por ali ficou, contrastando com seu repouso definitivo.
Lemar Gonçalves, o mais doce homem que conheço, fez a silenciosa despedida da companheira amada; cumplicidade de mais de cinco décadas.
Filhos, amigos, netos - presentes ou em pensamento - deram uma generosa demonstração de amor, respeito e consideração por aquela cidadã generosa.
Assim, neste ambiente sereno e de paz, tivemos o último encontro com a “Dona Fernanda” como eu gostava de chamá-la.
Socióloga, educadora, escritora, motivadora, guerreira, gentilíssima, deixa como legado uma magnífica história de amor por todos que tiveram a oportunidade de conhecê-la.
Impossível me despedir.
Seu bel…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Inflação, estagnação e teimosia

O Estado de S.Paulo
O Brasil completou mais um ano com inflação bem acima da meta e crescimento econômico pífio - desempenho muito pior que o da maior parte dos emergentes e até inferior ao de alguns países desenvolvidos ainda em crise. O principal padrão de referência da política oficial, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 5,84% e poderia ter subido mais, sem a redução temporária do IPI sobre carros.

O indicador mais restrito, o INPC, referente aos gastos de famílias com ganho mensal de até cinco salários mínimos, aumentou 6,2%. Ruim para todos os trabalhadores, a evolução dos preços foi particularmente cruel, portanto, para os grupos de baixa renda. Mas o discurso-padrão do governo exclui o reconhecimento dos fracassos. O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, festejou o resultado melhor (de fato, menos ruim) que o de 2011, quando o IPCA se elevou 6,5%, e garantiu para 2013 uma nova redução.

Não deixou, no entanto, de tentar…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 11 / 01 / 2013

O Globo
"Suspensa venda de 225 planos de saúde"

ANS proíbe 28 operadoras de aceitar novos clientes. Maioria é reincidente

Empresas do setor contestam avaliação do governo que levou à punição e estudam recorrer à Justiça. Por descumprir prazos para marcar consultas, exames e cirurgias, a Agência Nacional de Saúde (ANS) suspendeu durante três meses, a partir de segunda-feira, 225 planos de saúde, de 28 operadoras — sendo 19 reincidentes. Esses convênios, que têm 1,9 milhão de pessoas e representam 4% dos usuários do país, não poderão aceitar novos clientes. Entre as empresas que voltaram a desrespeitar os prazos, 16 podem sofrer intervenção do governo se, em 15 dias, não apresentarem plano de recuperação. Operadoras contestam a avaliação e estudam ir à Justiça.

O Estado de São Paulo "Inflação fica em 5,84% e deve iniciar ano sob pressão"

IPCA acelera, fecha 2012 acima dos 4,5% previstos; altas indicam que preços continuarão subindo

O índice de Pre…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O conselho de Olívio a Genoino

O Estado de S.Paulo
O ex-governador do Rio Grande do Sul, ex-prefeito de Porto Alegre, ex-ministro das Cidades e ex-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), do qual é fundador e um dos quadros mais conhecidos e respeitados, Olívio Dutra discordou da decisão de seu companheiro José Genoino de ocupar a vaga de deputado federal a que tinha direito desde que o titular, Carlinhos Almeida, a deixou. E não se limitou a expressar sua opinião contrária à posse de Genoino na Câmara dos Deputados, após ter sido condenado a 6 anos e 11 meses de prisão no julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em contatos privados ou em reuniões partidárias, mas publicamente, pelo rádio. Olívio manifestou sua discordância no programa Esfera Pública, apresentado pelo jornalista Juremir Machado da Silva, na Rádio Guaíba de Porto Alegre. E chegou a dialogar com o correligionário sobre o assunto. "Eu acho que tu deverias pensar na tua biografia, na t…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 10 / 01 / 2013

O Globo
"Tribunal apoia manobra e mantém chavismo no poder"

Corte decide que presidente continua no cargo sem posse e por tempo indeterminado

Vice Nicolás Maduro poderá permanecer à frente do governo após decisão de juízes ligados a Chávez; oposição, que queria decretação de ausência temporária, denuncia inconstitucionalidade da medida. O Tribunal Supremo de Justiça, composto por magistrados alinhados ao governo venezuelano, considerou que a posse de Hugo Chávez, prevista para hoje pela Constituição, é um “formalismo que deve ser cumprido, mas não é obrigatório para a continuidade do governo”. Para os magistrados, não é necessário decretar a ausência temporária do presidente – o que daria início a um prazo máximo de 180 dias de adiamento – porque a Assembleia Nacional autorizou que ele viajasse a Cuba para se tratar do câncer.

O Estado de São Paulo "Governo garante energia com uso de usinas térmicas"

Após reunião, ministro descarta racionament…

Ubatuba em foco

Imagem
Funcionários realizam operação tapa buracos no bairro do Tenório, na grande região Central de Ubatuba
Prefeitura de Ubatuba monta operação especial para tapar buracos na cidade

Assessoria M.M.
Começou nesta segunda-feira a primeira operação tapa buracos da nova administração de Ubatuba. De acordo com a Secretaria de Obras, os serviços começaram pelo Centro comercial do município, onde foram recuperadas as principais vias da região. Nesta quarta-feira, foi a vez do bairro do Tenório receber a operação.

Segundo o secretário de Obras da cidade, Mauro Bezerra, os trabalhos estão sendo realizados em uma operação especial, em função do abandono viário da cidade nos últimos meses. “De forma geral, a situação em que encontramos as vias de Ubatuba é muito crítica. Em muitos locais, principalmente no grande Centro da cidade, o ideal seria refazer totalmente o asfalto das ruas, no entanto, estamos em plena temporada de verão e precisamos garantir o mínimo de condições para que moradores e turistas c…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Uma normalidade exótica

O Estado de S.Paulo
A economia brasileira seria muito mais dinâmica e os serviços públicos, muito mais eficientes, se o governo federal aplicasse à administração o mesmo esforço empenhado em maquiar suas contas, em disfarçar suas mazelas e em demolir os pilares da responsabilidade fiscal.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e seus principais auxiliares apressaram-se a responder às críticas e a defender a contabilidade criativa usada para simular o cumprimento da meta fiscal de 2012. "É uma operação absolutamente normal, previsível, usual", disse o secretário do Tesouro, Arno Augustin, numa entrevista ao Estado. "Tudo que foi feito é legítimo e está dentro das normas legais", garantiu o ministro Mantega ao jornal Valor. A solução encontrada pelo governo incluiu o uso de recursos do Fundo Soberano, operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o recebimento antecipado de dividendos de estatais, além do desconto …
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 09 / 01 / 2013

O Globo
"Mais da metade das obras está atrasada"

Distribuidoras de energia prevêem que redução na conta de luz deve ser menor

Governo nega risco de racionamento, mas técnicos discutem em reunião hoje medidas para enfrentar o problema no país. Com o temor de apagão, ações da Eletrobrás têm queda de mais de 9% na Bolsa. Em meio ao temor de empresas e especialistas de que o país seja obrigado a racionar energia, relatório do comitê do governo de monitoramento do setor elétrico mostra que mais da metade das obras está atrasada. A situação é pior na área de transmissão, com menos de um quarto das obras em dia. Nesses empreendimentos, o atraso médio chega a 15 meses. O governo nega risco de racionamento similar ao de 2001, mas, com os atrasos das obras e a escassez de chuvas, terá de adotar medidas para eliminar o risco, que serão discutidas em reunião hoje. Segundo a associação brasileira dos distribuidores de energia, mantido o atual ritmo de uso das tér…

Ubatuba em foco

Imagem
Homens da Regional Norte atuaram prontamente na recuperação da estrada do Ubatumirim

Maurício destaca trabalho conjunto no 1º atendimento às ocorrências causadas pela chuva

Assessoria M.M.
O prefeito de Ubatuba, Maurício (PT), agradeceu nesta segunda-feira o empenho e a dedicação de todos os funcionários que participaram do atendimento às ocorrências causadas pela chuva na cidade. Pela primeira vez nos últimos oito anos os servidores da Secretaria de Arquitetura e Urbanismo (SAU) sairam às ruas para vistoriar e monitorar os estragos causados pelo mau tempo. Além da SAU, o atendimento às ocorrências também contou com o apoio da própria Defesa Civil, da Secretaria de Obras e da Coordenadoria de Trânsito do município.

“Foi gratificante ver que os funcionários, aqueles que estão chegando e os efetivos, estão empenhados e com muita vontade de trabalhar por Ubatuba. A Defesa Civil sempre atenta nos plantões e a Secretaria de Obras pronta para auxiliar nos reparos emergenciais atuaram de Norte a…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O declínio da Petrobrás

O Estado de S.Paulo
A Petrobrás deve ter registrado, em 2012 - os dados finais ainda não foram coligidos -, a terceira queda de produção de petróleo em 59 anos de operação. Também no ano passado, no segundo trimestre, a empresa registrou prejuízo de R$ 1,35 bilhão, o primeiro resultado negativo em 13 anos. Financeira e tecnicamente incapaz de realizar todos os investimentos que programou, sobretudo por pressão política do governo Lula, a empresa negligenciou aplicações em áreas essenciais para a geração de recursos necessários à sustentação desses programas, especialmente a de produção. O declínio é a consequência natural do modelo de gestão imposto pelo governo lulo-petista à empresa.

A primeira queda de produção da Petrobrás ocorreu em 1990, no primeiro ano do governo Collor, que desorganizou a economia brasileira; a segunda, em 2004, no governo Lula, foi provocada por problemas de manutenção e atraso na entrega de equipamentos. A do ano passado é a síntese de u…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 08 / 01 / 2013

O Globo
"Grandes indústrias já planejam racionar energia"

Medo derruba ações de empresas do setor elétrico; preço dispara no mercado livre

Em apenas um ano, valor cobrado pelo megawatt-hora aumentou mais de 4.000%, atingindo R$ 554,82. Após a presidente Dilma ter afirmado que era "ridículo” dizer que o país corria o risco de racionamento, os níveis mais baixos dos reservatórios das hidrelétricas fizeram as indústrias já planejarem a redução do consumo, admitindo um “racionamento branco”. Em nota, a Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia disse que as empresas que compram no mercado livre poderiam reduzir seu consumo. Em um ano, o preço do megawatt-hora subiu mais de 4.000%. Com temor de racionamento, as ações das elétricas caíram quase 5%.

O Estado de São Paulo "Governo já vê risco de racionamento de energia"

Uso de térmicas para suprir demanda ameaça a redução das contas de luz prometida por Dilma

Com o nível d…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Mais um ano de inflação

O Estado de S.Paulo
O governo promete mais crescimento e menos inflação em 2013, mas sua prioridade será, com certeza, o cumprimento da primeira promessa. O estilo de jogo, tudo indica, será o mesmo dos últimos dois anos, com mais estímulos ao consumo e algum esforço para impulsionar o investimento. A presidente Dilma Rousseff e sua equipe tratarão a alta de preços como assunto secundário, como até agora, e cuidarão apenas de manter o resultado final abaixo de 6,5%, limite de tolerância fixado na política de metas. Se esse roteiro for cumprido, o quarto ano de mandato será iniciado com um potencial de crescimento ainda medíocre e um quadro de preços muito pior que o das economias mais produtivas - emergentes ou industrializadas.

O Banco Central (BC) mantém as projeções mais otimistas: inflação de 4,8% em 2013 e 4,9% em 2014, segundo o último relatório trimestral de inflação. No fim de dezembro, a estimativa do mercado financeiro para este ano chegou a 5,5%, de aco…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 07 / 01 / 2013

O Globo
"Estado tem 36 mil pessoas em áreas de alto risco"

Estudo revela que há pontos com perigo de deslizamento em 67 dos 92 municípios

Situação é mais critica nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Angra dos Reis e Niterói. Ocupação de encostas onde já houve desmoronamento é um dos principais problemas identificados. O Estado do Rio tem áreas com alto risco de deslizamento de encostas em 67 dos seus 92 municípios e pelo menos 36 mil pessoas vivendo sob perigo iminente. É o que mostra um levantamento do Serviço Geológico do Estado, ligado à Secretaria estadual do Ambiente. Segundo o estudo, para que ocorram tragédias, não é preciso nem mesmo que as chuvas sejam mais intensas que a média histórica. Um dos problemas é que há um grande número de construções em encostas onde já ocorreram desmoronamentos. A situação é mais crítica em Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Angra dos Reis e Niterói, cada uma com mais de 200 pontos de ris…

História

Imagem
Há 50 anos país decidia não ter mais primeiros-ministros

Brasil viveu um ano e quatro meses de parlamentarismo na década de 60

A partir da esquerda, Tancredo Neves, Leonel Brizola e Jango O Globo / Arquivo
RIO - A renúncia do presidente Jânio Quadros, eleito com o discurso de que livraria o país da corrupção, desencadeou uma crise política no país. Em 25 de agosto de 1961, ele deixou o cargo. A partir daí, os desdobramentos em Brasília seguiram para um novo rumo: o parlamentarismo. Apenas no Império o Brasil havia adotado sistema de representação semelhante.

Leia aqui
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Um exemplo contra o racismo

O Estado de S.Paulo
O ganês Kevin-Prince Boateng, embora tenha algumas qualidades como jogador, acaba de deixar sua marca no mundo do futebol por um motivo muito mais nobre. O meia do Milan abandonou uma partida amistosa contra um pequeno time italiano, o Pro Patria, depois de ter sido seguidamente insultado por torcedores locais. Eles imitavam um macaco toda vez que Boateng e outros jogadores negros do Milan, como o ganês Sulley Muntari, pegavam na bola. À atitude de Boateng seguiu-se outra, de maior importância: o resto do time imediatamente se solidarizou com ele e também deixou o campo, sob os aplausos de atônitos torcedores que estavam ali apenas para ver futebol, e não para serem cúmplices de manifestações de ódio.

O caso que envolveu Boateng não foi nem de longe o mais grave dessa persistente onda de racismo nos estádios da Europa, em especial no Leste Europeu, na Itália e na França. A integração do continente e a globalização foram responsáveis nas últ…
Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 06 / 01 / 2013

O Globo
"Maquiagem de R$ 200 bi garantiu meta do governo"

Sem artifício usado com bancos públicos, despesas iriam a R$ 1 trilhão em 2012

Especialistas criticam a ‘contabilidade criativa’ usada nas contas públicas para atingir o superávit fiscal de 3,1% do PIB. Injeção de recursos no BNDES criou subsídio de R$ 15 bilhões. A maquiagem na contabilidade do governo chegou a R$ 200 bilhões no ano passado. Segundo especialista do Ipea, se a reforço no caixa dos bancos públicos fosse feito de forma convencional, as despesas do governo chegariam a R$ 1 trilhão e não só aos R$ 800 bilhões estimados para 2012, informam Vivian Oswald e Gabriela Valente. Já os aportes no BNDES representam subsídio de R$ 15 bilhões, valor equivalente ao orçamento do Bolsa Família. Analistas criticam a decisão do governo de propor mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal e temem uma fuga de investidores.

O Estado de São Paulo "Chavistas tentam estender mandato na Venezuela"

Par…