Postagens

Mostrando postagens de Outubro 18, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Farinha do mesmo saco

Estadão
De um homem público capaz de negar evidências inquestionáveis e cometer perjúrio perante uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) pode-se esperar toda sorte de transgressão de princípios legais e morais. Por isso não causou espanto que, mais uma vez se prevalecendo do poder que lhe confere a presidência da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tenha assumido uma atitude que só pode ser interpretada como oferta ao Planalto de uma despudorada barganha, ao manifestar a opinião de que, “por si só”, o fato de o governo ter praticado as chamadas pedaladas fiscais “não significa que seja razão do pedido de impeachment” da presidente Dilma Rousseff. O bloqueio das contas da família Cunha na Suíça e o sequestro desse dinheiro determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) acabaram levando o presidente da Câmara à óbvia tentativa de oferecer seu poder de barrar o impeachment em troca de apoio político do Planalto para obter no Conselho de Ética da Câmara …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado 24 / 09 / 2015

O Globo
"Arrecadação despenca, e governo já revê rombo"

Déficit fiscal, antes estimado em R$ 50 bi ou R$ 70 bi, será recalculado

Nova meta para 2015, que deveria ter sido enviada ontem ao Congresso, foi adiada para a semana que vem

A arrecadação de impostos pela União despencou em setembro, quando foi de R$ 95,239 bilhões, o pior resultado em cinco anos. Com isso, a pouco mais de dois meses do fim de 2015, o governo decidiu recalcular a estimativa de rombo nas contas públicas para este ano. A mais nova alteração nas metas fiscais, que seria enviada ao Congresso ontem, foi adiada para a semana que vem. O governo chegou a prever R$ 50 bilhões ou R$ 70 bilhões de déficit, caso tenha que regularizar todas as chamadas “pedaladas” fiscais. Agora, já não sabe o tamanho do buraco nas contas. 

Folha de S.Paulo
"Palestras de Lula mínguam após o início da Lava Jato"

Dados constam de apuração sobre supostas irregularidades na relação entre ex-presidente e emprei…

Douglas DC-2-142

Imagem

Coluna do Celsinho

Brindar

Celso de Almeida Jr.

Hoje, brindo ao Lemar Gonçalves.

Decano do Aeroclube de Ubatuba, o ex-piloto do Esquadrão Pelicano, da FAB, completa 84 anos.

Justamente no Dia do Aviador, 23 de Outubro.

Parabéns sogrão!

Viva o presente!

Saúde!

Brindo, de véspera, ao 1º Encontro de Aeromodelismo de Ubatuba, que acontecerá neste sábado, 24, no Centro de Convenções, fechando a Semana da Asa.

Sob sol ou chuva, mobilizamos a garotada e suas famílias e temos confirmada a participação de muitos voluntários.

Assim, mais gente terá acesso à cultura aeronáutica, o que poderá despertar vocações, revelar talentos.

Que venha o amanhã!

Saúde!

Um brinde, também, ao grande brasileiro Alberto Santos Dumont.

Foi exatamente num 23 de outubro, em 1906, que ele decolou e pousou pela primeira vez, por meios próprios, um mais pesado que o ar: o 14-bis.

Uma homenagem ao brasileiro que tão generosamente sempre se preocupou em elevar o nome de nosso país.

Saúde!

Com certa antecedência - poucos dias - brindo também a Ubatuba.

Na pr…

Dominique

Imagem

Opinião

De novo a metamorfose ambulante

Estadão
Enquanto pratica a arte de desdizer-se sempre que necessário para poder dizer o que acha que a plateia quer ouvir, Luiz Inácio Lula da Silva age com determinação nos bastidores para forçar a substituição de mais um ministro de quem não gosta: o titular da Justiça, José Eduardo Cardozo, que acusa de “não controlar” devidamente as ações da Polícia Federal (PF) no âmbito da Operação Lava Jato, agora perigosamente perto dele próprio e de sua família. O cheiro do perigo despertou a metamorfose ambulante.

Depois de passar semanas atacando o ajuste fiscal e a “política econômica” de Dilma e estimulando seu partido e as organizações filopetistas a exigir a demissão do ministro Joaquim Levy, Lula fez na quarta-feira, na Assembleia Legislativa do Piauí, onde foi homenageado, uma enfática defesa da austeridade fiscal: “Isso a gente faz na casa da gente. Gastou um pouco demais? Perdeu a conta? Tem que brecar. Ou a gente faz isso, ou quebra de vez”.

Já as invest…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 23 / 09 / 2015

O Globo
"STF manda repatriar da Suíça dinheiro de Cunha"

‘‘Há indícios de que valores são provenientes de atividades criminosas’

Relator da Lava-Jato no Supremo determina que, depois de devolvidos, os cerca de R$ 10 milhões fiquem bloqueados no Brasil
Relator da Lava-Jato no Supremo, o ministro Teori Zavascki determinou o envio à Suíça de pedido para que os cerca de R$ 10 milhões depositados em nome do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, sejam repatriados e bloqueados numa conta judicial no Brasil. O ministro afirma haver “indícios suficientes de que os valores eram provenientes de atividades criminosas”. Teori negou pedido de Cunha para o processo tramitar em sigilo. Documentos do MP suíço mostram que o deputado seria dono de imóvel não declarado em São Paulo.

Folha de S.Paulo
"Janot já reúne provas para pedir afastamento de Cunha"

STF autoriza resgate de R$ 9,6 mi de contas do presidente da Câmara na Suíça

No mesmo dia em que o Supremo autorizo…

Dominique

Imagem

Opinião

Carta aberta

Ferreira Gullar
Desculpe se em vez de uma carta pessoal escrevo-lhe na página de um jornal, tornando público o que tenho a lhe dizer. A razão disso é que o assunto que pretendo abordar nada tem de íntimo. Pelo contrário, diz respeito a todos nós. Trata-se de sua posição em face de tudo o que está acontecendo neste nosso país governado, há quase treze anos, pelo seu partido, o PT.

Entendo que você, a certa altura da vida, tenha acreditado que Lula era um verdadeiro líder operário e que, como tal, conduziria os trabalhadores e o povo pobre na luta pela transformação da sociedade brasileira, a fim de torná-la menos injusta.

Era natural que fizesse essa opção, uma vez que lutar contra a desigualdade sempre fez parte de seus princípios. E muita gente boa, antes de você, também pusera sua esperança neste novo partido que nascia para mudar o Brasil. Alguns dos mais notáveis intelectuais brasileiros fizeram a mesma escolha que você.

É verdade também que, com o passar dos anos, essa co…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 21 / 09 / 2015

O Globo
"Rombo fiscal pode chegar a R$ 76 bi"

Relator do Orçamento pretende cortar R$ 10 bi do Bolsa Família

Governo estuda alternativa para regularizar pedaladas fiscais gradualmente e, com isso, registrar um déficit menor, de R$ 50 bilhões
O governo vai propor ao Congresso, até o fim da semana, uma revisão na meta fiscal de 2015 e poderá prever déficit de R$ 76 bilhões nas contas públicas este ano. Técnicos estimam uma arrecadação até R$ 50 bilhões menor, devido sobretudo à frustração com receitas extras. Se regularizar todas as pedaladas pendentes, de cerca de R$ 35 bilhões, o déficit chegará aos R$ 76 bilhões. Mas, para evitar um rombo tão grande, o governo estuda quitar as pedaladas de forma gradual. Com isso, o déficit seria de R$ 50 bilhões. O relator do Orçamento de 2016, Ricardo Barros (PP-PR), informou ontem ao governo que pretende cortar R$ 10 bilhões do Bolsa Família, o que equivale a 35% do principal programa social do governo.

Folha de S.…

Dominique

Imagem

Opinião

A grande farsa lulopetista

Estadão
A quem o PT pensa que engana quando tenta agradar a gregos e troianos fingindo que faz oposição ao governo que elegeu? A única coisa que o presidente nacional do partido, Rui Falcão, conseguiu ao declarar, a mando de Lula, que a “política econômica” do governo está errada e o ministro Joaquim Levy deve ser demitido foi desmoralizar ainda mais a presidente Dilma Rousseff, que, em desespero de causa, está tentando colocar em ordem as contas do governo que ela mesma bagunçou, condição indispensável à retomada do crescimento econômico. Em visita oficial à Suécia, Dilma retrucou: “O presidente do PT pode ter a opinião que quiser. Mas não é a opinião do governo”. E arrematou, categórica: “Ele (Levy) não está saindo do governo. Ponto”. Se ela diz...

Nunca é demais repetir: até 2014, quando então fez “o diabo” para reeleger Dilma, o petismo insistiu em apregoar e aplicar uma “nova matriz econômica” que priorizou os investimentos de alto retorno eleitoral – como…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 20 / 09 / 2015

O Globo
"CPI da Petrobras poupa políticos e ataca delação"

Relatório final pede investigação sobre delegados da PF na Lava-Jato

Relator justifica ausência de parlamentares argumentando que CPI não é um Conselho de Ética, propõe rediscutir lei que instituiu delação premiada e diz que estatal foi vítima das empreiteiras
Após oito meses, a CPI da Petrobras apresentou ontem o seu relatório final, que isenta políticos e ataca delatores do escândalo desvendado pela Lava-Jato. O documento diz que não há indícios contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que, segundo documentos, mantém contas na Suíça. O relator, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), argumentou que CPI não é um Conselho de Ética, disse que a estatal foi vítima de empreiteiras e criticou o excesso de delações na Lava-Jato. Colaboradores como o doleiro Youssef tiveram o indiciamento proposto. O texto deve ser votado até sexta-feira.

Folha de S.Paulo
"Acusados de fraudar ICMS negociaram R$ 62 mi e…

Dominique

Imagem

Opinião

Crime continuado

Estadão
O ministro Raimundo Carreiro, do Tribunal de Contas da União (TCU), determinou que seja feita uma auditoria para confirmar se o governo da presidente Dilma Rousseff continuou a dar suas “pedaladas fiscais” também neste ano. Se for verificado que “continuam a ser praticados pela União no presente exercício financeiro atos de mesma natureza já examinados e reprovados, ou seja, operações de crédito vedadas pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, como escreveu Carreiro em seu despacho, ficará claro, definitivamente, que Dilma escolheu escarnecer da lei que, ao tomar posse, jurou respeitar.

No início deste mês, o TCU rejeitou, por unanimidade, as contas do governo de 2014. No parecer que foi aprovado, estavam bastante claras as manobras feitas pela equipe de Dilma para esconder o fato de que, em ano eleitoral, o governo promoveu gastos sem a correspondente cobertura orçamentária e forçou as instituições financeiras públicas a lhe dar crédito para cobrir despesas não pre…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira 19 / 09 / 2015

O Globo
"Dilma diverge do PT e diz que Levy fica no governo"

Presidente afirma que opinião do partido não é a do Planalto

Em recado ao Congresso, ela defendeu aprovação da CPMF para equilibrar as contas públicas e reconheceu que sem o novo imposto será ‘muito difícil’ atingir a meta de superávit de 0,7% do PIB estabelecida para 2016
Em viagem oficial à Suécia, a presidente Dilma Rousseff garantiu que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, fica no governo. A política econômica adotada pela pasta tem sido alvo de críticas do PT e do ex-presidente Lula. Dilma afirmou que respeita o PT como partido "mais importante" da base aliada, mas disse que a posição contrária a Levy, manifestada pelo presidente da legenda, Rui Falcão, "não é a opinião do governo". Ela defendeu a aprovação da CPMF, a principal medida na proposta de ajuste fiscal enviada ao Congresso, como essencial para o equilíbrio econômico. "Sem a CPMF isso é muito difícil.…

Dominique

Imagem

Opinião

A escolha de Sofia
Gabeira
Quem cai primeiro: Dilma ou Eduardo Cunha? Essa, para mim, é uma escolha de Sofia, a personagem que teve de decidir qual dos dois filhos seria sacrificado. Sofia queria que ambos sobrevivessem, daí a angústia de sua escolha. No caso brasileiro, gostaria que os dois caíssem e, se possível, levassem também o Renan Calheiros.

Para o ex-ministro Joaquim Barbosa, o impeachment de Dilma é uma bomba atômica. Mesmo discordando de sua conclusão, acho que a imagem é útil e nos remete ao período da Guerra Fria, no qual a ameaça de uma hecatombe nuclear se tornou um fator de equilíbrio.

Eduardo Cunha tem contas na Suíça e foi detonado por quatro delatores. Hoje, conta com a simpatia da oposição. O líder do PSDB fez um discurso nauseante de apoio a Cunha na CPI. Fiquei tão chocado que escrevi mensagem de protesto para seu gabinete.

Mas Cunha floresceu no período do PT. Era líder de seu partido, o PMDB, comandava votações e nas questões econômicas fechava com o governo. O proc…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo 18 / 09 / 2015

O Globo
"Dilma faz cortes em sete programas sociais"

Água para Todos teve menos R$ 550 milhões; outros perderão R$ 3 bi

Ajuste fiscal ainda afetou o Fies, destinado ao ensino superior. Oferta de vagas caiu 75% entre o primeiro e 0 segundo semestre deste ano. Ciência sem Fronteiras também não cumprirá meta inicial de 101 mil bolsas
Pela menos sete programas sociais do governo Dilma foram afetados pela crise econômica e o ajuste fiscal. Dois deles (Pronatec e Aquisição de Alimentos) sofreram corte de R$ 2,48 bilhões no orçamento de 2016 em relação a este ano, assim como o Farmácia Popular, que ficará sem R$ 578 milhões para subsidiar a compra de medicamentos com descontos de até 90%. De 2014 para 2015, a verba do Água para Todos caiu de R$ 800 milhões para R$ 250 milhões.

Folha de S.Paulo
"Levy deve sair caso resista a mudanças, diz presidente do PT"

Rui Falcão defende queda dos juros e maior oferta de crédito e afirma que é a oposição quem mantém aco…