Postagens

Mostrando postagens de Março 9, 2014

Dominique

Imagem

Opinião

Vândalos em seu devido lugar

O Estado de S.Paulo
Surgem os primeiros sinais animadores de que as manifestações de rua podem perfeitamente - como em geral acontecia antes da entrada em cena dos black blocs - transcorrer de forma pacífica. Um exemplo disso foi o ato de protesto contra a Copa do Mundo realizado quinta-feira na capital paulista, muito diferente dos anteriores. Graças a uma decisão da Justiça, que manteve a liberdade de ação da polícia, e a um forte dispositivo por esta montado, os manifestantes puderam expor livremente seu descontentamento, sem serem perturbados e comprometidos pela ação de grupos violentos.

O ato, do qual participaram cerca de 1.500 pessoas, começou às 19h15 no Largo da Batata, na zona oeste, passou pelas Avenidas Faria Lima, Rebouças e Paulista, seguiu pela Rua Vergueiro e terminou na Praça da Sé. Esse longo trajeto foi percorrido com poucos incidentes. Um cordão de policiais militares (PMs) - ao todo, 2.500 deles participaram da ação - acompanhou a passea…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 15 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Universidade de Brasília deve reduzir cota exclusiva para negros"

Professor que idealizou o modelo afirma que a ideia não é acabar com o sistema

O futuro das cotas para negros na Universidade de Brasília (UnB) será debatido ao longo dos próximos dias. Após uma década de implantação, há uma forte tendência de que o percentual de reserva de vagas caia de 20% para 5%. Essa foi a proposta apresentada pela comissão responsável por avaliar o sistema e que recebe o apoio da maioria dos institutos e faculdades representados na última reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), na quinta-feira. A deliberação do conselho sobre o tema foi adiada a pedido dos estudantes, e um novo encontro foi marcado para 3 de abril.

Estado de Minas
"Amor e cuidados veterinários fazem da longevidade dos cães um fenômeno em ascensão"

Animais com mais de 14 anos de vida não são mais tão raros. É possível estender a qualidade de vida deles com …

Que chova!

Imagem

Coluna do Celsinho

Defesa

Celso de Almeida Jr.

Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou, em segundo turno, proposta de emenda à Constituição que estabelece que a União, os Estados e o Distrito Federal devem contar, em até oito anos, com Defensores Públicos em todas as unidades jurisdicionais.

O texto também amplia a definição de Defensoria Pública na Constituição, classificando-a como instituição permanente e instrumento do regime democrático. O texto segue agora para o Senado.

Esta notícia foi a base da conversa com cafezinho, que contou com um amigo advogado.

Ele, que já estudou o sistema prisional quando participou do Governo do Rio de Janeiro, disse que há três pontos fundamentais que fazem oscilar a "temperatura" nos presídios brasileiros:

Alimentação.

Visitas íntimas.

Defensor Público.

A deficiência em um destes itens aponta para rebeliões.

Ressaltou, ainda, que levar a Defensoria Pública para regiões com grandes índices de exclusão social é um importante avanço da cidadania.

Explicou que o Def…

Dominique

Imagem

Opinião

Meio século depois, as mesmas aflições

Washington Novaes* - O Estado de S.Paulo
O noticiário das últimas semanas - agora com tropas russas cavando trincheiras para a guerra na Crimeia, segundo os ucranianos - tem levado o autor destas linhas de volta a mais de meio século atrás, 1962, quando, jovem jornalista, acompanhava, aflito, nos jornais (a televisão ainda não tinha o alcance de hoje) o noticiário do avanço da frota soviética que navegava em direção a Cuba transportando mísseis nucleares. Parecia a antevéspera da guerra nuclear, já que os Estados Unidos não admitiam a presença dos mísseis ali, os quais seriam uma represália soviética à malograda tentativa de invasão de Cuba, na Baía dos Porcos, por 1.297 exilados cubanos treinados pela CIA, o órgão norte-americano de contraespionagem. Somente um rasgo de bom senso maior levou John F. Kennedy e Nikita Kruchev a um diálogo direto, que evitou a guerra.

Apesar dos pecados dos dois dirigentes das superpotências, o mundo deve-lhes o não c…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 14 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Consumidor terá que bancar parte do rombo de R$12 bilhões no setor elétrico"

Rombo do setor elétrico custará mais R$ 12 bilhões neste ano. Parte da fatura será bancada pelos consumidores, apesar da promessa da presidente Dilma de baratear as tarifas de energia. Para amenizar prejuízos políticos ao governo, o reajuste maior virá depois das eleições

Diante do risco de um colapso financeiro das distribuidoras de eletricidade e dos limites orçamentários, o governo decidiu apelar ao bolso do consumidor para cobrir o crescente rombo do setor elétrico, gerado pelo uso intensivo de termelétricas. Para isso, as contas de luz terão aumento neste e nos próximos anos, e impostos serão elevados a fim de bancar aportes extras do Tesouro. O pacote anunciado ontem soma R$ 12 bilhões, mas o montante pode alcançar R$ 26 ,6 bilhões.

Estado de Minas
"STF reverte condenação e livra João Paulo Cunha do crime de lavagem de dinheiro"

A defesa do r…

Dominique

Imagem

Opinião

A traulitada do blocão

O Estado de S.Paulo
Considerado por muitos uma fantasia fadada a se desmanchar na primeira topada com a realidade, o bloco de sete partidos da base aliada, mais um da oposição, criado na Câmara dos Deputados por iniciativa do líder da bancada peemedebista, Eduardo Cunha, acaba de afrontar a presidente Dilma Rousseff, impondo-lhe uma derrota humilhante. O chamado blocão, como já se assinalou neste espaço, é um instrumento de chantagem. Acionado pela primeira vez, surpreendeu o Planalto pela contundência, abrindo uma temporada de especulações sobre o que virá em seguida para manter sob estresse o governo petista.

Duas semanas atrás, antes ainda de trocar desaforos com o presidente do PT, Rui Falcão, que desdenhara dos amuos peemedebistas por vislumbrarem que as suas demandas não seriam atendidas na reforma ministerial, Cunha já preparava o bote. Dilma teria de ser punida por tratar os 74 liderados dele - que formam a segunda maior bancada na Câmara - como meros coadj…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 13 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Governo federal libera R$ 1,5 bi para obras de mobilidade no DF"

Os recursos do PAC serão aplicados em corredores exclusivos de transporte coletivo, em trens e novas estações do Metrô

O Distrito Federal vai receber do governo federal R$ 1,5 bilhão para obras de mobilidade urbana. O acordo para o repasse dos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) será assinado hoje pela presidente Dilma Rousseff e pelo governador Agnelo Queiroz, ambos do PT. O dinheiro está previsto para grandes obras de trânsito e transporte público, como a construção do Eixo Norte do Expresso DF, a elaboração do trecho sudoeste da obra, a compra de 10 trens do Metrô e a construção de mais três estações na Asa Sul. Com esse repasse, o total de recursos do PAC para obras de mobilidade no Distrito Federal já alcançou R$ 4 bilhões.

Estado de Minas
"Ministros convocados pela Câmara minimizam impacto de chamado"

Convocados a esclarecer supostas…

Dominique

Imagem

Opinião

Internet livre em perigo

O Estado de S.Paulo
O governo passou os últimos anos jurando defender a neutralidade na internet, princípio que garante total liberdade no uso da rede. No entanto, o projeto do Marco Civil da Internet, que está prestes a ser votado, contém brechas que, além de permitirem "tratamento diferenciado" para internautas por parte das empresas fornecedoras, podem ser interpretadas como um aval para que o governo regulamente, por decreto, a "discriminação ou a degradação do tráfego".

O Marco Civil é considerado a "Constituição da Web", pois elenca os direitos dos internautas e delimita a ação das empresas de telecomunicações, seja como produtoras de conteúdo, operadoras de telefonia ou como provedoras de acesso. A mobilização dessas companhias em favor de seus interesses econômicos e a vocação do governo de concentrar poder colocam em risco as conquistas do Marco Civil.

A demora em votar o projeto, que tramita desde 2009, tem dado margem a ren…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 12 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Para evitar vaias, Joseph Blatter cancela discursos na abertura da Copa do Mundo"

Presidente da Fifa ainda comentou sobre a situação social do Brasil

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, revelou em entrevista a agência de notícias alemã DPA, nesta semana, que não haverá discursos durante a abertura da Copa do Mundo no Brasil, em 12 de junho. De acordo com o mandatário, a preocupação da entidade máxima do futebol são as possíveis vaias, como aconteceu na Copa das Confederações, no ano passado. Ainda durante a entrevista, Blatter comentou sobre a situação no país e revelou estar convencido de que “os protestos sociais não vão poder utilizar os mesmos argumentos da Copa das Confederações, porque eles não são válidos”. Em 2013, quando Dilma Rousseff e Joseph Blatter foram vaiados, o Brasil vivia um período conturbado, com milhares de pessoas fazendo manifestações em várias cidades do país. Na ocasião, a Fifa foi alvo de grande parte…

Dominique

Imagem

Opinião

O patrimônio da confiança

O Estado de S.Paulo
Como diria o escritor americano Mark Twain, ao se deparar com a notícia de que tinha morrido, parecem "ligeiramente exageradas" as previsões de que o meio impresso de comunicação por excelência, o jornal, caminha definitivamente para o cadafalso armado pela propagação explosiva da internet. Decerto como em outros países de consolidada tradição jornalística, no Brasil os diários têm um trunfo que os distingue, em ordem crescente, das emissoras de TV e de rádio, das revistas, dos sites, das redes sociais e dos blogs: a credibilidade.

Atestada numa pesquisa encomendada ao Ibope Inteligência pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), a confiança preferencial do público pelo que sai, dia sim, o outro também, no jornal - incluindo anúncios - é o seu maior patrimônio e passaporte para o futuro. Confiança é sinônimo de segurança, e esta, por sua vez, se alicerça numa tradição em que o acerto predomina amplamente sobre o e…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 11 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"OAB entra com ação no STF e pede correção na tabela do Imposto de Renda"

Valores atuais têm defasagem de 61%, penalizando o contribuinte

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) protocolou ontem, no Supremo Tribunal Federal (STF), uma ação direta de inconstitucionalidade contra o reajuste da tabela progressiva do Imposto de Renda em percentual inferior à inflação. A entidade alega que há defasagem de 61,24% na correção feita desde 1996. Isso obriga pessoas que deveriam estar isentas a declararem os rendimentos anualmente à Receita Federal, e vem acarretando aumento progressivo do tributo pago por todos os contribuintes, engordando, em contrapartida, os cofres da Receita Federal.

Estado de Minas
"Suspeito em avião da Malaysia Airlines é do Irã"

Entretanto, mistério continua

O chefe da polícia nacional da Malásia afirmou nesta terça-feira que um dos dois passageiros que embarcaram no voo da Malaysia Airlines com passaportes rouba…

Dominique

Imagem

Opinião

Mais um enfeite para as contas

O Estado de S.Paulo
O governo terá de fazer um esforço muito maior e muito mais sério do que tem feito se quiser melhorar suas contas e - tão importante quanto isso - conquistar a confiança dos mercados. A incorporação de dividendos de bancos e empresas federais dificilmente servirá para criar a imagem de uma política orçamentária respeitável. Não basta, além disso, reafirmar a meta fiscal anunciada em fevereiro, um superávit primário de R$ 99 bilhões, equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB), nem prometer um corte de R$ 44 bilhões em suas despesas. Analistas nacionais e estrangeiros esperam ações claras e bem orientadas para formar uma opinião mais favorável sobre a administração das finanças públicas nacionais.

Depois de um resultado fiscal muito ruim em janeiro, o Tesouro Nacional decidiu engordar a receita com R$ 2 bilhões de dividendos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para isso foi autorizado, por meio de portar…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 10 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Ataques a prédios, arrastões e assaltos amedrontam moradores do Plano"

Levantamento da Associação Comercial do DF (ACDF) identificou que mais de 400 estabelecimentos encerraram as atividades entre 2012 e 2014

Roubos e furtos têm tirado o sono e mudado hábitos dos moradores do Plano Piloto. A área nobre, vizinha do centro do poder, cercada de câmeras de segurança e com uma das rendas mais altas do país, sofre com os constantes ataques de criminosos, que agem a qualquer hora. Roubo à luz do dia e prédios invadidos na Asa Sul são os mais recentes episódios que amedrontam ainda mais a população. A situação é tão tensa na região que levou o Conselho Comunitário da Asa Sul a cobrar providências do poder público, pedindo mais policiamento, iluminação pública e ações para tentar afastar usuários de drogas das quadras.

Estado de Minas
"Inscrições para vagas remanescentes do ProUni começam nesta segunda"

As inscrições para as vagas…

Dominique

Imagem

Opinião

Armadilha da corrupção

O Estado de S.Paulo
O prefeito Fernando Haddad e os partidos que o apoiam, a começar pelo PT, estão dando claros sinais de que vão promover o loteamento político das Subprefeituras, indiferentes aos graves riscos que isso representa. Seduzidos pelas vantagens imediatas que isso pode lhes dar - tanto fortalecendo redutos eleitorais de aliados como facilitando a aprovação de matérias de seu interesse na Câmara Municipal -, eles fecham os olhos à experiência recente que mostra que esse toma lá dá cá acaba mal.

Nesse terreno, Haddad havia começado bem, pois logo depois de sua posse criticou a indicação de políticos ou seus apadrinhados para as 31 Subprefeituras, cargos para os quais escolheu técnicos. Aceitou que, no máximo, os partidos que o apoiam indicassem chefes de gabinete para aquelas unidades administrativas. Essa prudente determinação, que correspondia à necessidade tanto de eficiência como de moralização da administração pública, não durou muito.

Pouco mais de…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 09 / 03 / 2014

Correio Braziliense
"Empresa subsidiária da Delta Construções tenta fechar contratos público"

Amparada por liminar, subsidiária da construtora investigada por suposta ligação com Carlinhos Cachoeira vence concorrências milionárias

Sob o risco de voltar à lista de empresas inidôneas, a Técnica Construções, subsidiária da Delta Construções, aproveita o nome limpo na praça — graças à liminar concedida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) — para tentar fechar contratos públicos. A empresa conseguiu vencer pelo menos três licitações desde o sinal verde. Essas obras, da prefeitura do Rio de Janeiro, somam R$ 76 milhões. Ainda que a Justiça reverta a decisão, e a Delta e a Técnica sejam novamente proibidas de fazer negócios com o poder público, dificilmente as duas empresas, com contratos assinados e canteiros de obra armados, perderão serviços conquistados nesse período. A Delta entrou no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis) depois de s…