Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 11, 2015

Dominique

Imagem

Opinião

Chegou a conta da luz

O ESTADO DE S.PAULO
Do agora extinto programa de redução de 20% das tarifas de energia elétrica, demagogicamente anunciado em grande ato político pela presidente Dilma Rousseff em setembro de 2012, restam empresas geradoras e distribuidoras financeiramente desestruturadas, investidores ainda assustados com o excesso de intervencionismo estatal e com o amadorismo do governo, crise no setor (agravada pela longa estiagem nas principais regiões produtoras) e contas, muitas contas para serem acertadas - e que serão acrescentadas a tudo que essa aventura já custou para contribuintes e consumidores.

Não admitida explicitamente pelo governo, a extinção do programa de modicidade tarifária - como a administração petista o designava - foi consumada pela autorização da presidente à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que repasse para as contas de luz os encargos até agora assumidos pelo Tesouro Nacional. Ou seja, boa parte do custo da lambança energética será paga…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 17 / 01 / 2015

O Globo
"Indonésia nega a Dilma clemência a brasileiro"

Governo recorreu até ao Papa; instrutor de voo será fuzilado hoje

Carioca Marco Archer, de 53 anos, foi condenado à morte por entrar no país com 13 quilos de cocaína escondidos numa asa-delta

O presidente da Indonésia negou à presidente Dilma Rousseff pedido de clemência para o instrutor de voo livre carioca Marco Archer, de 53 anos, que será fuzilado às 15h de hoje (horário de Brasília) por ter entrado no país com 13,4kg de cocaína, em 2003. Dilma fez um apelo como "chefe de Estado e mãe" e, após a negativa, recorreu ao Papa Francisco, por meio da Santa Sé. Uma tia de Marco viajou para a Indonésia, levando cartas de amigos e bacalhau.

Folha de S.Paulo
"Temperatura da Terra em 2014 foi recorde histórico"

Estudos apontam ano como o mais quente já registrado; século 21 tem nove das dez mais altas médias anuais

Com a temperatura média no planeta em 14,6°C, 2014 superou 2010 como o ano mais…

Pitacos do Zé

Imagem
Se reciclando no ambiente que nos gerou

José Ronaldo dos Santos
Reciclar, no texto de hoje, significa aprimorar a partir de tornar a experimentar, de uma revisão, de superar novos desafios, de reencontrar com antigas práticas de coleta, de reparar nas marcas deixadas pelos animais, de reconhecer os sons dos pássaros etc. que são perpetuadas por nossos mateiros caiçaras.  No caso, estou me referindo ao hábito de fazer trilhas pela Mata Atlântica, pelos nossos morros.

Geralmente, no decorrer do ano, as minhas caminhadas são curtas, sem exigência de muito esforço, nem de grandes desafios. Na maioria delas é possível fazê-las com vestimentas leves, calçados simples ou chinelos.  Porém, sinto falta das caminhadas pesadas, onde as roupas devem ser reforçadas, além do uso de botas de borracha, do tipo usado nas tarefas dos bananais, imprescindíveis porque protegem os pés dos buracos entre as raízes e pedras, dando firmeza em pontos inseguros. 

O parceiro de subida da serra, que contribuiu nessa …

Coluna do Celsinho

Tancredo

Celso de Almeida Jr.

Passados 30 anos da eleição de Tancredo Neves para Presidente da República, completados ontem, 15 de janeiro, muita coisa poderia ser dita.

Tancredo foi um ícone da política nacional.

Merece ser estudado por jovens e adultos.

Minha geração acompanhou os últimos anos deste admirável brasileiro e as suas atitudes continuam vivas em nossos pensamentos.

Mas - muito antes - Tancredo já participara de grandes momentos de nossa história.

Casos e "causos" vividos intensamente no século 20.

Separei um deles.

Nos anos 50, o deputado federal Tancredo Neves ouviu do então presidente Getúlio Vargas uma das estratégias que adotara quando encaminhou o projeto para a criação da Petrobras.

Getúlio, em tom de segredo para um grupo restrito de deputados, alegou que defendia o monopólio estatal do petróleo.

Preferiu, entretanto, não incluir uma cláusula com este fim, imaginando que os deputados oposicionistas poderiam rejeitá-la, por birra.

Deixou a questão em aberto.

Acabou co…

Dominique

Imagem

Opinião

Lições de Londres para São Paulo

Leão Serva
LONDRES - A capital inglesa se prepara para duas eleições decisivas nos próximos meses. Em maio, todos os britânicos vão às urnas escolher os deputados do Parlamento (que elege o governo nacional); o prefeito Boris Johnson (partido Conservador) será candidato a deputado. Em 2016, haverá a eleição para o sucessor de Johnson e vários nomes já são cogitados. O comportamento deles na eleição nacional será decisivo para a definição de cada partido no ano que vem.

Londres parece cada vez mais independente do Reino Unido. Enquanto a Inglaterra e toda a Europa sofrem tempos bicudos, a economia da capital cresce mais rápido que a Europa e a Inglaterra. A cidade vive um novo "Swinging London", efervescência cultural como a dos anos 60 e 80, quando a energia da cidade se destacava do resto do país e do continente.

Não é a única grande cidade do mundo que vibra em diapasão diferente mais intenso que seu país. Há até quem defenda que as metrópoles …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 16 / 01 / 2015

O Globo
"Empreiteira só terá acordo se confessar novos crimes"

‘Não adianta contar o que sabemos’, diz procurador, que busca outros ‘Youssefs’

Preso pela PF, ex-diretor Nestor Cerveró disse em depoimento que lobista ligado ao PMDB frequentava diretorias da estatal, entre elas a que era comandada pela atual presidente, Graça Foster , de 2007 a 2012

Procuradores da Lava-Jato, que revelou esquema de corrupção na Petrobras, decidiram só fazer acordos de leniência com empreiteiras que confessar em crimes em outras áreas do governo. “Não adianta contar o que já sabemos”, disse o procurador Carlos Fernando Lima. Segundo ele, a Lava Jato investiga “novos Youssefs”, em referência ao doleiro que lavava dinheiro da corrupção na Petrobras. Na PF, o ex-diretor Cerveró contou que o lobista Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB e também preso, frequentava a diretoria de Gás e Energia, comandada de 2007 a 2012 pela atual presidente da estatal, Graça Foster.

F…

Dominique

Imagem

Opinião

O Enem e a Pátria educadora

O ESTADO DE S.PAULO
Os números do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 mostram a importância do slogan escolhido pela presidente Dilma Rousseff para seu segundo mandato - "Brasil, Pátria Educadora" - e, ao mesmo tempo, são reveladores do fracasso de seu primeiro mandato no campo da educação.

Ao todo, 8,7 milhões de alunos da última série do ensino médio inscreveram-se no Enem de 2014, mas só 6,2 milhões compareceram às provas. Em matemática, a média foi de 476,6 pontos, ante 514,1 pontos na prova de 2013 - queda de 7,3%. Em redação, a situação foi ainda pior. Na prova de 2013, a média foi de 521,2 pontos e, em 2014, de 470,8 pontos (menos da metade da nota máxima), com queda de 9,7%.

Além disso, 529.374 alunos - ou 8,54% dos participantes do Enem - tiveram nota zero em redação, cujo tema tratou da ética na publicidade infantil. Entregaram a prova em branco 280.903 estudantes. São, em grande parte, analfabetos funcionais, que não conseguiram s…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira-feira, 15 / 01 / 2015

O Globo
"Escândalos na Petrobras - MP diz haver indício de que corrupção não foi estancada"

Ex-diretor Nestor Cerveró é preso por tentar ocultar bens da Justiça

Réu em processo da Operação Lava-Jato, ele tentou transferir quase R$ 500 mil para a filha e repassou imóveis para parentes

Ex-diretor da área Internacional da Petrobras e réu na Lava Jato, Nestor Cerveró foi preso na madrugada de ontem sob a acusação de tentar ocultar bens. Vindo de Londres, ele foi detido quando desembarcava no Galeão e encaminhado para a carceragem da PF em Curitiba. Procuradores da Lava Jato afirmaram que há indícios de que o esquema de corrupção na Petrobras “não foi estancado” e que ex-diretores continuaram a receber propina. Em dezembro, Cerveró tentou transferir R$ 464 mil de um plano de previdência para sua filha. Ele já havia repassado quatro imóveis para parentes, como revelara O GLOBO. Advogado do ex-diretor, Edson Ribeiro disse que a prisão é arbitrária: “Po…

Dominique

Imagem

Opinião

Promessa de realismo e clareza

O ESTADO DE S.PAULO
A grande façanha do novo ministro da Fazenda, se ele cumprir o prometido, será a implantação de uma política econômica simples, clara e sem truques, com papéis bem definidos para governo e empresas e uma distribuição racional de encargos entre Tesouro e setor privado - incluídos nesta categoria os consumidores. Por exemplo: a Petrobrás é uma empresa, suas decisões devem seguir a lógica empresarial e isso deve valer para a fixação dos preços dos combustíveis. Além disso, os consumidores devem pagar os custos da geração e da distribuição da energia elétrica, sem a substituição de tarifas por subsídios, como nos últimos dois anos. O compromisso com a simplicidade e a transparência foi reafirmado ontem pelo ministro Joaquim Levy, num café da manhã com jornalistas, em Brasília. Ao reafirmar esse compromisso ele renegou mais uma vez, sem o explicitar, o estilo de política seguido no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff e herdado subs…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 14 / 01 / 2015

O Globo
"Empresas paralelas foram usadas para pagar propina"

Executivos de empreiteira delataram ter pagado R$ 11 milhões em 3 obras

Pagamentos relativos a contratos com SPEs foram feitos aos ex-diretores da estatal Renato Duque e Paulo Roberto Costa, segundo depoimentos aos procuradores da Operação Lava-Jato; estatal não se pronunciou

Obras da Petrobras feitas por empresas privadas constituídas pela estatal, as chamadas sociedades de propósito específico (SPEs), também resultaram no pagamento de propina a ex-diretores, entre eles Renato Duque e Paulo Roberto Costa. Executivos da empreiteira Toyo Setal, que fizeram acordos de delação premiada, revelaram aos procuradores da Operação Lava-Jato que foram pagas comissões de R$ 11 milhões em três empreendimentos a cargo das SPEs, uma delas com sede nas Ilhas Cayman.

Folha de S.Paulo
"Temporal deixa 800 mil imóveis sem luz em SP"

Distribuidora prevê normalizar a situação apenas hoje, 2 dias após a ch…

Dominique

Imagem

Opinião

A prioridade das prioridades

O ESTADO DE S.PAULO
Um dia depois de a presidente Dilma Rousseff ter afirmado em seu discurso de posse que a educação será a "prioridade das prioridades" em seu segundo mandato, o ministro da Educação, Cid Gomes, prometeu reformar o ensino médio no prazo de dois anos. "Queremos abrir uma discussão para examinar alternativas de aprofundamento por áreas que tenham identificação com as realidades regionais", afirmou o ministro.

A iniciativa merece aplauso, uma vez que o ensino médio é um dos maiores gargalos da educação brasileira. No entanto, se for implementada do modo como a área tem sido administrada desde a ascensão do PT ao poder, ela poderá ser mais um fracasso. Com mais de 15 disciplinas obrigatórias e programas desconectados da realidade social, econômica e cultural do País, o ensino médio já foi tratado como prioritário nas administrações petistas anteriores, mas de forma diametralmente oposta à diretriz anunciada pelo ministro da E…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 12 / 01 / 2015

O Globo
"França repudia terror"

Maior manifestação da História do país leva 4,5 milhões de pessoas às ruas para rechaçar atentados

Cerca de 60 chefes de Estado e governo vão a Paris prestar solidariedade após ataques a jornal satírico ‘Charlie Hebdo’ e a mercearia kosher , que deixaram 17 mortos; protestos ocorrem em todo o mundo. Nações europeias e EUA acertam novas medidas para coordenar segurança

Na maior manifestação da História da França, cerca de 4,5 milhões de pessoas saíram às ruas de todo o país — pelo menos 1,5 milhão em Paris — em repúdio aos ataques terroristas ao jornal satírico “Charlie Hebdo” e a uma mercearia kosher, que deixaram 17 mortos na capital e arredores na semana passada. Pelo menos 60 chefes de Estado e governo foram a Paris demonstrar solidariedade ao povo francês e em defesa da liberdade de expressão, abrindo a marcha junto com o presidente François Hollande. Em pronunciamento, ele disse que ontem Paris se tornou “a capita…

Dominique

Imagem

Opinião

Cortar a carne ou o rabo?

Gabeira
Infelizmente, não é simples assim. Nem todos os que acham os cortes necessários têm a mesma opinião sobre sua hierarquia e seu desenrolar. Por onde começar os cortes, por cima ou por baixo? O plano mesmo para cortar gastos só foi anunciado nesta semana. Assim mesmo, sem os detalhes para uma análise.

O início apontou um caminho de cortes que começa por baixo. Desempregados, viúvas, pensionistas e pescadores. Um espectador desavisado pode concluir que para seus modestos bolsos escoa nosso tesouro. O governo diz que fará economia de R$ 18 bilhões, corrigindo as distorções desses programas. Será? Os pescadores, por exemplo, não são culpados. A causa da distorção aí foi um esquema político religioso que distribuiu carteiras com objetivo eleitoral.

Começar pelo alto, dando aos mais pobres um tempo maior de adequação, é uma posição a ser considerada. Acontece que a esquerda foi nocauteada pela realidade, não tinha um plano próprio. Mergulhada no mundo maravilhos…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 11 / 01 / 2015

O Globo
"Escândalos em série - Petrobras gasta R$ 59 bi com empresas paralelas"

TCU critica estratégia que dificulta fiscalização de órgãos de controle

Estatal montou rede de 24 empresas para tocar obras; auditoria fala de 'expansão descontrolada'

A Petrobras montou uma rede de 24 empresas privadas para investir R$ 59 bilhões em gasodutos, refinarias e plataformas, sem precisar se submeter ao rigor de órgãos públicos de controle, como o Tribunal de Contas da União (TCU). O próprio tribunal, em auditoria, alertou que esse mecanismo adotado pela estatal pode levar a "uma expansão descontrolada” dessas empresas, constituídas por meio de sociedades de propósitos específicos (SPEs), revelam Vinícius Sassine e Eduardo Bresciani. Em pelo menos um caso, o do gasoduto Gasene, quem detém o controle da SPE é a Petrobras. 

Folha de S.Paulo
"Racionamento chega a Minas, ES e Nordeste"

Com seca fora de época, falta de água afeta 93 cidades e 3,9 milhõ…