Opinião

Petróleo, o grande culpado

André Meloni Nassar
Os preços dos alimentos se transformaram em preocupação mundial. Altos preços são um problema para os importadores líquidos de alimentos, que estão entre os países mais pobres do mundo - e para o brasileiro também, se deixarem algum resíduo inflacionário por aqui. Até o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) e o presidente do Banco Mundial revelaram, recentemente, suas preocupações sobre o tema.

O problema maior, no entanto, não é as commodities estarem caras, mas sobrevalorizadas. A dica é a seguinte: quer saber o que vai acontecer com os preços dos alimentos? Siga os preços da energia. E a moral da história: os alimentos estão sobrevalorizados porque as políticas dos EUA para o etanol de milho e as européias para o biodiesel de colza encareceram os alimentos mais do que o esperado.Desde que os preços do petróleo dispararam a partir de 2003 - nessa época o barril estava cotado abaixo dos US$ 30 e hoje já ultrapassou a barreira dos US$ 100 -, uma mudança estrutural ocorreu nos preços das commodities agrícolas: seus preços e os do petróleo passaram a andar juntos.
Isso é verdade para as commodities agrícolas que são usadas para biocombustíveis, como milho, óleos vegetais (soja, palma e colza) e açúcar (que é referência de preço para o etanol de cana-de-açúcar), mas é também verdade para as commodities não-energéticas, como café e algodão. A crescente integração financeira dos mercados, o movimento dos investidores institucionais em direção aos derivativos, o aumento dos custos dos fertilizantes agrícolas, fruto da subida dos preços do petróleo, e a própria desvalorização do dólar, por si só, já explicam o porquê dessa aproximação de tendências.
Quando, no entanto, investigamos mais a fundo, identificamos que as commodities agrícolas energéticas estão mais fortemente conectadas aos preços do petróleo e, mais importante, que existe uma relação de causalidade entre eles. Ou seja, que os preços do petróleo influenciam fortemente os preços das commodities agrícolas energéticas. O mesmo não foi encontrado na via contrária - preços das commodities determinando preços de petróleo.
Leia mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião