Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 22, 2009
Imagem

Ex-quase...

Justiça manda penhorar casa de José Dirceu para pagar dívida

RICARDO FELTRIN
Secretário de Redação da Folha Online
O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou a penhora de imóvel do ex-deputado e ex-ministro José Dirceu por causa de uma dívida judicial. Dirceu foi condenado, em segunda instância, a pagar custas processuais de ação popular que moveu -e perdeu- contra o governo Quércia (1987-1990).

Outro lado: "Não permitirei a penhora", diz advogado de Dirceu

Com o fim da ação, o ex-ministro da Casa Civil foi condenado a arcar com os honorários de um perito contratado no caso. Em valores atualizados, Dirceu deve cerca de R$ 120 mil ao perito. O advogado do ex-ministro rejeita esse valor.
O perito em questão foi um dos elementos usados pela Justiça para apurar a denúncia de Dirceu, então deputado estadual. Ele questionava judicialmente uma compra de caminhões pelo governo do Estado.
Leia mais

Nota do Editor - Dirceu é um bravo, enfrentou ondas gigantescas e acabou afogado na parte…
Imagem

Opinião

Pó pará, governador?

Mauro Chaves
Em conversa com o presidente Lula no dia 6 de fevereiro, uma sexta-feira, o governador Aécio Neves expôs-lhe a estratégia que iria adotar com o PSDB, com vista a obter a indicação de sua candidatura a presidente da República. Essa estratégia consistia num ultimato para que a cúpula tucana definisse a realização de prévias eleitorais presidenciais impreterivelmente até o dia 30 de março - "nem um dia a mais". Era muito estranho, primeiro, que um candidato a candidato comunicasse sua estratégia eleitoral ao adversário político antes de fazê-lo a seus correligionários. Mais estranho ainda era o fato de uma proposta de procedimento jamais adotada por um partido desde sua fundação, há 20 anos - o que exigiria, no mínimo, uma ampla discussão partidária interna -, fosse introduzida por meio de um ultimato, uma "exigência" a ser cumprida em um mês e meio, sob pena de... De quê, mesmo?

O que Aécio fará se o PSDB não adotar as prévias presidenc…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 28 / 02 / 2009

Folha de São Paulo
"EUA aumentam controle do Citigroup"

Governo eleva participação no banco de 8% para 36% e muda diretoria; PIB do país tem maior queda desde 1982

O governo dos EUA anunciou que vai promover uma estatização parcial do Citigroup ao elevar sua participação acionária no banco de 8% para 36% e exigir a substituição de vários diretores. È a primeira vez na história recente que os EUA tomam as medidas dessa dimensão com um grande banco. O Citigroup está entre os três maiores bancos americanos. No ano passado, teve prejuízo de US$ 27,7 bilhões. O Tesouro dos EUA elevou sua participação convertendo para ações ordinárias US$ 25 bilhões em ações preferenciais que detinha.
Essas ações garantiram rendimento fixo e pago antes do que a qualquer outro acionista, mas não davam direito a voto. Os diretores do Citi serão trocados por membros “independentes”. O Citigroup já recebeu US$ 45 bilhões em ajuda estatal. Suas ações caíram 39% ontem em Nova York. Em …

Tá feia a coisa

Imagem
Clique aqui e veja na fonte

Lustres Bobadilha

Franchising

Sidney Borges
Não foram poucas as vezes que ouvi dizer que nas crises há oportunidades. Passei a tarde pensando nisso e acredito ter descoberto uma mina de ouro.

Vou convencer os cubanos a abrir uma filial da Copélia em Sampa. Depois outra no Rio e na seqüência em Belo Horizonte e Brasília. Descontando os relatos de entusiastas de Fidel, que costumam dourar a pílula, parece que o sorvete é de primeira, com a vantagem de ser ideologicamente puro.

Imagino o sucesso das delícias da casa. Picolé de coco Lenin. Taça Plekhanov com cobertura menchevique. Creme Stalin. A coqueluche das multidões será o dupla face Che/Fidel. Frutas vermelhas e limão.

Vai ter desconto para a CUT, o MST e também para os professores da rede pública.

É por aí companheiros, se os americanos podem abrir McDonald's em todo o mundo, nós temos o direito de encher os Estados Unidos de sorvete cubano.

Quem sabe Chávez goste da idéia e financie o projeto. Vou mandar um e-mail pra ele.

O capitalismo deve ser c…
Imagem

Sinecuras

PMDB perde batalha por poder em fundo de Furnas

AE - Agencia Estado
BRASÍLIA - Os trabalhadores e pensionistas das estatais Furnas e Eletronuclear venceram mais uma queda-de-braço contra a tentativa de ingerência do PMDB na Fundação Real Grandeza, fundo de pensão que administra R$ 6,3 bilhões em recursos previdenciários das duas empresas. A proposta de substituição do comando da entidade por um indicado do partido, que seria votada ontem no Rio em reunião extraordinária do conselho deliberativo, foi retirada da pauta na última hora, após manifestações de protesto e paralisações na empresa.A retirada frustrou uma articulação comandada pelo ministro de Minas e Energia, o peemedebista Edison Lobão.

Na semana passada, o presidente de Furnas, Carlos Nadalutti, comunicou em carta aos funcionários da empresa que a exoneração do presidente da fundação, Sérgio Wilson Fontes, bem como de seu diretor financeiro, Ricardo Gurgel, seguia uma "orientação" de Lobão. No Rio, o conselho deliber…
Imagem

Coluna da Sexta-feira

Essência

Celso de Almeida Jr.
Na ocasião do ataque as torres gêmeas, assisti Gilberto Dupas ser entrevistado por Boris Casoy.

Num comentário, Dupas sinalizou não acreditar que mergulharíamos numa onda de ataques suicidas em escala mundial, com o terror e o pânico dominando a maioria das pessoas. Para ele, isso contrariava o nosso instinto de sobrevivência e a concepção, já arraigada, de que temos a necessidade de viver em sociedade.

Refletindo sobre o tema eu considerei, ainda, que além da necessidade da preservação de nossa espécie, não nos aniquilaríamos porque a essência humana era boa.

Alguns amigos de cafezinho satirizaram-me.

Disseram-me que, com este pensamento romântico, eu não iria muito longe.

Insisti. Aleguei que a humanidade tem buscado reverenciar aqueles que pautaram a sua vida pela difusão de pensamentos bons: Jesus Cristo, Buda, Maomé, Gandhi, Luther King, entre tantos. Trata-se de um sintoma forte de nossa bondade intrínseca.

Os bons modelos, alicerçados na ética, são duradou…
Imagem

Opinião

No meio dos lixões, importando lixo

Washington Novaes
É um assombro ler no jornal (Estado, 13/2) que há uma crise na coleta seletiva de lixo em São Paulo e que a maioria das cem cooperativas de catadores reduziu em dois terços suas atividades, por causa da queda brutal nos preços dos produtos que vende. Nem é preciso ser muito informado para deduzir que se agravará o problema da coleta geral do lixo na cidade, que produz mais de 12 mil toneladas diárias de resíduos domiciliares e comerciais e está com seus aterros esgotados. E o próprio coordenador da coleta seletiva admite que pelo menos 20% do que já vai para aterros seria reaproveitável. Desperdício que vai aumentar, já que os catadores, no País, respondem pelo encaminhamento às empresas recicladoras de cerca de um terço do papel e papelão, uns 20% do plástico e do vidro, mais de 90% das latas de cervejas e refrigerantes.

Tudo fica ainda mais difícil de assimilar quando se raciocina que, com uma crise de recursos como a que engolfa o …
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 27 / 02 / 2009

Folha de São Paulo
"Obama amplia déficit e prioriza social"

Projeto que irá ao Congresso prevê taxar mais ricos e gastar menos em conflitos; rombo é o maior desde a 2º Guerra

O presidente dos EUA, Barack Obama, apresentou sua proposta de Orçamento para o ano fiscal de 2010, pela qual os mais ricos pagarão mais impostos para ajudar a criar um fundo de saúde pública, a despesa com diplomacia crescerá e o gasto com defesa desacelerará. Para o ano fiscal de 2009, que acaba em setembro, Obama pediu autorização para déficit público de US$ 1,75 trilhão (12,3 do PIB do país). É o maior desde o fim da Segunda Guerra em 1945, e pouco superior a todos os bens e riquezas que o Brasil produz em um ano.
Pela proposta, cerca de 2,6 milhões dos americanos mais ricos e empresas que tiveram incentivos na gestão Bush pagarão US$ 2 trilhões a mais de imposto em dez anos, dos quais 60% irão para a reforma da saúde. A verba do Departamento de estado, chefiado por Hillary Cl…
Imagem
Clique sobre a imagem e saiba mais

Brasil

Economia

Sidney Borges
Leio na internet que o crescimento do Brasil está ameaçado pela crise. Um ex-presidente do Banco Central, considerado gênio pela mãe e pela mídia opinou:
- A meta de 4% dificilmente será atingida. Pode ser que nem chegue a 3%, mas pode ser que ultrapasse.
Pensei comigo: faz sentido. O cara é mesmo um gênio.
Imagem

Jornais

Imprensa em questão

Sidney Borges
Comecei a ler jornal pra valer quando surgiu o Jornal da Tarde, na segunda metade da década de 1960. Era bonito, diferente e cobria bem futebol e variedades. Eu gostava do esporte bretão e de cinema, mas também gostava das histórias em quadrinhos, das palavras cruzadas e do horóscopo.

A gente muda com o tempo, continuo gostando de histórias em quadrinhos e palavras cruzadas, mas detesto horóscopos.

Com o passar dos anos e o endurecimento da ditadura os editoriais do meu amigo Lenildo Tabosa Pessoa deixaram de interessar. Abandonei o JT e passei a ler a Folha. Tinha lá uma espécie de releitura da irreverência e das entrevistas do Pasquim. O Folhetim de Tarso de Castro foi o mote da mudança. Por conta dos "cuecões" da direção eu teria continuado com os Mesquita.

Até hoje leio a Folha, estou na iminência de desistir. Também gosto do Estadão, na minha opinião o melhor jornal do país.

Estou escrevendo sobre jornais por saber que a crise do setor é quas…
Imagem

Crise & Passaralho

Lula recebe dirigentes da Embraer e não pede a revisão das demissões

Segundo o ministro Miguel Jorge, presidente continua "inconformado", mas entendeu as alegações da empresa

Renata Veríssimo e Leonencio Nossa
Depois de se dizer indignado com as 4,2 mil demissões anunciadas pela Embraer na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se limitou ontem a ouvir as explicações dos dirigentes da empresa. Após mais de duas horas de reunião, no Palácio do Planalto, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, informou que Lula continua inconformado, mas "não pediu que (a empresa) recontratasse os funcionários porque entendeu que era uma questão de demanda pela produção de aviões da Embraer".

Miguel Jorge confirmou que o governo soube por meio da imprensa, em dezembro, que a empresa poderia fazer um corte de até 20% no total da mão de obra empregada. Ele contou que telefonou, na época, para dirigentes da Embraer, que negaram a informaç…
Imagem

Opinião

Um prudente otimismo

Editorial do Estadão
A recessão poderá terminar neste ano ainda, se for restaurada alguma estabilidade no sistema financeiro. Nesse caso, 2010 será um ano de recuperação. A previsão, a mais otimista desde o início do ano, foi apresentada no Senado pelo presidente do banco central dos Estados Unidos (Federal Reserve, Fed), o economista Ben Bernanke. Quando a maior parte dos analistas se mostra insegura quanto à duração da crise, a indicação de um prazo relativamente curto para o início da retomada é animadora. Mas o otimismo é sujeito a uma condição importante e nada fácil de se cumprir. A economia só voltará a funcionar razoavelmente quando a arrumação do sistema financeiro der algum resultado. Isso dependerá não só de uma regulamentação mais severa do mercado, mas também, e preliminarmente, da recapitalização dos grandes bancos.

Ainda se discute se o governo deverá estatizar algumas instituições temporariamente - ideia rejeitada por Bernanke, que admite, apenas, a …
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 26 / 02 / 2009

Folha de São Paulo
"Faculdade privada perde aluno e quer auxílio do BNDES"

Para instituições, crise e desemprego são responsáveis pela queda; especialistas veem problemas estruturais

Levantamento feito pelo Semesp (sindicato das escolas particulares) indica que 41,5% das universidades privadas de São Paulo terão neste ano um número menor de novos alunos em relação a 2008. Para o setor, a queda é reflexo da crise e do aumento do desemprego. “Nosso alunado é formado em sua maioria por alunos-trabalhadores. Quando há desemprego, tendem a desistir”, diz Hermes Figueiredo, presidente do Semesp.

Especialistas apontam outros problemas: má qualidade de cursos e oferta de vagas superior à demanda. Para atenuar os efeitos da crise, as instituições vão pedir ao BNDES linha de crédito especial, com recursos públicos e juros inferiores aos cobrados pelo mercado. O MEC irá recomendar que empréstimos só sejam dados a escolas com boas notas nas avaliações.


O Globo
&qu…
Imagem

Vamo que vamo...

Feliz ano novo

Sidney Borges
Pois é minha gente, o ano demorou para começar. O inevitável, mais dia, menos dia, acontece. Em incerto porvir a magra empunhando a foice vai bater à sua porta. Até lá, divirta-se. Voltando ao calendário, uma simples translação de datas nos coloca frente ao primeiro dia do ano de verdade. Ou, se levarmos em conta a crise, do ano da verdade. Acabou-se nosso carnaval, ninguém ouve cantar canções... Sobre o tríduo momesco nada posso dizer, vi de relance mulheres bonitas. Marta Rocha? Rose di Primo? Outras? Para mim venceu o bloco "Unidas da Tigelinha" que desfilou na mesa da cozinha de casa. Modestamente fui o homenageado. O tema "um cara legal" me emocionou. No final aplaudi bastante. Prometi deixar migalhas e ficar conversando antes do inevitável pano com detergente. Minhas formigas me adoram.
Imagem

Crônica

Rourke Sangue de Cristo

Marcelo Mirisola*
Um lutador decadente que inspira cuidados de uma mulher apaixonada e linda, tipo dona-de-casa fiel e resoluta – não importa se o lar dessa mulher é um puteiro ou uma loja de ração que vende lindos periquitinhos e filhotes de labrador. Randy vive de bicos, e ocasionalmente é lotado na seção de frios e laticínios de um supermercado. Seu chefe é um inseto que o humilha implacavelmente. Isso não o impede de rir de si mesmo e fazer piadas tristes sobre sua condição de “looser’. Taí um cara legal. Os amigos e “adversários” dele também são simpáticos e gente boa – éticos e leais, gigantes de coração e de bícepes. A falsidade da luta livre é tanto sinônimo de lealdade como de sobrevivência. Isso quer dizer que – perdoem-me o trocadilho – é somente dando muita porrada que se recebe uns trocos para levar mais porradas, fora e dentro do ringue. Algumas cenas de luta são memoráveis. Poderia apostar que a luta da tachinha foi inspirada na “Paixão de Cristo” …
Imagem

Opinião

Precarização no governo do PT

Editorial do Estadão
A política de pessoal do governo Lula é a perfeita negação do discurso do PT em favor de um serviço público estável. Correta na essência, pois representa um estímulo ao servidor e uma garantia de prestação de contínuos e bons serviços para a comunidade, a estabilidade do serviço público defendida no discurso petista tem rendido ao partido e a seus candidatos apoio e votos no funcionalismo. Mas, como mostrou reportagem de Sérgio Gobetti publicada há dias pelo Estado, esse discurso não passa de propaganda eleitoral. Na prática, o governo Lula vem fazendo o contrário do que propõe o PT.

Em 2008, por exemplo, o governo bateu o recorde na contratação de temporários, de acordo com o Ministério do Planejamento. Até 31 de outubro, conforme o relatório mais recente da Secretaria de Recursos Humanos do governo federal, 17.530 profissionais tinham sido contratados por tempo determinado, um número maior do que o total de servidores efetivos admitido…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 25 / 02 / 2009

Folha de São Paulo
"Inadimplência sobe e bancos retomam 100 mil veículos"

Recuperação de carros cresceu 30% no começo deste ano; estoque pode causar queda maior no preço de usados

Os bancos brasileiros têm pelo menos 100 mil veículos recuperados de clientes inadimplentes, volume que equivale á metade das vendas mensais de carros novos no pais. Esse estoque pressiona o mercado de usados, que vive queda nos preços sem precedentes e cuja falta de liquidez trava a retomada na venda de automóveis. Segundo o Banco Central, o financiamentos de veículos registrava inadimplência média de 4,3% em dezembro do ano passado, o maior nível desde 2002. O volume de recuperação cresceu entre 20% e 30% no inicio do ano -em relação aos índices registrados em setembro-, relatam os principais bancos a atuar nesse mercado. Já leiloeiros dizem que houve aumento de até 50%, provocando superlotação nos pátio paulistanos. Apesar de alta, a Fenabrave (associação das concessioná…
Imagem

Coluna da Terça-feira

Ao Celsinho, ao Rui Grilo, ao Julinho Mendes, ao Corsino e ao Eduardo Cesar

Mauricio Moromizato
Quero iniciar a coluna de hoje agradecendo ao elogio a mim dedicado por Celso de Almeida Jr., na coluna de sexta-feira passada.

Diz Celsinho, a meu respeito: “Em Maurício Moromizato não vejo economia de palavras. Noto aquele encantador entusiasmo de militante político, do tipo que eu tanto gostaria de encontrar em nossa juventude. Maurício está aí, guerreiro. Dá o seu recado com aquela disposição que precisaríamos ver em nossos políticos, defendendo o ponto chave a fomentar: o verdadeiro governo participativo.”

Faz também, de maneira muito apropriada, uma avaliação justa e verdadeira sobre os professores Rui Grillo, Julinho Mendes e Corsino Aliste Mesquita e usa com maestria a coluna para cobrar uma postura de paz do prefeito Eduardo César. Finaliza a coluna afirmando: “Paz e democracia formam uma dupla imbatível para a construção de nosso futuro. Praticá-las exige que, em muitas situações, ut…
Imagem

Dinheiro tinto de sangue...

A morte do segredo bancário suíço

Gilles Lapouge* (Clique aqui e leia na fonte)
A Suíça tremula. Zurique se alarma. Os belos bancos, elegantes, silenciosos de Basileia e Berna estão ofegantes. Poderia se dizer que eles estão assistindo na penumbra a uma morte ou estão velando um moribundo. Esse moribundo, que talvez acabe mesmo morrendo, é o segredo bancário suíço.

O ataque veio dos Estados Unidos, em acordo com o presidente Obama. O primeiro tiro de advertência foi dado na quarta-feira. A UBS - União de Bancos Suíços, gigantesca instituição bancária suíça - viu-se obrigada a fornecer os nomes de 250 clientes americanos por ela ajudados para fraudar o fisco. O banco protestou, mas os americanos ameaçaram retirar a sua licença nos Estados Unidos. Os suíços, então, passaram os nomes. E a vida bancária foi retomada, tranquilamente.

Mas, no fim da semana, o ataque foi retomado. Desta vez os americanos golpearam forte, exigindo que a UBS forneça o nome dos seus 52.000 clientes titulares de con…
Imagem

Embuste

As profecias de Marx

“Se desconfiarmos que alguém mente, finjamos crença: ele há de tornar-se ousado, mentirá com mais vigor, sendo desmascarado.” (Schopenhauer)

Rodrigo Constantino
Está circulando na internet um suposto trecho de O Capital, escrito em 1867 por Karl Marx, onde ele teria feito uma previsão bastante precisa sobre a crise atual. O trecho chegou ao blog de Ricardo Noblat, e em inúmeros outros, assim como várias pessoas têm enviado por e-mail a mensagem. Eis o suposto trecho de Marx:

"Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado".

Seria, de fato, impressionante a visão do autor dessa frase, se ela fosse verdadeira. Não é. Os marxistas sempre foram mestres na propaganda enganosa (vide União Soviética). Uma mentira repetida mil vezes acaba se tornando verdade. Nessa c…
Imagem

Mídia

Roubini e o fracasso do jornalismo econômico

Luiz Carlos Azenha (Clique aqui e leia o original)
Nos próximos dias vamos testemunhar todo tipo de contorcionismo verbal e intelectual para tentar negar um fato, especialmente no Brasil, onde nossa mídia só vai reconhecer que o consenso de Washington acabou em alguns anos: Barack Obama vai nacionalizar os bancos americanos.

Não se trata de uma opção ideológica. É o reconhecimento puro e simples da falência do sistema financeiro. Ou isso ou, dentro de alguns meses, o óbvio assaltaria o governo Obama com um estilete, de madrugada, e ele seria obrigado a declarar toque de recolher para evitar quebra-quebra diante das instituições financeiras, feito aconteceu na Argentina.

A nacionalização, pois, é o mal menor. Nouriel Roubini, que era tratado feito maluco pela mídia dos Estados Unidos há alguns meses (quando, aliás, é preciso registrar, já era ouvido pela Carta Capital) chegou às páginas do Wall Street Journal. Quando o Murdoch vai ouvir o Roubin…
Imagem

Fuga do paraíso!

Atleta cubano que desertou no Pan do Rio vai para Miami

da Efe, em Miami (Clique aqui e leia o original)
O boxeador cubano Guillermo Rigondeaux, 27, bicampão olímpico e mundial, conseguiu fugir para Miami (Estados Unidos). Ele já havia desertado durante os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, e acabou deportado pelo governo brasileiro.

Em 2007, Rigondeaux e o lutador Erislandy Lara abandonaram a delegação do país durante a disputa do Pan. Eles foram presos cerca de um mês depois em Cabo Frio, na Região dos Lagos do estado do Rio, e foram enviados de volta a Cuba menos de 48 horas depois de serem encontrados.

Lara já mora em Miami, junto dos atletas Yuriorkis Gamboa e Odlanier Solís, segundo o jornal "El Nuevo Herald".

Rigondeaux retomará sua carreira após cumprir todos os requisitos obrigatórios, segundo um porta-voz da empresa alemã Arena Box Promotion, que representa Gamboa, Lara e Solís.

"Queremos que Rigondeaux faça parte da Arena Box e vamos dar todo o apo…
Imagem

Opinião

Tribunais de contas injustiçados

Editorial do Estadão
Tanto causa repulsa a crônica impunidade reinante no País que às vezes se cometem injustas generalizações ou se culpam instituições pelos atos de outras. É o caso dos Tribunais de Contas. De há muito se fala da inutilidade desses órgãos de assessoramento técnico dos Legislativos, de seus pareceres resultarem em nada, de sua subordinação política ou do cabide de emprego, frequentemente nepotista, que infla seus quadros. Não que deixe de ter havido, ou de ainda haver, muitas dessas distorções. Mas no geral os Tribunais de Contas são providos de alta capacidade técnica e dispõem de quadros de fato dedicados ao exame e controle das contas públicas. O problema é que seus pareceres e decisões são sistematicamente desrespeitados pelos Legislativos dos municípios cujas contas do Executivo têm sob seu exame.

Matéria de nossa edição do dia 16 mostrou como a grande maioria das decisões do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo é ignora…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 24 / 02 / 2009

Folha de São Paulo
"EUA querem mais controle sobre bancos"
Em nota, Tesouro e Fed (banco central americano) anunciaram que o governo estuda exigir ações ordinárias, com direito a voto, de bancos em crise. Com isso, poderá se tornar o principal acionista das instituições, o que aponta para estatização. Segundo o comunicado, o governo fará isso se a avaliação dos bancos “indicar que injeção adicional de verba é necessária”. No Citigroup, a parte controlada pelo estado poderá passar de 7,8% a até 40%. O banco já recebeu do Tesouro US$ 45 bilhões. Amanhã, o governo deve iniciar “testes de estresse”, simulação de computador para vê se os bancos suportariam um piora drástica da economia. Os que fracassarem poderão buscar capital privado; se não conseguirem, será feita venda forçada de ações ao governo. Fed e Tesouro, porém, dizem que qualquer controle acionário. Será temporário e que as instituições devem continuar sendo privadas. O índice Dow Jones, da Bo…