Postagens

Mostrando postagens de Março 10, 2013

Alasca

Imagem
Cães de trenó

Colunistas

Para não dizer que não falei de Chávez

Com a morte do presidente venezuelano e o afastamento de Lula da Presidência no Brasil, o futuro da América Latina tornou-se incerto e extremamente sombrio, diz Márcia Denser

Márcia Denser
Da importância fundamental – estratégica e geopolítica – representada por Hugo Chávez na América Latina, respaldada pela massa da população de seu país e pelo petróleo venezuelano (o terceiro produtor mundial), infelizmente cortada com sua morte. Por mais que se especule, Chávez não deixa sucessores, apenas um vazio imenso e um futuro mais que nebuloso e sombrio, seja para a Venezuela seja para o continente.

Muito se escreveu a respeito quando de sua morte em 6 de março último, mas uma matéria de Greg Grandin, professor de História na New York University, publicada em The Nation nos dá algumas informações importantes e preciosas sobre o homem, o estadista. Um homem que, por si mesmo, constituiu um acontecimento geopolítico.

Amando-o ou odiando-o, impossível ignorá-l…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A jogada de Kassab

O Estado de S.Paulo
A presidente Dilma Rousseff não esperava por essa. Enquanto outros presidentes de legendas aliadas do governo a procuram sofregamente na esperança de ganhar espaço numa reforma ministerial, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, presidente nacional do Partido Social Democrático (PSD), recusou as pastas que ela ofereceu. Ele avisou que sua bancada não vai aderir oficialmente à base governista antes da eleição presidencial de 2014. Dilma lhe teria acenado, conforme interlocutores que tomaram conhecimento da recente conversa entre os dois no Palácio da Alvorada, com a Secretaria de Assuntos Estratégicos, ocupada pelo ex-governador fluminense Moreira Franco, do PMDB, e a Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que seria criada e destinada ao vice-governador paulista, Guilherme Afif Domingos.

Mas Kassab, que não aceita os rótulos de esquerda ou de direita e se mantém firme, pelo menos até o ano que vem, na decisão de ficar fora do governo, mas sem fa…
Imagem

Manchetes do dia

Sábado, 16 / 03 / 2013

O Globo
"Dilma devolve ministério a grupo afastado em ‘faxina’"

Braço-direito de Lupi assume Trabalho; Aviação Civil é de Moreira Franco

Presidente escolhe para Agricultura peemedebista que garantiu palanque para o PT em Minas em 2012. Preocupada em garantir palanques para sua campanha à reeleição, a presidente Dilma Rousseff fez ontem uma minirreforma ministerial e reabilitou o grupo do pedetista Carlos Lupi, sétimo ministro a cair em 2011, na chamada "faxina ética". Próximo a Lupi, Manoel Dias foi escolhido ministro do Trabalho, no lugar de Brizola Neto. Dilma deve indicar para os Transportes alguém que agrade ao PR, outro alvo da faxina de 2011. A pasta da Agricultura será comandada pelo deputado Antônio Andrade (PMDB), que em 2012 garantiu o apoio de seu partido ao PT em Minas. Ele substitui o colega Mendes Ribeiro. Moreira Franco, também do PMDB, será o novo secretário de Aviação Civil. As posses ocorrerão hoje.


O Estado de São Paulo "Vat…

Stina Persson

Imagem

Coluna do Celsinho

Fatura

Celso de Almeida Jr.

Nestes últimos dias, assumi uma missão dificílima.

Cobrar um serviço prestado, cujo cliente, não se manifesta.

Em verdade, não tenho perfil para tal empreitada.

Em nossa escola mesmo, há muito tempo, transferi esta responsabilidade para uma empresa especializada.

Fico constrangido em cumprir este papel.

Coloco-me na posição do devedor.

Imagino os apuros que deva estar passando.

Já estive do outro lado.

Sei que seu silêncio, de certa forma, é um grito de agonia.

Nestas horas é que vejo o quanto é espinhosa a profissão de cobrador.

Tem que ser chato.

Quanto a isso, não tenho dificuldade...

Tem que marcar presença.

Aí eu já começo a falhar.

Não tenho paciência para ficar na espreita, no portão da casa do infeliz.

Ou, mais desagradável ainda, ficar rondando o seu trabalho.

Assim, vou pagando os meus pecados.

Mando e-mails, telefono, lembro da pendência.

No caso em questão, não creio tratar-se de falta de dinheiro.

Certamente, Freud explicaria.

Não quero, entretanto, entrar nesta sea…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

As Malvinas falam

O Estado de S.Paulo
Referendo realizado nos dias 10 e 11 de março nas Malvinas retrata de modo inapelável de que lado estão os moradores das ilhas na querela entre Argentina e Grã-Bretanha. Dos 1.518 eleitores, 1.481 foram às urnas para dizer se queriam permanecer sob domínio britânico. Nada menos que 99,8% responderam "sim", uma maioria tão grande que nem a presidente Cristina Kirchner, com sua pitoresca noção de democracia, seria capaz de contestar.

Assim, seguindo a tradição de respeitar a autodeterminação dos povos, inscrita no direito internacional após a 2.ª Guerra Mundial, a Argentina talvez devesse desistir de sua obsessão pelas ilhotas. Mas não é isso o que irá acontecer, porque as "Malvinas argentinas" têm sido, desde a última ditadura militar, o fogo que aquece o nacionalismo cuja utilidade é desviar a atenção dos reais problemas do país. E na Argentina de Cristina problemas não faltam.

Os argentinos sustentam desde 1833 que as Malvinas lhe…
Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira, 15 / 03 / 2013

O Globo
"Cesta básica sobe, ao contrário do prometido"

Preços de alimentos e artigos de higiene pessoal aumentaram 0,55% na semana

Levantamento do Procon-SP e Dieese aponta que custo para o trabalhador ficou maior, apesar da redução de impostos. Apesar da desoneração de impostos anunciada pela presidente Dilma no último dia 8, o custo da cesta básica subiu 0,55% na última semana. O valor médio de uma cesta com 31 produtos passou de R$ 384,58 para R$ 386,71, segundo pesquisa do Procon-SP e Dieese. Ainda segundo a pesquisa na Região Metropolitana de São Paulo, 16 produtos tiveram alta, contra 14 em queda. Entre produtos que tiveram corte de impostos, mas subiram de preço, estão a batata, a farinha de mandioca, o açúcar e biscoito maisena. O governo pretendia redução de até 12% nos produtos da cesta, mas empresários do setor já alertavam que baixa deveria ser de apenas 6%.


O Estado de São Paulo "Na 1ª homilia, papa pede conduta ‘irrepreensível’"

D…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O balaio da enganação

O Estado de S.Paulo
A comida chegará mais barata ao consumidor, porque a desoneração da cesta básica será repassada ao preço final, prometeram ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, empresários do varejo e da indústria de alimentos. Chamados a Brasília para uma conversa no Ministério, dificilmente poderiam ter dado outra resposta. O desconto será integral, anunciaram as três maiores redes de supermercados, com apenas uma ressalva: a revisão completa dos preços poderá levar alguns dias. Não há por que duvidar dessas promessas, dirão os mais otimistas. Afinal, as empresas só descontarão o valor dos tributos eliminados por decisão do governo e nada perderão. Na prática, a história poderá ser diferente, e ninguém, nem mesmo o governo, será capaz de dizer, dentro de algumas semanas, se os benefícios serão transferidos total ou parcialmente ao comprador final. Os próprios clientes poderão tentar algum controle, durante algum tempo, mas a mobilização logo terminará - exce…
Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira, 14 / 03 / 2013

O Globo
"O Papa das Américas"

O primeiro Francisco; O primeiro Jesuíta; O primeiro não europeu desde o ano 741; O primeiro latino-americano:

Fora da lista de favoritos, argentino Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires envolvido em polêmicas sobre Direitos Humanos, é escolhido Pontífice logo no segundo dia do conclave. O argentino Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, eleito ontem o 266º Papa da Igreja Católica num conclave de apenas cinco votações, traz consigo uma série de aspectos inéditos na liderança de 1,2 bilhão de católicos: trata-se do primeiro Papa jesuíta, o primeiro latino-americano da História e o primeiro não europeu em 1.200 anos. E também será o primeiro Papa com o nome de Francisco, uma homenagem a Francisco de Assis. A eleição de Bergoglio, que terminou em segundo lugar no conclave que elegeu Bento XVI, em 2005, surpreendeu os vaticanistas, pois não constava em listas de papáveis, devido à idade avançada. Sua escolha reforça p…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

O balaio da enganação

O Estado de S.Paulo
A comida chegará mais barata ao consumidor, porque a desoneração da cesta básica será repassada ao preço final, prometeram ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, empresários do varejo e da indústria de alimentos. Chamados a Brasília para uma conversa no Ministério, dificilmente poderiam ter dado outra resposta. O desconto será integral, anunciaram as três maiores redes de supermercados, com apenas uma ressalva: a revisão completa dos preços poderá levar alguns dias. Não há por que duvidar dessas promessas, dirão os mais otimistas. Afinal, as empresas só descontarão o valor dos tributos eliminados por decisão do governo e nada perderão. Na prática, a história poderá ser diferente, e ninguém, nem mesmo o governo, será capaz de dizer, dentro de algumas semanas, se os benefícios serão transferidos total ou parcialmente ao comprador final. Os próprios clientes poderão tentar algum controle, durante algum tempo, mas a mobilização logo terminará - exce…
Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira, 13 / 03 / 2013

O Globo
"Governadores acenam com acordo por royalties"

Estados não produtores temem derrota no Supremo e reabrem negociações

Ministros do STF vão dar prioridade a julgamento da questão. Para Campos, ‘é melhor garantir 80%'. Para evitar derrota no STF, 16 governadores de estados não produtores de petróleo reabriram a discussão sobre a divisão dos royalties. O grupo, liderado por Eduardo Campos (PE), discutiu acordo que anteciparia R$ 4,5 bilhões de receitas futuras de royalties aos estados não produtores. Os royalties de campos licitados ficariam com os produtores e os do pré-sal seriam rateados entre todos os Estados.

O Estado de São Paulo "Governo dá prioridade a pacto federativo"

Medida visa a conter agenda da oposição; PSDB apresentou dossiê em que critica gestão da Petrobrás

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, pediu a aliados a votação quatro propostas que, segundo o governo, podem tornar o pacto federativo mais equil…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

Nacionalização da violência

O Estado de S.Paulo
O Mapa da Violência 2013, que acaba de ser divulgado, contém dados altamente preocupantes sobre a situação da segurança pública no País, como já era esperado por todos os que acompanham o noticiário sobre criminalidade, embora registre também alguns avanços que mostram que nem tudo está perdido. Um dos pontos mais graves do problema, apontado pelo estudo coordenado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz para o Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) e a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), é a generalização da violência, que não se concentra só em alguns grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro e São Paulo.

A média nacional de homicídios, de 20 por 100 mil habitantes, já atingiu o dobro da taxa (10) acima da qual, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a criminalidade se equipara a uma epidemia. A situação chegou a um ponto em que o número de homicídios no Brasil (147.373), entre 2004 e 2007, f…
Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira, 12 / 03 / 2013

O Globo
"Conclave começa com brasileiro entre favoritos"

Dom Odilo Scherer aparece na maioria das listas para ser o novo Papa

O mundo espera, a partir de hoje, o sinal de fumaça branca na Capela Sistina, onde 115 cardeais se reúnem para eleger o Pontífice que comandará a Igreja Católica, em crise, com escândalos de pedofilia e corrupção. Com os afrescos de Michelangelo como pano de fundo, 115 cardeais se trancam hoje na Capela Sistina para eleger o Papa que guiará 1,2 bilhão de católicos no mundo e herdará uma Igreja mergulhada em escândalos de pedofilia e corrupção. Pela primeira vez, um cardeal brasileiro, Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, aparece como um dos favoritos na maioria das listas de "papáveis" junto com o italiano Angelo Scola, arcebispo de Milão. Especialistas citam também o americano Sean O'Malley e o canadense Marc Oullet. Mas não excluem uma surpresa e comparam este conclave com o que elegeu o polonês Karol Wojt…
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A violência das torcidas

O Estado de S.Paulo
Na quarta-feira, 20 de fevereiro, o boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, torcedor do San José, foi ao estádio em Oruro para ver jogar os campeões mundiais do Corinthians Paulista. Em meio ao jogo, um sinalizador naval, disparado do outro lado da arquibancada, o matou instantaneamente. A Conmebol, encarregada de organizar o torneio disputado na ocasião, a Taça Libertadores da América, que havia prometido mais rigor na punição à violência, rotineira nas versões realizadas desde 1960, anunciou medidas contra o clube da torcida que disparou o rojão. Suas partidas seguintes em casa passariam a ser jogadas com os portões fechados e não seriam vendidos ingressos a corintianos para jogos fora de casa. O primeiro deles, contra o Millionarios da Colômbia, no Pacaembu, foi jogado num estádio vazio. A pena, porém, foi modificada.

Como foi anunciado na quinta-feira, o time paulista poderá receber os adversários com casa cheia de pagantes, ma…
Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira, 11 / 03 / 2013

O Globo
"Gastos em Transportes caem 4,3 bi em um ano"

Resultado foi o pior entre os ministérios no ano passado

Investimentos da pasta recuaram de 0,33% para 0,21% do PIB. Analistas veem gargalo ao crescimento e falta de gestão no governo. No ano em que o Brasil cresceu só 0,9%, o Ministério dos Transportes, pasta que é o carro-chefe das obras de infraestrutura, reduziu seus investimentos em R$ 4,3 bilhões. Foram R$ 9,2 bilhões aplicados em 2012, o equivalente a 0,21% do PIB; contra R$ 13,5 bilhões em 2011, ou 0,33% do PIB. Analistas afirmam que a falta de investimentos públicos e privados é o maior gargalo ao crescimento econômico do país. Economistas também criticam as mudanças de marcos regulatórios e veem falta de capacidade de gestão no governo. Enquanto isso, nas estradas federais, houve 8.480 mortes em 2011, segundo o último balanço anual do Dnit.

O Estado de São Paulo "Às vésperas do conclave, cardeais falam de reconciliação"

Missas a …
Imagem
Acesse aqui o "Blog do Ninja"

Opinião

A safra do congestionamento

O Estado de S.Paulo
Safra recorde no Brasil é sinal de congestionamento nas estradas, de acesso complicado aos portos e de navios em fila para atracação. Os complementos são custos elevados e muita dor de cabeça para quem deve cuidar de embarque e desembarque de mercadorias nos terminais marítimos. A história se repete mais uma vez. O País colhe um volume sem precedentes de grãos e oleaginosas, estimado em 183,6 milhões de toneladas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A estimativa é pouco menor que a divulgada em fevereiro, 185 milhões, mas, ainda assim, a colheita há pouco iniciada deve ser a maior obtida até agora. Seria bem mais fácil festejar a boa notícia - mais um sucesso da agricultura brasileira - sem o caos já visível no sistema logístico.

Caminhões de soja e milho estão sendo enviados aos portos, principalmente de Santos e de Paranaguá, mais cedo que em outros anos. O congestionamento no acesso aos terminais santistas começou na última …
Imagem

Manchetes do dia

Domingo, 10 / 03 / 2013

O Globo
"Sem royalties, municípios do Rio cortam 
R$ 1,8 bi"

Cidades produtoras suspendem desde obras de saneamento até de escolas e hospitais

Depois de o governo estadual cancelar pagamentos, oito prefeitos também adiam projetos e temem o caos na infraestrutura, além de desemprego. Com a aprovação pelo Congresso da redistribuição dos royalties de petróleo, municípios do Rio já cortaram RS 1,8 bilhão em obras programadas. Levantamento em oito cidades que mais recebem ou recursos mostra que foram suspensos projetos como saneamento em Macaé e contenção de encostas em Angra dos Reis, além de casas populares em Campos e escolas e hospitais em Cabo Frio, relatam Ramona Ordoñez e Bruno Rosa. “O petróleo está no mar, mas as pessoas estão em terra. Será uma tragédia”, disse Sabino, prefeito de Rio das Ostras.

O Estado de São Paulo "Dilma reduz repasses para Estado de Eduardo Campos"

Transferências federais voluntárias caem ao nível de 2006, quando adversári…