Postagens

Mostrando postagens de Setembro 20, 2015

Breguet 763 Provence

Imagem

Coluna do Celsinho

Iluminar
Celso de Almeida Jr.
Nos jornais, recheados de notícias ruins, procuro as boas novas. Difícil...
Nesta semana, entretanto, senti o coração e o pensamento confortados. Arte do Papa Francisco.
Sim, ele mesmo, nosso argentino mais querido.
Que bonito o seu desempenho no Congresso Americano!!!
Como é agradável ver um ser humano inteligente, educado e sereno tratar de temas tão intensos.
Selecionei algumas de suas frases:
"Não tenhamos medo dos estrangeiros".
"Nós americanos não tememos os estrangeiros porque muitos de nós já fomos um dia os imigrantes que aqui chegaram".
"O correto uso de recursos naturais, a apropriada aplicação da tecnologia e a capacidade de orientar o empreendedorismo são elementos essenciais para uma economia que tenta ser moderna, inclusiva e sustentável".
“Nenhuma religião é imune a diversas formas de aberração individual ou de extremismo ideológico”.
"O sonho de Luther King ressoa em nossos corações”.
"Diante do silêncio vergonhos…

Dominique

Imagem

Opinião

Imposto em Cascata

Gabeira
Joaquim José da Silva Xavier. Foi traído e não traiu jamais a inconfidência de Minas Gerais. Dentro e fora do Brasil, impostos sempre geram conflitos. Tiradentes que o diga. Pagou em parcelas de carne e osso a ousadia de combatê-los no Brasil Colônia. Vivi quase uma década na Suécia, país de impostos altos. Algumas pessoas reclamavam de tarifas progressivas.

Argumento: trava o estímulo para produzir mais. Nunca vi, entretanto, alguém negando a qualidade dos serviços que o governo prestava. Era uma evidência cotidiana.

Em 2013, milhões de pessoas foram às ruas no Brasil exatamente pedindo melhores serviços públicos. De lá para cá nada mudou, exceto a descoberta do maior escândalo do século na Petrobras. Com ele surgiram também outros escândalos menores. E a conclusão expressa até por ministros do Supremo: o sistema de poder que dominou o Brasil é na verdade uma organização criminosa. Hoje, as pessoas têm muitas razões para achar que seus impostos são tragados pel…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Sexta-feira 25 / 09 / 2015

O Globo
"Dólar bate recorde e cai a R$ 3,99 após BC ameaçar usar reserva"

Cotação da moeda americana chegou a R$ 4,25

Declaração do presidente do Banco Central, que também avisou que a taxa básica de juros deve ficar estável, fez mercado reduzir aposta contra o real

Depois de cinco altas consecutivas, o dólar fechou ontem em forte baixa, de 3,69%, a R$ 3,992. Pela manhã, a moeda americana bateu novo recorde e chegou a R$ 4,249, levando o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, a declarar que poderia usar as reservas cambiai s do país para conter a volatilidade do mercado. Ele também afirmou que a taxa de juros do país ficará estável. Com isso, os investidores diminuíram suas apostas contra o real, e o dólar caiu com força. O Brasil tem o sexto maior volume de reservas cambiais do mundo, com US$ 370 bilhões. Analistas divergem se a forte pressão sobre a moeda brasileira nos últimos dias foi resultado de ação especulativa ou se é mais um reflexo …

Dominique

Imagem

Opinião

Maconha legal

Ferreira Gullar
A legalização do consumo da maconha tornou-se, sem qualquer dúvida, uma questão importante em vários países, inclusive no Brasil. Em alguns outros países essa legalização ou descriminalização já se deu, como no Uruguai e em Portugal, respectivamente. Aqui no Brasil, o Supremo Tribunal Federal debate descriminalizar o consumo da maconha.

No meu ponto de vista, não é que essa descriminalização esteja errada, já que não me parece justo prender e muitos menos condenar quem consome drogas, seja maconha ou qualquer outra. No meu entender, a providência correta é a ajuda terapêutica para livrar o viciado do vício e uma campanha de esclarecimento pelos meios de comunicação e nas escolas.

Há quem afirme que a maconha não provoca nenhum mal e, portanto, não é necessário tratar o usuário dela. Minha experiência pessoal, nesse terreno, é o contrário: a maconha é um alucinógeno e, portanto, conforme seja o indivíduo que a fume, as consequências tanto podem ser insignifica…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quinta-feira 24 / 09 / 2015

O Globo
"Supremo fatia inquérito da Lava-Jato e esvazia Moro"

Por 7 votos a 3, ministros tiram de juiz apuração sobre empresa paulista

Decisão abre caminho para que outros casos que não envolvem diretamente a Petrobras saiam da jurisdição do Paraná ; advogados já preparam recursos para levar inquéritos para outros estados

Pela primeira vez, o Supremo Tribunal Federal mudou a condução das investigações da Lava-Jato, abrindo caminho para que casos que não envolvam diretamente a Petrobras deixem de ser julgados pela Justiça Federal no Paraná. Por 7 votos a 3, o STF tirou das mãos do juiz Sérgio Moro o poder de conduzir apuração sobre supostos pagamentos de propina pela Consist, de São Paulo, num inquérito que envolve a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). A Justiça Federal em São Paulo cuidará do caso. Um novo delator da Lava-Jato afirmou que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), dava a palavra final nas indicações na área Internacional da Petrobras…

Bristol 175 Britannia 307

Imagem

Energia

Eletronuclear inicia reabastecimento da Usina Nuclear Angra 2

No próximo dia 26 de setembro, a 0h, a Eletronuclear vai desconectar a Usina Nuclear Angra 2 do Sistema Interligado Nacional (SIN) para reabastecimento de combustível. Trata-se de uma parada programada (*) com duração estimada de 30 dias. Durante o período, o Operador Nacional do Sistema (ONS) realizará manobras no sistema elétrico de forma a garantir o abastecimento seguro de energia.

Cerca de 1/3 do combustível nuclear será recarregado, além de serem realizadas atividades de inspeção e manutenção periódicas e também instalações de diversas modificações de projeto, que precisam ser feitas com a usina desligada.

Foram contratadas firmas nacionais e internacionais – entre elas a Areva, Siemens e Tecnatom – que irão disponibilizar cerca de 1.300 profissionais (sendo 250 estrangeiros) para dar suporte aos técnicos da Eletronuclear.

Dentre as quase 3.500 tarefas planejadas para o período, destacam-se:

Ø  Recarregamento do combustíve…

Dominique

Imagem

Opinião

A redefinição dos currículos

Estadão
Encerrado o impasse político entre o ministro da Educação e o chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos, com a exoneração deste último, o governo finalmente divulgou a minuta da Base Nacional Comum Curricular (BNC), que define o conteúdo das disciplinas que devem ser ensinadas nas salas de aula de todo o País, da educação infantil ao ensino médio.

Previsto pelo Plano Nacional de Educação aprovado em 2014 e elaborado por uma equipe de pedagogos e professores de diferentes universidades, o documento será submetido a consulta pública até dezembro, podendo receber sugestões de docentes, escolas, instituições e entidades do setor. No primeiro semestre de 2016, a nova versão será encaminhada ao Conselho Nacional de Educação, responsável por sua aprovação.

Entre outras inovações, a BNC permite a regionalização do ensino básico. A ideia é que 60% do currículo seja comum, obrigando os alunos a aprender os mesmos conhecimentos, ficando a definição dos 40% res…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Quarta-feira 23 / 09 / 2015

O Globo
"Governo muda estratégia e aposta na manutenção de vetos"

Crise e dólar nas alturas levam Planalto a apelar até à oposição

Presidente Dilma e ministros passaram o dia pressionando líderes aliados, e Levy pediu apoio aos tucanos Aécio Neves e José Serra; PMDB recebeu oferta de dois novos ministérios, inclusive o da Saúde

No dia em que o dólar atingiu patamar histórico, o governo mudou a estratégia anunciada na véspera e jogou todas as fichas para tentar garantir a manutenção de vetos a projetos que elevariam ainda mais os gastos públicos. A presidente Dilma e ministros pressionaram aliados e, por telefone, falaram com líderes da oposição em busca de apoio. O ministro Joaquim Levy (Fazenda) ligou para o presidente do PSDB, Aécio Neves, e o também tucano José Serra pedindo colaboração. Entre os projetos vetados está o que dá aumento de até 78% ao Judiciário e o que amplia a todos os aposentados do INSS as regras de reajuste do mínimo. Para agrada…

Dominique

Imagem

Opinião

O jogo que prolonga a crise

Estadão
A crise econômica em que o populismo petista afundou o País continua sem perspectiva imediata sequer de algum alívio, porque a área política, nomeadamente o Congresso Nacional, do qual depende a viabilização de qualquer estratégia de combate à causa principal dos problemas – o caos que impera nas contas do governo –, não consegue romper o impasse decorrente da dificuldade de conciliar os interesses pessoais e partidários em jogo. Dito de forma mais clara: enquanto os políticos – do governo, da oposição e do muro – não conseguirem se entender a respeito do que é melhor para eles próprios, dificilmente dedicarão parte de seu precioso tempo à busca do entendimento a respeito do que é melhor para o País.

Esse quadro lamentável é produto do fisiologismo predominante, com raríssimas exceções, nas bancadas parlamentares. Afinal, o toma lá dá cá é a matéria-prima do “presidencialismo de coalizão” concebido por Lula. O surgimento, nos últimos dias, de novas hip…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Terça-feira 22 / 09 / 2015

O Globo
"Dilma faz apelo a Congresso para adiar votação de vetos"

Cunha diz que seria pôr ‘gasolina na fogueira’ manter reajuste do Judiciário

Planalto comanda ofensiva para evitar elevação de gastos em mais de R$ 127 bilhões; Temer e líderes do PMDB se recusam a indicar nomes para a reforma ministerial que a presidente prepara

Por temer uma derrota que agravaria ainda mais a situação das contas públicas, o Planalto trabalhou ontem para adiar a votação dos vetos presidenciais a medidas que elevariam os gastos do governo em R$ 127,8 bilhões até 2019. Novo articulador político, o ministro Ricardo Berzoini levou a líderes aliados o apelo da presidente Dilma. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), afirmou que seria colocar “gasolina na fogueira” derrubar o veto ao projeto que dá aumento de até 78% a servidores do Judiciário. A votação está prevista para hoje. O PMDB ontem se recusou a indicar nomes para a reforma ministerial em preparação por Dilma.


Pitacos do Zé

Imagem
Dia da árvore
José Ronaldo Santos Hoje, 21 de setembro, comemora-se o Dia da Árvore. É uma data especial à educação escolar.
Afirmo isso porque,  a cada comemoração acompanhada de reflexão e ato concreto, uma nova mentalidade se forma. Foi assim comigo. Na minha escola primária, na Praia do Perequê-mirim, essas comemorações sempre foram marcantes. Ainda me lembro muito bem de cantarmos o Hino Nacional, escutarmos uma preleção e ajudarmos no plantio de mudas por ali mesmo.
Quem levava as mudas era um japonês bem idoso, mas altamente disciplinado e amante da natureza. Ele morava sozinho;  a sua minúscula moradia era na margem da rodovia, vizinho do saudoso Dito Santo. Hoje, ao passar naquele local cheio de casarões, me recordo dessas pessoas tão boas, que marcaram a minha infância com seus bons exemplos. Na verdade, em todos os momentos marcantes da nossa escola ele estava presente, se orgulhando de fazer parte da nossa vida comunitária.

Dominique

Imagem

Opinião

Atração do abismo

Estadão
O desespero – e o desatino – parece ter tomado conta de vez do governo de Dilma Rousseff. Depois de reconhecer que não tem um “plano B” para o caso de ver rejeitadas no Congresso suas medidas apelidadas de “ajuste fiscal” e depois de avisar que o País não aguentará as consequências de novos gastos, o governo informa agora que pretende apelar até mesmo à legalização da jogatina para arrecadar dinheiro e, assim, tentar fechar suas contas.

Isso demonstra que a presidente Dilma Rousseff perdeu o pudor de cogitar soluções irresponsáveis para a violenta crise que ela mesma criou – e a legalização dos jogos de azar, vista há não muito tempo pelo próprio governo petista como temerária, certamente seria uma delas.

Na última vez que o Congresso debateu a legalização dos jogos de azar, em 2010, não faltou quem advertisse que se trata de uma atividade que facilita a ação do crime organizado, pois serve para a lavagem de dinheiro. Além disso, os empresários do jogo disporiam …

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Segunda-feira 21 / 09 / 2015

O Globo
"Brasil é líder em número de impostos"

Se a CPMF voltar, país terá o recorde de 93 tributos em vigor

Numa lista de 30 nações, país é o que oferece menor bem-estar à população em relação ao peso da tributação, de 35,42% do PIB
Se a proposta do governo de recriar a CPMF for aprovada, o Brasil passará a ter 93 impostos em vigor, a maior quantidade de taxas e contribuições do mundo, mostra levantamento de especialista da consultoria KPMG. Estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) revela que, de 30 nações pesquisadas, o país oferece o menor retorno em bem-estar aos cidadãos, mesmo com uma carga tributária de 35,42% do PIB.

Folha de S.Paulo
"Aliado de vice critica excesso de erros da gestão Dilma"

Ex-ministro Moreira Franco diz que PMDB não trai governo

Ex-ministro da presidente Dilma Rousseff (PT) e aliado do vice, Michel Temer, Moreira Franco (PMDB) afirma que é impossível prever desdobramentos da crise pela sucessão …

Dominique

Imagem

Opinião

Imposto em cascata

Perto da CPMF, os outros improváveis cortes do pacote do governo são secundários

Fernando Gabeira
Joaquim José da Silva Xavier. Foi traído e não traiu jamais a inconfidência de Minas Gerais. Dentro e fora do Brasil, impostos sempre geram conflitos. Tiradentes que o diga. Pagou em parcelas de carne e osso a ousadia de combatê-los no Brasil Colônia. Vivi quase uma década na Suécia, país de impostos altos. Algumas pessoas reclamavam de tarifas progressivas.

Argumento: trava o estímulo para produzir mais. Nunca vi, entretanto, alguém negando a qualidade dos serviços que o governo prestava. Era uma evidência cotidiana.

Em 2013, milhões de pessoas foram às ruas no Brasil exatamente pedindo melhores serviços públicos. De lá para cá nada mudou, exceto a descoberta do maior escândalo do século na Petrobras. Com ele surgiram também outros escândalos menores. E a conclusão expressa até por ministros do Supremo: o sistema de poder que dominou o Brasil é na verdade uma organização cr…

U.V.

Imagem

Manchetes do dia

Domingo 20 / 09 / 2015

O Globo
"União incha quadro de pessoal de 18 estatais"

Grupo inclui da empresa do inexistente trem-bala à bem-sucedida Embrapa

Número de funcionários cresce 11 mil desde 2009, e gasto com folha dobra em cinco anos. Tesouro desembolsa R$ 15 bi, mas companhias destinam menos de um terço desse orçamento a investimentos

As 18 estatais que dependem de recursos da União têm 47.333 funcionários e dobraram seus gastos com a folha de pagamentos nos últimos cinco anos. Juntas, receberam R$ 15 bilhões do Tesouro Nacional em 2014, mas destinaram apenas 28% desse orçamento a investimentos, informam RUBEM BERTA, CÁSSIA ALMEIDA e MARCELLO CORRÊA. O grupo inclui desde a Embrapa, referência em pesquisa agropecuária, até a Empresa de Planejamento Logístico (EPL), criada para planejar o trem-bala, que não saiu do papel.


Folha de S.Paulo
"Congresso cobra cortes, mas aprova despesas bilionárias"

Governo tenta manter vetos de Dilma a projetos da pauta-bomba

O Congresso, q…