Conversa com o Charles

Valorizar os Frutos da Terra e fomentar suas vocações

Charles Medeiros

No ultimo dia 23 de junho do corrente ano, o atleta Ubatubense Filipinho Toledo, venceu a etapa Brasileira do WSL em Saquarema RJ, e o nome de UBATUBA correu MUNDO afora, de forma extremamente positiva, e em mídia gratuita.

Vale salientar que UBATUBA é a Capital do Surfe. Ainda tenho vivo em minhas lembranças, o SUNDEK CLASSIC de 1988, em nossa Ubatuba, onde a Praia de Itamambuca lotada viu o australiano Damien Hardman levantar o troféu no maior degrau do pódio. A cidade e a mocidade abraçou o Evento Mundial, o esporte cresceu e o comércio da cidade agradeceu.

Na abertura do texto, dei o exemplo de nosso querido Filipinho, por conhecer e valorizar todo o trabalho feito pela Surfamily Toledo em dar condições ao atleta de competir e estar entre os melhores do mundo, e por Ubatuba ser e ter o cenário apropriado para essa modalidade esportiva.

Sempre é bom lembrar que o dom do jovem atleta Ubatubense, o treinamento exaustivo, mais o empenho da Família Toledo, e o apoio de patrocinadores foi fundamental ao SUCESSO. Lembrem-se, a disputa no mais alto degrau da Elite do Surf é violenta, e manter-se nela já é uma grande vitória. Tubarões como Kelly Slater são joias raras na categoria, e em Saquarema foi batido por Filipinho Toledo.

O Surfe estará presente na Olimpíada de Tóquio em 2020. Isso! O Surf agora é uma modalidade olímpica! E 2020 já bate em nossa porta.

Nosso Litoral Norte de São Paulo tem atletas na Elite, Filipinho Toledo de Ubatuba, e o Bicampeão Mundial Gabriel Medina de Maresias/São Sebastião. Esses atletas têm todos os pré-requisitos necessários para lutarem por uma “VAGA” Olímpica, e estarem na disputa do surfe no Japão que acontecera na Praia de Tsurigasaki.

Imagina um filho de UBATUBA levando o nome de nossa cidade para a Olimpíada de Tóquio. Será algo grandioso.

Dai a importância de se valorizar os frutos da Terra, dar condições para que eles disputem, e definir uma das vocações que temos em nossa Municipalidade, isso já é um grande começo. Vale lembrar que muito do que se conquista é na raça e no peito, com sangue, suor e lágrimas. E muitos sorrisos também. É claro.

Por esse motivo precisamos unir forças para trazer um novo Mundial de Surfe em Terras Ubatubenses, e também unir nossas forças em torno de nossos valorosos atletas. Suas vitorias são as nossas conquistas.

Sempre soubemos que o grandioso Oceano Atlântico que banha nossa costa é uma grande fonte para um desenvolvimento sustentável em nossa municipalidade, a exemplo o surfe e outras atividades náuticas a serem desenvolvidas ou potencializadas. Mas UBATUBA tem bem mais do que isso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião