terça-feira, outubro 25, 2016

Pitacos do Zé


Um sem noção de Deus

Zé Ronaldo Santos
Sim, sou professor porque acredito na educação como principal instrumento para melhorar este mundo. Por isso que insisto num tema que há anos vem sendo trabalhado pelas orientações docentes: a formação para a cidadania.

Faz parte do meu discurso, em diversos momentos com os alunos, que o problema maior de país, da cidade, do bairro somos nós mesmos que fazemos da esperteza um princípio de muito valor. É esperto quem se aproveita das tarefas dos outros para ganhar nota boa; quem dribla os impostos e outras taxas; quem ocupa e danifica o espaço do vizinho; quem usa a lábia para se aproveitar dos irmãos; quem desconsidera a legislação ambiental para lucrar mais; quem descuida da família para poder ostentar um status ilusório; quem abre uma janela do lado da casa vizinha; quem descarta lixo na rua, mas reclama do governo que é displicente nos esgotos; quem bebe e sai dirigindo pelas ruas; quem quer um atestado sem estar precisando; quem ocupa assentos e vagas destinadas aos idosos etc...etc... Porém, essa mesma espécie de indivíduo quer que os políticos sejam honestos e zelem pelo bem coletivo!

O médico Dráuzio Varella, num artigo de jornal, assim me ajuda a concluir:

“O brasileiro tá reclamando de quê? Com a matéria-prima desse país?  A gente tem muita coisa boa, mas falta muito para a gente ser o homem e a mulher que o nosso país precisa.  Nós é que temos de mudar.  O novo governante (federal, estadual, municipal) com os mesmos brasileiros não pode fazer nada. Antes da gente chegar e culpar alguém, a gente tem que fazer uma autorreflexão: fique na frente do espelho, você vai ver quem é o culpado”.

Quer duvidar que  o “sem noção”, quem estragou essa planta na minha calçada sem nenhum constrangimento, acredita em Deus como criador de tudo, inclusive dessa árvore florida? E não poderá ser o mesmo que já envenenou animais na vizinhança? E gente assim, porção considerável dessa matéria-prima, não pode ser chamado de “um sem noção de Deus”?

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats