segunda-feira, agosto 29, 2016

Manchetes do dia

Segunda-feira 29 / 08 / 2016

O Globo
"Dilma estuda senadores para confronto final "

Presidente afastada pesquisou trajetórias e discursos de adversários

Senadores da base do governo Temer se reuniram e disseram que o tom do debate será dado pela petista. ‘Se houver provocação, responderemos à altura’, afirmou o tucano Aécio Neves

A presidente afastada, Dilma Rousseff, fará hoje sua defesa no processo de impeachment em julgamento no Senado com um discurso emocional, no qual lembrará a luta que travou contra a ditadura e fará um apelo para que os senadores não permitam um “golpe” no país. Segundo aliados, ela não pretende partir para o ataque, mas se preparou para eventuais confrontos. Dilma, que se encontrou ontem com o ex-presidente Lula, estudou a trajetória política de cada senador e como cada um deles se manifestou até aqui sobre o impeachment. O presidente interino, Michel Temer, recebeu aliados para monitorar os votos, inclusive o presidente do Senado, Renan Calheiros. Senadores da base também se reuniram e disseram que o tom do debate será dado por Dilma: “Se houver provocação, responderemos à altura”, avisou Aécio Neves, presidente do PSDB.                
 
O Estado de S.Paulo
"Senadores prometem revide se Dilma falar em ‘golpe’"

Aliados de Temer ameaçam reagir caso petista mantenha decisão de atacar legitimidade do impeachment

O depoimento da presidente afastada Dilma Rousseff, marcado para começar às 9 horas de hoje no Senado, voltou a acirrar ânimos de senadores na reta final do julgamento do impeachment, em curso desde quinta-feira. A petista está decidida a tratar o afastamento como “golpe”. Para Cássio Cunha Linha (PSDB-PB), que participou de reunião de aliados de Michel Temer para discutir estratégias, será uma afronta se ela usar o termo na Casa. “É uma afronta à democracia, será uma afronta à presença do ministro Ricardo Lewandowski (presidente do STF). Você não pode admitir um golpe presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal”, disse, em entrevista à Rádio Estadão. Já Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou que, “se ela (Dilma) errar no tom, as respostas serão no mesmo tom”.  

Folha de S. Paulo
"Receita aponta desvio e tira isenção do Instituto Lula"

Fisco decide aplicar multa milionária; entidade diz não ter sido notificada

A Receita Federal suspendeu a isenção tributária do Instituto Lula entre 2011 e 2014 por “desvios de finalidade”. O órgão do governo também cobrará Imposto de Renda e contribuições sociais e aplicará multa à instituição do ex-presidente, informa Julio Wiziack. O fisco viu irregularidades nas declarações do instituto. A principal foi o repasse de R$ 1,3 milhão para a empresa G4 Entretenimento, de Fábio Luís, filho de Lula, e de Fernando Bittar, dono do sítio em Atibaia (SP) investigado por ter sido frequentado pelo petista. Para a Receita, houve simulação de prestação de serviço pela empresa, a fim de mascarar a transferência de recursos para o ex-presidente ou parentes, o que configura desvio de finalidade. O valor cobrado do instituto deve ficar entre R$ 8 milhões e R$ 12 milhões. O Instituto Lula informou não ter sido notificado da decisão. Seu presidente, Paulo Okamotto, afirmou que a G4 foi contratada em 2012 para cuidar da parte digital da instituição. De acordo com ele, os valores foram declarados e os impostos, recolhidos. 
 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats