sábado, março 14, 2015

Manchetes do dia

Sábado 14 / 03 / 2015

O Globo
"Manifestantes pró-Dilma vão às ruas em 24 estados"

Atos pacíficos foram realizados por centrais sindicais e movimentos como o MST

Na antevéspera de protestos contra o governo, manifestações pelo país defenderam a gestão da petista, a Petrobras e a reforma política, criticando, porém, mudanças em benefícios trabalhistas

Dois dias antes das manifestações marcadas para protestar contra o governo Dilma, CUT, Federação dos Petroleiros e movimentos sociais conseguiram levar milhares de pessoas às ruas de 23 estados e do Distrito Federal, em atos públicos de apoio à presidente, à Petrobras e à democracia, mas em alguns casos contra o ajuste fiscal. O maior ato aconteceu em SP e reuniu 12 mil manifestantes, Segundo a PM, ou 100 mil, de acordo com a CUT. O Planalto ficou aliviado porque não houve incidentes.

Folha de S.Paulo
"Atos criticam governo, mas defendem Dilma"

Os protestos organizados pela central sindical CUT, pelo MST e por outros movimentos sociais em ao menos 23 capitais nesta sexta (13) fizeram críticas à política econômica do governo Dilma, mas defenderam a presidente em relação aos atos por seu impeachment marcados para amanhã (15).

As principais bandeiras foram a defesa da Petrobras, em razão dos desvios de recursos da estatal, e a oposição ao ajuste fiscal do Planalto, que restringe parte dos benefícios trabalhistas. 

Os manifestantes protestaram contra o que chamaram de “golpe da direita” - atos pela saída de Dilma.

O apoio à presidente, porém, não excluiu cobranças pelas reforma agrária e política. Em alguns Estados, a defesa de Dilma e da estatal contou com a presença de lideranças petistas locais.

O partido preferiu não apoiar oficialmente os atos, que ocorreram de forma pacífica, sem incidentes.

Policiais estimam a participação de ao menos 26 mil pessoas. Os organizadores falam em 170 mil. Em São Paulo, o Datafolha calculou que 41 mil pessoas foram ao maior protesto no país.

Em rede social, o presidente do PSDB, Aécio Neves, incentivou a participação nos atos de amanhã. 

Twitter  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats