Situação precária


A foto exprime bem o significado do termo precariedade

A APAUBA, Associação Protetora dos Animais de Ubatuba, pede que prefeito e vereadores cumpram compromissos assumidos com a entidade em época de campanha.

O Canil/Gatil da Apauba está em situação extremamente precária, com superlotação, abrigando cerca de 200 animais. A revelação é da vice-presidente da entidade, Evely Reyes Prado, que esteve, nesta quinta-feira, 22, no gabinete do presidente da Câmara Municipal, Jairo dos Santos, PT. Ela informou que não tem recursos para construir, nem fazer as reformas necessárias. De acordo com Evely, a verba que a Prefeitura repassa, através de um convênio com a Apauba, é insuficiente e destinada, apenas, para a realização de cirurgias, medicamentos básicos, material de limpeza, pagamento de funcionários, serviço de contabilidade, impostos sobre cada castração feita e para o material informativo. Evely quer que o prefeito Eduardo César cumpra o termo de compromisso assinado por ele na época da campanha eleitoral, que entre outras medidas prevê: resolver a questão animal com respeito e humanidade, a bem da saúde pública, da comunidade, do meio ambiente e do equilíbrio animal/homem; redução de animais com critérios humanitários, em comum acordo com veterinários e Apauba; fornecimento de assistência veterinária gratuita, com tratamento ambulatorial; readequação e reforma do CCA - Centro de Controle de Zoonose; veículo próprio e funcionário habilitado na captura e transporte dos animais para o local adequado; reconhecimento e fortalecimento da Apauba.
Evely também se queixa do fato de ter apenas uma veterinária para atender tanto a Vigilância Sanitária quanto ao CCZ. Segundo ela, é humanamente impossível atender com eficiência as obrigações dos dois órgãos.
Entre as reivindicações mais urgentes da Apauba estão a transferência do local de atendimento da veterinária à população carente, para uma área mais central; um telefone no Centro de Controle de Zoonose e a conclusão das obras do canil do CCZ, para aliviar a superlotação existente na Apauba. As obras do canil começaram em novembro, mas Evely acha que, “pelo andar da carruagem”, elas não estarão concluídas data prevista, que seria final de dezembro.

Fonte: ASCOM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião