Feira hippie

ESCLARECIMENTO DO VEREADOR CLAUDINHO

Este vereador vem a público para esclarecer aos interessados, a realidade dos acontecimentos da Feira Hippie.
No dia 21 deste mês de dezembro, mais uma vez tentaram fazer uma manifestação sem fundamento, foram distribuídos dentro da Câmara Municipal, muitos panfletos convidando as pessoas a participarem de uma vigília às 20 horas, que seria feita em frente ao cruzeiro, e também convidando para o dia 22 uma manifestação pública às 16 horas, só que a pessoa não teve competência nem de colocar o nome neste panfleto, fazendo tudo as escondidas, pois não tinha certeza de nada, induzindo pessoas a se manifestarem sem conhecer a verdade. Como também foi feita uma tentativa de manifestação na penúltima sessão de Câmara onde alguns professores tentaram induzir os alunos a irem contra a cobertura da Feira Hippie, sendo que muitos já haviam assinado um abaixo-assinado em favor da mesma.
Há muitos anos as famílias que ali trabalham, tentam cobrir a feira, a mais de 15 anos, hoje estamos bem perto desta realidade, tenho em mãos um abaixo-assinado com assinatura dos 10 vereadores apoiando a cobertura da Feira, por isso fiquei decepcionado quando cheguei no local e me deparei com a presença de um vereador, pois o mesmo, junto com seu assessor, dizia que ficando quieto já estaria-me ajudando, só que não estavam quietos, temos que acabar com esse preconceito de que em Ubatuba não se pode fazer nada, e juntos construiremos uma cidade maravilhosa, com infra-estrutura, sanitários públicos, urbanização adequada e cursos profissionalizantes. Precisamos também unirmos forças para desembargar o asfalto, as barreiras, os rios para os areeiros trabalharem e tantas outras coisas mais.
Nós da Feira Hippie temos um projeto aprovado pelo Governo do Estado, Condephat, Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional 9ª Superintendência Regional –São Paulo (IPHAN).
Este Instituto no 1° passo, aprovou o projeto pedindo que a feira se deslocasse alguns metros no sentido do Cruzeiro, e depois de muitas negociações entre este vereador, o prefeito e vários secretários, conseguimos chegar em um bom senso, diferente do que um vereador estava tentando influenciar as pessoas, sem saber na verdade o que estava acontecendo, dizendo que este vereador (Claudinho) que vos fala estava querendo cortar a castanheira e também derrubar o cruzeiro.
Jamais passou na cabeça deste vereador em derrubar esta árvore centenária, nem tampouco era a vontade do prefeito Eduardo César, que não mediu esforços em nossas negociações com as secretarias.
Quanto ao Cruzeiro este vereador que vos fala é Católico Apostólico Romano, atuante na comunidade, jamais faria algo para danificar ou denegrir a imagem de nossa igreja. Em conversa com o Frei, somente seria removido o Cruzeiro mediante apresentação de um ótimo projeto colocando ele de volta onde foi criado o 1° Cruzeiro alguns metros a frente ficando diante à Igreja Matriz ali mesmo na praia.
Quem observar direito vai ver que o cruzeiro não se encontra em frente à igreja e que o mesmo já foi reformado várias vezes, hoje o cruzeiro se encontra com cinco pontas ao redor, misturando Religião e República o que na realidade deveria ter três pontas Pai, Filho, Espírito Santo, mas tudo isso só seria feito com autorização de nosso Frei e com o compromisso de nosso prefeito que já mandou construir uma nova estátua do Padre José de Anchieta, feita por um artesão muito conhecido por todos em nossa cidade, e que será colocada em frente ao Cruzeiro para que todos saibam de quem é a estatua.
Essas poucas pessoas que foram na manifestação e se sentiram cercadas por todos os lados, diante das famílias e amigos dos expositores que ficaram sabendo desta atitude insensata deste vereador que tentou agitar, nunca se preocuparam em preservar o Cruzeiro e a estátua de Anchieta, que muitos turistas nem sabem identificar, ficam em dúvida, pois a mesma se encontra danificada, e o Cruzeiro imundo, e quando alguém pensa em arrumar, vêm as críticas politiqueiras, querendo impedir que o bem progrida.
Agradeço aos expositores da Feira Hippie (que largaram seus afazeres), pela atitude que tomaram em se manifestar a favor da cobertura, e juntos esclareceremos aos poucos que lá estiveram tentando impedir a mesma.
Agradeço ao prefeito Eduardo César em sempre atender este vereador e não medir esforços e sempre estar do nosso lado em todas as situações, e também parabenizá-lo desde já pela reurbanização que será feita em toda Avenida Iperoig mesmo que poucos novamente venham querer atrapalhar.
Também em nome do prefeito agradecer a todo secretariado que tem nos acompanhado dia a dia nesta tão sonhada cobertura.
Como todos puderam ver, não estamos fazendo nada as escondidas, pois não é do nosso caráter, existe uma placa no local da construção para que todos possam ver.
Este vereador está à disposição para qualquer esclarecimento, não critiquem sem saber o que estão criticando, sem se informarem primeiro para que não aconteça de novo, e com foi publicado no jornal da ACIU segue abaixo como matar sua entidade e que também sirva de exemplo a todos que só pensam em criticar

Como matar sua entidade

- Nunca freqüente a entidade, mais quando for lá, procure algo para reclamar;
- Se comparecer a qualquer atividade, encontre falhas no trabalho de quem está lutando por sua categoria;
- Nunca aceite uma incumbência, lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar;
- Se a diretoria pedir sua opinião sobre o assunto, responda que não tem nada a dizer e depois espalhe como deveriam ser as coisas;
- Não faça nada além do absolutamente necessário, porém, quando os diretores estiverem trabalhando com boa vontade e com interesse, para que tudo corra bem, afirme que sua entidade está dominada por “grupinhos”;
- Não leia o jornal ou boletim da entidade e muito menos os comunicados, afirme que ambos não publicam nada de interessante e, melhor ainda, diga que não os recebe regularmente;
- Se for convidado para qualquer cargo, recuse, alegando falta de tempo, e depois critique, com afirmações do tipo: “esta turma quer ficar para sempre nos cargos”;
- Sugira e exija a realização de cursos e palestras. Quando a entidade realiza-los, não se inscreva nem compareça;
- Se receber um questionário da entidade, solicitando sugestões, não preencha, e se a diretoria não adivinhar suas idéias e pontos de vista, critique e espalhe a todos que você é ignorado;
- Após toda essa colaboração espontânea, quando cessarem as publicações, as reuniões, o lazer e todas demais atividades, enfim, quando sua entidade morrer, estufe o peito e afirme:
“EU DISSE QUE ESTA ASSOCIAÇÃO NÃO FAZ NADA”


Vereador Claudinho Gulli

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Manchetes do dia

Opinião