terça-feira, dezembro 06, 2016

Manchetes do dia

Terça-feira 6 / 12 / 2016

O Globo
"Pela Lava-Jato e contra Renan"

Manifestações em 82 cidades defendem aprovação de medidas contra corrupção

Para Planalto, poderes da República devem estar atentos às ruas Milhares de pessoas foram às ruas em todos os estados e no DF contra ataque do Congresso ao pacote anticorrupção e à Lava-Jato. Manifestantes elegeram como alvo o presidente do Senado, Renan Calheiros, defensor do projeto que pune o abuso de autoridade de juízes e membros do MP. Presidente da Câmara, Rodrigo Maia também foi criticado.    

O Estado de S.Paulo
"Milhares vão às ruas pela Lava Jato e contra Renan"

Houve atos em 25 Estados e no Distrito Federal

O presidente Temer foi poupado

Manifestantes apontaram ‘sabotagem’ do presidente do Senado às investigações e ovacionaram o juiz Sérgio Moro

Milhares de manifestantes foram às ruas do País ontem em apoio à Operação Lava Jato, em defesa do pacote das 10 Medidas Contra a Corrupção e contra o Congresso. Apesar do receio do Planalto quanto a uma onda de atos contra o governo, o presidente Michel Temer foi poupado e os protestos se concentraram em críticas aos parlamentares, com foco dirigido ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Os atos – os primeiros da era Temer – ocorreram em 25 Estados e no Distrito Federal, e atraíram menos manifestantes do que os pelo impeachment de Dilma Rousseff. Aos gritos de “Fora, Renan”, os manifestantes apontavam o presidente do Senado como autor de uma tentativa de sabotagem à Lava Jato – na quarta-feira, ele quis aprovar um requerimento de urgência para votar em plenário o desfigurado pacote anticorrupção aprovado na madrugada pela Câmara. No mesmo dia, Renan virou réu no Supremo Tribunal Federal. Os atos também se voltaram contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O juiz Sérgio Moro, por sua vez, foi ovacionado.                

Folha de S. Paulo
"Atos apoiam Lava Jato e criticam o Congresso"

Presidentes da Câmara e do Senado são principais alvos de protestos pelo país

Manifestantes voltaram às ruas neste domingo (4) em dezenas de cidades do país para protestar contra o Congresso e declarar apoio à Operação Lava Jato. Os principais alvos foram os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), além do desfigurado pacote anticorrupção aprovado por deputados na semana passada. Maia conduziu a sessão que avançou pela madrugada de quarta (30), enquanto Renan tentou apressar a votação horas mais tarde. Ambos afirmaram que as manifestações são legítimas. Projeto que prevê punições por abuso de autoridade a magistrados e membros do Ministério Público também foi criticado. O juiz Sergio Moro recebeu homenagens com bonecos e faixas. O presidente Michel Temer (PMDB) foi pouco lembrado pelos presentes. Em nota, a Presidência elogiou o comportamento dos manifestantes e disse que os Poderes devem estar atentos às reivindicações populares. Segundo a Polícia Militar, 15 mil pessoas se reuniram na avenida Paulista. Movimentos que organizaram o protesto em São Paulo falaram em 200 mil.  

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats