segunda-feira, novembro 21, 2016

Manchetes do dia

Segunda-feira 21 / 11 / 2016

O Globo
"Esquema de Cabral teve propina paga no exterior"

Delação da Odebrecht vai revelar depósitos constantes

Novo conjunto de colaborações na Lava-Jato deverá ampliar as provas e comprometer mais envolvidos

As delações de dois ex-executivos da Odebrecht, Benedicto Júnior e Leandro Andrade Azevedo, vão revelar as contas internacionais do esquema de corrupção que seria comandado pelo ex-governador Sérgio Cabral, revela Chico Otávio. A Odebrecht participou de grandes obras do governo fluminense, como a reforma do Maracanã e a construção do Arco Metropolitano.

Os investigadores da Lava-Jato acreditam que mais provas e novos personagens surgirão das delações.    

O Estado de S.Paulo
"Banco do Brasil quer aposentar 18 mil e fechar 402 agências"

Plano de reestruturação ainda prevê redução de jornada de 6 mil funcionários

O Banco do Brasil anuncia hoje um programa de reestruturação que fechará 402 agências pelo País ao longo do próximo ano, transformará outras 379 em postos de atendimento (com menos funcionários e serviços) e oferecerá um plano de aposentadoria incentivada para até 18 mil funcionários – de um total de 109.159. O plano é economizar R$ 750 milhões por ano. Atualmente, o BB tem 5.430 agências e 1.791 postos de atendimento. O banco promete não fechar agência em município onde atua sozinho. Em comunicado ontem ao mercado, informou que reverá a estrutura organizacional em todos os níveis e fechará 28 superintendências regionais de varejo e três de governo, de um total de 140. Aos funcionários, o banco oferecerá um plano de incentivos que dará a quem se aposentar 12 salários, mais indenização pelo tempo de serviço. Além disso, o maior banco do País também tem a expectativa de que 6 mil funcionários troquem a jornada de oito para a de seis horas. Ao aderir, o empregado tem o tempo diário de trabalho reduzido em 25% e o salário, em 16,25%.               

Folha de S. Paulo
"Banco do Brasil anuncia o fim de 14% das agências"

Instituição pretende economizar R$ 750 mi com plano de reestruturação e também incentivará aposentadorias

O Banco do Brasil anunciou uma reestruturação com a finalidade de equiparar sua estrutura à de concorrentes privados, como Bradesco, Itaú e Santander.0 plano inclui acabar com 402 das 5.430 agências no país. Outras 379 se tornarão postos de atendimento, gerando menos custos. Além disso, 31 superintendências regionais serão enxugadas e três diretorias, extintas.

Com a reformulação, o BB quer poupar R$ 750 milhões.O banco, hoje com 109 mil funcionários, pretende reduzir o quadro para menos de 100 mil. Para isso, um programa de incentivo à aposentadoria será aberto.

De acordo com o BB, a rede de atendimento será reorganizada para adequá-la “ao novo perfil e comportamento dos clientes” e a medida não vai comprometer a presença da instituição nos municípios em que atua. As mudanças ocorrerão ao longo de 2017. 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats