sábado, outubro 01, 2016

Manchetes do dia

Sábado 1 / 10 / 2016

O Globo
"Rio chega à votação com 2º turno indefinido"

Paes pede voto útil em Pedro Paulo, e Freixo apela a eleitores de centro

Prefeito defende que eleitores de Indio, Bolsonaro e Osorio apostem no candidato do PMDB para derrotar Crivella, que está virtualmente no segundo turno, mas prefere enfrentar o adversário do PSOL

A campanha no Rio chega à véspera da votação sem definição de quem enfrentará, pelas pesquisas, Marcelo Crivella (PRB) no segundo turno. Empatados com 10% cada, Pedro Paulo (PMDB) e Marcelo Freixo (PSOL) tentam conquistar eleitores de adversários convencendo-os de que são mais capazes de derrotar Crivella. O prefeito Eduardo Paes fez um apelo pelo chamado voto útil em Pedro Paulo: “O eleitor do Osorio, do Indio e do Bolsonaro vão entender que não dá para ter um segundo turno com Freixo e Crivella.” Já Freixo busca eleitores de centro. 

O Estado de S.Paulo
"Candidatos vão à periferia em busca de votos do PT"

Bairros da zona leste, onde estão 2 milhões de eleitores, são o principal alvo

Nos últimos dois dias de campanha, os principais candidatos à Prefeitura de São Paulo foram buscar votos em ex-redutos petistas nos extremos da cidade. O principal alvo é a zona leste, que tem mais de 2 milhões de eleitores e registrou votações expressivas no PT em eleições anteriores. Segundo pesquisas de intenção de voto de Ibope e Datafolha, a área hoje se divide majoritariamente entre Celso Russomanno (PRB) e João Doria (PSDB). A candidata do PMDB, Marta Suplicy, também tem bom desempenho nesses bairros, enquanto Fernando Haddad (PT) tenta recuperar terreno. Ontem, ao chegar ao Mercado Municipal de Guaianases, Doria encontrou militantes ligados a vereadores do PT. Os dois grupos começaram a se provocar e houve um início de confusão. Centenas de cabos eleitorais tucanos farão “bandeiraços” hoje na periferia, onde também estarão Marta e Haddad.       

Folha de S. Paulo
"Na reta final, candidatos condenam ataques rivais"

Russomanno, Marta e Haddad disputam vaga no 2º turno em SP; Doria lidera

A dois dias do pleito, os três candidatos à Prefeitura de São Paulo que disputam a segunda vaga no segundo turno atribuíram problemas no desempenho na corrida eleitoral a ataques de rivais. A oito pontos percentuais do líder, João Doria (PSDB), Celso Russomanno (PRB) admitiu desgaste à sua imagem. O candidato disseque sua candidatura não foi desconstruída, como em 2012. Ele tem 22% das intenções de voto, afirma pesquisa Datafolha divulgada na segunda (26). Russomanno começou a campanha em primeiro em ambos os pleitos, mas não conseguiu chegar ao segundo turno na eleição anterior. “O povo está vacinado, sabe quem eu sou”, afirmou. Marta Suplicy (PMDB),em terceiro com 15% das intenções, também atribuiu sua queda a ataques de rivais. “Eu caí porque o PT resolveu fazer uma campanha contra mim, falando que eu sou contra o trabalhador, e isso não procede”, disse. Ela está tecnicamente empatada com o prefeito Fernando Haddad (PT), que tem 11%. Em ato, o petista tentou rebater críticas recorrentes de que preteriu a periferia. Nome presumível no segundo turno, Doria suspendeu evento de campanha após tumulto com apoiadores de rivais.  
 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats