sexta-feira, setembro 23, 2016

Manchetes do dia

Sexta-feira 23 / 09 / 2016

O Globo
"Plano do ensino médio prevê 7 horas de aula/dia"

Reforma proposta em MP de Temer exclui o ensino de artes e educação física do currículo obrigatório

Representantes do governo ressaltam, no entanto, que a Base Nacional Comum Curricular, ainda em discussão, fixará as disciplinas essenciais

O governo editou ontem medida provisória que muda o ensino médio no Brasil. Entre as principais propostas estão o aumento da carga horária de cinco para sete horas diárias e a flexibilização de metade desta carga para incluir opções pedagógicas de acordo com as preferências dos estudantes. Pelo texto enviado ao Congresso, o ensino de artes, sociologia, filosofia e educação física deixa de ser obrigatório no ensino médio, mas representantes do governo ressaltam que a definição das disciplinas só virá com a Base Nacional Comum Curricular, ainda em discussão. A meta é atender 257 mil jovens em 2017 e mais 257 mil no ano seguinte, com orçamento de R$ 1,5 bilhão do Ministério da Educação até 2018.                     
 
O Estado de S.Paulo
"Moro prende Mantega por corrupção e solta 5h depois"

Eike Batista diz que ex-ministro da Fazenda pediu R$ 5 milhões para pagar dívida do PT - Ele foi preso quando acompanhava mulher no hospital - 34ª fase da Lava Jato deteve outras seis pessoas

A Polícia Federal deflagrou ontem a 34.ª fase da Operação Lava Jato e manteve o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega preso por algumas horas. Ele é acusado de pedir R$ 5 milhões ao empresário Eike Batista em 2012 para saldar dívidas de campanha do PT. Além dele, foram presas seis pessoas. Batizada de Arquivo X, a operação investiga propina na construção de duas plataformas de exploração do pré-sal. Segundo a força-tarefa, seu ponto determinante foi um depoimento do empresário Eike Batista, que em maio procurou investigadores para revelar que repassou US$ 2,35 milhões para uma conta dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura. Autorizada pelo juiz Sérgio Moro, a prisão de Mantega foi feita de manhã no Hospital Albert Einstein, onde ele acompanhava a mulher numa cirurgia. À tarde, porém, acabou revogada. As decisões de Moro causaram intenso debate nos meios jurídico e político. A defesa do ex-ministro classificou a ação como “monstruosidade”. Para o PT, prisão foi “arbitrária e desumana”.     

Folha de S. Paulo
"Doria sobe 9 pontos e assume liderança com Marta e Russomanno"

Tucano vai a 25% e passa numericamente principais rivais na disputa em SP; no 2º turno, cenários indicam empate

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, subiu nove pontos percentuais em relação à última pesquisa Datafolha e lidera a corrida eleitoral, em empate técnico com Celso Russomanno, do PRB, e Marta Suplicy, do PMDB. O tucano, que tinha 5% das intenções de voto em agosto e 16% no início de setembro, foi a 25% e está numericamente na dianteira. Russomanno caiu de 26% para 22%, e Marta oscilou de 21% para 20%. O candidato à reeleição, Fernando Haddad (PT), foi de 9% para 10%. A ex-prefeita Luiza Erundina (PSOL) caiu de 7% para 5%. Foram ouvidos 1.260 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais. Nas simulações de segundo turno entre os três líderes da pesquisa, todos os cenários indicam empate. Russomanno ficaria com 44%, ante 38% de Doria. Caso a oponente fosse Marta, seriam 40% para o deputado federal e 41% para a senadora. Em uma disputa entre Doria e Marta, o tucano teria 41% e a peemedebista, 42%. Haddad tem a maior rejeição entre os principais candidatos (45%). Marta é descartada por 29%, Russomanno e Erundina, por 27%, e Doria, por 19%. 
 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats