segunda-feira, setembro 19, 2016

Manchetes do dia

Segunda-feira 19 / 09 / 2016

O Globo
"EUA elevam segurança depois de atentados"

Nova York põe mais mil policiais nas ruas após explosão de bomba

Governador liga ato a terrorismo. Outro artefato foi detonado em Nova Jersey

As duas bombas plantadas em Nova York, uma das quais explodiu no sábado e feriu 29 pessoas, foram feitas com panelas de pressão e estilhaços, para produzir o maior número de vítimas. O atentado, somado à detonação de outro artefato em Nova Jersey e ao esfaqueamento de nove pessoas em Minnesota, reivindicado pelo Estado Islâmico, fez os EUA reviverem o clima de terror. Nova York, que recebe governantes para a Assembleia da ONU, investiga o caso como terrorismo, disse o governador, e reforçou a segurança com mil agentes.                     
 
O Estado de S.Paulo
"Congresso articula volta da doação eleitoral de empresa"

Vetado pelo STF, financiamento retorna à pauta diante do volume de contribuições de pessoas físicas

Deputados e senadores articulam no Congresso a volta do financiamento empresarial de campanha. A estratégia é aproveitar a dificuldade de arrecadação na eleição deste ano, quando empresas estão oficialmente proibidas de doar a candidatos e partidos pela primeira vez desde 1994, para trazer a discussão à tona e tentar aprovar a volta da doação de empresas. O movimento começou no mês passado, quando parlamentares perceberam que as doações de pessoas físicas seriam bem menores do que o esperado. Na Câmara, a articulação tem sido feita principalmente por parlamentares do Centrão – grupo de 13 partidos liderados por PP, PSD, PTB e SD. No Senado, a costura tem apoio de PP, grande parte do PSDB e do PMDB e até de alguns senadores do PT. Como o Supremo Tribunal Federal declarou a inconstitucionalidade da doação de empresas, a estratégia do grupo é tentar aprovar a volta do financiamento por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição.      

Folha de S. Paulo
"Federal do Rio passa USP no ranking universitário"

Estadual paulista liderava havia cinco anos, desde que a Folha criou a lista

Pela primeira vez desde que o Ranking Universitário Folha foi criado, a USP perde a liderança, superada por menos de um ponto pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O RUF classifica as 195 universidades brasileiras além dos 40 cursos de maior demanda. Atual melhor do país, a UFRJ se destaca em engenharia e avança desde 2015, quando tomou o segundo lugar da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). A Unicamp é campeã entre as 40 carreiras avaliadas, à frente de 14. Já a USP só lidera 9, contra 29 em 2015. No RUF, feito a partir dos indicadores “pesquisa”, “ensino”, “mercado”, “inovação” e “internacionalização”, a USP zera em um componente de “ensino” com base no Enade, exame oficial para graduandos do qual não participa por achá-lo tecnicamente falho. Maior universidade do país e líder brasileira nos rankings globais, a USP tenta reorganizar suas contas após grave crise. O reitor, Marco Antonio Zago, que assumiu em 2014, diz ter encontrado problema de gestão dos recursos, hoje “completamente superado”. 
 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats