quinta-feira, setembro 15, 2016

Manchetes do dia

Quinta-feira 15 / 09 / 2016

O Globo
"Lava-Jato: Lula era ‘comandante máximo’ de esquema criminoso"

Petista, dona Marisa e mais 6 são denunciados no caso do tríplex

Defesa do ex-presidente diz que acusação é ‘deplorável espetáculo’

Em sua manifestação mais dura, a Lava-Jato denunciou à Justiça o ex-presidente Lula sob a acusação de ser o “comandante máximo” do esquema de corrupção na Petrobras e, em troca, receber R$ 3,7 milhões da OAS em “propinas dissimuladas” por meio das obras no tríplex de Guarujá e da armazenagem de bens. O procurador Deltan Dallagnol disse que Lula era “o grande general” do que chamou de “propinocracia”, instalada, segundo ele, com o objetivo de manter a governabilidade, perpetuar o PT no poder e enriquecer agentes públicos. Para o procurador, Lula, chamado também de “maestro da orquestra criminosa”, é o elo entre personagens do escândalo atual e do mensalão. O ex-presidente reagiu com veemência e, por meio de seu advogado, acusou a Lava-Jato de fazer um “deplorável espetáculo de verborragia” e “truque de ilusionismo” com o objetivo de tirá-lo do jogo eleitoral. Também foram denunciados a ex-primeira-dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, e cinco ex-executivos da OAS. Se as denúncias forem aceitas por Sérgio Moro, os investigados passam a réus.                    
 
O Estado de S.Paulo
"MPF diz que Lula era o ‘comandante máximo da organização criminosa’"

Ex-presidente é denunciado à Justiça por força-tarefa da Lava Jato - É a primeira vez que petista é acusado formalmente de se beneficiar de esquema na Petrobrás - Parte dos R$ 3,7 milhões que investigadores dizem que Lula recebeu em propina se refere a triplex no Guarujá

A Procuradoria da República no Paraná denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua mulher, Marisa Letícia, e mais seis pessoas por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro em investigação relacionada à Operação Lava Jato. É a primeira vez que o ex-presidente é acusado formalmente de se beneficiar de desvios da Petrobrás. Para o Ministério Público Federal, Lula é o “comandante máximo do esquema de corrupção”. As acusações se referem ao recebimento de vantagens ilícitas da OAS por meio de um triplex no Guarujá e armazenamento de bens do acervo presidencial, de 2011 a 2016. Segundo a denúncia, o ex-presidente recebeu R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira. Parte do valor está relacionada ao apartamento: R$ 1,1 milhão para a aquisição do imóvel, R$ 926 mil em reformas, R$ 342 mil para cozinha e móveis, além de R$ 8 mil para eletrodomésticos. O armazenamento dos bens custou R$ 1,3 milhão. “Chegamos ao topo da hierarquia da organização criminosa”, disse o procurador Deltan Dallagnol.     

Folha de S. Paulo
"Lula era comandante máximo de propinocracia, diz Lava Jato"

Ex-presidente é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro; petista nega ter cometido crimes

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado pela força-tarefa da Operação Lava Jato sob acusação de ser o “comandante máximo” do esquema de corrupção na Petrobras. Segundo os investigadores, o governo do petista era uma propinocracia, que distribuiu cargos entre aliados do PT, PMDB e PP para arrecadar propinas, obter a governabilidade e perpetuar seu partido no poder. Lula, porém, foi denunciado sob acusação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro especificamente no caso do tríplex em Guarujá. O imóvel teria sido comprado e reformado pela construtora OAS para beneficiar o ex-presidente e familiares. As benesses somam R$ 2,4 milhões, diz a Procuradoria. Marisa Letícia, mulher do petista, e outras seis pessoas foram alvos da denúncia. A peça não quer dizer que Lula é culpado. Se ela for aceita pelo juiz Sergio Moro, passará à condição de réu pela primeira vez em Curitiba — a acusação de tentar obstruir a Lava Jato foi admitida pela Justiça em Brasília. O petista é alvo de outros dois inquéritos na operação. 
 

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats