quarta-feira, julho 06, 2016

Manchetes do dia

Quarta-feira 6 / 07 / 2016

O Globo
"Temer aconselhou Cunha a renunciar à presidência"

Deputado tem se mostrado preocupado com mulher e filha

No Planalto, previsão é que o peemedebista não conseguirá escapar de punição; sobre o impeachment a ser votado no Senado, governo calcula que o afastamento definitivo de Dilma será aprovado por 60 votos

O presidente interino, Michel Temer, aconselhou o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, a renunciar ao cargo. Na última conversa que tiveram, no domingo, Cunha se mostrou mais inseguro do que nas anteriores e demonstrou preocupação com o destino de sua mulher e sua filha, também investigadas na Lava-Jato, informa MÍRIAM LEITÃO. O governo considera impossível Cunha conseguir reverter sua situação no Conselho de Ética, que abriu processo de cassação contra ele. Sobre a votação do impeachment no Senado, o Planalto calcula que o afastamento definitivo de Dilma Rousseff será aprovado por 60 votos, 6 a mais que o necessário.

Folha de S.Paulo
"General que defende golpe de 64 é indicado à Funai"

Militar da reserva aceitou convite do PSC e aguarda confirmação do Planalto

O general da reserva Sebastião Roberto Peternelli Júnior foi convidado pelo PSC (Partido Social Cristão) para presidir a Funai (Fundação Nacional do Índio). Ele diz que aceitou o convite e aguarda confirmação do governo, informa Rubens Valente. O PSC encaminhou a indicação do militar ao Palácio do Planalto, que ainda não deu resposta. A sigla considera que o convite foi bem recebido e teve a informação de que o nome já foi aprovado pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Em março passado, Peternelli postou na internet uma imagem em homenagem ao golpe militar de 1964. O militar é ligado ao partido com uma das bancadas mais conservadoras no Congresso, que reúne Jair Bolsonaro (RJ) e Marco Feliciano (SP). Candidato pelo PSC a deputado federal por SP em 2014, não se elegeu. Ele foi promovido a general em 2006, no governo Lula. Desde o início do governo interino de Michel Temer, em 12 de maio, a presidência da Funai está vaga.     
 
O Estado de S.Paulo
"Serra e FHC atuam contra Venezuela no Mercosul; país reage"

Brasil quer adiar para agosto decisão sobre novo presidente do bloco

O ministro José Serra (Relações Exteriores) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pediram ao Uruguai mais tempo antes de o país passar a presidência do Mercosul à Venezuela. O Uruguai quer fazer a transferência, como prevê a regra, no segundo semestre. Mas a Venezuela é alvo de pedido do Paraguai para aplicação da cláusula democrática, que pode resultar em sua suspensão. O Brasil defende extensão do prazo até agosto para decidir a sucessão. “Não estamos pedindo para não respeitar regras, mas que se possa discutir, mais adiante, se a Venezuela fez a lição de casa”, disse FHC, que viajou a Montevidéu como convidado do governo uruguaio, em avião da FAB. “É o prazo para a Venezuela cumprir exigências”, afirmou Serra. “A República Bolivariana da Venezuela rechaça insolentes e amorais declarações do chanceler de fato do Brasil”, disse a chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez.              
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats