segunda-feira, julho 18, 2016

Manchetes do dia

Segunda-feira 18 / 07 / 2016

O Globo
"Obama chama de covarde assassino de 3 policiais"

Presidente pede moderação nas reações após novo ataque

Quarto episódio grave de violência em um mês envolvendo negros como autores ou vítimas gera temor de confrontos nos EUA

O assassinato de três policiais ontem na Louisiana, num confronto que deixou três agentes feridos, acirrou a tensão racial nos EUA. O autor dos disparos foi fuzileiro naval, tinha 29 anos e era negro, assim como um dos policiais mortos. As autoridades investigam se foi um ataque deliberado. O presidente Obama chamou o autor de covarde e pediu moderação nas reações. Em Cleveland, aumentaram as medidas de segurança para a convenção republicana, que começa hoje.   

Folha de S.Paulo
"Só privatização está descartada, afirma chefe da Petrobras"

Pedro Parente diz que gestão compartilhada de áreas é alternativa eque estatal era liderada por “desonestos”

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirma que não haverá “dogmas” na venda de ativos da estatal e admite estudar o controle compartilhado com o setor privado de algumas subsidiárias, como a BR Distribuidora ou a Transpetro. “Na hipótese de a gente abrir a maior parte do controle, é com cocontrole.” Dogma, para Parente, é apenas a privatização da estatal, que está descartada. “Não acho que a sociedade brasileira esteja madura para sequer discutir, isso sim é dogma, a privatização da Petrobras”, afirma. Em entrevista à Folha, Parente diz que a Petrobras só abrirá mão de parte do controle de algumas áreas de atuação se forem respeitadas três condições: maximizar o valor dos ativos, preservar a empresa verticalizada e manter os seus interesses estratégicos. Para o executivo, os diretores envolvidos no esquema do petrolão “foram escolhidos com a intencionalidade” de praticar crimes e que uma das razões da crise foi “fazer deliberadamente a escolha desses desonestos para liderar a empresa”. Parente afirma que a estatal conseguiu resolver“uma hemorragia”. “Mas ainda há problemas complicados, e a síntese deles é o nível de endividamento.”      
 
O Estado de S.Paulo
"Diretor da Fiesp deve R$ 6,9 bi ao governo"

Procuradoria da Fazenda acusa Laodse de Abreu de sonegação fiscal e cobra débito bilionário

O empresário Laodse de Abreu Duarte, diretor da Fiesp e presidente do Sindicato da Indústria de Óleos Vegetais, é o maior devedor da União entre as pessoas físicas, segundo levantamento do Estadão Dados. Sua dívida é de R$ 6,9 bilhões. É maior do que os débitos dos governos da Bahia e de Pernambuco individualmente com o Tesouro. Laodse já foi condenado à prisão por crime contra a ordem tributária, mas recorreu. Além de Laodse, aparecem no topo do ranking dois de seus irmãos, Luiz Lian e Luce Cleo. Quase a totalidade da dívida atribuída aos três irmãos diz respeito a um mesmo débito. Eles eram gestores do grupo empresarial familiar Duagro, que está sendo cobrado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Segundo a Fazenda, a empresa realizou supostas operações de compra e venda de títulos da Argentina e dos EUA, sem pagar impostos. Os irmãos negam sonegação e questionam as dívidas.             
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats