sábado, junho 04, 2016

Manchetes do dia

Sábado 4 / 06 / 2016

O Globo
"Propina a Renan, Sarney e Jucá foi de R$ 70 milhões"


Afirmação de Sérgio Machado está registrada em delação premiada

Ex-presidente da Transpetro disse à Lava-Jato ter dado R$ 30 milhões ao presidente do Senado em troca de sua manutenção no cargo; de acordo com ele, dinheiro desviado pagou campanhas e despesas pessoais

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado afirmou em delação premiada que pagou mais de R$ 70 milhões desviados da subsidiária da Petrobras ao presidente do Senado, Renan Calheiros, ao senador Romero Jucá e ao ex-presidente Sarney, todos do PMDB, informa JAILTON DE CARVALHO. Só a Renan foram destinados R$ 30 milhões, segundo o delator. A propina, em troca da manutenção do ex-aliado no cargo, teria sido usada para financiar campanhas e gastos pessoais. Machado, que se comprometeu a devolver R$ 100 milhões, disse que o esquema funcionou de 2003 ao ano passado. Renan negou ter recebido dinheiro e disse que não indicou Machado. Jucá nega a acusação, e Sarney não foi encontrado.     

Folha de S.Paulo
"Novos cargos não afetarão as contas, diz governo"

Postos extintos compensam 14 mil criados e não elevam despesa, afirma Planejamento

O governo do presidente interino Michel Temer afirmou que a criação de cerca de 14 mil cargos na administração federal não vai gerar aumento de despesas, porque ela compensa a extinção de outros cargos. Os novos postos foram autorizados no pacote de reajustes salariais para o funcionalismo, que ainda precisará passar pela aprovação do Senado. Em nota, o Planejamento diz que não houve “criação de novos cargos na administração federal que gerasse aumento de despesas”. De acordo com o ministério, todos os cargos remanejados serão mantidos vagos, já que a lei orçamentária proíbe a realização de concursos neste ano e essa medida deve ser mantida até 2017. No entanto, os cargos extintos estão vagos, são em grande parte de carreiras antigas e já não representam despesas para o governo. Na prática, a eliminação de postos desocupados pode não compensar os novos, porque não havia objetivo de preenchê-los. A criação também deve ampliar pressão por concursos. 

O Estado de S.Paulo
"Machado diz que Renan, Jucá e Sarney receberam R$ 70 mi"

Em delação premiada, ex-presidente da Transpetro afirmou que só presidente do Senado levou R$ 30 milhões

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado afirmou à Operação Lava Jato ter arrecadado e pago mais de R$ 70 milhões desviados da Petrobrás aos senadores Renan Calheiros (PMDBAL), Romero Jucá (PMDB-RR) e José Sarney (PMDB-AP). As informações foram publicadas ontem no site do jornal O Globo e confirmadas pelo Estado. Renan, um dos responsáveis pela indicação de Machado para a Transpetro, recebeu R$ 30 milhões, segundo depoimento de Machado na delação premiada. Ele disse ainda que repassou cerca de R$ 20 milhões a Sarney e outros R$ 20 milhões a Jucá, que ficou uma semana como ministro do Planejamento do governo do presidente em exercício Michel Temer. A delação foi homologada no dia 24 de maio pelo ministro do STF Teori Zavascki e, com isso, pode ser utilizada para novas investigações. Os citados negam ter recebido dinheiro.        
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats