terça-feira, maio 17, 2016

Manchetes do dia

Terça-feira 17 / 05 / 2016

O Globo
"Temer troca comando de BNDES, Petrobras e BB"

Maria Silvia Bastos Marques será presidente do banco de fomento

Petrolífera também terá nova liderança, e Pedro Parente, que foi ministro da Casa Civil de Fernando Henrique Cardoso, é cotado para o cargo. Gustavo do Vale, ex-Infraero, assumirá o Banco do Brasil

O presidente interino, Michel Temer, começou a mudar o comando dos principais bancos estatais. A economista Maria Silvia Bastos Marques, que foi presidente da CSN e da Empresa Olímpica Municipal, vai comandar o BNDES. Temer fora criticado pela ausência feminina em cargos de primeiro escalão. A escolha de Maria Silvia, primeira mulher na presidência do banco, agradou a empresários, que destacaram seu perfil técnico e a experiência nos setores público e privado. Temer também já decidiu trocar o comando da Petrobras, e o mais cotado para o cargo é Pedro Parente, que foi ministro da Casa Civil no governo Fernando Henrique. Para a presidência do Banco do Brasil, com o aval do ministro Henrique Meirelles (Fazenda), o escolhido é Gustavo do Vale, atual presidente da Infraero. O nome de consenso para a Caixa Econômica Federal é Gilberto Occhi, ex-ministro da Integração e das Cidades.  

Folha de S.Paulo
"Tamanho do SUS precisa ser revisto, diz ministro"

Para Ricardo Barros (Saúde), país não será capaz de sustentar todos os direitos

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), afirmou que o Brasil não vai mais conseguir sustentar todos os direitos determinados pela Constituição, como o acesso universal ao sistema público de saúde, e precisará rever o modelo no futuro. “Vamos ter que repactuar, [como] outros países que tiveram que repactuar as obrigações do Estado porque ele não tinha mais capacidade de sustentá- las”, disse a Cláudia Collucci. “Não adianta lutar por direitos que não poderão ser entregues pelo Estado.” Segundo ele, não há capacidade financeira suficiente que permita suprir todas as garantias constitucionais. “Temos que chegar ao ponto do equilíbrio entre o que o Estado tem condições de suprir e o que o cidadão tem direito de receber.” Barros afirmou que a melhoria dos sistemas de informação e de gestão será a marcada sua administração. Ele pediu agilidade à Agência Nacional de Saúde para evitar que a judicialização eleve custo de operadoras e valor dos planos.

O Estado de S.Paulo
"Temer põe economista pró-privatização no BNDES"

Nome de Maria Silvia Bastos Marques, ex-CSN, é anunciado após críticas à falta de mulheres no governo

A economista Maria Silvia Bastos Marques vai substituir Luciano Coutinho na presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O anúncio foi feito ontem, em comunicado da Presidência da República, após várias críticas à falta de mulheres no Ministério de Michel Temer (PMDB). Com fama de “trator” no mundo dos negócios, Maria Silvia volta ao banco onde atuou como diretora de 1991 a 1992, no governo Fernando Collor. Sua carreira inclui também a presidência da siderúrgica CSN e da Icatu Seguros e o comando da Empresa Olímpica Municipal, órgão da Prefeitura do Rio responsável por coordenar a construção das instalações olímpicas. Sua chegada ao BNDES sugere uma guinada da instituição para as concessões ao setor privado na área de infraestrutura. “O presidente Michel Temer a escolheu pela sua competência”, disse o ministro do Planejamento, Romero Jucá, a quem Maria Silvia se reportará.       
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats