sexta-feira, maio 20, 2016

Coluna do Celsinho

Caldo de galinha

Celso de Almeida Jr

Nesta última quarta-feira a noite, tomando um caldinho com um amigo que trabalha em instituição militar, soube da penúria de seu departamento.

Recursos contingenciados.

Ações de capacitação comprometidas.

Projetos congelados.

Na manhã seguinte, leio nos jornais resolução do Partido dos Trabalhadores que contém, entre outras avaliações conjunturais, o seguinte parágrafo:

“Fomos igualmente descuidados com a necessidade de reformar o Estado, o que implicaria impedir a sabotagem conservadora nas estruturas de mando da Polícia Federal e do Ministério Público Federal; modificar os currículos das academias militares; promover oficiais com compromisso democrático e nacionalista; fortalecer a ala mais avançada do Itamaraty e redimensionar sensivelmente a distribuição de 5 verbas publicitárias para os monopólios da informação.”

Já incomodados com os grandes desafios orçamentárias que enfrentam, comandantes das Forças Armadas ficaram ainda mais irritados com as palavrinhas provocativas acima.

Pois é...

Aos poucos, o país vai conhecendo o que de fato o projeto petista ambicionava.

Experiente, Michel Temer não mexe nesse vespeiro.

E, como indicam suas ações até aqui, mostra que cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Visite: www.letrasdocelso.blogspot.com

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats