quinta-feira, janeiro 07, 2016

Manchetes do dia

Quinta-feira 7 / 01 / 2016

O Globo
"Previdência do Rio só tem 27% do que precisa pagar"

Gastos com inativos chegarão a R$ 17,8 bi, mas só há R$ 4,9 bi garantidos

Aposentadorias e pensões quase equivalem ao que será gasto com Segurança, Saúde e Educação este ano
A conta da previdência do estado, estimada em R$ 17,8 bilhões este ano, será o grande desafio do governo Pezão, que já enfrenta grave crise, especialmente na saúde. O valor corresponde a quase o total dos orçamentos, somados, de Segurança, Saúde e Educação. Mas apenas R$ 4,9 bilhões, da contribuição previdenciária de funcionários da ativa, estão garantidos, revela ELENILCE BOTTARI. Fortemente dependente dos royalties do petróleo, cujo preço continua a despencar, o Rioprevidência, fundo de pensão dos servidores estaduais, terá de buscar outras fontes de receita, como a venda de imóveis, para fechar as contas de 2016. 

Folha de S.Paulo
"Patrimônio de Cunha cresceu além de renda, indica Receita"

Alta incompatível de deputado e família foi de R$ 1,8 milhão em 4 anos; ele nega

A Receita Federal encontrou indícios de aumento patrimonial incompatível com a renda declarada do presidente da Câmara, Eduardo Cunha(PMDB-RJ), e familiares, informam Aguirre Talento e Márcio Falcão. Segundo relatório do órgão, feito a pedido Procuradoria- Geral da República na Operação Lava Jato, o crescimento “a descoberto” dos três totaliza R$ 1,8 milhão entre os anos de 2011 e 2014. A descoberta não significa necessariamente sonegação fiscal, mas, caso irregularidades sejam comprovadas, podem resultar na cobrança de impostos devidos e de multas, além de basear investigações e processos. Os três são investigados no Supremo Tribunal Federal sob suspeita de terem mantido contas secretas no exterior, com cerca de R$ 9,6 milhões, abastecidas com verba desviada da Petrobras. Cunha foi denunciado sob acusação de receber US$ 5 milhões em propina. O deputado é alvo de um pedido da PGR de afastamento do comando da Câmara e também responde a um processo de cassação na Casa. O deputado nega todas as acusações. Ele afirma que não possui patrimônio “a descoberto”e que desconhece o relatório da Receita. As defesas de sua filha e de sua mulher não se pronunciaram. 

O Estado de S.Paulo
"Mensagens indicam atuação de Wagner por empreiteiros"

Mensagens de texto trocadas por celular por Léo Pinheiro, executivo da construtora OAS, entre agosto de 2012 e outubro de 2014, indicam intermediação do então governador da Bahia e atual ministro da Casa Civil,Jaques Wagner, a favor de empreiteiros no governo federal e negociação de apoio financeiro ao candidato petista à prefeitura de Salvador em 2012, Nelson Pellegrino. As mensagens foram remetidas à Procuradoria- Geral da República no caso da Lava Jato, informam Daniel Carvalho e Beatriz Bulla. Pinheiro foi condenado a 16 anos de prisão por corrupção,lavagem de dinheiro e organização criminosa. Nas mensagens,Wagner é identificado como JW. Investigadores acreditam que ele é também o Compositor, em referência ao alemão Richard Wagner. Em 2014,Pinheiro pede ajuda para falar com o ministro dos Transportes para liberar R$ 41,76 milhões referentes a convênio de 2013. "Ok, vou fazê-lo", responde Wagner.Ontem,ele não comentou o caso.       
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats