sábado, janeiro 30, 2016

Manchetes do dia

Sábado 30 / 01 / 2016

O Globo
"Investigado, Lula terá de explicar tríplex e sítio"

Odebrecht teria pagado reforma do imóvel rural

Petista admite que frequentava a propriedade

Dona Marisa também terá de depor no MP

Dois dias após a Lava-Jato realizar a operação Triplo X por suspeita de lavagem de dinheiro envolvendo o tríplex que foi do ex-presidente Lula em Guarujá, o Ministério Público de São Paulo intimou o petista e sua mulher, Marisa Letícia, para depor sobre a suposta tentativa de ocultação de patrimônio envolvendo o mesmo imóvel.

É a primeira vez que Lula deverá ser interrogado como investigado. Em outra frente, a Lava-Jato ouviu ontem Patrícia Fabiana Melo, ex-dona de uma loja de material de construção em Atibaia, no interior de São Paulo, vizinha a um sítio frequentado por Lula e sua família.

Ela relatou a participação da Odebrecht, também investigada na Lava-Jato, na reforma do imóvel rural, que pertence a dois sócios de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente. Em nota, Lula confirmou que passou a frequentar o sítio em 2011, após deixar o governo, e disse que a tentativa de vinculá-lo a supostos atos ilícitos visa a macular sua imagem. 

Folha de S.Paulo
"Nota fiscal de barco reforça elo de Lula com sítio em SP"

Documento obtido pela Folha aponta que ex-primeira-dama comprou embarcação entregue no local

Uma nota fiscal obtida pela Folha reforça a ligação do ex-presidente Lula e familiares com um sítio em Atibaia (SP) registrado em nome de dois sócios de um dos filhos do petista, Fábio Luís. O documento aponta que um barco foi adquirido pela ex-primeira-dama Marisa Letícia em setembro de 2013 a ser entregue na propriedade, informa Flávio Ferreira.

Ao entregar o barco, que custou R$ 4.126, o caminhoneiro José dos Reis perguntou se o nome na nota fiscal era o da mulher de Lula. "É, mas não pode falar para ninguém. Não comente com ninguém", diz ter ouvido de funcionário do sítio. Na sexta (29), a Folha publicou que, segundo fornecedores, a empreiteira Odebrecht bancou parte da reforma da propriedade.

A Lava Jato passou a apurar a participação da empresa na obra. Em nota, o ex-presidente admitiu que frequenta o sítio, negou qualquer irregularidade, mas não respondeu os questionamentos da reportagem sobre a entrega da embarcação no local.        

O Estado de S.Paulo
"MP intima Lula e Marisa a depor como investigados"

Ex-presidente e mulher falarão em inquérito que tem como alvo condomínio no Guarujá onde casal teria tríplex

O Ministério Público de São Paulo intimou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher dele, Marisa Letícia, e o empreiteiro José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ligado à OAS, aprestarem depoimento no dia 17 sobre tríplex do condomínio Solaris, no Guarujá.

Segundo o promotor Cássio Conserino, Lula e Marisa vão depor como investigados. Conserino diz ter indícios de tentativa de se esconder a identidade do verdadeiro dono do tríplex 164-A, no Solaris. Todo o apartamento foi reformado pela construtora em obra que teria custado R$ 777 mil.

A OAS também comprou de eletrodomésticos a tampa da pia da cozinha do imóvel que pertenceria ao ex-presidente, o que pode caracterizar lavagem de dinheiro. Nova fase da Lava Jato teve o Solaris como alvo. Em 2006, ao se reeleger presidente, Lula declarou à Justiça eleitoral participação de R$ 47 mil na Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop). A entidade foi fundada por núcleo do PT e, com problemas de caixa, passou o Solaris à OAS.               
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats