quarta-feira, janeiro 27, 2016

Manchetes do dia

Quarta-feira 27 / 01 / 2016

O Globo
"Dirceu atribuirá indicação de Duque ao PT, que reage"

Delator diz que ex-ministro fez 113 voos em seus jatos como parte de propina

Petista será interrogado pela primeira vez pelo juiz da Lava-Jato, Sérgio Moro, na sexta-feira, e, segundo seu advogado, poderá revelar nomes para se defender de acusações que pesam contra ele.

Preso há seis meses pela Lava-Jato, o ex-ministro José Dirceu será ouvido pela primeira vez pelo juiz Sérgio Moro na sexta-feira, quando pretende "se defender e contestar" as acusações que pesam contra ele, segundo seu advogado Odel Antun.

"O que pode acontecer é surgirem nomes", diz o advogado, afirmando que Dirceu vai confirmar declaração do delator Fernando Moura de que foi o diretório do PT de São Paulo, e não ele, quem indicou o ex-diretor da Petrobras Renato Duque para o cargo. O presidente do PT-SP na época, Paulo Frateschi, reagiu e disse desconhecer Duque. Outro delator, Júlio Camargo, contou que Dirceu usou seus jatinhos 113 vezes, em 2010 e 2011, como pagamento de propina por desvios na Petrobras.

Folha de S.Paulo
"SP registra a menor taxa de homicídios em 20 anos"

Em 2015, foi a primeira vez desde 1996 que o índice anual ficou abaixo da zona considerada epidêmica

O Estado de São Paulo registrou em 2015 sua menor taxa de homicídio doloso (com intenção de matar) em ao menos duas décadas. O índice fechou em 8,73 casos por 100 mil habitantes. É a primeira vez na série histórica iniciada em 1996 que o nível fica abaixo de dez homicídios por 100 mil, a zona considerada epidêmica por governo e relatórios internacionais da ONU. 

O melhor resultado anterior tinha sido de 10,06, em 2014. A redução dos homicídios de um ano para outro foi de 12,5% —3.757 casos em 2015 ante 4.293 em 2014. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) atribuiu os resultados à ação da polícia. Especialistas em segurança ouvidos pela Folha concordam que houve melhoria na investigação policial desses crimes nas últimas duas décadas, incluindo mapeamentos de áreas críticas.

Eles citam ao menos outros dois fatores: melhor controle das armas após o Estatuto do Desarmamento, de 2003, e redução da disputa por pontos de venda de droga devido ao domínio do PCC como facção criminosa. O Estado de São Paulo também registrou redução em todos os indicadores de criminalidade divulgados mensalmente, como roubo de carga, roubo a banco, roubo de veículos, latrocínio, sequestro e estupro.        

O Estado de S.Paulo
"Governo quer injetar R$ 50 bi no crédito via bancos públicos"

Anúncio deve ser amanhã; dinheiro virá de Banco do Brasil, BNDES, Caixa e FGTS

O governo deve liberar cerca de R$ 50 bilhões em linhas de crédito do Banco do Brasil, BNDES e Caixa (incluindo recursos do FGTS) no esforço para retomar investimentos e impulsionar a economia, segundo apurou o 'Broadcast'. O anúncio será feito amanhã pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, na reabertura do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão. Também será anunciada ampliação de linhas do BNDES para financiar a produção de bens e serviços para exportação. A presidente Dilma Rousseff quer que o comércio exterior seja um dos caminhos para reativar a economia. Embora a intenção da equipe econômica não seja anunciar um pacote de medidas, o reforço no crédito será o principal resultado prático da reunião. A avaliação é de que há demanda para empréstimos, apesar do ceticismo no mercado.              
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats