quinta-feira, novembro 12, 2015

Manchetes do dia

Quinta-feira 12 / 11 / 2015

O Globo
"Microcefalia leva país a decretar emergência"

No Nordeste, 141 bebês nasceram com a malformação

Principal suspeita recai sobre vírus zika transmitido pelo ‘Aedes’ e causador de surto na região. Decretada pela primeira vez, medida aumenta vigilância no país e realocação de verbas. Governo descarta epidemia

A descoberta de 141 casos de microcefalia — nascimento de bebês com mal formação do crânio — em 44 municípios de Pernambuco levou o Ministério da Saúde a decretar estado de emergência sanitária nacional. Estão em investigação também casos na Paraíba e no Rio Grande do Norte. Criada em 2011 e decretada agora pela primeira vez, a medida aumenta a vigilância sanitária e permite realocar recursos. A principal suspeita é que os casos tenham sido provocados pelo vírus zika, transmitido pelo mosquito da dengue.     

Folha de S.Paulo
"Papéis contradizem versão de Cunha sobre conta suíça"

Extratos mostram movimentação de recursos; PSDB formaliza rompimento

A Procuradoria-Geral da República recebeu documentos de autoridades suíças que contrariam aversão de Eduardo Cunha de que não movimentou dinheiro depositado em uma de suas contas na Suíça por lobista investigado na Lava Jato. Diferentemente do que declarou o peemedebista, extratos bancários mostram que ocorreu movimentação de recursos duas vezes no primeiro semestre do ano passado, informam Graciliano Rocha, Mario Cesar Carvalho e Flávio Ferreira. Cunha diz que não mexeu no 1,3 milhão de francos suíços transferidos em 2011para se defender da acusação de se beneficiar no petrolão. Processo para cassá-lo corre em comitê da Câmara. O deputado disse que só se pronunciará de novo na Justiça. O PSDB, principal sigla de oposição, formalizou o rompimento com Cunha e indicou que votará por sua cassação. O peemedebista afirmou que “cada um se posiciona como quer”. Em nota, 13 partidos manifestaram apoio a Cunha.   

O Estado de S.Paulo
"Abandonado pelo PSDB, Cunha recebe apoio de 13 partidos"

Tucanos rompem com presidente da Câmara, mas líderes da base de Dilma Rousseff divulgam documento defendendo uso de todos os prazos para a defesa

O PSDB formalizou ontem seu rompimento com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os dois representantes do partido no Conselho de Ética prometem votar pela cassação do mandato do deputado acusado de se beneficiar da corrupção na Petrobrás. Pela primeira vez, o líder tucano, Carlos Sampaio (SP), subiu à tribuna para cobrar afastamento do peemedebista. Até então, o partido havia apenas divulgado nota. Apesar do revés, Cunha recebeu apoio de 13 partidos. O documento que defende sua permanência na chefia da Casa foi assinado pela base do governo - PR, PMDB, PSC, PP, PSD, PTB, PEN, PMN, PRP, PHS, PTN e PT do B - e pelo Solidariedade. O líder do PSC na Câmara, André Moura (SE), leu em plenário o texto de apoio em que líderes dos partidos que representam mais de 230 parlamentares dizem ter total confiança na condução dos trabalhos por Cunha e defendem o uso de todos os prazos legais de defesa.
           

Nenhum comentário:

 
Free counter and web stats